Guia de início rápido: crie e consulte um banco de dados usando o Console do Google Cloud

Criar e consultar um banco de dados usando o Console do Google Cloud

Neste guia de início rápido, mostramos como realizar operações básicas no Cloud Spanner usando o Console do Google Cloud. No início rápido, você vai:

  • Criar uma instância do Cloud Spanner
  • Cria um banco de dados.
  • Crie um esquema.
  • Insira e modifique dados.
  • executar uma consulta.

Antes de começar

  1. Faça login na sua conta do Google Cloud. Se você começou a usar o Google Cloud agora, crie uma conta para avaliar o desempenho de nossos produtos em situações reais. Clientes novos também recebem US$ 300 em créditos para executar, testar e implantar cargas de trabalho.
  2. No console do Google Cloud, na página do seletor de projetos, selecione ou crie um projeto do Google Cloud.

    Acessar o seletor de projetos

  3. Verifique se o faturamento está ativado para seu projeto na nuvem. Saiba como verificar se o faturamento está ativado em um projeto.

  4. No console do Google Cloud, na página do seletor de projetos, selecione ou crie um projeto do Google Cloud.

    Acessar o seletor de projetos

  5. Verifique se o faturamento está ativado para seu projeto na nuvem. Saiba como verificar se o faturamento está ativado em um projeto.

  6. Ative a Cloud Spanner API para o projeto.

    Ativar a API Cloud Spanner

Criar uma instância

Quando você usa o Cloud Spanner pela primeira vez, é preciso criar uma instância que é uma alocação de recursos usados pelos bancos de dados do Cloud Spanner naquela instância.

  1. No Console do Google Cloud, acesse a página Instâncias do Cloud Spanner.

    Acessar instâncias do Cloud Spanner

  2. Clique em Criar instância.

  3. Para o nome da instância, insira um nome, como Test Instance.

  4. O ID da instância é inserido automaticamente com base no nome dela, por exemplo, test-instance. Mude se necessário.

  5. Em Choose your configuration, mantenha a opção padrão Regional e selecione uma configuração no menu suspenso.

    A localização geográfica em que as instâncias são armazenadas e replicadas é determinada pela configuração da instância.

  6. Em Alocar capacidade de computação, mantenha o valor padrão de 1.000 unidades de processamento.

    A página de criação de instância ficará assim:

    Página atualizada de criação de instância.

  7. Clique em Criar.

    A instância aparece na lista de instâncias.

Crie um banco de dados

  1. No Console do Google Cloud, acesse a página Instâncias do Cloud Spanner.

    Acessar instâncias do Cloud Spanner

  2. Clique na instância que você criou, por exemplo, Instância de teste.

  3. Na página "Visão geral" da instância exibida, clique em Criar banco de dados.

  4. Para o nome do banco de dados, insira um nome, como example-db.

  5. Selecione um dialeto de banco de dados.

    Para informações sobre o suporte ao PostgreSQL e orientações sobre como escolher um dialeto, consulte a Interface PostgreSQL. Se você tiver selecionado o SQL padrão do Google, o esquema será definido no campo de texto Definir seu esquema na próxima seção deste guia de início rápido.

    A página de criação de banco de dados ficará assim:

    Janela atualizada de criação do banco de dados.

  6. Clique em Criar.

    O Console do Google Cloud exibe a página Visão geral do banco de dados criado.

Criar um esquema para o banco de dados

  1. Na seção "Tabelas" da página Visão geral do banco de dados, clique em Criar tabela.

  2. Na página Escrever instruções DDL, insira:

    SQL padrão do Google

    CREATE TABLE Singers (
      SingerId   INT64 NOT NULL,
      FirstName  STRING(1024),
      LastName   STRING(1024),
      SingerInfo BYTES(MAX),
      BirthDate  DATE,
    ) PRIMARY KEY(SingerId);
    

    PostgreSQL

    CREATE TABLE Singers (
      SingerId   BIGINT PRIMARY KEY,
      FirstName  VARCHAR(1024),
      LastName   VARCHAR(1024),
      SingerInfo BYTEA,
      BirthDate  TIMESTAMPTZ
    );
    
  3. Clique em Enviar.

    O Console do Google Cloud retorna à página Visão geral do banco de dados e mostra que as atualizações do esquema estão em andamento. Quando a atualização for concluída, a página ficará assim:

    SQL padrão do Google

    Página de visão geral atualizada.

    PostgreSQL

    Página de visão geral atualizada.

    Observe que o PostgreSQL converte o nome da tabela em letras minúsculas.

Insira e modifique dados

O Console do Google Cloud fornece uma interface para inserir, editar e excluir dados.

Insira os dados

  1. Na lista de tabelas na página Visão geral do banco de dados, clique na tabela Singers.

    O Console do Google Cloud exibe a página Esquema da tabela Singers.

  2. No menu de navegação, clique em Dados para exibir a página Dados da tabela Singers.

  3. Clique em Inserir.

    O Console do Google Cloud exibe a página Consulta da tabela Singers com uma nova guia de consulta contendo instruções INSERT e SELECT que você edita para inserir uma linha na tabela Singers e visualizar o resultado dessa inserção:

    SQL padrão do Google

      -- Add new values in the VALUES clause in order of the column list.
      -- Each value must be type compatible with its associated column.
    INSERT INTO
      Singers (SingerId,
        BirthDate,
        FirstName,
        LastName,
        SingerInfo)
    VALUES
      (<SingerId>, -- type: INT64
        <BirthDate>, -- type: DATE
        <FirstName>, -- type: STRING(1024)
        <LastName>, -- type: STRING(1024)
        <SingerInfo> -- type: BYTES(MAX)
        );
      -- Change values in the WHERE condition to match the inserted row.
    SELECT
      *
    FROM
      Singers
    WHERE
      SingerId=<SingerId>;
    

    PostgreSQL

      -- Add new values in the VALUES clause in order of the column list.
      -- Each value must be type compatible with its associated column.
    INSERT INTO
      singers (singerid,
        birthdate,
        firstname,
        lastname,
        singerinfo)
    VALUES
      (<singerid>, -- type: bigint
        <birthdate>, -- type: timestamp with time zone
        <firstname>, -- type: character varying
        <lastname>, -- type: character varying
        <singerinfo> -- type: bytea
        );
      -- Change values in the WHERE condition to match the inserted row.
    SELECT
      *
    FROM
      singers
    WHERE
      singerid=<singerid>;
    

    O PostgreSQL converte os nomes das colunas em minúsculas.

  4. Edite a cláusula VALUES da instrução INSERT e a cláusula WHERE da instrução SELECT:

    SQL padrão do Google

      -- Add new values in the VALUES clause in order of the column list.
      -- Each value must be type compatible with its associated column.
    INSERT INTO
      Singers (SingerId,
        BirthDate,
        FirstName,
        LastName,
        SingerInfo)
    VALUES
      (1, -- type: INT64
        NULL, -- type: DATE
        'Marc', -- type: STRING(1024)
        'Richards', -- type: STRING(1024)
        NULL -- type: BYTES(MAX)
        );
      -- Change values in the WHERE condition to match the inserted row.
    SELECT
      *
    FROM
      Singers
    WHERE
      SingerId=1;
    

    PostgreSQL

      -- Add new values in the VALUES clause in order of the column list.
      -- Each value must be type compatible with its associated column.
    INSERT INTO
      singers (singerid,
        birthdate,
        firstname,
        lastname,
        singerinfo)
    VALUES
      (1, -- type: bigint
        NULL, -- type: timestamp with time zone
        'Marc', -- type: character varying
        'Richards', -- type: character varying
        NULL -- type: bytea
        );
      -- Change values in the WHERE condition to match the inserted row.
    SELECT
      *
    FROM
      singers
    WHERE
      singerid=1;
    
  5. Clique em Executar.

    O Cloud Spanner executa as instruções. Quando terminar, a guia Resultados indica que a primeira instrução inseriu uma linha e fornece um link para visualizar os dados da tabela.

  6. Na guia Resultados, clique no link da tabela. A tabela Singers agora tem uma linha:

    SQL padrão do Google

    Os dados atualizados da tabela Singers com uma linha.

    PostgreSQL

    Os dados atualizados da tabela Singers com uma linha.

  7. Clique em Inserir para adicionar outra linha.

    O Console do Google Cloud exibe novamente a página Consulta da tabela Singers com uma nova guia de consulta que contém as mesmas instruções INSERT e SELECT.

  8. Edite a cláusula VALUES da instrução INSERT e a cláusula WHERE da instrução SELECT:

    SQL padrão do Google

      -- Add new values in the VALUES clause in order of the column list.
      -- Each value must be type compatible with its associated column.
    INSERT INTO
      Singers (SingerId,
        BirthDate,
        FirstName,
        LastName,
        SingerInfo)
    VALUES
      (2, -- type: INT64
        NULL, -- type: DATE
        'Catalina', -- type: STRING(1024)
        'Smith', -- type: STRING(1024)
        NULL -- type: BYTES(MAX)
        );
      -- Change values in the WHERE condition to match the inserted row.
    SELECT
      *
    FROM
      Singers
    WHERE
      SingerId=2;
    

    PostgreSQL

      -- Add new values in the VALUES clause in order of the column list.
      -- Each value must be type compatible with its associated column.
    INSERT INTO
      singers (singerid,
        birthdate,
        firstname,
        lastname,
        singerinfo)
    VALUES
      (2, -- type: bigint
        NULL, -- type: timestamp with time zone
        'Catalina', -- type: character varying
        'Smith', -- type: character varying
        NULL -- type: bytea
        );
      -- Change values in the WHERE condition to match the inserted row.
    SELECT
      *
    FROM
      singers
    WHERE
      singerid=2;
    
  9. Clique em Executar.

    Depois que o Cloud Spanner executa as instruções, a guia Resultados novamente indica que a primeira instrução inseriu uma linha.

  10. Clique no link tabela. A tabela Singers agora tem duas linhas:

    SQL padrão do Google

    Os dados atualizados da tabela Singers com duas linhas.

    PostgreSQL

    Os dados atualizados da tabela Singers com duas linhas.

Também é possível inserir valores de string vazios quando adicionar dados.

  1. Clique em Inserir para adicionar uma linha.

    O Cloud Spanner exibe novamente a página Consulta da tabela Singers com uma nova guia de consulta que contém as mesmas instruções INSERT e SELECT.

  2. Edite a cláusula VALUES da instrução INSERT do modelo e a cláusula WHERE da instrução SELECT:

    SQL padrão do Google

      -- Add new values in the VALUES clause in order of the column list.
      -- Each value must be type compatible with its associated column.
    INSERT INTO
      Singers (SingerId,
        BirthDate,
        FirstName,
        LastName,
        SingerInfo)
    VALUES
      (3, -- type: INT64
        NULL, -- type: DATE
        'Kena', -- type: STRING(1024)
        '', -- type: STRING(1024)
        NULL -- type: BYTES(MAX)
        );
      -- Change values in the WHERE condition to match the inserted row.
    SELECT
      *
    FROM
      Singers
    WHERE
      SingerId=3;
    

    PostgreSQL

      -- Add new values in the VALUES clause in order of the column list.
      -- Each value must be type compatible with its associated column.
    INSERT INTO
      singers (singerid,
        birthdate,
        firstname,
        lastname,
        singerinfo)
    VALUES
      (3, -- type: bigint
        NULL, -- type: timestamp with time zone
        'Kena', -- type: character varying
        '', -- type: character varying
        NULL -- type: bytea
        );
      -- Change values in the WHERE condition to match the inserted row.
    SELECT
      *
    FROM
      singers
    WHERE
      singerid=3;
    

    O valor fornecido na coluna de sobrenome é uma string vazia, '', não um valor NULL.

  3. Clique em Executar.

    Depois que o Cloud Spanner executa as instruções, a guia Resultados indica que a primeira instrução inseriu uma linha.

  4. Clique no link tabela. A tabela Singers agora tem três linhas, e a linha com o valor de chave principal de 3 tem uma string vazia na coluna LastName:

    SQL padrão do Google

    Os dados atualizados da tabela Singers com três linhas.

    PostgreSQL

    Os dados atualizados da tabela Singers com três linhas.

Editar dados

  1. Na página Dados da tabela Singers, marque a caixa de seleção na linha com o valor-chave principal de 3 e clique em Editar.

    O Cloud Spanner exibe a página Consulta com uma nova guia contendo as instruções de modelo UPDATE e SELECT que podem ser editadas. Observe que as cláusulas WHERE das duas instruções indicam que a linha a ser atualizada é a que tem o valor da chave primária de 3.

    SQL padrão do Google

      -- Change values in the SET clause to update the row where the WHERE condition is true.
    UPDATE
      Singers
    SET
      BirthDate='',
      FirstName='Kena',
      LastName='',
      SingerInfo=''
    WHERE
      SingerId=3;
    SELECT
      *
    FROM
      Singers
    WHERE
      SingerId=3;
    

    PostgreSQL

      -- Change values in the SET clause to update the row where the WHERE condition is true.
    UPDATE
      singers
    SET
      birthdate='',
      firstname='Kena',
      lastname='',
      singerinfo=''
    WHERE
      singerid='3';
    SELECT
      *
    FROM
      singers
    WHERE
      singerid='3';
    
  2. Edite a cláusula SET da instrução UPDATE para atualizar somente a data de nascimento:

    SQL padrão do Google

      -- Change values in the SET clause to update the row where the WHERE condition is true.
    UPDATE
      Singers
    SET
      BirthDate='1961-04-01'
    WHERE
      SingerId=3;
    SELECT
      *
    FROM
      Singers
    WHERE
      SingerId=3;
    

    PostgreSQL

      -- Change values in the SET clause to update the row where the WHERE condition is true.
    UPDATE
      singers
    SET
      birthdate='1961-04-01 00:00:00 -8:00'
    WHERE
      singerid='3';
    SELECT
      *
    FROM
      singers
    WHERE
      singerid='3';
    
  3. Clique em Executar.

    O Cloud Spanner executa as instruções. Quando terminar, a guia Resultados indica que a primeira instrução atualizou uma linha e fornece um link para visualizar os dados da tabela.

  4. Na guia Resultados, clique no link da tabela.

    A linha atualizada agora tem um valor para a data de nascimento.

    SQL padrão do Google

    Os dados atualizados da tabela Singers com uma linha atualizada.

    PostgreSQL

    Os dados atualizados da tabela Singers com uma linha atualizada.

Excluir dados

  1. Na página Dados da tabela Singers, marque a caixa de seleção na linha com 2 na primeira coluna e clique em Excluir.
  2. Na caixa de diálogo que aparece, clique em Confirmar.

    A tabela Singers agora tem duas linhas:

    SQL padrão do Google

    Os dados da tabela Singers atualizado com duas linhas. A linha para SingerId 2 desapareceu.

    PostgreSQL

    Os dados da tabela Singers atualizado com duas linhas. A linha para SingerId 2 desapareceu.

Execute uma consulta

  1. Na página Visão geral do banco de dados, clique em Consulta no menu de navegação.

  2. Clique em Nova guia para criar uma nova guia de consulta. Em seguida, digite a seguinte consulta no Editor de consultas:

    SQL padrão do Google

    SELECT * FROM Singers;
    

    PostgreSQL

    SELECT * FROM singers;
    
  3. Clique em Executar.

    O Cloud Spanner executa a consulta. Quando terminar, a guia Resultados exibirá o resultado da consulta:

    SQL padrão do Google

    Resultados da consulta.

    PostgreSQL

    Resultados da consulta.

Parabéns! Você criou um banco de dados do Cloud Spanner e executou uma instrução SQL usando o editor de consultas.

Limpar

Para evitar cobranças adicionais na conta de faturamento do Cloud, exclua o banco de dados e a instância que você criou. A exclusão de uma instância remove automaticamente todos os bancos de dados criados nela.

Excluir o banco de dados

  1. No Console do Google Cloud, acesse a página Instâncias do Cloud Spanner.

    Acessar instâncias do Cloud Spanner

  2. Clique no nome da instância que tem o banco de dados a ser excluído, por exemplo, Instância de teste.

  3. Clique no nome do banco de dados que você quer excluir, por exemplo, example-db.

  4. Na página Detalhes do banco de dados, clique em Excluir banco de dados.

  5. Para confirmar a exclusão do banco de dados, digite o nome dele e clique em Excluir.

Excluir a instância

  1. No Console do Google Cloud, acesse a página Instâncias do Cloud Spanner.

    Acessar instâncias do Cloud Spanner

  2. Clique no nome da instância que você quer excluir, por exemplo, Instância de teste.

  3. Clique em Excluir instância.

  4. Confirme se você quer excluir a instância digitando o nome dela e clicando em Excluir.

A seguir