Guia de operações do SAP NetWeaver

Mantenha tudo organizado com as coleções Salve e categorize o conteúdo com base nas suas preferências.

Neste guia, apresentamos uma visão geral de como gerenciar operações de TI para um sistema SAP NetWeaver em execução no Compute Engine. As especificidades do gerenciamento do produto SAP NetWeaver não foram incluídas neste guia. O Google Cloud é certificado para executar servidores de aplicativos SAP NetWeaver ABAP e Java, bem como produtos SAP com base nessas pilhas de servidores de aplicativos.

Como gerenciar instâncias de VM do Compute Engine

Esta seção mostra como realizar tarefas administrativas normalmente necessárias para operar o SAP NetWeaver no Compute Engine, incluindo informações sobre como iniciar e interromper sistemas.

Como gerenciar a vida útil da VM

Nesta seção, são fornecidas informações sobre como gerenciar o estado de execução da suas VMs do Compute Engine.

Como manter a disponibilidade da VM

É possível determinar o comportamento de uma VM durante determinados eventos relacionados à infraestrutura, para isso, use as políticas de disponibilidade do Compute Engine Para as instâncias de VM da sua implementação do SAP NetWeaver, é importante que você não desative os seguintes recursos:

  • Migração em tempo real, usado pelo Compute Engine para manter sua instância em execução ao responder a um evento de manutenção de infraestrutura.
  • Reinício automático, usado pelo Compute Engine para reiniciar sua instância no caso de uma falha. O reinício do sistema SAP não é automático.

Como interromper uma VM

É possível interromper um ou vários hosts do SAP NetWeaver a qualquer momento, mas lembre-se, interromper uma instância de VM causa o encerramento da instância. Se o encerramento não for concluído em dois minutos, ocorrerá a interrupção forçada da instância. Como prática recomendada, você deve interromper o SAP NetWeaver antes de interromper a instância.

Interromper uma VM faz com que o Compute Engine envie o sinal de desligamento da ACPI para a instância da VM. Você não será cobrado pela instância de VM após a interrupção.

Se você tiver discos permanentes conectados à VM, os discos não serão excluídos e você continuará sendo cobrado por eles. Se os dados no disco permanente forem importantes, será possível:

  • manter o disco;
  • criar um instantâneo do disco permanente e excluir o disco. Essa opção pode ajudar a reduzir custos. Você ainda poderá criar outro disco, a partir do instantâneo, quando precisar dos dados novamente.

Para interromper uma VM:

  1. No Console do Google Cloud, navegue até:

    PÁGINA DE INSTÂNCIAS DE VM

  2. Selecione uma ou mais instâncias a serem interrompidas.

  3. Na parte superior da página Instâncias de VM, clique em INTERROMPER.

Para alternativas e mais informações, consulte Como interromper uma instância.

Como reiniciar uma VM

Para reiniciar uma VM:

  1. No Console do Google Cloud, navegue até:

    PÁGINA DE INSTÂNCIAS DE VM

  2. Selecione as instâncias a serem reiniciadas.

  3. No canto superior direito da página, clique em INICIAR.

Para alternativas e mais informações, consulte Como reiniciar uma instância.

Como modificar uma VM

É possível alterar vários atributos de uma VM, incluindo o tipo de VM, depois que ela é implantada. Algumas mudanças podem exigir que você restaure backups do seu sistema SAP, enquanto outras exigem apenas a reinicialização da VM.

Para mais informações, consulte Como modificar configurações de VM para sistemas SAP.

Como capturar o estado do sistema

Nesta seção, descrevemos cenários em que há necessidade de salvar o estado do sistema e os recursos do Compute Engine que podem ser usados para essa finalidade.

Como usar instantâneos

É possível criar um instantâneo de um disco permanente a qualquer momento para gerar uma cópia do estado do disco em determinado momento. O Compute Engine armazena várias cópias de cada instantâneo em vários locais, com somas de verificação automáticas para garantir a integridade dos dados.

Os instantâneos são úteis para os seguintes casos de uso:

Caso de uso Detalhes
Migrar para um tipo diferente de armazenamento. É possível usar snapshots para trocar o tipo de um disco permanente (padrão ou SSD). Consulte Como restaurar um snapshot para outro tipo de disco na documentação do Compute Engine.
Migrar o SAP NetWeaver para outra zona. Use instantâneos para mover o sistema SAP NetWeaver de uma zona para outra, na mesma região ou até mesmo de uma região para outra. Consulte Como mover VMs entre regiões e zonas.
Fornecer uma solução de backup simples, econômica e independente de software. Faça backup dos seus discos permanentes anexados usando instantâneos. É possível fazer backup do seu disco raiz e dos binários instalados no SAP NetWeaver.
Snapshots podem ser úteis para fazer backups dos sistemas de banco de dados. No entanto, dependendo da sua implementação, talvez você queira usar outra abordagem. Para receber orientações sobre como fazer backup e restauração de bancos de dados, consulte os guias mencionados em Operações de banco de dados.

Para conseguir um instantâneo consistente, você precisa interromper o SAP NetWeaver ou impedir que o banco de dados grave no sistema de arquivos.

Para criar um instantâneo, siga as instruções do Compute Engine para criar instantâneos. Preste muita atenção às etapas de preparação como, por exemplo, liberar os buffers de disco para o disco, a fim de garantir que o instantâneo seja consistente.

Como criar imagens

Para capturar o estado de um disco de inicialização, crie uma imagem personalizada. Uma imagem é diferente de um backup, porque você usa uma imagem para criar novas instâncias de VM, baseadas em uma única VM de origem.

Ao seguir o Guia de implantação do SAP NetWeaver no Google Cloud, você deve ter criado uma ou mais imagens no final das etapas de implantação. No entanto, talvez convenha criar novas imagens depois de fazer alterações importantes no sistema, como instalar uma atualização de binários do SAP NetWeaver ou fazer upgrade da versão do SAP NetWeaver.

Para receber instruções, veja:

Como executar a movimentação de VMs entre regiões e zonas

O Compute Engine permite mover VMs entre zonas na mesma região e zonas em diferentes regiões. Talvez você queira mover uma VM se uma zona ficar obsoleta ou para melhorar o desempenho usando uma nova região ou zona que se torne disponível.

A documentação do Compute Engine contém instruções detalhadas sobre como mover sua VM para outra zona.

Veja a seguir as observações para o SAP NetWeaver:

  • O sistema SAP só pode ser executado em certas zonas, devido a restrições do tipo de máquina. Consulte o Guia de planejamento do SAP NetWeaver no Google Cloud para detalhes.
  • O ID da VM é alterado quando é feita a migração. Essa alteração aciona uma alteração na chave do SAP HW, que exige a importação de uma nova licença SAP.
  • Use o mesmo nome de host na nova zona, se ainda não estiver em uso. Se o nome do host for alterado, você precisará usar o recurso de operações genéricas do SWPM da SAP para executar uma operação de renomeação e alterar o nome do host do SAP NetWeaver.

Operações de banco de dados

Nesta seção, fornecemos recursos para gerenciar os seguintes servidores de banco de dados no Google Cloud:

  • SAP HANA
  • SAP ASE
  • IBM Db2 para Linux, UNIX e Windows (IBM Db2)
  • Microsoft SQL Server

Operações do SAP HANA

Para mais informações sobre como executar o SAP HANA no Google Cloud, consulte o Guia de operações do SAP HANA no Google Cloud. Nesse guia, você encontra muitos detalhes sobre administração, backup e recuperação, segurança, rede e outros tópicos.

Operações do SAP ASE

Para mais informações sobre como usar o SAP ASE, consulte SAP Adaptive Server Enterprise.

Operações do IBM Db2

Para mais informações sobre o uso do IBM Db2 com SAP, consulte SAP no IBM Db2 para Linux, UNIX e Windows.

Operações do Microsoft SQL Server

Os recursos a seguir fornecem detalhes sobre como executar o Microsoft SQL Server no Google Cloud:

Recurso Descrição
Práticas recomendadas para o Microsoft SQL Server Saiba como configurar o Microsoft SQL Server para ter estabilidade e desempenho no Compute Engine.

Observe as seguintes diferenças importantes nas práticas recomendadas para sistemas SAP:


  • Não use unidades SSD locais. Use SSDs de disco permanentes.
  • Para processamento de consulta paralela, defina o grau máximo de paralelismo como 1, não como 8.
  • A configuração do log de transações precisa ser "FULL" para bancos de dados do Microsoft SQL Server em sistemas de produção.
  • Não use o recurso de extensão do pool de buffers.
Teste de carga do SQL Server usando HammerDB Nesse tutorial, mostramos como usar o HammerDB para realizar testes de carga em uma instância do Microsoft SQL Server do Compute Engine.

Operações do IAM

O controle do acesso aos recursos do Google Cloud é uma parte essencial para proteger e operar sua implantação. Ainda que a SAP forneça o próprio sistema de gerenciamento de usuários, o gerenciamento de identidade e acesso (IAM) do GCP oferece controle unificado sobre as permissões para recursos do Google Cloud. É possível gerenciar o controle de acesso definindo quem tem qual acesso aos recursos. Por exemplo, é possível controlar quem pode realizar operações de plano de controle nas instâncias SAP, como criação e modificação de VMs, discos permanentes e rede.

Para uma visão geral do IAM no Compute Engine, consulte Opções de controle de acesso.

Como gerenciar os membros da equipe

De vez em quando, você removerá ou adicionará membros da equipe do seu projeto ou fará a alteração dos respectivos níveis de permissão. Para saber detalhes sobre como gerenciar os membros da equipe, consulte Adicionar, Remover Membros da Equipe e Alterar Permissões.

Os papéis do IAM são fundamentais para conceder permissões aos usuários. Para conhecê-los e saber quais as permissões oferecidas, consulte Papéis do gerenciamento de identidade e acesso.

Como gerenciar chaves SSH

Por padrão, as chaves SSH são gerenciadas automaticamente pelo Compute Engine. Se você decidir gerenciar suas próprias chaves SSH, de vez em quando será preciso adicionar e remover chaves durante as operações normais. Para detalhes das etapas, consulte Como adicionar e remover chaves SSH.

Como gerenciar contas de serviço

Use as contas de serviço do IAM para conceder permissões a aplicativos e serviços. É importante entender como as contas de serviço funcionam no Compute Engine.

Se uma conta de serviço for atribuída a uma VM do Compute Engine, ela será a conta de serviço padrão dos aplicativos executados nessa VM. Qualquer aplicativo que use a conta de serviço de VM herda os papéis e as permissões do IAM concedidos à conta de serviço de VM.

Para mais informações, consulte Gerenciamento de identidade e acesso para programas SAP no Google Cloud.

Uso do Cloud Logging

O Cloud Logging é a solução do Google Cloud para geração de registros em todo o sistema. O Cloud Logging permite armazenar, pesquisar, analisar, monitorar e alertar sobre dados e eventos de registro. Para usar o Cloud Logging, é necessário instalar o agente do Cloud Logging em cada VM.

Se você não instalou o agente, instale-o agora. Consulte Como instalar o agente do Logging.

Para detalhes sobre os registros compatíveis, consulte Registros do Compute Engine.

Controle de acesso

O Cloud Logging fornece controle de acesso granular a registros e operações de registro. Para detalhes, consulte o Guia de controle de acesso.

Registros de auditoria

Nos registros de auditoria do Cloud há informações importantes sobre as atividades que acontecem no GCP por meio de dois tipos de registro: atividade do administrador e acesso a dados. Você vê o feed de atividades e o visualizador de registros no Console do Google Cloud.

O agente de monitoramento para SAP NetWeaver

O Google Cloud oferece um agente de monitoramento especificamente para o SAP, o agente de monitoramento do Google Cloud para SAP NetWeaver, que coleta dados sobre a máquina host do Google Cloud e o ambiente dela. O agente também fornece os dados para o SAP Host Agent.

O SAP Host Agent, com o programa saposcol, e o agente de monitoramento para SAP NetWeaver, são necessários para fins de suporte e para monitorar o desempenho de sistemas SAP em execução no Google Cloud, incluindo SAP NetWeaver, SAP HANA, SAP ASE, SAP MaxDB e outros.

Quando o agente de monitoramento do SAP NetWeaver está em execução em uma VM do Compute Engine, ele também coleta metadados do Cloud Monitoring, parte do conjunto de operações do Google Cloud.

Métricas coletadas pelo agente de monitoramento

O agente de monitoramento do SAP NetWeaver fornece dados para o sistema de monitoramento do SAP, incluindo métricas sobre:

  • CPUs, por exemplo, utilização da CPU.
  • Armazenamento em disco permanente, por exemplo, capacidade e latência do disco.
  • Memória, por exemplo, consumo de memória.
  • Redes, por exemplo, largura de banda de rede.
  • Configuração, incluindo informações sobre a máquina host e o ambiente dela.

As métricas coletadas pelo agente de monitoramento do SAP NetWeaver são determinadas pela SAP. Para uma descrição das métricas que o agente coleta, consulte a Nota SAP 2469354.

Sistemas operacionais compatíveis

O agente de monitoramento do SAP NetWeaver é compatível com todos os sistemas operacionais compatíveis com o SAP NetWeaver. Para detalhes, consulte a lista de sistemas operacionais compatíveis.

Agente do SAP NetWeaver Monitoring versão 2.0

Para o Linux, a versão 2.0 do agente de monitoramento do SAP NetWeaver oferece uma maneira mais simples de instalar e fazer upgrade, em conformidade com o gerenciamento de pacotes padrão baseado em SO. No Windows, apenas o nome do serviço é alterado para google-sapnetweavermonitoring-agent.

As informações coletadas pela versão 2.0 do agente de monitoramento para SAP NetWeaver são as mesmas da versão 1.0.

Mudanças na versão 2.0

A versão 2.0 do agente de monitoramento para SAP NetWeaver contém as seguintes alterações significativas desde a versão 1.0:

  • Mudanças para Linux:

    • Instale a versão 2.0 do agente usando comandos padrão de gerenciamento de pacotes do sistema operacional, yum ou zypper.
    • O agente de monitoramento do SAP NetWeaver é um serviço controlado com operações systemctl.
  • Mudanças no Windows:

    • O nome do serviço foi alterado para google-sapnetweavermonitoring-agent.
  • Mudanças nas máquinas da Solução Bare Metal:

    • Você cria o arquivo configuration.yaml em um diretório diferente da versão 1.0.

Como fazer upgrade do agente de monitoramento para SAP NetWeaver

Para fazer upgrade do agente de monitoramento para SAP NetWeaver da versão 1.0 para a versão 2.0, instale o agente de monitoramento para SAP NetWeaver versão 2.0. O processo de instalação detecta automaticamente a versão anterior, interrompe e a desativa.

Para obter mais informações sobre instalação, consulte visão geral da instalação.

Visão geral da instalação

Versão 2.0

No Linux, você instala o agente de monitoramento para o SAP NetWeaver usando comandos padrão de gerenciamento de pacotes do sistema operacional, yum ou zypper. O comando de gerenciamento de pacotes conclui as seguintes tarefas:

  • Download da versão mais recente do agente de monitoramento do SAP NetWeaver.
  • Cria o agente como um serviço systemd do Linux, chamado google-sapnetweavermonitoring-agent.

No Windows, quando você emite o comando de instalação, o script de instalação fornecido conclui as seguintes tarefas:

  • Download da versão mais recente do agente de monitoramento do SAP NetWeaver.
  • Cria um serviço do Windows chamado google-sapnetweavermonitoring-agent e uma tarefa programada que é executada a cada minuto para verificar se o serviço ainda está em execução e, se necessário, reiniciá-lo.

Versão 1.0

Quando você emite o comando de instalação, o script de instalação fornecido conclui as seguintes tarefas:

  • Download da versão mais recente do agente de monitoramento do SAP NetWeaver.
  • Faz o download das dependências, como as bibliotecas OpenJDK e SIGAR.
  • No Linux, cria um job cron como raiz que monitora se o agente de monitoramento do SAP NetWeaver está em execução e, se necessário, reinicia o agente.

  • No Windows, cria um serviço do Windows chamado GCP Metrics Provider e uma tarefa programada que é executada a cada minuto para verificar se o serviço ainda está em execução e, se necessário, reiniciá-lo.

Para instruções de instalação de VMs do Compute Engine, consulte o guia de implantação que se aplica ao seu cenário de implantação:

Para instruções de instalação de uma máquina da Solução Bare Metal, consulte Como instalar o agente de monitoramento do SAP NetWeaver.

Noções básicas sobre o ciclo de vida do agente de monitoramento

Ao gerenciar operações de monitoramento, é útil entender o que o agente de monitoramento do SAP NetWeaver está fazendo. Veja como isso funciona:

  • O Cloud Monitoring tem um agente local que coleta métricas, eventos e metadados do Google Cloud. O Compute Engine também fornece APIs que fornecem funcionalidade de monitoramento.
  • Cada VM na implantação precisa hospedar uma instância do agente de monitoramento do SAP NetWeaver. O agente de monitoramento é executado como um serviço do Windows ou do Linux.
  • O agente de monitoramento do SAP NetWeaver combina dados de monitoramento do Monitoring e as APIs do Compute Engine.
  • O SAP Host Agent pesquisa, em HTTP, no agente de monitoramento do SAP NetWeaver pelos dados armazenados em cache. Ele agrega as métricas, gera relatórios e as armazena no banco de dados SAP NetWeaver.
  • As métricas agregadas são exibidas pela transação ST06 do SAP ou pela interface de linha de comando saposcol.
  • É possível visualizar os dados do agente de monitoramento do SAP NetWeaver executando um comando em uma janela de terminal.

Acesso à API Cloud para o agente de monitoramento do SAP NetWeaver

Quando o agente de monitoramento do SAP NetWeaver está em execução em uma VM do Compute Engine, ele lê dados do Monitoring.

O acesso às APIs do Monitoring pode ser controlado pelas permissões do IAM concedidas à conta de serviço da VM do host, pelos escopos de acesso da API Google Cloud concedidos à VM ou pelos dois.

O Compute Engine recomenda usar apenas as permissões do IAM da conta de serviço da VM para controlar o acesso aos recursos do Google Cloud e definir os escopos de acesso da VM para permitir acesso total a todas as APIs do Cloud. Para mais informações, consulte Práticas recomendadas.

O agente de monitoramento do SAP NetWeaver usa a conta de serviço da VM host para recuperar métricas do Cloud Monitoring. Consequentemente, o agente de monitoramento exige que a VM do host tenha uma conta de serviço e que ela inclua a permissão monitoring.timeSeries.list, que está contida no papel predefinido Visualizador do Monitoring.

Se você limitar o acesso às APIs do Cloud, o agente de monitoramento do SAP NetWeaver exigirá os seguintes escopos mínimos de acesso da API Cloud na instância da VM host:

  • Compute Engine: somente leitura
  • API Stackdriver Monitoring: somente leitura

Se você estiver executando o SAP NetWeaver em uma VM que não tem um endereço IP externo, será necessário ativar o acesso às APIs e aos serviços do Google Cloud para o agente de monitoramento do SAP NetWeaver.

Para ativar o acesso particular do Google em uma VM do Compute Engine em uma sub-rede, consulte Como configurar o acesso particular do Google.

Se você estiver executando o SAP NetWeaver em uma máquina em uma extensão de região da Solução Bare Metal, o agente de monitoramento do SAP NetWeaver não exigirá acesso às APIs do Google Cloud.

Como verificar se o agente de monitoramento do SAP NetWeaver está em execução

O agente de monitoramento do SAP NetWeaver é um servidor HTTP local.

Selecione a versão do agente de monitoramento:

Versão 2.0

Para verificar se o agente de monitoramento está em execução, siga estas etapas:

Linux

  1. Use SSH para se conectar à máquina host que você quer monitorar.
  2. Use o comando a seguir:
    sudo systemctl status google-sapnetweavermonitoring-agent
    Se o agente de monitoramento do SAP NetWeaver estiver funcionando corretamente, a saída conterá active (running). Exemplo:
    google-sapnetweavermonitoring-agent.service - Google Cloud monitoring agent for SAP NetWeaver
    Loaded: loaded (/usr/lib/systemd/system/google-sapnetweavermonitoring-agent.service; enabled; vendor preset: disabled)
    Active:  active (running)  since Thu 2021-09-02 07:21:42 UTC; 742ms ago
    Main PID: 10723 (java)
    Tasks: 26 (limit: 512)
    CGroup: /system.slice/google-sapnetweavermonitoring-agent.service
      └─10723 /usr/sap/google-sapnetweavermonitoring-agent/jre/bin/java -Xms32m -Xmx64m -cp /usr/sap/google-sapnetweavermonitoring-age...
    

Windows

  1. Use o RDP para se conectar à máquina host que você quer monitorar.
  2. Use o comando a seguir:
    Get-Service -Name google-sapnetweavermonitoring-agent
    Se o agente de monitoramento do SAP NetWeaver estiver funcionando corretamente, a coluna Status mostrará Running. Exemplo:
    Status   Name               DisplayName
    ------   ----               -----------
    Running  google-sapnetwe... Google Cloud monitoring agent for S...
    

Versão 1.0

Para verificar se o agente de monitoramento está em execução, siga estas etapas:

Linux

  1. Use SSH para se conectar à máquina host que você quer monitorar.
  2. No prompt de comando, digite o seguinte comando:
    curl http://localhost:18181/health

Windows

  1. Use o RDP para se conectar à máquina host que você quer monitorar.
  2. Em um navegador da Web, acesse o seguinte URL:
    http://localhost:18181/health
    

Se o agente de monitoramento do SAP NetWeaver estiver funcionando corretamente, o status será UP. Exemplo:

{"status":"UP","diskSpace":{"status":"UP","total":105552769024,"free":103920615424f,"threshold":10485760}}

Se o agente de monitoramento do SAP NetWeaver não estiver em execução, consulte Como reiniciar o agente de monitoramento do SAP NetWeaver.

Como verificar se o SAP NetWeaver está recebendo métricas

Para verificar se a conexão entre o agente de monitoramento do SAP NetWeaver e o SAP NetWeaver está funcionando, insira a transação ST06 no sistema ABAP do SAP NetWeaver. No painel de visão geral, verifique a disponibilidade e o conteúdo dos seguintes campos quanto à configuração completa e correta da infraestrutura de monitoramento do SAP e do Google:

  • Provedor de nuvem: Google Cloud Platform
  • Acesso de monitoramento aprimorado : "VERDADEIRO"
  • Detalhes de monitoramento aprimorados: "ATIVO"

Como visualizar as métricas monitoradas

É possível visualizar as métricas monitoradas pesquisando o servidor. Siga estas etapas:

Linux

  1. Use SSH para se conectar à máquina host que você precisa monitorar.
  2. No prompt de comando, digite o seguinte comando:

    curl http://localhost:18181

Windows

  1. Use o RDP para se conectar à máquina host que você precisa monitorar.
  2. Em um navegador da Web, acesse o seguinte URL:

    http://localhost:18181

O exemplo a seguir mostra as primeiras linhas da saída XML do agente de monitoramento do SAP NetWeaver.

<?xml version="1.0" encoding="UTF-8" standalone="yes"?>
  <metrics>
    <metric category="config" context="vm" type="string" unit="none"
      last-refresh="1614389614" refresh-interval="0"><name>Data
      Provider Version</name><value>1.1.1.0</value>
    </metric>
    <metric category="config" context="host" type="string" unit="none"
    last-refresh="1614389614" refresh-interval="0">
      <name>Cloud Provider</name><value>Google Cloud
      Platform</value>
    </metric>
    <metric category="config" context="vm" type="string" unit="none"
    last-refresh="1614389614" refresh-interval="0">
      <name>Instance Type</name><value>n2-standard-16</value>
    </metric>
    <metric category="config" context="host" type="string" unit="none"
    last-refresh="1614389614" refresh-interval="0">
      <name>Virtualization Solution</name><value>KVM</value>
    </metric>
    ...
  </metrics>

Como instalar o agente de monitoramento para SAP NetWeaver

Se o agente de monitoramento do SAP NetWeaver parar de funcionar, reinicie-o.

Selecione a versão do agente de monitoramento e siga o procedimento:

Versão 2.0

Linux

  1. Estabeleça uma conexão SSH com sua VM do host.

  2. Use o comando a seguir:

    systemctl restart google-sapnetweavermonitoring-agent
    

Windows

  1. Estabeleça uma conexão RDP com sua VM do host.

  2. Use o comando a seguir:

    Restart-Service -Force google-sapnetweavermonitoring-agent
    

Versão 1.0

Linux

No diretório /opt/gcpmetricsprovider, execute o seguinte comando:

nohup jdk/jre/bin/java -Djava.library.path="/opt/gcpmetricsprovider/sigar-bin/lib/" -jar ./gcpmetricsprovider.jar
O agente é iniciado como um job em segundo plano.

Windows

No registro, procure possíveis problemas com o agente de monitoramento do SAP NetWeaver:

C:\Program Files\Google\GCP Metrics Provider\Logs\gcp-metric-provider.log
No Windows, o agente é configurado como um serviço do Windows chamado "Provedor de métricas do GCP". O serviço normalmente garante que o agente seja reiniciado automaticamente.

Como instalar o agente de monitoramento do SAP NetWeaver

Para garantir que você tenha a versão mais recente do agente de monitoramento do SAP NetWeaver, verifique se há atualizações periodicamente.

Selecione a versão do agente de monitoramento para verificar as atualizações mais recentes disponíveis para essa versão:

Versão 2.0

Verificando atualizações

Selecione seu sistema operacional:

RHEL

Para verificar as atualizações do agente de monitoramento usando o gerenciador de pacotes:

  1. Estabeleça uma conexão SSH com sua VM do host.

  2. Use o comando a seguir:

    sudo yum check-update google-sapnetweavermonitoring-agent

SLES

Para verificar as atualizações do agente de monitoramento usando o gerenciador de pacotes:

  1. Estabeleça uma conexão SSH com sua VM do host.

  2. Use o comando a seguir:

    sudo zypper list-updates -r google-sapnetweavermonitoring-agent

Windows

Para verificar as atualizações do agente de monitoramento:

  1. Estabeleça uma conexão RDP com sua VM do host.

  2. Como administrador, emita o seguinte comando no PowerShell:

    C:\Program Files\Google\google-sapnetweavermonitoring-agent\bin\updatecheck.ps1

Como instalar uma atualização

Selecione seu sistema operacional:

RHEL

Para instalar o agente de monitoramento usando o gerenciador de pacotes:

  1. Estabeleça uma conexão SSH com sua VM do host.

  2. Use o comando a seguir:

    sudo yum --nogpgcheck update google-sapnetweavermonitoring-agent

SLES

Para instalar o agente de monitoramento usando o gerenciador de pacotes:

  1. Estabeleça uma conexão SSH com sua VM do host.

  2. Use o comando a seguir:

    sudo zypper --no-gpg-checks update google-sapnetweavermonitoring-agent

Windows

Para instalar o agente de monitoramento:

  1. Estabeleça uma conexão RDP com sua VM do host.

  2. Como administrador, emita o seguinte comando no PowerShell:

    . { Invoke-WebRequest -useb https://storage.googleapis.com/cloudsapdeploy/netweaver-agent-windows/install.ps1 } | iex

Versão 1.0

Para receber as atualizações mais recentes disponíveis para a versão 1.0 do agente de monitoramento do SAP NetWeaver:

  1. Ative as solicitações HTTP remotas do host do SAP HANA para https://www.googleapis.com/.
  2. Instalar a nova versão:

Linux

sudo curl https://storage.googleapis.com/cloudsapdeploy/netweaver-agent/update.sh | sudo bash
O script update.sh instala a nova versão do agente de monitoramento do SAP NetWeaver no diretório /opt/gcpmetricsprovider.

Windows

. { iwr -useb https://storage.googleapis.com/cloudsapdeploy/netweaver-agent/update.ps1 } | iex
O script update.ps1 instala a nova versão do agente de monitoramento do SAP NetWeaver em C:\Program Files\Google\GCP Metrics Provider.

Reverter para uma versão anterior

É possível reverter o agente de monitoramento do SAP NetWeaver da versão 2.0 para a versão 1.0.

Selecione seu sistema operacional e siga o procedimento:

RHEL

  1. Estabeleça uma conexão SSH com sua VM do host.

  2. Use o comando a seguir:

    sudo yum remove google-sapnetweavermonitoring-agent

  3. Instale o agente de monitoramento do SAP NetWeaver versão 1.0. Para ver detalhes e instruções sobre como instalar o agente de monitoramento do Google Cloud para o SAP NetWeaver, consulte o guia de implantação do SAP NetWeaver no Linux.

SLES

  1. Estabeleça uma conexão SSH com sua VM do host.

  2. Use o comando a seguir:

    sudo zypper remove google-sapnetweavermonitoring-agent

  3. Instale o agente de monitoramento do SAP NetWeaver versão 1.0. Para ver detalhes e instruções sobre como instalar o agente de monitoramento do Google Cloud para o SAP NetWeaver, consulte o guia de implantação do SAP NetWeaver no Linux.

Windows

  1. Estabeleça uma conexão RDP com sua VM do host.

  2. Para desativar e interromper o agente de monitoramento do SAP NetWeaver versão 2.0, emita o seguinte comando:

    Disable-ScheduledTask 'google-sapnetweavermonitoring-agent-monitor'
    Unregister-ScheduledTask -TaskName 'google-sapnetweavermonitoring-agent-monitor'
    -Confirm:$false
    Disable-ScheduledTask 'google-sapnetweavermonitoring-agent'
    Unregister-ScheduledTask -TaskName 'google-sapnetweavermonitoring-agent'
    -Confirm:$false

  3. Instale o agente de monitoramento do SAP NetWeaver versão 1.0. Para detalhes e instruções sobre como instalar o agente de monitoramento do Google Cloud para o SAP NetWeaver, consulte o Guia de implantação do SAP NetWeaver no Windows.

Como solucionar problemas de monitoramento

Nesta seção, descrevemos problemas que podem ser investigados se o agente de monitoramento do SAP NetWeaver não estiver funcionando.

Encontrar os registros

Selecione a versão do agente de monitoramento:

Versão 2.0

Verificar os registros:

  • No Linux: /var/log/google-sapnetweavermonitoring-agent.log
  • No Windows: C:\Program Files\Google\google-sapnetweavermonitoring-agent\logs\google-sapnetweavermonitoring-agent.log

Versão 1.0

Verificar os registros:

  • No Linux: /var/log/gcp-metric-provider/gcp-metric-provider.log
  • No Windows: C:\Program Files\Google\GCP Metrics Provider\Logs\gcp-metric-provider.log

Condição de falta de memória (somente versão 1.0)

Para o agente de monitoramento da versão 1.0 do SAP NetWeaver, verifique os registros. Se os registros contiverem uma entrada OutOfMemoryError, reinicie o agente.

Permissões do IAM insuficientes

Na página de detalhes da instância de VM no Console do Google Cloud, anote o nome da conta de serviço da VM. Exemplo:

sap-example@example-project-123456.iam.gserviceaccount.com

Na página inicial "IAM e administrador", confirme se a conta de serviço inclui um papel do IAM que inclui a permissão monitoring.timeSeries.list.

Se você instalou o agente do Cloud Monitoring (que não é o agente de monitoramento do SAP NetWeaver), talvez seja necessário conceder outras permissões de IAM à conta de serviço da VM, como o papel predefinido de "Gravador de métricas do Monitoring". Para confirmar as permissões exigidas pelo agente do Monitoring, consulte a documentação do Cloud Monitoring:

Escopos de acesso incorretos para a conta de serviço da VM

Escopos de acesso são o método legado de especificação das permissões da sua instância.

Uma prática recomendada é definir o escopo de acesso cloud-platform completo na instância e, em seguida, limitar com segurança o acesso à API da conta de serviço com papéis do IAM. Exemplo:

  • 'https://www.googleapis.com/auth/cloud-platform`

Se você limitar os escopos de acesso da VM, verifique se a VM do host tem os seguintes escopos de acesso:

  • https://www.googleapis.com/auth/source.read_write
  • https://www.googleapis.com/auth/compute
  • https://www.googleapis.com/auth/servicecontrol
  • https://www.googleapis.com/auth/service.management.readonly
  • https://www.googleapis.com/auth/logging.admin
  • https://www.googleapis.com/auth/monitoring
  • https://www.googleapis.com/auth/trace.append
  • https://www.googleapis.com/auth/devstorage.full_control

Para alterar os escopos de acesso, você precisa interromper a instância de VM, fazer as alterações e depois reiniciar a instância. Para receber instruções, consulte a documentação do Compute Engine. Você não precisa fazer alterações nas permissões dos papéis do IAM para esse problema.

Agente de Host da SAP ausente ou incorreto

Para que o sistema de monitoramento funcione, seu sistema SAP NetWeaver precisa ter o "Agente de Host da SAP" instalado e o nível de patch mínimo exigido para o "Agente de Host". Para receber instruções sobre como instalar o Agente de Host da SAP, consulte a documentação da SAP.

Para requisitos de versão do SAP Host Agent, consulte as seguintes "SAP Notes":

O download falhou

Se o servidor host que executa o agente de monitoramento do SAP NetWeaver foi criado sem um endereço IP público, não será possível fazer o download do agente de monitoramento. Para uma descrição de como configurar um gateway NAT que forneça acesso de saída do servidor host para a Internet, consulte o guia de implantação do SAP NetWeaver de seu sistema operacional:

A porta não está disponível

O agente de monitoramento do SAP NetWeaver detecta solicitações na porta 18181. Essa porta precisa estar disponível, do contrário, o agente de monitoramento não será iniciado. Caso contrário, os registros do SAP Host Agent mostrarão um erro Connection Refused. Verifique se a porta 18181 está disponível para o agente de monitoramento do SAP NetWeaver. Se outro serviço estiver usando a porta 18181, talvez seja necessário reiniciar o outro serviço ou reconfigurá-lo para que ele use outra porta.

Como receber suporte para o agente de monitoramento do SAP NetWeaver

Se você precisar de ajuda para resolver um problema com o agente de monitoramento do SAP NetWeaver, reúna as informações de diagnóstico necessárias e entre em contato com o Cloud Customer Care. Para mais informações, consulte Agente do Monitoring para informações de diagnóstico do SAP NetWeaver.