Como gerenciar clusters

Veja nesta página como gerenciar seus clusters no Google Kubernetes Engine (GKE). Para aprender sobre como os clusters funcionam, consulte Arquitetura de cluster.

Antes de começar

Antes de começar, verifique se você realizou as tarefas a seguir:

Defina as configurações padrão da gcloud usando um dos métodos a seguir:

  • Use gcloud init se quiser orientações para definir os padrões.
  • Use gcloud config para definir individualmente a região, a zona e o ID do projeto.

Como usar o gcloud init

Se você receber o erro One of [--zone, --region] must be supplied: Please specify location, preencha esta seção.

  1. Execute gcloud init e siga as instruções:

    gcloud init

    Se você estiver usando SSH em um servidor remoto, utilize a sinalização --console-only para impedir que o comando inicie um navegador:

    gcloud init --console-only
  2. Siga as instruções para autorizar a gcloud a usar sua conta do Google Cloud.
  3. Crie uma nova configuração ou selecione uma atual.
  4. Escolha um projeto do Google Cloud.
  5. Escolha uma zona padrão do Compute Engine.

Como usar o gcloud config

  • Defina o ID do projeto padrão:
    gcloud config set project project-id
  • Se você estiver trabalhando com clusters zonais, defina a zona do Compute padrão:
    gcloud config set compute/zone compute-zone
  • Se você estiver trabalhando com clusters regionais, defina a região do Compute padrão:
    gcloud config set compute/region compute-region
  • Atualize gcloud para a versão mais recente:
    gcloud components update

Como ver os clusters

gcloud

Para visualizar um cluster específico, execute o seguinte comando:

gcloud container clusters describe cluster-name

Para visualizar todos os clusters na sua zona padrão:

gcloud container clusters list

Console

Para visualizar os clusters, acesse o menu do Google Kubernetes Engine no Console do Cloud.

Acesse o menu do Google Kubernetes Engine

Para ver mais informações sobre um cluster, selecione-o na lista.

Como configurar um cluster padrão para kubectl

Se você tiver vários clusters, poderá definir um cluster padrão para a ferramenta de linha de comando kubectl.

Para saber mais, consulte a seção Como configurar um cluster padrão para os comandos kubectl.

Como configurar um cluster padrão para gcloud

gcloud

Para definir um cluster padrão para os comandos da gcloud, execute este comando:

gcloud config set container/cluster cluster-name

Como fazer upgrade de clusters

Por padrão, o GKE faz upgrade dos clusters automaticamente. No entanto, é possível fazer o upgrade por conta própria. Para saber mais, consulte Como fazer upgrade manual de um cluster.

Como adicionar ou remover zonas

Veja nas seções a seguir como adicionar ou remover zonas de cluster.

Como alterar as zonas para clusters zonais

gcloud

Para adicionar ou remover zonas de um cluster zonal, use o comando gcloud container clusters update:

gcloud container clusters update cluster-name \
  --zone compute-zone \
  --node-locations [compute-zone,compute-zone,...]

em que:

  • cluster-name é o nome que você escolheu para o cluster
  • compute-zone é a zona para o plano de controle do cluster
  • [compute-zone, compute-zone...] são todas as zonas desejadas. Inclua a zona do plano de controle de cluster.

Por exemplo, example-cluster é executado em us-central1-a. Para adicionar mais duas zonas ao cluster, você executaria o seguinte comando:

gcloud container clusters update example-cluster \
  --zone us-central1-a
  --node-locations us-central1-a,us-central1-b,us-central1-c

Como outro exemplo, example-cluster é executado em us-central1-a, us-central1-b e us-central1-c. Se você quiser que o cluster seja executado apenas em us-central1-a e us-central1-b, execute este comando:

gcloud container clusters update example-cluster \
  --zone us-central1-a \
  --node-locations us-central1-a,us-central1-b

Console

Para adicionar ou remover zonas em um cluster atual, execute as seguintes etapas:

  1. Acesse o menu do Google Kubernetes Engine no Console do Cloud.

    Acesse o menu do Google Kubernetes Engine

  2. Clique no botão "Editar" do cluster, que se parece com um lápis.

  3. Na seção Zonas adicionais, selecione as zonas desejadas.

  4. Clique em Salvar.

Como alterar as zonas para clusters regionais

Atualmente, só é possível alterar as zonas dos clusters regionais atuais usando o comando gcloud.

gcloud

Para adicionar ou remover zonas de um cluster regional, use o comando gcloud container clusters update com a sinalização --region:

gcloud container clusters update cluster-name \
  --region region \
  --node-locations [compute-zone,compute-zone,...]

em que:

  • cluster-name é o nome do cluster;
  • region é a região em que o cluster é executado;
  • [compute-zone,compute-zone,...] são todas as zonas desejadas.

Por exemplo, example-cluster é executado em us-central1-a e us-central1-b. Para adicionar us-central1-c, você executaria este comando:

gcloud container clusters update example-cluster \
  --region us-central1 \
  --node-locations us-central1-a,us-central1-b,us-central1-c

Como outro exemplo, example-cluster é executado em us-central1-a, us-central1-b e us-central1-c. Se você quiser que o cluster seja executado apenas em us-central1-a e us-central1-b, execute este comando:

gcloud container clusters update example-cluster \
  --region us-central1 \
  --node-locations us-central1-a,us-central1-b

Como redimensionar clusters

É possível redimensionar um cluster para aumentar ou diminuir o número de nós. Por exemplo, se você quiser impedir o cluster de consumir recursos sem excluí-lo, será possível redimensionar os nós para zero. Para saber mais sobre isso, consulte Como redimensionar um cluster.

Se você quiser uma maneira mais eficiente de otimizar os clusters, também é possível usar o Escalonamento automático do pod vertical (VPA, na sigla em inglês). O escalonador automático recomenda valores para essas solicitações e limites ou atualiza automaticamente os valores.

Como excluir clusters

Quando necessário, é possível excluir um cluster. Para saber mais, consulte Como excluir um cluster.

A seguir