Preços da VPC

Esta página descreve os preços de rede para recursos nas redes de nuvem privada virtual (VPC).

Para preços de outros produtos do Google Cloud, consulte Todos os preços de rede.

Informações de preços gerais de rede

Tráfego de entrada
Tráfego que chega a um recurso do Google Cloud, como uma VM. Se você enviar o tráfego entre duas VMs, ele será contado como tráfego de saída quando sair de uma VM e contado como tráfego de entrada quando chegar na outra VM.
Tráfego de saída
Tráfego que sai de um recurso do Google Cloud, como uma VM. A cobrança do tráfego de saída depende de uma série de variáveis: se o tráfego usa um endereço IP interno ou externo, se ele cruza os limites de zona ou região, se ele sai ou permanece dentro do Google Cloud e a distância que ele percorre antes de sair do Google Cloud. Quando duas VMs ou dois recursos de nuvem internos para o Google Cloud se comunicam, existem dois caminhos de tráfego, um em cada direção. O tráfego em cada direção é designado como saída na origem e entrada no destino, e cada direção tem um preço fixado.
Nível Premium
O Nível Premium dos Níveis de serviço de rede usa o backbone premium do Google para transportar tráfego de e para seus usuários externos. A Internet geralmente é usada apenas entre o usuário e o ponto de entrada mais próximo da rede do Google.
Nível Standard
O Nível Standard dos Níveis de serviço de rede usa a Internet para transportar tráfego entre seus serviços e usuários. Embora usar a Internet pública forneça um serviço de qualidade inferior, é mais econômico do que o Nível Premium.

Preços de entrada

Tipo de tráfego Preço
Entrada

Sem cobrança para o tráfego de entrada. No entanto, poderá ter um custo para o recurso que processar o tráfego de entrada. Os serviços que processam o tráfego de entrada são os seguintes:

As respostas às solicitações contam como saída e são cobradas.

Preços de saída VM-VM no Google Cloud

Esta seção abrange o tráfego que sai de uma VM do Google Cloud e vai para outra VM do Google Cloud. O custo é atribuído ao projeto da VM que está enviando o tráfego. Este preço afeta VMs do Compute Engine, nós do Google Kubernetes Engine (GKE) e VMs que executam o ambiente flexível do App Engine.

Os preços a seguir se aplicam durante e depois do período de Nível gratuito do Google Cloud. Durante esse período, esses valores são cobrados com base no total de crédito do Nível gratuito.

Tipo de tráfego Preço
Saída para a mesma zona do Google Cloud ao usar os endereços IP internos dos recursos1 Sem custo
Saída para uma zona do Google Cloud diferente dentro da mesma região do Google Cloud ao usar os endereços IP internos1 (por GB) US$ 0,01
Saída de VM para VM quando ambas as VMs estão namesma região do Google Cloud, seja qual for a zona, ao usar os endereços IP externos (por GB) US$ 0,01
Saída de VM para VM quando ambas as VMs estão em regiões diferentes da mesma rede usando endereços IP internos ou externos Consulte o restante desta tabela.
Saída de uma região do Google Cloud nos EUA ou no Canadá para outra região do Google Cloud nos EUA ou no Canadá (por GB) US$ 0,01
Saída entre regiões do Google Cloud na Europa (por GB) US$ 0,02
Saída entre regiões do Google Cloud na Ásia (por GB) US$ 0,05
Saída entre regiões do Google Cloud na América do Sul (por GB) US$ 0,08
Saída para uma região do Google Cloud em outro continente, exceto Oceania (por GB) US$ 0,08
Indonésia e Oceania2 de/para qualquer região do Google Cloud (por GB) US$ 0,15

Se você não paga em dólar americano, valem os preços na sua moeda local listados na página SKUs do Cloud Platform.

1Os preços são aplicados independentemente da rede ou da sub-rede. O preço pelo tráfego dentro de uma zona usando endereços IP internos é o mesmo, ainda que o tráfego seja para uma sub-rede ou rede diferente. O preço do tráfego entre zonas na mesma região será o mesmo, sem importar onde as duas instâncias se encontrem: na mesma sub-rede, em sub-redes diferentes ou em redes diferentes. O preço é o mesmo, independentemente de a instância estar em uma rede VPC ou em uma rede legada.
2 Oceania inclui Austrália, Nova Zelândia e ilhas do Oceano Pacífico, como Papua Nova Guiné e Fiji. Esta região exclui o Havaí.

Serviço VM para o Google

Esta seção abrange o tráfego que sai de uma VM do Google Cloud e vai para um serviço do Google. O custo é atribuído ao projeto da VM que está enviando o tráfego. Este preço afeta VMs do Compute Engine, nós do Google Kubernetes Engine e VMs que executam o ambiente flexível do App Engine.

Os preços a seguir se aplicam durante e depois do período de Nível gratuito do Google Cloud. Durante esse período, esses valores são cobrados com base no total de crédito do Nível gratuito.

Tipo de tráfego Preço
Saída para produtos específicos do Google fora da nuvem, como YouTube, Maps, Doubleclick e Drive, seja de uma VM no Google Cloud com um endereço IP externo ou interno. Sem custo
Saída para um serviço do Google Cloud diferente na mesma região usando um endereço IP externo ou interno, exceto para Memorystore for Redis, Filestore, GKE e Cloud SQL Sem custo
A saída para Memorystore for Redis, Filestore, Cloud SQL e Google Kubernetes Engine na mesma região tem o mesmo preço que o tráfego entre VMs. Preços de saída VM-VM no Google Cloud
Saída para um serviço do Google Cloud em uma região diferente. Preços de saída VM-VM no Google Cloud
Para preços de rede do Cloud Spanner, consulte Preços do Cloud Spanner.
Para preços de rede do Cloud Storage, consulte Preços do Cloud Storage.

Se você não paga em dólar americano, valem os preços na sua moeda local listados na página SKUs do Cloud Platform.

Taxas de saída da Internet

Os preços a seguir se aplicam durante e depois do período de Nível gratuito do Google Cloud. Durante esse período, esses valores são cobrados com base no total de crédito do Nível gratuito.

Se você não paga em dólar americano, valem os preços na sua moeda local listados na página SKUs do Cloud Platform.

Preços de endereços IP internos

Não há custos para endereços IP internos estáticos ou temporários.

Preços de endereço IP externo

As cobranças de endereços IP externos estáticos e temporários são feitas de acordo com a tabela a seguir.

Se você reservar um endereço IP externo estático e não atribuí-lo a um recurso, como uma instância de VM ou uma regra de encaminhamento, receberá uma cobrança com uma taxa maior que a dos endereços IP externos estáticos e temporários que estiverem em uso.

Você não é cobrado pelos endereços IP externos estáticos atribuídos a regras de encaminhamento.

Em uso ou desuso

O Google Cloud considera que um endereço IP externo está em uso quando ele está associado a uma instância de VM em execução ou interrompida. Se a instância for excluída, ou o endereço IP não estiver associado à instância, o Google Cloud considerará que o endereço IP estático não está em uso.

No caso do endereço IP temporário, o Google Cloud considera que ele está em uso apenas quando a instância de VM associada está em execução. Quando a instância é interrompida ou excluída, o Google Cloud libera o endereço IP temporário e não o considera mais em uso.

Para verificar se um endereço IP externo estático está em uso, faça uma solicitação gcloud compute addresses list. Com esse comando, você retorna uma lista de endereços IP externos estáticos e seus respectivos status:

gcloud compute addresses list

NAME          REGION  ADDRESS        STATUS
address-1             130.211.8.68   IN_USE
address-2             35.186.217.84  RESERVED

Neste exemplo, o IPv4 address-1 está em uso e o IPv4 address-2 está reservado, mas não está sendo usado. Ambos os endereços são cobrados de acordo com a tabela de preços de endereços IP externos neste documento.

Regras de firewall

Regras de firewall da VPC

As regras de firewall da VPC são gratuitas.

Regras e políticas de firewall hierárquicas

Cada política de firewall hierárquica recebe um preço com base no número de VMs e no total de atributos em todas as regras de firewall contidas na política.

Um "atributo" de regra é um intervalo de IP, uma porta, um protocolo ou uma conta de serviço. Para mais detalhes sobre atributos, consulte Atributos de regras de firewall hierárquicas em uma política de firewall hierárquica na página Cotas.

Número de atributos em todas as regras em uma política Preço (USD) por mês
500 atributos ou menos na política (padrão) US$ 1 por VM coberta pela política
501 ou mais atributos na política (grande) US$ 1,50 por VM coberta pela política

Exemplos:

Uma política com 200 atributos que cobre 200 VMs custa US$ 200/mês. 1 * 200 = 200

Uma política com 600 atributos que cobre 200 VMs custa US$ 300/mês. 1,50 * 200 = 300

Uma política que não tem VMs é gratuita.

Private Service Connect

As regras de encaminhamento do Private Service Connect têm o seguinte custo.
Item Preço por hora (USD)
Regra de encaminhamento do Private Service Connect US$ 0,01

Telemetria de rede

Os registros de rede geram cobranças. Você será cobrado pelos seguintes produtos:

  • Registros de fluxo de VPC
  • Registro de regras de firewall
  • Registros do Cloud NAT
Geração de registros Preço (USD)
Até 10 TB por mês 0,50/GB
10 a 30 TB por mês US$ 0,25/GB
30 a 50 TB por mês 0,10/GB
mais de 50 TB por mês US$ 0,05/GB

Os registros são enviados para o Cloud Logging. Eles podem ser exportados para o Pub/Sub, o Cloud Storage ou o BigQuery. Além das cobranças da geração de registros, também são aplicáveis as cobranças do Pub/Sub, do Cloud Storage e do BigQuery. Para mais informações sobre como exportar registros, consulte Visão geral da exportação de registros.

Se você armazenar seus registros no Cloud Logging, a geração desses registros não será cobrada, e somente as cobranças do Logging serão aplicadas.

Se você enviar e depois excluir seus registros do Cloud Logging, serão aplicadas as cobranças de geração de registros.

Espelhamento de pacotes

Você é cobrado com base na quantidade de dados processados pelo espelhamento de pacotes. As regras de encaminhamento do espelhamento de pacotes não são cobradas. Atualmente, não há cobrança adicional por VM para usar esse recurso. A tabela abaixo apresenta os custos relacionados aos dados processados pelo espelhamento de pacotes.

O tráfego de saída de um balanceador de carga é cobrado com as taxas de saída normais. Além dessas taxas, não há custo adicional de saída do balanceador de carga.

Regras de encaminhamento e balanceamento de carga

Os preços a seguir se aplicam a todos os tipos de balanceamento de carga diferentes do balanceamento de carga HTTP(S) interno. Para o balanceamento de carga de HTTP(S), consulte a seção Balanceamento de carga HTTP(S) interno.

Para mais informações sobre as regras de encaminhamento do Private Service Connect, consulte a seção desse produto.

O tráfego de saída de um balanceador de carga é cobrado com as taxas de saída normais. Além dessas taxas, não há custo adicional de saída do balanceador de carga.

Preços do balanceamento de carga HTTP(S) com NEGs sem servidor

Se você estiver usando back-ends de NEG sem servidor para um balanceador de carga HTTP(S) externo, as cobranças de balanceamento de carga HTTP(S) existentes serão aplicadas além das cobranças de computação sem servidor para Cloud Run (totalmente gerenciado), Cloud Functions ou back-ends do App Engine. Se o Google Cloud Armor ou Cloud CDN forem usados, suas respectivas cobranças também se aplicarão.

No entanto, você não será cobrado por saída sem servidor e saída de Internet. Apenas as taxas de saída de Internet se aplicam. As cobranças de dados de saída do Cloud Functions, de tráfego de rede de saída do App Engine e de saída do Cloud Run (totalmente gerenciado) não se aplicam a solicitações transmitidas de um balanceador de carga HTTP(S) (usando NEGs sem servidor) para um serviço do Cloud Functions, App Engine ou Cloud Run (totalmente gerenciado).

Exemplos de preços de regras de encaminhamento

O Google Cloud cobra pelas regras de encaminhamento criadas para o balanceamento de carga ou outros usos, como o espelhamento de pacotes.

Os exemplos a seguir usam preços em US$:

É possível criar até cinco regras de encaminhamento pelo preço de US$ 0,025/hora. Por exemplo, se você criar uma regra de encaminhamento, será cobrado US$ 0,025/hora. Se você tiver três regras de encaminhamento, ainda será cobrado US$ 0,025/hora. No entanto, se você criar 10 regras de encaminhamento, a cobrança será assim:

  • Cinco regras de encaminhamento = US$ 0,025/hora
  • Cada regra de encaminhamento adicional = US$ 0,01/hora

US$ 0,025/hora por cinco regras + (cinco regras adicionais * US$ 0,01/hora) = US$ 0,075/hora

Para a maioria dos casos de uso do balanceamento de carga, somente uma regra de encaminhamento é necessária por balanceador de carga.

No Google Cloud, a cobrança pelas regras de encaminhamento globais e regras de encaminhamento regionais é feita separadamente e por projeto. Por exemplo, se você usar uma regra de encaminhamento global e outra regional em dois projetos separados (ou seja, quatro no total), a cobrança será de US$ 0,10/hora (4 x US$ 0,025/hora).

Como estimar cobranças de balanceamento de carga

Para estimar as cobranças do balanceamento de carga, siga as etapas:

  1. Acesse a calculadora de preços.
  2. Na guia Cloud Load Balancing.
  3. No menu suspenso, selecione a região.
  4. Insira o número aproximado de regras de encaminhamento.
  5. Digite a quantidade mensal estimada de tráfego de rede processado.

Exemplo:

  • Iowa
  • Regras de encaminhamento: 10
  • Entrada de rede: 2.048 GB
  • Custo total estimado: USD 71,13 por 1 mês

Esse exemplo não inclui o custo de saída do envio de respostas dos back-ends.

Balanceamento de carga HTTP(S) interno

Taxa de instância de proxy

O balanceamento de carga HTTP(S) interno é um balanceador de carga baseado em proxy. O balanceador de carga faz o escalonamento automático do número de proxies disponíveis para processar seu tráfego com base nas suas necessidades de tráfego. A taxa de instância de proxy é baseada no número de instâncias de proxy necessárias para atender às suas necessidades de tráfego. Cada proxy adicional gera uma taxa por hora adicional de acordo com os preços indicados na tabela anterior.

O número de proxies é calculado com base na capacidade medida necessária para lidar com seu tráfego em um período de 10 minutos. Durante esse tempo, analisamos o maior valor de:

  • número de proxies necessários para atender às necessidades de largura de banda do seu tráfego. Cada instância de proxy pode processar até 18 MB por segundo. Monitoramos a largura de banda total necessária e dividimos esse total pela largura de banda que uma instância de proxy pode suportar.
  • O número de proxies necessários para processar conexões e solicitações. Contamos o total de cada um dos seguintes recursos e dividimos cada valor pelo que uma instância de proxy pode processar:
    • 600 (HTTP) ou 150 (HTTPS) conexões novas por segundo
    • 3.000 conexões ativas
    • 1.400 solicitações por segundo*

*Uma instância de proxy pode processar 1.400 solicitações por segundo se o Cloud Logging estiver desativado. Se você ativa o Cloud Logging, sua instância de proxy pode processar menos solicitações por segundo. Por exemplo: Gerar registros de 100% das solicitações diminui a capacidade de processamento de solicitações do proxy para 700 solicitações por segundo. Você pode configurar o Cloud Logging para analisar uma porcentagem menor de tráfego. Isso permite que você atenda às suas necessidades de observabilidade enquanto controla seu custo.

Exemplo de cálculo

Em um período de 10 minutos, 180 MB por segundo de dados são transmitidos pelo balanceador de carga. 180 MB per second / 18 MB per second per proxy instance = 10 proxy instances

Durante o mesmo período, 300 novas conexões HTTPS são estabelecidas por segundo, 3.000 conexões estão ativas e 2.800 solicitações são enviadas por segundo:

300 new HTTPS connections per second / 150 new HTTPS connections per second per proxy instance = 2 proxy instances 3,000 active connections / 3,000 active connections per proxy instance = 1 proxy instance 2,800 requests per second / 1,400 requests per second per proxy instance = 2 proxy instances

Isso se resume a 5 instâncias de proxy. Esta quantidade é inferior às 10 instâncias de proxy necessárias para atender à largura de banda. Assim, a taxa de instância de proxy para este período de 10 minutos seria calculada da seguinte maneira:

10 proxy instances * $0.025 per proxy instance per hour * (10 minutes / (60 minutes per hour)) = $0.0417

O faturamento é calculado com base na capacidade medida necessária para atender às suas necessidades de tráfego, não no número de instâncias de proxy que estão estabelecendo conexões com seus back-ends. Assim, você pode ser cobrado por um número diferente de instâncias de proxy do que você vê em sua infraestrutura.

Taxa mínima de instância de proxy

Para garantir o desempenho e a confiabilidade ideais, cada balanceador de carga é alocado em pelo menos três instâncias de proxy na região do Google Cloud onde o balanceador de carga é implantado. Essas instâncias de proxy são alocadas mesmo que o balanceador de carga não processe tráfego. Depois que uma regra de encaminhamento (com esquema de balanceamento de carga INTERNAL_MANAGED) é implantada em seu projeto, você começa a acumular taxas de instância de proxy. Regras de encaminhamento adicionais geram taxas de instância de proxy adicionais conforme descrito anteriormente (em outras palavras, três instâncias de proxy adicionais por regra de encaminhamento).

As três instâncias de proxy que são alocadas ao seu balanceador de carga resultam em uma taxa mínima por hora de instância de proxy. Por exemplo, para a us-central1 região do Google Cloud, a taxa mínima é calculada da seguinte maneira:

3 proxy instances * $0.025 per proxy per hour = $0.075 per hour

Conforme descrito anteriormente, essas instâncias de proxy podem cada uma processar uma certa quantidade de tráfego. Assim que seu tráfego precisar ultrapassar a capacidade dessas três instâncias de proxy, você irá gerar custos para as instâncias de proxy necessárias para processar qualquer tráfego adicional.

Taxa de processamento de dados

A taxa de processamento de dados é calculada medindo o volume total de dados para solicitações e respostas processadas por seu balanceador de carga durante o ciclo de faturamento. Esta taxa varia de acordo com o uso, e não há taxa mínima para processamento de dados.

Cobranças dos cabeçalhos de solicitação definidos pelo usuário e do Google Cloud Armor

Se um serviço de back-end tiver uma política do Google Cloud Armor associada a ele, use o recurso de cabeçalhos de solicitação definidos pelo usuário com esse serviço sem nenhum encargo adicional.

Se um serviço de back-end não tiver uma política do Google Cloud Armor associada, serão cobrados US$ 0,75 a cada um milhão de solicitações HTTP(S) enviadas para esses serviços que usam o recurso de cabeçalhos de solicitação definidos pelo usuário.

Encaminhamento de protocolos

A taxa cobrada pelo encaminhamento de protocolos é a mesma do serviço de balanceamento de carga. Regras de encaminhamento e dados de entrada processados por uma instância alvo são cobrados.

Certificados SSL

Não há cobrança para certificados SSL autogerenciados e gerenciados pelo Google.