Preço de rede

Nesta página, você vê a descrição dos custos de rede ao executar uma VM no Compute Engine. Para saber mais sobre redes no Google Cloud, consulte a documentação de rede.

O Compute Engine cobra pelo uso com base na planilha de preços a seguir. Uma fatura é enviada ao final de cada ciclo de faturamento, listando o uso anterior e as cobranças. Os preços nesta página estão listados em dólares americanos (USD).

No Compute Engine, o tamanho do disco, a memória do tipo de máquina e o uso da rede são calculados em gigabytes (GB), em que 1 GB equivale a 230 bytes. Essa unidade de medida também é conhecida como gibibyte (GiB).

Se o pagamento for em uma moeda que não o dólar americano, serão aplicados na sua moeda os preços listados na página SKUs do Cloud Platform.

Você também encontra informações sobre preços destas maneiras:

Preços gerais de rede

Tipo de tráfego Preço (USD)
Entrada Sem cobrança, a menos que um recurso esteja processando a entrada de tráfego, como um balanceador de carga. Respostas às solicitações contam como saída e são cobradas.
Saída* para a mesma zona Sem custo
Saída para produtos do Google, como YouTube, Maps ou Drive, seja de uma VM no Google Cloud com um endereço IP externo ou um endereço IP interno Sem custo
Saída para a DoubleClick na mesma região Sem custo
Saída para um serviço diferente do Google Cloud na mesma região usando um endereço IP externo ou um endereço IP interno, exceto o Memorystore for Redis, o Filestore e o Cloud SQL Sem custo
Saída entre zonas na mesma região (por GB) US$ 0,01
A saída para o Memorystore for Redis é cobrada com base na taxa de "Saída entre zonas na mesma região"
A saída para o Filestore é cobrada com base na taxa de "Saída entre zonas na mesma região"
A saída para o Cloud SQL é cobrada com base nas taxas descritas em Tráfego por meio de endereços IP externos
Saída entre regiões nos EUA e Canadá (por GB) US$ 0,01
Saída entre regiões dentro da Europa (por GB) US$ 0,02
Saída entre regiões dentro da Ásia (por GB) US$ 0,05
Saída entre regiões dentro da América do Sul (por GB) US$ 0,08
Saída intercontinental (exceto Oceania) (por GB) US$ 0,08
Oceania de/para qualquer região (por GB) US$ 0,15

Se o pagamento for em uma moeda que não o dólar americano, serão aplicados os preços listados na página SKUs do Cloud Platform.

*Essas cobranças se aplicam a saídas por meio de endereços IP internos. Há diferentes cobranças para saídas por meio de endereços IP externos, independentemente de as instâncias estarem na mesma zona. Os preços são usados independentemente da rede ou da sub-rede. O preço pelo tráfego dentro de uma zona usando endereços IP internos é o mesmo, ainda que o tráfego seja para uma sub-rede ou rede diferente. O preço do tráfego entre zonas na mesma região será o mesmo se as duas instâncias estiverem na mesma sub-rede, em sub-redes diferentes ou em redes diferentes. O preço é o mesmo, independentemente de a instância estar em uma rede VPC ou em uma rede legada.
Oceania inclui Austrália, Nova Zelândia e ilhas do Oceano Pacífico, como Papua Nova Guiné e Fiji. Esta região exclui o Havaí.

Taxas de saída da Internet*

Se o pagamento for em uma moeda que não o dólar americano, serão aplicados os preços listados na página SKUs do Cloud Platform.

Regras de encaminhamento e balanceamento de carga

Os preços a seguir se aplicam a todos os tipos de balanceamento de carga diferentes de balanceamento de carga HTTP(S) interno. Para o balanceamento de carga HTTP(S) interno, consulte a próxima seção.

Balanceamento de carga HTTP(S) interno

Iowa (us-central1) Los Angeles (us-west2) Oregon (us-west1) Norte da Virgínia (us-east4) Carolina do Sul (us-east1) Montreal (northamerica-northeast1) São Paulo (southamerica-east1) Bélgica (europe-west1) Finlândia (europe-north1) Frankfurt (europe-west3) Londres (europe-west2) Países Baixos (europe-west4) Zurique (europe-west6) Mumbai (asia-south1) Singapura (asia-southeast1) Sydney (australia-southeast1) Hong Kong (asia-east2) Taiwan (asia-east1) Tóquio (asia-northeast1) Osaka (asia-northeast2)
Item Preço unitário (USD) Unidade de preço
Por instância de proxy* Por hora
Dados de entrada processados pelo balanceador de carga Por GB
Se o pagamento for feito em uma moeda que não seja o dólar americano, serão aplicados os preços listados na página SKUs do Cloud Platform.

*O balanceamento de carga HTTP(S) interno usa um grupo de instâncias de proxy gerenciadas que são alocadas de forma dinâmica para sua rede para lidar com o volume de tráfego. A taxa "por instância de proxy" é determinada pelo número de instâncias de proxy e tempo necessário para lidar com o tráfego.

Para garantir o desempenho ideal e confiabilidade, a cada balanceador de carga é alocado pelo menos um proxy por zona na região do GCP do balanceador de carga. Por exemplo, a região us-west1 possui três zonas: us-west1-a, us-west1-b e us-west1-c. A taxa mínima por hora devido a proxies em us-west1 é calculada da seguinte forma:

1 instância de proxy/zona * 3 zonas * US$ 0,025/hora = US$ 0,075/hora

O balanceamento de carga HTTP(S) interno aloca proxies adicionais, conforme necessário, para lidar com o tráfego. Esses proxies geram uma taxa por hora adicional, de acordo com a tabela acima.

Cobrança de entrada e saída de balanceamento de carga

  • A tabela de encaminhamento e balanceamento de carga acima neste tópico contém as cobranças de dados de entrada processados por balanceadores de carga.
  • O tráfego de saída de um balanceador de carga é cobrado com as taxas de saída normais.
  • Além dessas taxas, não há custo adicional de saída do balanceador de carga.

Cobrança das regras de encaminhamento

No Compute Engine, há cobranças pelas regras de encaminhamento criadas para balanceamento de carga ou outros usos.

Os preços dos exemplos a seguir estão em dólares americanos:

É possível criar até cinco regras de encaminhamento pelo preço de US$ 0,025/hora. Por exemplo, se você criar uma regra de encaminhamento, haverá uma cobrança de US$ 0,025/hora. Se você tiver três regras de encaminhamento, ainda haverá uma cobrança de mesmo valor. No entanto, se você criar 10 regras, a cobrança será assim:

  • Cinco regras de encaminhamento = US$ 0,025/hora
  • Cada regra de encaminhamento adicional = US$ 0,01/hora

US$ 0,025/hora por cinco regras + (cinco regras adicionais * US$ 0,01/hora) = US$ 0,075/hora

Observe que, para grande parte de casos de uso de balanceamento de carga, é necessária somente uma regra de encaminhamento por balanceador de carga.

No Google Cloud, a cobrança pelas regras de encaminhamento globais e regras de encaminhamento regionais é feita separadamente e por projeto. Por exemplo, se você usar uma regra de encaminhamento global e outra regional em dois projetos separados (ou seja, quatro no total), a cobrança será de US$ 0,10/hora (4 x US$ 0,025/hora).

Cobranças dos cabeçalhos de solicitação definidos pelo usuário e do Google Cloud Armor

Se um serviço de back-end tiver uma política do Google Cloud Armor associada a ele, use o recurso de cabeçalhos de solicitação definidos pelo usuário com esse serviço sem nenhum encargo adicional.

Se um serviço de back-end não tiver uma política do Google Cloud Armor associada, será cobrado US$ 0,75 a cada um milhão de solicitações HTTP(S) enviadas para esses serviços que usam o recurso de cabeçalhos de solicitação definidos pelo usuário.

Essas cobranças entrarão em vigor depois que o recurso de cabeçalhos de solicitação definidos pelo usuário estiver na fase de disponibilidade geral.

Telemetria de rede

Registros de rede incorrem em cobranças. Você será cobrado pelos seguintes produtos:

  • Registros de fluxo da VPC
  • Registros de regras de firewall
  • Geração de registros do Cloud NAT. A cobrança será feita a partir da disponibilidade geral do NAT. Não haverá custos pela geração de registros durante a fase Beta.
Geração de registros Preço (USD)
Até 10 TB por mês US$ 0,50/GB
10 a 30 TB por mês US$ 0,25/GB
30 a 50 TB por mês US$ 0,10/GB
Mais de 50 TB por mês US$ 0,05/GB

Os registros podem ser exportados para o Stackdriver Logging, Pub/Sub, Cloud Storage ou BigQuery. Além das cobranças da geração de registros, também são aplicáveis as cobranças do Pub/Sub, do Cloud Storage e do BigQuery.

Se você enviar seus registros ao Stackdriver Logging, ficará isento dos custos de geração dos registros, e receberá cobranças apenas pelo uso do Logging.

Se você excluir seus registros do Stackdriver Logging após enviá-los, serão aplicadas as cobranças de geração de registros.

Tráfego por meio de endereços IP externos

Quando você enviar tráfego entre máquinas virtuais por meio de endereços IP externos, ele será cobrado da seguinte maneira:

  • O tráfego enviado entre endereços IP externos de duas máquinas virtuais na mesma região será cobrado como saída entre zonas na mesma região, mesmo que as VMs estejam na mesma zona.
  • O tráfego enviado entre endereços IP externos de duas máquinas virtuais em regiões diferentes nos EUA será cobrado como saída entre regiões nos EUA.
  • O tráfego enviado entre endereços IP externos de duas máquinas virtuais em diferentes regiões, sem incluir o tráfego entre regiões dos EUA, será cobrado de acordo com os preços da saída da Internet.

Não é possível cobrar o tráfego por meio do endereço IP externo de duas instâncias de máquina virtual na mesma zona de saída para a mesma zona. Isso acontece porque o Compute Engine não determina a zona de uma máquina virtual por meio do endereço IP externo.

Preços de endereço IP externo

Se você reservar um endereço IP externo estático, mas não o utilizar, será feita uma cobrança referente ao endereço IP de acordo com a tabela abaixo. Se você reservar um endereço IP externo estático e utilizá-lo com um recurso do Compute Engine, como uma instância de VM ou uma regra de encaminhamento, o endereço será considerado em uso, e você não receberá cobranças por ele.

Em uso ou desuso

O Google Cloud considera que um endereço IP externo está em uso quando ele está associado a uma instância de VM em execução ou interrompida. Se a instância for excluída, ou o endereço IP não estiver associado à instância, o Google Cloud considerará que o endereço IP estático não está em uso.

Para o endereço IP temporário, o Google Cloud considera que ele está em uso quando a instância de VM associada está em execução. Quando a instância é interrompida ou excluída, o Google Cloud libera o endereço IP temporário e não o considera mais em uso.

Para verificar se um endereço IP externo estático está em uso, faça uma solicitação gcloud compute addresses list. Com esse comando, você retorna uma lista de endereços IP externos estáticos e os respectivos status:

gcloud compute addresses list

NAME          REGION  ADDRESS        STATUS
address-1             130.211.8.68   IN_USE
address-2             35.186.217.84  RESERVED

Nesse exemplo, o address-1 do IPv4 está em uso e não é cobrado enquanto o address-2 do IPv4 está reservado e em desuso. A cobrança por address-2 é feita de acordo com os preços dos endereços IPv4 não usados.

VPN

Consulte os Preços do Cloud VPN para mais informações relacionadas.