Instalar e configurar o agente do Google Cloud para SAP em um servidor da Solução Bare Metal

O agente do Google Cloud para SAP é necessário para o suporte de sistemas SAP em execução em um servidor da Solução Bare Metal.

Se você usar as seguintes imagens de SO do RHEL ou do SLES "for SAP" fornecidas pelo Google Cloud, o agente do Google Cloud para SAP será empacotado com as imagens do SO:

  • RHEL: todas as imagens "for SAP"
  • SLES: SLES 15 SP4 para SAP e versões posteriores

Para informações sobre os sistemas operacionais disponíveis para executar o SAP em servidores da Solução Bare Metal, consulte:

Para instalar e configurar a versão 3.1 (mais recente) do agente do Google Cloud para SAP em uma instância de VM do Compute Engine, consulte Instalar o agente do Google Cloud para SAP em uma instância de VM do Compute Engine.

Visão geral da instalação

Instale o agente do Google Cloud para SAP usando comandos padrão de gerenciamento de pacotes do sistema operacional: no RHEL, o comando yum. No SLES, o comando zypper. O comando de gerenciamento de pacotes conclui as seguintes tarefas:

  • Faz o download da versão mais recente do agente do Google Cloud para SAP.
  • Cria o agente como um serviço systemd do Linux, chamado google-cloud-sap-agent.
  • Ativa e inicia o serviço google-cloud-sap-agent.

Instalar o agente

Para instalar o agente do Google Cloud para SAP em um servidor da Solução Bare Metal, siga estas etapas:

  1. Estabeleça uma conexão SSH com o servidor da Solução Bare Metal.

  2. No seu terminal, instale o agente executando o comando específico para seu sistema operacional:

    RHEL

    sudo tee /etc/yum.repos.d/google-cloud-sap-agent.repo << EOM
    [google-cloud-sap-agent]
    name=Google Cloud Agent for SAP
    baseurl=https://packages.cloud.google.com/yum/repos/google-cloud-sap-agent-el$(cat /etc/redhat-release | cut -d . -f 1 | tr -d -c 0-9)-\$basearch
    enabled=1
    gpgcheck=1
    repo_gpgcheck=1
    gpgkey=https://packages.cloud.google.com/yum/doc/yum-key.gpg https://packages.cloud.google.com/yum/doc/rpm-package-key.gpg
    EOM
    sudo yum install google-cloud-sap-agent

    SLES 15

    sudo zypper addrepo --refresh https://packages.cloud.google.com/yum/repos/google-cloud-sap-agent-sles15-\$basearch google-cloud-sap-agent
    sudo zypper install google-cloud-sap-agent

    SLES 12

    sudo zypper addrepo --refresh https://packages.cloud.google.com/yum/repos/google-cloud-sap-agent-sles12-\$basearch google-cloud-sap-agent
    sudo zypper install google-cloud-sap-agent

  3. Abra o seguinte arquivo de configuração:

    /etc/google-cloud-sap-agent/configuration.json
  4. Modifique ou adicione os seguintes parâmetros ao arquivo de configuração:

    • Na primeira seção:
      • Defina bare_metal como true.
    • Adicione a seção cloud_properties e especifique os seguintes parâmetros:
      • project_id: especifique seu projeto do Google Cloud
      • instance_name: especifique o nome do servidor da Solução Bare Metal.
      • region: especifique a região do servidor da Solução Bare Metal
  5. Salve o arquivo de configuração.

  6. Reinicie o agente:

    sudo systemctl restart google-cloud-sap-agent
Para mais informações sobre os parâmetros de configuração, consulte Parâmetros de configuração e exemplo de configuração.

Depois de instalar o agente do Google Cloud para SAP e o agente de host da SAP, valide a instalação do agente do Google Cloud para SAP, conforme descrito em Validar a instalação do agente.

Validar a instalação do agente

  1. Estabeleça uma conexão SSH com o servidor da Solução Bare Metal.

  2. Execute este comando:

    systemctl status google-cloud-sap-agent

    Se o agente estiver funcionando corretamente, a saída conterá active (running). Exemplo:

    google-cloud-sap-agent.service - Google Cloud Agent for SAP
    Loaded: loaded (/usr/lib/systemd/system/google-cloud-sap-agent.service; enabled; vendor preset: disabled)
    Active:  active (running)  since Fri 2022-12-02 07:21:42 UTC; 4 days ago
    Main PID: 1337673 (google-cloud-sa)
    Tasks: 9 (limit: 100427)
    Memory: 22.4 M (max: 1.0G limit: 1.0G)
    CGroup: /system.slice/google-cloud-sap-agent.service
           └─1337673 /usr/bin/google-cloud-sap-agent
    

Se o agente não estiver em execução, reinicie-o.

Verificar se o SAP Host Agent está recebendo métricas

Para verificar se as métricas de infraestrutura são coletadas pelo agente do Google Cloud para SAP e enviadas corretamente ao agente de host da SAP, siga estas etapas:

  1. No sistema SAP, insira a transação ST06.
  2. No painel de visão geral, verifique a disponibilidade e o conteúdo dos seguintes campos para a configuração completa da infraestrutura de monitoramento da SAP e do Google:

    • Provedor de nuvem: Google Cloud Platform
    • Acesso ao monitoramento avançado: TRUE
    • Detalhes do monitoramento avançado: ACTIVE

Configurar o agente do Google Cloud para SAP no Linux

Depois de instalar o agente do Google Cloud para SAP, é possível configurar o agente para coletar métricas de monitoramento de processos, métricas de validação do gerenciador de cargas de trabalho e métricas de monitoramento do SAP HANA. Por padrão, a coleta apenas das métricas do agente SAP Host está ativada.

Pré-requisitos

Para ativar esses recursos para a instância do agente em execução no servidor da Solução Bare Metal, é necessário atender aos seguintes pré-requisitos:

Configurar uma conta de serviço

Para permitir que o agente acesse os recursos do Google Cloud em um ambiente da Solução Bare Metal, configure uma conta de serviço do IAM.

No mínimo, a conta de serviço que o agente usa precisa incluir o papel Gravador de métrica de monitoramento (roles/monitoring.metricWriter).

Para criar uma conta de serviço, siga estas etapas:

  1. Crie uma conta de serviço:

    1. No Console do Google Cloud, acesse a página Criar conta de serviço.

      Acesse "Criar conta de serviço"
    2. Selecione o projeto.
    3. No campo Nome da conta de serviço, insira um nome. O Console do Google Cloud preenche o campo ID da conta de serviço com base nesse nome.

      No campo Descrição da conta de serviço, insira uma descrição. Por exemplo, Service account for quickstart.

    4. Clique em Criar e continuar.
    5. Conceda o papel Monitoring > Monitoring Metric Writer à conta de serviço do.

      Para conceder o papel, encontre a lista Selecionar um papel e clique em Monitoring > Monitoring Metric Writer.

    6. Clique em Continuar.
    7. Clique em Concluído para terminar a criação da conta de serviço.

      Não feche a janela do navegador. Você vai usá-la na próxima etapa.

  2. Crie uma chave de conta de serviço:

    1. No console do Google Cloud, clique no endereço de e-mail da conta de serviço que você criou.
    2. Clique em Chaves.
    3. Clique em Adicionar chave e em Criar nova chave.
    4. Clique em Criar. O download de um arquivo de chave JSON é feito no seu computador.
    5. Clique em Fechar.

Depois de criar a conta de serviço, faça upload do arquivo de chave JSON em um local seguro no servidor da Solução Bare Metal que possa ser acessado pelo agente.

Ativar recursos

Depois de configurar uma conta de serviço para sua Solução Bare Metal e conceder a ela os papéis necessários, é possível ativar outros recursos do agente do Google Cloud para SAP executando as seguintes configurações:

Arquivo de configuração padrão

O snippet a seguir é um exemplo da configuração padrão da versão 3.1 (mais recente) do agente do Google Cloud para SAP:

{
  "provide_sap_host_agent_metrics": true,
  "bare_metal": true,
  "log_level": "INFO",
  "log_to_cloud": true,
  "collection_configuration": {
    "collect_workload_validation_metrics": false,
    "collect_process_metrics": false
  },
  "discovery_configuration": {
    "enable_discovery": true
  },
  "hana_monitoring_configuration": {
    "enabled": false
  }
}

Para ver arquivos de configuração de exemplo específicos do recurso, consulte o guia de configuração dele.

Parâmetros de configuração

Na tabela a seguir, descrevemos os parâmetros de configuração do Agente para SAP do Google Cloud em execução em um servidor da Solução Bare Metal, incluindo os parâmetros relacionados à coleta de métricas. Para informações sobre os parâmetros de configuração relacionados ao recurso Backint do agente, consulte Parâmetros de configuração (em inglês).

Parâmetros
provide_sap_host_agent_metrics

Boolean

Para ativar a coleta de métricas exigidas pelo agente de host SAP, especifique true. O padrão é true.
Não defina provide_sap_host_agent_metrics como false, a menos que isso seja orientado pelo Cloud Customer Care ou pelo suporte da SAP.

bare_metal

Boolean

Quando o agente for instalado em um servidor da Solução Bare Metal, especifique true. O padrão é false.

log_level

String

Para definir o nível de geração de registros do agente, defina o valor necessário. Os níveis de registro disponíveis são estes:

  • DEBUG
  • INFO
  • WARNING
  • ERROR

O padrão é INFO. Não altere o nível de geração de registros, a menos que isso seja orientado pelo Cloud Customer Care.

log_to_cloud

Boolean

Para redirecionar os registros do agente para o Cloud Logging, especifique true. O padrão é true.

cloud_properties.project_id

String

Se o sistema SAP estiver em execução em um servidor da Solução Bare Metal, especifique o ID do projeto do Google Cloud que você está usando com a Solução Bare Metal.

Por padrão, quando o agente é executado em uma instância de VM, ele detecta o ID do projeto automaticamente.

cloud_properties.instance_name

String

Especifique o nome do servidor da Solução Bare Metal em que você instalou o agente.

cloud_properties.region

String

Se o sistema SAP estiver em execução em um servidor da Solução Bare Metal, especifique a região do servidor da Solução Bare Metal.

Por padrão, quando o agente é executado em uma instância de VM, ele usa a região da instância em que o agente está instalado.

cloud_properties.zone

String

Por padrão, quando o agente é executado em uma instância de VM, ele usa a zona da instância da VM em que o agente está instalado.

cloud_properties.image

String

Especifique o nome da imagem do SO da instância.

Por padrão, quando o agente é executado em uma instância de VM, ele detecta a imagem do SO da instância de VM em que o agente está instalado.

cloud_properties.numeric_project_id

String

Especifique o ID numérico do projeto do Google Cloud em que o sistema SAP está sendo executado.

Por padrão, quando o agente é executado em uma instância de VM, ele detecta o ID numérico do projeto automaticamente.

discovery_configuration.enable_workload_discovery

Boolean

Para permitir que o agente colete os nomes e as versões dos produtos SAP em execução no host, especifique true. O valor padrão é true.

Para mais informações, consulte a base de código do agente no repositório google-cloud-sap-agent do GitHub em GoogleCloudPlatform/sapagent.

discovery_configuration.enable_discovery

Boolean

Para enviar ao Cloud Logging as informações coletadas pelo agente sobre os produtos SAP em execução no host, especifique true. O valor padrão é true.

Se você especificar o valor false, o agente armazenará as informações coletadas no host e não as enviará para o Cloud Logging.

collection_configuration.collect_process_metrics

Boolean

Para ativar a coleta de métricas de monitoramento de processo, especifique true. O padrão é false.
Esse parâmetro é aplicável somente ao Linux.

Se você ativar a coleta de métricas do processo para o SAP HANA, será necessário configurar outros parâmetros listados em hana_metrics_config.

collection_configuration.process_metrics_frequency

Int

A partir da versão 2.6, esse parâmetro determina a frequência de coleta das métricas do monitoramento de processos com rápida mudança, em segundos. As métricas do monitoramento de processos com rápida mudança são: sap/hana/availability, sap/hana/ha/availability e sap/nw/availability.

O valor padrão desse parâmetro é 5 segundos. Recomendamos que você use esse valor padrão.

Todas as outras métricas do monitoramento de processos (com mudanças lentas) são coletadas a uma frequência padrão de 30 segundos. Para mudar a frequência de coleta das métricas do monitoramento de processos com mudanças lentas, use o parâmetro slow_process_metrics_frequency.

collection_configuration.slow_process_metrics_frequency

Int

Especifique a frequência de coleta das métricas do monitoramento de processos com mudanças lentas, em segundos.

O valor padrão desse parâmetro é 30 segundos.

collection_configuration.process_metrics_to_skip

Array

Especifique as métricas do monitoramento de processos que você não quer que o agente colete. Esse parâmetro aceita um valor separado por vírgulas dos nomes das métricas do monitoramento de processos. Por exemplo, "process_metrics_to_skip": ["/sap/nw/abap/sessions", "/sap/nw/abap/rfc"].

collection_configuration.hana_metrics_config.hana_db_user

String

Especifique a conta de usuário do banco de dados que o agente usa para consultar o SAP HANA. O padrão é SYSTEM.

collection_configuration.hana_metrics_config.hana_db_password

String

Especifique a senha de texto simples para a conta de usuário do banco de dados que o agente usa para consultar o SAP HANA.

Em vez de usar uma senha de texto simples, recomendamos usar um secret no Secret Manager especificando o nome do secret em hana_db_password_secret_name.

Não especifique uma senha se você estiver usando o Secret Manager para armazenar as credenciais de usuário do banco de dados. Quando hana_db_password e hana_db_password_secret_name são especificados na configuração, um erro é acionado e o agente não conseguirá se conectar ao banco de dados.

collection_configuration.hana_metrics_config.hana_db_password_secret_name

String

Para fornecer com segurança a senha da conta de usuário do banco de dados que o agente usa para consultar o SAP HANA, especifique o nome do secret que contém as credenciais de segurança para a conta de usuário do banco de dados.

As métricas relacionadas ao SAP HANA serão coletadas apenas se hana_db_password_secret_name ou hana_db_password estiver definido.

collection_configuration.collect_workload_validation_metrics

Boolean

Para ativar a coleta de métricas de validação do gerenciador de cargas de trabalho, especifique true. O padrão é false.
Esse parâmetro é aplicável somente a Linux.

collection_configuration.workload_validation_metrics_frequency

Int

A frequência de coleta das métricas de validação do gerenciador de cargas de trabalho em segundos. O padrão é 300 segundos.

Embora seja possível atualizar a frequência de coleta das métricas de validação do gerenciador de cargas de trabalho, recomendamos o uso do valor padrão. Se você precisar modificar o valor padrão, adicione o parâmetro workload_validation_metrics_frequency na seção collection_configuration e forneça o valor necessário.

collection_configuration.workload_validation_collection_definition.fetch_latest_config

Boolean

Opcional. O valor padrão é true, o que permite que o agente colete o conjunto mais recente de métricas de validação do Gerenciador de cargas de trabalho sem precisar atualizar o agente. Se você quiser desativar esse comportamento, especifique esse parâmetro no arquivo de configuração e defina o valor dele como false.

collection_configuration.workload_validation_db_metrics_config.hana_db_user

String

Especifique a conta de usuário usada para consultar a instância do SAP HANA. A conta de usuário precisa ter a permissão de leitura para o banco de dados SAP HANA.

collection_configuration.workload_validation_db_metrics_config.hana_db_password_secret_name

String

Especifique o nome do secret no Secret Manager que armazena a senha da conta de usuário.

collection_configuration.workload_validation_db_metrics_config.hostname

String

Especifique o identificador da máquina local ou remota que hospeda a instância do SAP HANA. Confira a seguir os valores compatíveis:

  • Se o host for uma máquina local, especifique a string localhost ou o endereço IP do loopback do localhost, como 127.0.0.1.
  • Se o host for uma máquina remota, especifique o endereço IP interno ou externo.
collection_configuration.workload_validation_db_metrics_config.port

String

Especifique a porta em que a instância do SAP HANA aceita consultas. Para a primeira ou única instância do banco de dados do locatário, a porta é 3NN15, em que NN é o número da instância do SAP HANA.

collection_configuration.workload_validation_db_metrics_frequency

Int

A frequência de coleta das métricas do banco de dados SAP HANA, em segundos, para validação do Gerenciador de cargas de trabalho. O padrão é 3600 segundos.

Embora seja possível atualizar a frequência de coleta das métricas do banco de dados SAP HANA, recomendamos o uso do valor padrão. Se você precisar modificar o valor padrão, adicione o parâmetro workload_validation_db_metrics_frequency na seção collection_configuration e forneça o valor necessário. Não defina uma frequência de coleta maior que 3600 segundos.

hana_monitoring_configuration.enabled

Boolean

Opcional. Para permitir que o agente do Google Cloud para SAP colete as métricas de monitoramento do SAP HANA, especifique true. O valor padrão é false.

Os parâmetros filhos a seguir são aplicáveis somente quando você especifica hana_monitoring_configuration.enabled: true.
hana_monitoring_configuration.sample_interval_sec

Int

Opcional. Especifique o intervalo de amostra, em segundos, que determina a frequência com que o agente do Google Cloud para SAP consulta as instâncias do SAP HANA para coletar as métricas de monitoramento do SAP HANA. O valor padrão é de 300 segundos.

Para cada consulta definida no arquivo de configuração do agente do Google Cloud para SAP, é possível substituir o intervalo de amostra global especificando o intervalo necessário para o parâmetro sample_interval_sec. Os intervalos de amostra precisam ter cinco segundos ou mais.

hana_monitoring_configuration.query_timeout_sec

Int

Opcional. Especifique o tempo limite de cada consulta feita às instâncias do SAP HANA. O valor padrão é de 300 segundos.

hana_monitoring_configuration.execution_threads

Int

Opcional. Especifique o número de linhas de execução usadas para enviar consultas às instâncias do SAP HANA. Cada consulta é executada na própria linha de execução. O valor padrão é 10.

hana_monitoring_configuration.hana_instances.name

String

Especifique o identificador de nome da instância do SAP HANA.

hana_monitoring_configuration.hana_instances.sid

String

Especifique o SID da instância do SAP HANA. Essa string é adicionada como uma etiqueta a todas as métricas resultantes da consulta às instâncias do SAP HANA.

hana_monitoring_configuration.hana_instances.host

String

Especifique o identificador da máquina local ou remota que hospeda a instância do SAP HANA. Confira a seguir os valores compatíveis:

  • Se o host for uma máquina local, especifique a string localhost ou o endereço IP do loopback do localhost, como 127.0.0.1.
  • Se o host for uma máquina remota, especifique o endereço IP interno ou externo.
hana_monitoring_configuration.hana_instances.port

String

Especifique a porta em que a instância do SAP HANA aceita consultas. Para a primeira ou única instância do banco de dados do locatário, a porta é 3NN15, em que NN é o número da instância do SAP HANA.

hana_monitoring_configuration.hana_instances.user

String

Especifique a conta de usuário usada para consultar a instância do SAP HANA.

hana_monitoring_configuration.hana_instances.password

String

Opcional. Especifique a senha, como texto simples, que autentica a conta de usuário para consultar a instância do SAP HANA.

Para ativar a autenticação, especifique uma das seguintes opções:

  • A senha de texto simples para o parâmetro password.
  • (Recomendado) Se você usar o Secret Manager para armazenar a senha como um secret, especifique o nome do secret correspondente ao parâmetro secret_name.

Se você usar os dois parâmetros, o parâmetro password será usado.

hana_monitoring_configuration.hana_instances.secret_name

String

Opcional. Especifique o nome do secret no Secret Manager que armazena a senha da conta de usuário.

hana_monitoring_configuration.hana_instances.enable_ssl

Boolean

Opcional. Especifique se o SSL está ativado na instância do SAP HANA. O valor padrão é false.

hana_monitoring_configuration.hana_instances.host_name_in_certificate

String

Se você especificar enable_ssl: true para uma instância do SAP HANA, será necessário especificar o nome do host definido no certificado SSL.

hana_monitoring_configuration.hana_instances.tls_root_ca_file

String

Se você especificar enable_ssl: true para uma instância do SAP HANA, será necessário especificar o caminho para seu certificado de segurança.

hana_monitoring_configuration.queries.enabled

Boolean

Opcional. Para ativar uma consulta SQL para todas as instâncias do SAP HANA, especifique o valor true para o parâmetro enabled nessa consulta SQL.

hana_monitoring_configuration.queries.name

String

Se você definiu consultas personalizadas no arquivo de configuração, especifique um nome exclusivo para cada consulta personalizada.

O nome da consulta precisa ser exclusivo porque ele é usado para criar o URL padrão da métrica no Monitoring.

hana_monitoring_configuration.queries.sql

String

Especifique a instrução SQL que o agente emite para as instâncias do SAP HANA.

A instrução SQL precisa estar em conformidade com a sintaxe SQL definida pela SAP em Referência do SQL do SAP HANA e referência de visualizações do sistema.
hana_monitoring_configuration.queries.sample_interval_sec

Int

Opcional. Especifique o intervalo de amostra da consulta SQL. Isso substitui o intervalo global da amostra. O valor precisa ser de cinco segundos ou mais.

hana_monitoring_configuration.queries.columns.name

String

Especifique um nome exclusivo que identifique cada coluna.

O nome da coluna precisa ser exclusivo porque ele é usado para criar o URL padrão da métrica no Monitoring.

hana_monitoring_configuration.queries.columns.metric_type

String

Para gerenciar pelo Monitoring, especifique um dos seguintes tipos de métrica: METRIC_LABEL, METRIC_GAUGE ou METRIC_CUMULATIVE.

As métricas do tipo METRIC_LABEL são anexadas como etiquetas a todas as métricas METRIC_GAUGE e METRIC_CUMULATIVE enviadas ao Monitoring.

hana_monitoring_configuration.queries.columns.value_type

String

Para gerenciar pelo Monitoring, especifique um tipo de dados compatível com o tipo de métrica.

Os tipos de dados compatíveis são: VALUE_BOOL, VALUE_INT64, VALUE_STRING ou VALUE_DOUBLE. Para mais informações, consulte Combinação compatível.

hana_monitoring_configuration.queries.columns.name_override

String

Opcional. Para processamento pelo Monitoring, especifique o caminho que você quer mostrar no URL da métrica no lugar dos nomes da consulta e da coluna. Exemplo:

  • URL padrão da métrica: workload.googleapis.com/sap/hanamonitoring/QUERY_NAME/COLUMN_NAME
  • URL da métrica usando o caminho personalizado: workload.googleapis.com/sap/hanamonitoring/CUSTOM_PATH

Solução de problemas

Para informações sobre como diagnosticar e resolver problemas que você pode encontrar ao instalar e configurar o agente do Google Cloud para SAP, consulte o guia de solução de problemas do agente do Google Cloud para SAP.

Receba ajuda

Se você precisar de ajuda para resolver problemas com o agente do Google Cloud para SAP, colete todas as informações de diagnóstico disponíveis e entre em contato com o Cloud Customer Care. Para mais informações sobre como entrar em contato com o atendimento ao cliente, consulte Como receber suporte para o SAP no Google Cloud.