Ir para

O que é arquitetura de microsserviços?

A arquitetura de microsserviços (geralmente chamada de microsserviços) refere-se a um estilo de arquitetura para o desenvolvimento de aplicativos. Os microsserviços permitem que um aplicativo grande seja separado em partes independentes menores, com cada parte tendo sua própria responsabilidade. Para atender a uma única solicitação do usuário, um aplicativo baseado em microsserviços pode chamar muitos microsserviços internos para compor a resposta.

Contêineres são um exemplo de arquitetura de microsserviços bem organizada e permitem que você se concentre no desenvolvimento dos serviços sem se preocupar com as dependências. Os aplicativos nativos da nuvem geralmente são criados como microsserviços usando contêineres.

Saiba como o Google Kubernetes Engine pode ajudar você a criar aplicativos baseados em microsserviços usando contêineres.

Definição da arquitetura de microsserviços

Uma arquitetura de microsserviços é um tipo de arquitetura em que o aplicativo é desenvolvido como uma coleção de serviços. Ela fornece o framework para desenvolver, implantar e manter diagramas e serviços de arquitetura de microsserviços de maneira independente.

Em uma arquitetura de microsserviços, cada microsserviço é um serviço único criado para acomodar um recurso do aplicativo e processar tarefas distintas. Cada microsserviço se comunica com outros serviços por meio de interfaces simples para resolver problemas comerciais.

Para que a arquitetura de microsserviços é usada?

Normalmente, os microsserviços são usados para acelerar o desenvolvimento de aplicativos. Arquiteturas de microsserviços criadas usando Java são comuns, especialmente as do Spring Boot. Também é comum comparar microsserviços com a arquitetura orientada a serviços. Ambos têm o mesmo objetivo, que é dividir aplicativos monolíticos em componentes menores, mas usam abordagens diferentes. Veja alguns exemplos de arquitetura de microsserviços:

Migração de sites

É possível migrar um site complexo hospedado em uma plataforma monolítica para uma plataforma de microsserviços baseada em nuvem e em contêiner.

Conteúdo de mídia

Usando a arquitetura de microsserviços, os recursos de imagem e vídeo podem ser armazenados em um sistema de armazenamento de objetos escalonável e exibidos diretamente na Web ou em dispositivos móveis.

Transações e faturas

O processamento e a ordem de pagamentos podem ser separados como unidades de serviço independentes. Dessa forma, os pagamentos continuarão sendo aceitos se o faturamento não estiver funcionando.

Processamento de dados

Uma plataforma de microsserviços pode estender o suporte à nuvem para serviços de processamento de dados modulares existentes.

Ao usar o Google Cloud:, é possível implantar facilmente os microsserviços usando o serviço de contêiner gerenciado, Google Kubernetes Engine, ou a oferta totalmente gerenciada sem servidor, Cloud Run.

Dependendo do caso de uso, o Cloud SQL e outros produtos e serviços do Google Cloud podem ser totalmente integrados para dar suporte a arquiteturas de microsserviços.