Visão geral da migração de VMs para o Compute Engine

O Google Cloud oferece as opções a seguir para migrar seus servidores para o Compute Engine.

Como importar discos virtuais

Se você tem discos virtuais pré-configurados em seu ambiente local (às vezes chamados de discos dourados ou imagens douradas), é possível economizar tempo importando esses discos virtuais no Compute Engine e usando a imagem resultante para criar novas máquinas virtuais. A ferramenta de importação é compatível com a maioria dos formatos de arquivos de disco virtual, incluindo VMDK, VHD e RAW. Para ver mais informações, consulte Como importar discos virtuais.

Para migrar um grande número de máquinas virtuais (VMs, na sigla em inglês), sugerimos usar um dos produtos de migração de VM a seguir.

Como usar o Migrate for Compute Engine para migrar VMs

O Migrate for Compute Engine fornece uma solução de migração em nuvem sem agente que permite aos usuários migrar VMs com eficiência para o Google Cloud Platform em minutos. Além disso, ele usa a tecnologia de streaming para reduzir o tempo de migração, fornece recomendações de redimensionamento antes da migração para você escolher os tipos de instância apropriados e se integra ao VMware vCenter para proporcionar um único painel para o gerenciamento de migrações de VM. O Migrate for Compute Engine também oferece uma interface baseada na Web para organizar e automatizar migrações de VMs em massa.

O Migrate for Compute Engine é gratuito para os clientes que estão migrando para o Google Cloud. As taxas de faturamento padrão se aplicam a todos os outros produtos do Google Cloud (Compute Engine, Cloud Storage etc.) usados ou consumidos durante ou após a migração. Por exemplo, se você usar VMs do Compute Engine para implantar o Migrate for Compute Engine, precisará pagar por cada instância/hora. Para mais informações sobre os produtos do Google Cloud usados pelo Migrate for Compute Engine, consulte a página de preços do Migrate for Compute Engine.

Para mais informações, consulte a documentação sobre como migrar VMs para o Google Cloud usando o Migrate for Compute Engine.

Versões de SO compatíveis para migração

Em geral, as máquinas virtuais precisam estar executando um dos sistemas operacionais compatíveis com a versão mais recente do kernel para cada versão do sistema operacional. Embora algumas máquinas virtuais com versões mais antigas do kernel possam migrar com sucesso, é altamente recomendável que você atualize para a versão mais recente do kernel. Máquinas virtuais com versões mais antigas do kernel que não incluem drivers para o virtio-scsi falharão durante a migração.

A seguir

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Documentação do Compute Engine