Aprenda práticas recomendadas sobre como implantar, escalonar e gerenciar instâncias de VMs com especialistas do Google. Participe do Next '21.

Ir para

Compute Engine

Serviço de computação seguro e personalizável que permite criar e executar máquinas virtuais na infraestrutura do Google.

Clientes novos ganham US$ 300 em créditos para gastar no Google Cloud. Todos os clientes recebem uma máquina de uso geral (instância e2-micro) por mês gratuitamente, sem desconto de créditos.

  • action/check_circle_24px Criado com o Sketch.

    Tipos de máquina predefinidos: comece a executar rapidamente com configurações predefinidas e prontas para uso

  • action/check_circle_24px Criado com o Sketch.

    Tipos de máquina personalizados: crie VMs com as quantidades ideais de vCPUs e memória equilibrando os custos

  • action/check_circle_24px Criado com o Sketch.

    Máquinas preemptivas: reduza os custos de computação em até 80% com instâncias de curto prazo com preço acessível

  • action/check_circle_24px Criado com o Sketch.

    Computação confidencial: criptografe os dados mais confidenciais enquanto eles são processados

  • action/check_circle_24px Criado com o Sketch.

    Recomendações de dimensionamento: otimize a utilização de recursos com recomendações automáticas

Principais recursos

Como escolher o tipo de máquina virtual certo

Cargas de trabalho de escalonamento horizontal (T2D): em breve

As T2D oferecem o melhor custo-benefício em comparação com as VMs de uso geral de qualquer um dos principais fornecedores de nuvem pública. Elas são o primeiro tipo de instância na família de VMs Tau e vêm com formas predefinidas, com até 60 vCPUs por VM e 4 GB de memória por vCPU. As T2D são ideais para cargas de trabalho de escalonamento horizontal, como servidores da Web, microsserviços em contêineres, transcodificação de mídia e aplicativos Java de grande escala. Inscreva-se para receber atualizações de lançamento.

Cargas de trabalho de uso geral (E2, N2, N2D e N1)

E2, N2N2DN1 são máquinas de uso geral que oferecem um bom equilíbrio de preço/desempenho e são adequadas para uma ampla variedade de cargas de trabalho comuns, incluindo bancos de dados, ambientes de desenvolvimento e de testes, aplicativos da Web e jogos para dispositivos móveis. Além disso, elas oferecem suporte a até 224 vCPUs e 896 GB de memória.

Memória ultra-alta (M2, M1)

As máquinas com otimização de memória oferecem as maiores configurações de memória, com até 12 TB para uma única instância. Elas são perfeitas para cargas de trabalho com uso intensivo de memória, como bancos de dados grandes (por exemplo, SAP HANA) e cargas de trabalho de análise de dados na memória.

Cargas de trabalho de computação intensiva (C2)

As máquinas com otimização para computação oferecem o melhor desempenho por núcleo no Compute Engine e são otimizadas para cargas de trabalho como computação de alto desempenho (HPC), servidores de jogos e disponibilização de APIs sensíveis à latência.

Aplicativos e cargas de trabalho mais exigentes (A2)

As máquinas otimizadas para aceleradores são baseadas na GPU NVIDIA Ampere A100 Tensor Core. Cada GPU A100 oferece um desempenho de computação até 20 vezes maior que o das GPUs da geração anterior. Essas VMs foram desenvolvidas para suas cargas de trabalho mais exigentes, como machine learning e computação de alto desempenho.

Veja todos os recursos

Clientes

Novidades

Documentação

Documentação

Tutorial
Guia de início rápido do Compute Engine

Neste tutorial com o console, mostraremos como é fácil criar uma máquina virtual Linux no Compute Engine.

Princípios básicos do Google Cloud
VMs confidenciais e Compute Engine

Saiba mais sobre as VMs confidenciais do Compute Engine, como o suporte à criptografia de ponta a ponta, cargas de trabalho de computação intensiva e mais recursos de privacidade e segurança.

Princípios básicos do Google Cloud
Imagens de disco de inicialização

Saiba mais sobre as imagens públicas que podem ser usadas para criar VMs ou veja como criar e importar suas próprias imagens personalizadas para o Compute Engine.

APIs e bibliotecas
Como usar a API Compute Engine com bibliotecas de cliente

Use bibliotecas de cliente para criar e gerenciar os recursos do Compute Engine em Go, Python, Java, Node.js e outras linguagens.

Tutorial
Criar grupos gerenciados de instâncias

Os grupos gerenciados de instâncias garantem alta disponibilidade dos aplicativos mantendo proativamente as instâncias de VMs disponíveis.

Princípios básicos do Google Cloud
Visão geral da rede de nuvem privada virtual (VPC)

Uma rede VPC fornece conectividade às suas instâncias de VMs do Compute Engine. Configure sua rede VPC e os firewalls para lidar com o tráfego de rede dos aplicativos.

Princípios básicos do Google Cloud
Visão geral do Identity and Access Management (IAM)

Use os papéis e as permissões do IAM para gerenciar as permissões e o acesso aos recursos do Compute Engine.

Princípios básicos do Google Cloud
Recursos do Compute Engine

Encontre os preços do Compute Engine, além de descontos, comparativos de mercado, recursos zonais, notas de lançamento e mais.

Tutorial
Descubra o que é possível criar com o Google Cloud

Descubra como migrar e modernizar cargas de trabalho na infraestrutura global, segura e confiável do Google.

Casos de uso

Casos de uso

Caso de uso
Como escolher o tipo certo de máquina virtual

Se você ainda não conhece a computação em nuvem, ou está começando a usar o Google Cloud, essas recomendações podem ajudar a otimizar o uso e os benefícios do Compute Engine. A tabela fornece recomendações de tipo de máquina para diferentes cargas de trabalho.

Como escolher a máquina virtual certa
Caso de uso
Migração de VMs para o Compute Engine

O Compute Engine fornece ferramentas para ajudar você a migrar seus aplicativos para a nuvem. Você executa seus aplicativos no Compute Engine em alguns minutos, enquanto seus dados são migrados de modo transparente em segundo plano. Migre seus aplicativos dos servidores físicos e de VMs do VMware vSphere, Amazon EC2 ou Azure.

Arquitetura de referência que mostra as VMs do vSphere, AWS EC2 e Azure conectando-se ao Cloud VPN. As setas do Cloud VPN se conectam à VPC do Google Cloud, ao Migrate for Compute Engine e ao Cloud NAT Gateway. O Cloud NAT Gateway se conecta ao Cloud Storage, ao Cloud Logging e ao Cloud Monitoring.
Caso de uso
Traga sua própria licença ou use imagens com licenças incluídas

Você pode executar aplicativos com base no Windows trazendo suas próprias licenças e executando essas licenças nos nós de locatário individual do Compute Engine ou usando uma imagem com licença incluída. Otimize ou modernize o uso da sua licença para atingir suas metas de negócios após migrar para o Google Cloud. Aproveite os inúmeros benefícios disponíveis para instâncias de máquinas virtuais, como opções de armazenamento confiável, a velocidade da rede do Google e escalonamento automático.

Arquitetura de referência: a caixa à esquerda é denominada Host normal. Essa caixa contém uma caixa verde rotulada como Cliente 1 com uma caixa chamada VM1. Há duas caixas amarelas rotuladas como Cliente 2. Uma tem uma caixa chamada VM2 e a outra, VM 4. Uma caixa rosa rotulada como Cliente 3 contém uma caixa chamada VM3. Abaixo delas, há mais duas caixas rotuladas como Hipervisor e Hardware do host. A caixa à direita é denominada Nó de locatário individual. Ela contém quatro caixas verdes rotuladas como Cliente 1. Cada uma dessas caixas contém uma caixa chamada VM 1, VM 2, VM 3 e VM 4. Abaixo delas, há mais duas caixas rotuladas como Hipervisor e Hardware do host.

Todos os recursos

Todos os recursos

VM Manager O VM Manager é um conjunto de ferramentas que podem ser usadas para gerenciar sistemas operacionais para grandes frotas de máquinas virtuais (VMs) que executam o Windows e o Linux no Compute Engine.
VMs confidenciais VMs confidenciais são uma tecnologia inovadora que permite que você criptografe dados em uso enquanto eles são processados. É uma implantação simples e fácil de usar que não compromete o desempenho. Você colabora com todo mundo enquanto preserva a confidencialidade dos seus dados.
Migração em tempo real para VMs As máquinas virtuais do Compute Engine podem ser migradas em tempo real entre sistemas host sem necessidade de reinicialização, o que mantém os aplicativos em execução mesmo durante manutenções.
Nós de locatário individual Os nós de locatário individual são servidores físicos do Compute Engine, dedicados exclusivamente a seu uso. Eles simplificam a implantação de aplicativos com licenças adquiridas pelo usuário (BYOL). Além disso, dão acesso aos mesmos tipos de máquinas e opções de configuração de VMs que as instâncias de computação comuns.
Tipos de máquinas personalizados Crie uma máquina virtual com um tipo de máquina personalizado que se adapte melhor às suas cargas de trabalho. Você terá uma economia significativa ao adequar um tipo de máquina personalizado às suas necessidades.
Tipos de máquinas predefinidos O Compute Engine oferece configurações predefinidas de máquinas virtuais para todas as necessidades, desde instâncias pequenas de uso geral até instâncias grandes com otimização de memória com até 11,5 TB de RAM ou instâncias rápidas com otimização para computação com até 60 vCPUs.
VMs preemptivas Instâncias de curta duração e baixo custo projetadas para executar jobs em lote e cargas de trabalho tolerantes a falhas. As VMs preemptivas permitem reduções de custo de até 80%, mantendo o mesmo desempenho e os mesmos recursos que VMs regulares.
Grupos de instâncias Um grupo de instâncias é um conjunto de máquinas virtuais que executam um único aplicativo. Ele cria e exclui máquinas virtuais automaticamente para atender à demanda, além de corrigir falhas da carga de trabalho e executar atualizações.
Discos permanentes Armazenamento em blocos durável e de alto desempenho para instâncias de VMs. Crie discos permanentes nos formatos HDD ou SSD. É possível também tirar snapshots e criar novos discos permanentes a partir deles. Se uma instância de VM é encerrada, o disco permanente dela retém os dados e pode ser anexado a outra instância.
SSD local O Compute Engine oferece armazenamento em blocos local com unidades de estado sólido (SSD), sempre criptografado. Os SSDs locais estão fisicamente conectados ao servidor que hospeda a instância da máquina virtual para operações de entrada/saída por segundo (IOPS) muito altas e latência muito baixa em comparação com os discos permanentes.
Aceleração com GPUs É possível adicionar GPUs para acelerar cargas de trabalho de computação intensa, como aplicativos de estação de trabalho virtual, simulação e machine learning. Adicione ou remova GPUs de uma VM quando a carga de trabalho mudar e pague apenas pelos recursos que você usar. A nova família de VMs A2 é baseada na GPU NVIDIA Ampere A100. Para saber mais sobre a família de VMs A2, solicite acesso ao nosso programa Alfa.
Balanceamento de carga global A tecnologia de balanceamento de carga global ajuda você a distribuir solicitações recebidas em todos os pools de instâncias em várias regiões. Assim, você alcança os níveis máximos de desempenho, capacidade e disponibilidade com baixo custo.
Suporte a Linux e Windows Use o SO de sua escolha, incluindo Debian, CentOS, CoreOS, SUSE, Ubuntu, Red Hat Enterprise Linux, FreeBSD ou Windows Server 2008 R2, 2012 R2 e 2016. Você também pode usar uma imagem compartilhada da comunidade do Google Cloud ou a sua própria.
Faturamento por segundo O faturamento do Google é feito em incrementos por segundo. Você paga somente pelo tempo de computação que usar.
Economia com compromissos Com os descontos por compromisso de uso, você economiza até 57%, sem custos iniciais nem restrições de tipo de instância.
Suporte a contêineres Execute, gerencie e orquestre contêineres do Docker nas VMs do Compute Engine com o Google Kubernetes Engine.
Reservas Crie reservas para instâncias de VMs em uma zona específica. Use reservas para garantir que seu projeto tenha recursos em caso de aumentos futuros na demanda. Quando você não precisar mais de uma reserva, basta excluí-la para interromper as cobranças correspondentes.
Recomendações de dimensionamento adequado No Compute Engine, há recomendações de tipos de máquinas para ajudar você a otimizar a utilização de recursos das instâncias de máquinas virtuais (VM). Use essas recomendações para redimensionar o tipo de máquina da instância e utilizar os recursos dela de maneira mais eficiente.
Gerenciamento de correções do SO Com o Gerenciamento de correções do SO, é possível aplicar os patches do SO a um conjunto de VMs, receber dados em conformidade com os patches em todos os ambientes e automatizar a instalação dos patches do SO nas VMs, tudo isso em um local centralizado. 
Política de posicionamento Use a Política de posicionamento para especificar a localização das instâncias de hardware. A Política de posicionamento difundida proporciona maior confiabilidade ao colocar as instâncias em hardwares distintos, reduzindo, assim, o impacto das falhas de hardware. A Política de posicionamento compacta proporciona menor latência entre os nós, aproximando as instâncias dentro da mesma infraestrutura de rede. 

Preços

Preços do Compute Engine

Os preços do Compute Engine são baseados no uso por segundo dos tipos de máquinas, discos permanentes e outros recursos que você escolher para suas máquinas virtuais. Se tiver algum projeto específico em mente, use a calculadora de preços para estimar os custos. Você também tem a opção de entrar em contato com a nossa equipe de vendas para solicitar um orçamento.

Novos clientes ganham US$ 300 em créditos para gastar no Google Cloud nos primeiros 90 dias. Todos os clientes recebem uma máquina de uso geral (instância e2-micro) por mês gratuitamente, sem desconto de créditos.