O Python 2 não é mais compatível com a comunidade. Recomendamos que você migre aplicativos do Python 2 para o Python 3.

Como usar o servidor de desenvolvimento local

O SDK do Cloud e o SDK do App Engine para Python 2 incluem um servidor de desenvolvimento local (dev_appserver.py) que pode ser executado localmente para simular a execução do aplicativo no App Engine de produção. O ambiente simulado reforça algumas restrições de sandbox, como funções de sistema e importações de módulo do Python 2, mas não outras, como tempo limite de solicitação ou cotas.

O servidor de desenvolvimento local também simula os serviços fornecidos pelas bibliotecas no SDK do App Engine, incluindo Datastore, Memcache e filas de tarefas, por meio da execução local das respectivas tarefas. Quando o aplicativo está sendo executado no servidor de desenvolvimento, ainda é possível fazer chamadas de API remotas para a infraestrutura de produção usando os endpoints HTTP das APIs do Google.

Como executar o servidor de desenvolvimento local

Depois de criar o arquivo de configuração app.yaml para seu aplicativo, inicie o servidor de desenvolvimento local com o comando dev_appserver.py para executá-lo localmente.

Para iniciar o servidor de desenvolvimento local:

  1. Execute o comando dev_appserver.py da seguinte maneira no diretório que contém o arquivo de configuração app.yaml do aplicativo:

    Especifique o caminho do diretório para seu aplicativo, por exemplo:

    dev_appserver.py [PATH_TO_YOUR_APP]

    Como alternativa, é possível informar o arquivo de configuração de um serviço específico, por exemplo:

    dev_appserver.py app.yaml

    Para alterar a porta, inclua a opção --port:

    dev_appserver.py --port=9999 [PATH_TO_YOUR_APP]

    O dev_appserver.py não funciona?

    Para saber mais sobre as opções de comando dev_appserver.py, consulte Opções do servidor de desenvolvimento local.

  2. O servidor de desenvolvimento local já está sendo executado e escutando solicitações. Visite http://localhost:8080/ no seu navegador da Web para ver o aplicativo em ação.

    Caso tenha especificado uma porta personalizada com a opção --port, lembre-se de abrir seu navegador para ela.

Para interromper o servidor local da linha de comando, pressione:

  • macOS ou Linux: Control-C
  • Windows: Control-Break

Como especificar IDs do aplicativo

Para acessar o ID do aplicativo no servidor local, por exemplo, para falsificar um endereço de e-mail, use a função get_application_id(). Para receber o nome do host do aplicativo em execução, use a função get_default_version_hostname().

Como detectar o ambiente de execução do aplicativo

Para determinar se o código está sendo executado no servidor de desenvolvimento de produção ou local, verifique a variável de ambiente SERVER_SOFTWARE:

if os.getenv('SERVER_SOFTWARE', '').startswith('Google App Engine/'):
  # Production
else:
  # Local development server

Como usar o Datastore local

O servidor de desenvolvimento local simula o armazenamento de dados do App Engine usando um arquivo local que persiste entre invocações do servidor local.

Para mais informações sobre índices e index.yaml, consulte as páginas Índices do Datastore e Configuração do índice do Datastore.

Como navegar no Datastore local

Se seu aplicativo tiver gravado dados no seu Datastore local usando o servidor de desenvolvimento local, você pode navegar nele pelo console de desenvolvimento local.

Para navegar no Datastore local:

  1. Inicie o servidor de desenvolvimento.

  2. Acesse o leitor do Datastore no console de desenvolvimento local. (O URL é http://localhost:8000/datastore.)

  3. Veja o conteúdo do Datastore local.

Como especificar a política de alocação de IDs

Para o App Engine de produção, configure o Datastore para gerar IDs da entidade automaticamente.

Embora as políticas de atribuição automática de IDs para o servidor de produção sejam completamente diferentes das usadas pelo servidor de desenvolvimento, é possível configurar a política de alocação automática de IDs para o servidor local.

Para especificar a política de atribuição automática de IDs, use a opção --auto_id_policy:

dev_appserver.py --auto_id_policy=sequential

em que --auto_id_policy é uma das seguintes opções:

  • scattered: (padrão) os IDs são atribuídos de uma sequência sem repetições de números inteiros distribuídos de maneira quase uniforme.
  • sequential: os IDs são atribuídos da sequência de números inteiros consecutivos.

Como limpar o Datastore local

Para limpar o armazenamento de dados local de um aplicativo, invoque o servidor de desenvolvimento local da seguinte forma:

dev_appserver.py --clear_datastore=yes app.yaml

Como alterar a localização do Datastore local

Para alterar o local usado para o arquivo de armazenamento de dados, use a opção --datastore_path:

dev_appserver.py --datastore_path=/tmp/myapp_datastore app.yaml

Como usar o serviço Usuários

O App Engine fornece um serviço Usuários para simplificar a autenticação e autorização para seu aplicativo. O servidor de desenvolvimento local simula o comportamento das Contas do Google com suas próprias páginas de login e logout. Durante a execução no servidor de desenvolvimento local, as funções users.create_login_url e users.create_logout_url retornam URLs para /_ah/login e /_ah/logout no servidor local.

Como usar o e-mail

O servidor de desenvolvimento local envia e-mails para chamadas para o serviço de e-mail do App Engine usando um servidor SMTP ou uma instalação local do Sendmail.

Como usar SMTP

Para ativar o suporte a e-mail com um servidor SMTP, invoque dev_appserver.py da seguinte maneira:

dev_appserver.py --smtp_host=smtp.example.com --smtp_port=25 \
    --smtp_user=ajohnson --smtp_password=k1tt3ns [PATH_TO_YOUR_APP]

em que você configura as opções --smtp_host, --smtp_port, --smtp_user e --smtp_password com seus próprios valores.

Como usar o Sendmail

Para ativar o suporte a e-mail com o Sendmail, invoque dev_appserver.py desta forma:

dev_appserver.py --enable_sendmail=yes [PATH_TO_YOUR_APP]

O servidor local usará o comando sendmail para enviar mensagens de e-mail com a configuração padrão da instalação.

Como usar a busca de URL

Quando o aplicativo usa a API de busca de URL para fazer uma solicitação HTTP, o servidor de desenvolvimento local efetua a solicitação diretamente do seu computador. O comportamento de busca de URL no servidor local pode ser diferente do App Engine de produção se você usar um servidor proxy para acessar sites.

Como usar o console interativo

O console interativo permite que desenvolvedores inseriram um código Python arbitrário em um formulário da Web e o executem dentro do ambiente do aplicativo. Isso fornece o mesmo acesso ao ambiente e aos serviços do aplicativo que um arquivo .py dentro do próprio aplicativo.

Para usar o console interativo:

  1. Inicie o servidor de desenvolvimento.

  2. Acesse o console interativo no console de desenvolvimento local. (O URL é http://localhost:8000/console.)

  3. Insira na área de texto o código Python que quiser e envie o formulário para executá-lo. Por exemplo, o código a seguir adicionará uma entidade do Datastore chamada Greeting com o texto Hello:

      from google.appengine.ext import ndb
      class Greeting(ndb.Model):
        content = ndb.TextProperty()
    
      e = Greeting(content="Hello")
      e.put()
    

Como depurar com PDB

Para usar o depurador PDB para Python:

  1. Adicione esta linha ao código:

    import pdb; pdb.set_trace();
    

    O dev_appserver será interrompido nesse momento e será solto no REPL do PDB, permitindo depurar seu código da linha de comando.

  2. Se o aplicativo fizer várias solicitações simultâneas que invoquem pdb.set_trace(), várias sessões de depuração serão iniciadas ao mesmo tempo e cada uma enviará saída para STDOUT. Para evitar isso, serialize suas solicitações desativando o suporte de várias linhas de execução e vários processamentos a dev_appserver, da seguinte maneira:

    1. Desative as várias linhas de execução para:

      • todos os serviços que usam a sinalização --threadsafe_override=false;
      • um serviço que usa a sinalização --threadsafe_override=<SERVICENAME>:false;
      • vários serviços que usam a sinalização --threadsafe_override=<SERVICE1NAME>:false,<SERVICE2NAME>:false.
      1. Desative os vários processamentos para:
        • todos os serviços que usam a sinalização --max_module_instances=1;
        • um serviço que usa a sinalização --max_module_instances=<SERVICENAME>:1;
        • vários serviços que usam a sinalização --max_module_instances=<SERVICE1NAME>:1,<SERVICE2NAME>:1.