Google Cloud para profissionais de data center

Este guia foi criado para informar profissionais que conhecem data centers e instalações de colocation sobre os principais conceitos necessários para começar a usar o Google Cloud. O guia compara o Google Cloud com o software, o hardware e as práticas recomendadas usadas nessas instalações e destaca as semelhanças e diferenças entre eles. Além disso, o guia inclui associações de referência rápida de produtos, conceitos e terminologia do data center tradicional aos produtos, conceitos e terminologia correspondentes no Google Cloud.

Por que usar o Google Cloud?

A maioria das empresas usa data centers porque eles oferecem previsibilidade de custo, segurança de hardware e controle. No entanto, a execução e manutenção de recursos em um data center também requerem muita sobrecarga, incluindo nestes quesitos:

  • Capacidade: recursos suficientes para escalonamento, conforme necessário, e uso eficiente deles.
  • Segurança: segurança física para proteger os recursos e a rede, além de segurança no nível do SO.
  • Infraestrutura de rede: componentes como fiação, chaves, roteadores, firewalls e balanceadores de carga.
  • Suporte: funcionários especializados para realizar a instalação e manutenção e resolver problemas.
  • Largura de banda: largura de banda adequada para carga de pico.
  • Instalações: infraestrutura física, incluindo equipamento e energia.

Plataformas de nuvem completas, como o Google Cloud, ajudam a remover grande parte da sobrecarga em torno das preocupações relacionadas a recursos físicos, logísticos e humanos, e podem reduzir bastante os custos comerciais associados do processo. Como o Google Cloud foi criado com base na infraestrutura do Google, ele também oferece outros benefícios que normalmente teriam um custo elevado em um data center tradicional, como:

Uma rede global
O Google tem uma das maiores e mais avançadas redes de computadores. A rede de backbone do Google utiliza uma rede definida por software avançada e conta com serviços de armazenamento em cache próximo dos usuários finais para oferecer desempenho rápido, consistente e escalonável.
Redundância incorporada multirregional
Várias regiões e zonas de data center no mundo todo ajudam a garantir redundância e disponibilidade robustas.
Escalonamento rápido e confiável
O Google Cloud foi desenvolvido para oferecer escalonamento igual ao dos produtos do Google, mesmo diante de um grande pico de tráfego. Serviços gerenciados, como Google App Engine, escalonador automático do Google Compute Engine e Cloud Datastore, oferecem escalonamento automático, que ajuda o aplicativo a aumentar e reduzir a capacidade conforme necessário.

Nas seções a seguir, explicamos os principais benefícios de usar o Google Cloud em vez de um ambiente de data center tradicional.

Capacidade e largura de banda

Em um data center tradicional, você precisa planejar suas necessidades de recursos, adquirir recursos suficientes com antecedência para escalonamento conforme necessário e gerenciar a capacidade e as distribuições de carga de trabalho com cuidado de acordo com os limites deles. Devido à natureza dos recursos pré-provisionados, mesmo que você gerencie a capacidade com extremo cuidado, pode acabar com a utilização abaixo do ideal:

Utilização de recursos pré-provisionados ao longo do tempo
Figura 1: utilização de recursos pré-provisionados ao longo do tempo

Além disso, o pré-provisionamento de recursos significa que eles têm um limite rígido. Se você precisar escalonar além desse limite, terá dificuldades.

O Google Cloud ajuda a resolver muitos desses problemas de utilização e limites de escalonabilidade. É possível expandir e reduzir o escalonamento das instâncias de VM conforme necessário. Como você paga conforme o uso por segundo, pode otimizar os custos sem ter que pagar por uma capacidade extra que você não precisa sempre, ou que precisa somente nos horários de pico de tráfego.

Segurança

O modelo de segurança do Google é um processo completo, fundamentado em mais de 18 anos de experiência. Ele visa garantir a segurança de clientes que usam os aplicativos do Google, como Gmail e Google Apps. Além disso, as equipes de engenharia responsáveis pela confiabilidade do site do Google supervisionam as operações dos sistemas da plataforma para garantir alta disponibilidade e evitar abuso de recursos dela.

Infraestrutura de rede

Em um data center tradicional, você gerencia uma configuração de rede complexa, incluindo racks de servidores, armazenamento, várias camadas de chaves, balanceadores de carga, roteadores e dispositivos de firewall. Você precisa configurar, manter e monitorar o software e as configurações detalhadas do dispositivo. Você também precisa cuidar da segurança e disponibilidade da rede, adicionar e fazer upgrade dos equipamentos conforme a necessidade de crescimento da rede.

Já o Google Cloud usa um modelo de rede definida por software (SDN) (em inglês), que permite configurar a rede inteiramente por meio das APIs de serviço e interfaces de usuário do Google Cloud. Não há necessidade de pagar ou gerenciar hardware de rede de data center. Para mais detalhes sobre a pilha de SDN do Google (Andromeda), consulte a postagem do blog Entrar na zona do Andromeda (em inglês).

Instalações e suporte

Ao usar o Google Cloud, você não precisa mais se preocupar com instalação ou manutenção de hardware físico de data center, nem com a necessidade de ter técnicos qualificados para fazer isso. O Google cuida da camada de hardware e dos técnicos, permitindo que você se concentre na execução do aplicativo.

Conformidade

O Google passa por auditorias independentes de terceiros regularmente para verificar se o Google Cloud está de acordo com os controles de segurança, privacidade e conformidade. O Google Cloud tem auditorias regulares de padrões como ISO 27001, ISO 27017, ISO 27018, SOC 2, SOC 3 e PCI DSS.

Custo acessível

O modelo de preços do Google Cloud foi desenvolvido com base na Lei de Moore. Para mais informações, consulte Filosofia de preços.

A seguir

A seguir: rede no Google Cloud