Como alterar a região ou a zona padrão

Nesta página, você aprenderá como definir uma região ou zona para seu projeto do Console do Google Cloud.

Ao fazer uma solicitação para o Compute Engine, talvez você precise especificar uma região ou zona, dependendo dos requisitos específicos da solicitação. Se há recursos por zona envolvidos, é necessário definir o nome da zona e, no caso de recursos por região, o nome da região. Por exemplo, solicitações envolvendo uma instância de VM sempre exigem uma especificação de zona. No caso de solicitações com um endereço IP externo, é necessária uma especificação de região.

Quando você cria um projeto, são selecionadas automaticamente uma região e uma zona padrão para o projeto no Compute Engine, com base no local onde o projeto foi criado. A região e a zona mais próximas da origem do projeto são escolhidas de modo que os recursos criados tenham latência reduzida para os clientes. Se você pretende criar recursos em uma região ou zona diferente, modifique esses dados no projeto.

Leia a documentação Regiões e zonas para saber mais sobre elas.

Leia a documentação Recursos globais, regionais e por zonas para saber mais sobre esses recursos do Compute Engine.

Antes de começar

Como uma região e uma zona padrão afetam seu projeto

As configurações de região e zona padrão afetam apenas as ferramentas de cliente, como a ferramenta de linha de comando gcloud e o Console do Google Cloud. Essas duas ferramentas usam as informações de região e zona padrão para ajudar você a gerenciar recursos com mais facilidade, pré-selecionando automaticamente a zona e a região quando solicitações são criadas.

No Console do Cloud, os campos de zona e região são preenchidos automaticamente quando você cria recursos zonais ou regionais, como instâncias e endereços. Basta aceitar os valores preenchidos ou alterar um valor explicitamente.

Na ferramenta gcloud, é possível omitir as sinalizações --zone e --region. Quando isso é feito, a ferramenta usa as propriedades de zona e região padrão para o projeto.

Sempre que você quiser alterar a região e a zona padrão no servidor de metadados, modifique-as localmente com a ferramenta gcloud. Se preferir, também é possível modificá-las manualmente em cada solicitação na ferramenta e no Console do Cloud.

Como pesquisar a zona ou a região padrão

O servidor de metadados contém informações de metadados sobre um projeto, como ID, nome etc. Consulte o servidor de metadados para acessar e usar essas informações.

Se você especificar uma região e zona padrão para o projeto, o Compute Engine definirá esses valores no servidor de metadados do projeto.

As regiões e zonas padrão são definidas usando os seguintes valores:

  • google-compute-default-zone
  • google-compute-default-region

Para ver suas configurações padrão de região e zona, execute o seguinte comando gcloud:

gcloud compute project-info describe --project [PROJECT_ID]

em que [PROJECT_ID] é o ID do projeto.

Procure os valores de metadados de zona e região padrão na resposta. Se os valores e as chaves google-compute-default-region e google-compute-default-zone estiverem ausentes na resposta, é porque não foi feita a definição de nenhuma zona padrão ou região.

Como alterar a zona ou a região padrão

Console

Para alterar a zona ou a região padrão no Console do Cloud, siga estas etapas:

  1. Acesse a página "Configurações".
  2. No menu Região, selecione a região padrão.
  3. No menu Zona, selecione a zona padrão.

gcloud

Faça uma solicitação ao servidor de metadados para alterar a zona e a região padrão dele. Por exemplo:

gcloud compute project-info add-metadata \
    --metadata google-compute-default-region=europe-west1,google-compute-default-zone=europe-west1-b

Depois de atualizar os metadados padrão por meio de qualquer método, execute gcloud init para reinicializar a configuração default. A ferramenta de linha de comando gcloud refletirá as novas alterações de zona e região padrão somente depois que você executar o comando gcloud init novamente.

Para mais informações sobre as opções de comando da gcloud que podem ser usadas para definir zonas e regiões padrão, consulte a documentação sobre como definir propriedades padrão.

A seguir