Você está visualizando a documentação de uma versão anterior do Migrate for Compute Engine (antigo Velostrata). Você escolhe se quer continuar usando esta versão ou usar a versão atual.

Requisitos do Migrate for Compute Engine

Nesta página, você vê os requisitos para fazer migrações com o Migrate for Compute Engine.

Requisitos para todas as migrações

Largura de banda

A largura de banda mínima entre o ambiente de origem e os nós do Compute Engine precisa ser maior que:

  • 20 Mbit/s simétricos.
  • O número total de VMs migradas simultaneamente, multiplicado por 0,5 Mbit/s por VM.

Por exemplo, o Migrate for Compute Engine 4.8 recomenda um mínimo de 50 Mbit/s para uso em produção de até 100 VMs em execução na nuvem.

Requisitos do sistema operacional da VM

As VMs que você quer migrar precisam executar uma Versão do sistema operacional compatível.

Conectividade de rede

As portas e a conectividade necessárias para o uso do Migrate for Compute Engine são descritas em Requisitos de acesso à rede

Permissões do Google Cloud

Os componentes do Migrate for Compute Engine exigem um conjunto específico do Google Cloud contas de serviço e papéis.

Migrações do VMware para Compute Engine no local

Versões do VMware

O Migrate for Compute Engine é compatível com migrações do VMware vCenter e ESXi.

A versão mais recente do Migrate for Compute Engine é compatível com as seguintes versões do VMware:

  • vCenter: 5.5U1, 6.0U1, 6.5, 6.5U1, 6.7
  • ESXi: 5.5U1, 6.0 U1, 6.5, 6.7

Permissões do VMware

Um administrador do VMware precisa fazer o seguinte:

  • Implantar o OVA do dispositivo virtual de back-end do Migrate for Compute Engine no local.
  • Criar e atribuir papéis do vCenter para o Migrate for Compute Engine para gerenciar migrações.

Migrar para o dispositvo virtual do back-end local do Compute Engine

O back-end do Migrate for Compute Engine é executado em uma VM no ambiente VWware. Para mais informações, consulte Como implantar o back-end do Migrate for Compute Engine.

Migrações da AWS para o Google Cloud

Permissões da AWS

A configuração da AWS em migrações para o GCP requer privilégios para:

  • configurar uma VPN ou Interconnect entre a AWS e o Google Cloud;
  • criar uma conta do IAM e atribuir privilégios a ela.

Migrações do Azure para o Google Cloud

Permissões do Azure

A configuração do Azure em migrações para o GCP requer privilégios para:

  • configurar uma VPN ou Interconnect entre o Azure e o Google Cloud;
  • criar a permissão necessária no Azure.