Como criar instâncias de VM a partir de imagens de máquina

Depois de criar uma imagem de máquina, é possível usá-la para criar uma instância de máquina virtual (VM, na sigla em inglês). Para mais informações sobre o uso de imagens de máquina, consulte Quando usar uma imagem de máquina (em inglês).

Uma imagem de máquina contém a maioria das informações e dados necessários para criar uma instância.

Uma imagem de máquina não pode ser alterada. No entanto, é possível modificar quase todas as propriedades da imagem de máquina ao criar uma instância com base nela.

É possível criar instâncias com base em imagens de máquina usando o Console do Google Cloud, a ferramenta de linha de comando gcloud ou a API Compute Engine.

Antes de começar

Como criar uma VM a partir de uma imagem de máquina (sem substituição)

Se você quiser criar uma VM totalmente baseada na imagem de máquina, sem alterações nas propriedades, use este método.

Console

  1. No Console do Google Cloud, acesse a página Instâncias de VMs.

    Acessar instâncias de VM

  2. Clique em Criar instância.

  3. Clique em Nova instância de VM a partir da imagem de máquina.

  4. Selecione a imagem de máquina e clique em Continuar.

  5. Especifique um nome para sua instância.

  6. Clique em Criar.

gcloud

Use o comando gcloud beta compute instances create para criar uma instância a partir de uma imagem de máquina.

gcloud beta compute instances create VM_NAME \
    --zone ZONE \
    --source-machine-image SOURCE_MACHINE_IMAGE_NAME

Substitua:

  • VM_NAME: o nome da VM a ser criada.
  • ZONE: a zona para a VM.
  • SOURCE_MACHINE_IMAGE_NAME: a imagem de máquina a partir da qual a VM será criada.

Exemplo

Por exemplo, é possível usar o seguinte comando gcloud para criar uma VM chamada my-instance na zona us-east1-b a partir de uma imagem de máquina chamada my-machine-image.

gcloud beta compute instances create my-instance \
    --zone us-east1-b \
    --source-machine-image my-machine-image

Após a criação da VM, a saída será assim:

Created [https://www.googleapis.com/compute/beta/projects/project-12345/zones/us-east1-b/instances/my-instance].
NAME               ZONE        MACHINE_TYPE   PREEMPTIBLE  INTERNAL_IP  EXTERNAL_IP   STATUS
my-instance        us-east1-b  e2-standard-2               192.0.2.1   203.224.0.113  RUNNING

API

Na API, crie uma solicitação POST para o método instances.insert. No corpo da solicitação, inclua os parâmetros a seguir:

POST https://compute.googleapis.com/compute/beta/projects/PROJECT_ID/zones/ZONE/instances

{
  "name": "VM_NAME",
  "sourceMachineImage": "SOURCE_MACHINE_IMAGE_URL"
}

Substitua:

  • PROJECT_ID: o ID do projeto.
  • ZONE: a zona para a VM.
  • VM_NAME: o nome da VM a ser criada.
  • SOURCE_MACHINE_IMAGE_URL: o URL completo ou parcial da imagem de máquina que você quer usar para criar a VM. Por exemplo, se você tiver uma imagem de máquina chamada my-machine-image em um projeto chamado myProject. Os seguintes URLs serão válidos:

    • https://www.googleapis.com/compute/v1/projects/myProject/global/machineImages/my-machine-image
    • projects/myProject/global/machineImages/my-machine-image
    • global/machineImages/my-machine-image

Como criar uma VM usando uma imagem de máquina de um projeto diferente

Se quiser criar uma VM a partir de uma imagem de máquina localizada em um projeto diferente, você precisa garantir que tem acesso à imagem de máquina e substituir a propriedade da conta de serviço na nova VM. As seções a seguir descrevem como criar uma VM a partir de uma imagem de máquina localizada em um projeto diferente usando a ferramenta de linha de comando gcloud.

  1. Conceda acesso às imagens de máquina armazenadas em um projeto diferente.

    As permissões podem ser concedidas no projeto de origem ou na imagem da máquina. Para conceder as permissões na imagem da máquina usando a ferramenta de linha de comando gcloud, execute o comando a seguir:

    gcloud beta compute machine-images add-iam-policy-binding MACHINE_IMAGE_NAME \
        --project=MACHINE_IMAGE_PROJECT \
        --member='ACCOUNT_EMAIL' \
        --role='roles/compute.admin'
    

    Substitua:

    • MACHINE_IMAGE_PROJECT: o ID do projeto que contém a imagem de máquina de origem.
    • MACHINE_IMAGE_NAME: o nome da imagem de máquina a que você quer adicionar a vinculação de permissão.
    • ACCOUNT_EMAIL: o endereço de e-mail de serviceAccount ou user que está criando a VM. Verifique se o e-mail está formatado para incluir o prefixo necessário. O prefixo precisa ser um dos seguintes:

      • user: especifique isso se o endereço de e-mail estiver associado a uma conta de usuário. Por exemplo, user:user@example.com.
      • serviceAccount: especifique isso se o endereço de e-mail estiver associado a uma conta de serviço. Por exemplo, serviceAccount:123456789000-compute@developer.gserviceaccount.com.

    Exemplo

    Por exemplo, para fazer uma vinculação compute.admin da imagem de máquina chamada my-machine-image ao e-mail da conta de serviço 123456789000-compute@developer.gserviceaccount.com.

    gcloud beta compute machine-images add-iam-policy-binding my-machine-image \
        --project=machine-image-project \
        --member='serviceAccount:123456789000-compute@developer.gserviceaccount.com' \
        --role='roles/compute.admin'
    
  2. Use o comando gcloud beta compute instances create para criar uma VM a partir de uma imagem de máquina.

    gcloud beta compute instances create VM_NAME \
        --project=VM_PROJECT_ID \
        --zone ZONE \
        --source-machine-image projects/MACHINE_PROJECT_ID/global/machineImages/MACHINE_IMAGE_NAME \
        --service-account SERVICE_ACCOUNT_EMAIL
    

    Substitua:

    • VM_PROJECT_ID: o ID do projeto em que a VM será criada.
    • VM_NAME: o nome da VM a ser criada.
    • ZONE: a zona para a VM.
    • MACHINE_PROJECT_ID: o ID do projeto em que a imagem de máquina está localizada.
    • MACHINE_IMAGE_NAME: a imagem de máquina a partir da qual a VM será criada.
    • SERVICE_ACCOUNT_EMAIL: o endereço de e-mail de serviceAccount que está criando a VM.

      Exemplo

      Por exemplo, para criar uma VM chamada my-instance na zona us-east1-b, a partir de uma imagem de máquina chamada my-machine-image que está localizada em um projeto chamado vm-project.

      A sinalização service-account especifica a conta de serviço para o projeto de VM em que você quer criar a imagem de máquina. Se você não fornecer essa sinalização, a conta de serviço de origem não poderá ser compartilhada entre os projetos e a operação falhará.

      gcloud beta compute instances create my-instance \
       --project=vm-project \
       --zone us-east1-b \
       --source-machine-image projects/project-67890/global/machineImages/my-machine-image \
       --service-account 123456789000-compute@developer.gserviceaccount.com
      

      Após a criação da VM, a saída será assim:

      Created [https://www.googleapis.com/compute/beta/projects/project-12345/zones/us-east1-b/instances/my-instance].
      NAME               ZONE        MACHINE_TYPE   PREEMPTIBLE  INTERNAL_IP  EXTERNAL_IP   STATUS
      my-instance        us-east1-b  e2-standard-2               192.0.2.1   203.224.0.113  RUNNING
      

Criar uma VM a partir de uma imagem de máquina (com substituições de propriedades)

Se você quiser criar uma VM baseada principalmente na imagem de máquina, mas com algumas alterações, será possível usar o comportamento de substituição. Para usar esse comportamento, você especifica atributos para modificar as propriedades atuais da imagem de máquina ao criar a instância.

É possível substituir a maioria das propriedades da VM com base na imagem de máquina. Ao usar o recurso de modificação, considere as observações a seguir:

  • Se a VM de origem usada para gerar a imagem de máquina e a nova VM pertencer ao mesmo projeto e à mesma região, o seguinte será aplicado:

    • A maioria das propriedades da instância de origem e da nova VM será igual. As propriedades diferentes serão aquelas como os endereços IP temporários que são atribuídos automaticamente.
    • Se a instância da VM de origem ainda existir quando você criar uma nova VM, essa nova VM não poderá usar o mesmo nome e a mesma zona que a instância de origem.
  • Se a VM de origem usada para gerar a imagem de máquina e a nova VM pertencerem ao mesmo projeto, mas a regiões diferentes, as seguintes condições serão aplicáveis:

    • Você precisará substituir todos os recursos zonais e regionais da nova VM. Por exemplo, se você criar uma instância de VM com base em uma imagem de máquina, e a instância de origem dessa imagem pertencer a uma região diferente, será necessário modificar recursos regionais, como sub-rede e regras de firewall regionais. No entanto, recursos globais como balanceadores de carga e contas de serviço não precisam de modificação, a menos que você queira modificá-los.

Console

  1. No Console do Google Cloud, acesse a página Instâncias de VM.

    Acessar instâncias de VM

  2. Clique em Criar instância.

  3. Clique em Nova instância de VM a partir da imagem de máquina.

  4. Selecione a imagem de máquina e clique em Continuar.

  5. Especifique um nome para sua instância.

  6. Atualize as propriedades que você quer mudar.

  7. Clique em Criar. Para mais detalhes de configuração, consulte Criar uma instância .

gcloud

Use o comando gcloud beta compute instances create para criar uma instância a partir de uma imagem de máquina e adicionar as propriedades que você quer substituir.

Por exemplo, é possível usar o seguinte comando gcloud para criar uma VM chamada my-instance na zona us-east1-b a partir de uma imagem de máquina chamada my-machine-image. Neste exemplo, as substituições são aplicadas para alterar o tipo de máquina e interromper a política de manutenção.

gcloud beta compute instances create my-instance \
    --zone us-east1-b \
    --source-machine-image my-machine-image \
    --machine-type e2-standard-2 \
    --maintenance-policy TERMINATE

API

Para substituir as propriedades da imagem de máquina durante a criação da VM, use a API instances.insert() e forneça os campos que você quer substituir no corpo da solicitação.

Na API, crie uma solicitação POST para o método instances.insert. No corpo da solicitação, inclua o parâmetro sourceMachineImage e todas as modificações necessárias. É possível adicionar qualquer propriedade que você costuma definir durante a criação da instância. Por exemplo, para alterar o tipo de máquina, sua chamada de API incluirá o parâmetro machineType.

POST https://compute.googleapis.com/compute/beta/projects/PROJECT_ID/zones/ZONE/instances

{
  "name": "VM_NAME",
  "machineType": "zones/ZONE/machineTypes/NEW_MACHINE_TYPE",
  "sourceMachineImage": "SOURCE_MACHINE_IMAGE_URL"
}

Substitua:

  • PROJECT_ID: o ID do projeto.
  • ZONE: a zona para a VM.
  • VM_NAME: o nome da VM a ser criada.
  • NEW_MACHINE_TYPE: o tipo de máquina que você quer usar para a VM.
  • SOURCE_MACHINE_IMAGE_URL: o URL completo ou parcial da imagem de máquina que você quer usar para criar a instância. Por exemplo, se você tiver uma imagem de máquina chamada my-machine-image em um projeto chamado myProject. Os seguintes URLs serão válidos:

    • https://www.googleapis.com/compute/v1/projects/myProject/global/machineImages/my-machine-image
    • projects/myProject/global/machineImages/my-machine-image
    • global/machineImages/my-machine-image

Comportamento de modificação

O comportamento de modificação na API segue as regras de patch de mesclagem JSON descritas na RFC 7396 (em inglês). Resumidamente, são aplicáveis as seguintes regras:

  • Se você substituir um campo primitivo, o campo primitivo correspondente na imagem da máquina será substituído pelo valor do campo primitivo na solicitação. Os campos primitivos incluem parâmetros como machineType e name.
  • Se você modificar um campo repetido, todos os valores repetidos para essa propriedade serão substituídos pelos valores correspondentes fornecidos na solicitação. Geralmente, campos repetidos são propriedades do tipo list. Por exemplo, disks e networkInterfaces são campos repetidos.
  • Se você substituir um nested object, o objeto na imagem da máquina será mesclado com a especificação do objeto correspondente na solicitação. Se um objeto aninhado estiver em um campo repetido, o campo será tratado de acordo com as regras de campos repetidos. Os rótulos são uma exceção a essa regra e são tratados como um campo repetido, mesmo que sejam do tipo object.

A seguir