Como estabelecer 99,9% de disponibilidade no Partner Interconnect

Neste tutorial, você aprenderá a criar e configurar recursos para atingir 99,9% de disponibilidade usando o Partner Interconnect. Essa topologia é adequada para aplicativos não críticos que toleram algum período de inatividade. Por exemplo, sua organização faz uploads em lote quando o tempo da operação não é crítico. Caso não haja conexão disponível, a operação continuará após ela ser restabelecida.

Veja a seguir os recursos e configurações necessários para atingir 99,9% de disponibilidade:

  • Dois anexos da VLAN em uma única região do GCP, cada um com o respectivo Cloud Router.
  • Os anexos precisam se conectar a uma interconexão em uma área metropolitana (cidade). Para mais informações sobre como escolher um local de interconexão, veja Como solicitar conexões (em inglês).
  • Dependendo dos requisitos de hardware e disponibilidade, convém ter um ou mais roteadores na rede local.

Veja a seguir os nomes de recursos, regiões e locais de interconexão utilizados. Ao longo deste tutorial, substitua esses valores pelos seus.

Região Nome do roteador Nome do anexo da VLAN Local da conexão Domínio de disponibilidade da extremidade
us-central1 router-central-a attach-central-a Dallas 1
us-central1 router-central-b attach-central-b Dallas 2

O exemplo de topologia abaixo mostra duas conexões de camada 2 em dois domínios de disponibilidade de extremidades diferentes, em uma única área metropolitana: Dallas - domain 1 e Dallas - domain 2. Os Cloud Routers, um para cada anexo da VLAN, estão na rede vpc1 nas regiões us-central1. Para a camada 2, os usuários configuram sessões BGP nos respectivos roteadores locais para cada Cloud Router.

Diagrama de interconexões redundantes com 99,9% de disponibilidade, usando a camada 2 (clique para ampliar)
Interconexões redundantes com disponibilidade de 99,9% (clique para ampliar)

Semelhante à topologia da camada 2, a da camada 3 abaixo mostra duas conexões em dois diferentes domínios de disponibilidade de extremidade, em uma única área metropolitana. Os Cloud Routers, um para cada anexo da VLAN, estão na rede vpc1 na região us-central1. Para a camada 3, o provedor de serviços configura as sessões do BGP.

Diagrama de interconexões redundantes com disponibilidade de 99,9% usando a camada 3 (clique para ampliar)
Interconexões redundantes com disponibilidade de 99,9% (clique para ampliar)

Procedimento

As seções a seguir mostram as etapas para reproduzir a topologia acima. Para criar uma personalizada para você, substitua os valores do exemplo pelos seus. Por exemplo, substitua o nome de rede vpc1 pelo nome da rede VPC.

Como criar a rede VPC

Para a rede vpc1, crie uma rede com sub-redes personalizadas e configure o modo de roteamento dinâmico como "global". Para mais informações, veja Como criar uma nova rede VPC com sub-redes personalizadas na documentação da VPC.

Console

  1. Acesse a página "Redes VPC" no Console do Google Cloud Platform.
    Acessar a página “Redes VPC”
  2. Clique em Criar rede VPC.
  3. No campo Nome, digite vpc1.
  4. Para o modo de criação de sub-rede, selecione Personalizar
  5. Especifique os detalhes da sub-rede:
    1. Nome: digite subnet-uscentral1.
    2. Região: selecione us-central1.
    3. Intervalo de endereços IP: especifique um intervalo de IP, como 192.168.1.0/24. Use um intervalo que não se sobreponha à rede local.
  6. Clique em Adicionar sub-rede.
  7. Especifique os detalhes da segunda sub-rede:
    1. Nome: digite subnet-useast4.
    2. Região: selecione us-east4.
    3. Intervalo de endereços IP: especifique um intervalo de IP, como 192.168.2.0/24. Use um intervalo que não se sobreponha à rede local.
  8. Na seção Modo de roteamento dinâmico, selecione Global.
  9. Clique em Criar

gcloud

  1. Crie uma rede de sub-redes personalizada.

    gcloud compute networks create vpc1 \
      --subnet-mode custom \
      --bgp-routing-mode global
  2. Especifique os prefixos de sub-rede para as regiões us-central1 e us-east4.

    gcloud compute networks subnets create subnet-uscentral1 \
      --network vpc1 \
      --region us-central1 \
      --range 192.168.1.0/24
    gcloud compute networks subnets create subnet-useast4 \
      --network vpc1 \
      --region us-east4 \
      --range 192.168.2.0/24

Como criar roteadores do Cloud

Crie dois Cloud Routers, um para cada anexo da VLAN. No Partner Interconnect, todos os Cloud Routers precisam ter um ASN local de 16550.

Console

  1. Acesse a página "Criar Cloud Router" no Console do Google Cloud Platform.
    Acessar a página "Roteadores"
  2. Especifique os detalhes do Cloud Router.
    • Nome: especifique router-central-a para o nome do primeiro Cloud Router.
    • Rede VPC: especifique vpc1, que é o nome da rede para qual a rede local é ampliada.
    • Região: especifique us-central1, que é a região em que o Cloud Router está configurado, conforme mostrado no exemplo de topologia.
    • ASN do Google: especifique 16550, obrigatório para o Partner Interconnect.
  3. Duplique o primeiro Cloud Router, mas altere o nome para router-central-b.

gcloud

  1. Crie dois Cloud Routers na rede vpc1 da região us-central1. Use o ASN 16550 em ambos os Cloud Routers.

     gcloud compute routers create router-central-a 
    --asn 16550
    --network vpc1
    --region us-central1

     gcloud compute routers create router-central-b 
    --asn 16550
    --network vpc1
    --region us-central1

Como criar anexos da VLAN

Crie dois anexos da VLAN e os emparelhe com os Cloud Routers, conforme mostrado na lista abaixo:

  • router-central-a está associado a attach-central-a
  • router-central-b está associado a attach-central-b

Console

  1. Acesse a guia "Anexos da VLAN" do Cloud Interconnect no Console do Google Cloud Platform.
    Acessar a guia "Anexos da VLAN"
  2. Selecione Adicionar anexo da VLAN.
  3. Selecione Partner Interconnect para criar anexos da VLAN dedicados e Continuar.
  4. Selecione Já tenho um provedor de serviços.
  5. Selecione Criar um par redundante de VLANs.
  6. Nos campos Rede e Região, selecione a rede vpc1 e a região us-central1. Essas opções especificam a rede VPC e a região a ser conectada.
  7. Especifique os detalhes do primeiro anexo da VLAN.
    • Cloud Router: selecione o Cloud Router router-centreal-a.
    • Nome do anexo da VLAN: especifique attach-central-a. Esse nome é exibido no console e usado pela ferramenta de linha de comando gcloud para fazer referência ao anexo.
  8. Especifique os detalhes do segundo anexo da VLAN.
    • Cloud Router: selecione o Cloud Router router-centreal-b.
    • Nome do anexo da VLAN: especifique attach-central-b.
  9. Selecione Criar para criar os anexos. A conclusão desse processo leva alguns minutos.
  10. Selecione OK para visualizar uma lista dos anexos da VLAN.

gcloud

  1. Crie dois anexos.

    gcloud compute interconnects attachments partner create attach-central-a \
      --router router-central-a \
      --region us-central1 \
      --edge-availability-domain availability-domain-1
    gcloud compute interconnects attachments partner create attach-central-b \
      --router router-central-b \
      --region us-central1 \
      --edge-availability-domain availability-domain-2

Como recuperar chaves de pareamento

Depois que você criar os anexos da VLAN, o GCP gera as chaves de pareamento para cada um. Com essas chaves, os provedores de serviços identificam o anexo da VLAN sem a necessidade de compartilhar informações sobre nomes de projetos ou recursos.

Console

  1. Acesse a guia "Anexos da VLAN" do Cloud Interconnect no Console do Google Cloud Platform.
    Acessar a guia "Anexos da VLAN"
  2. Localize o anexo da VLAN attach-central-a e selecione Visualizar instruções.

    O console mostrará a chave de pareamento do anexo. Copie e grave essa chave. Você compartilhará essas chaves com o provedor de serviços ao solicitar uma conexão.

  3. Selecione OK para retornar à lista de anexos da VLAN.

  4. Recupere a chave de pareamento para o anexo attach-central-b da VLAN.

gcloud

  1. Recupere as chaves de pareamento dos anexos da VLAN, descrevendo cada uma delas. Use essas chaves para solicitar conexões com o provedor de serviços.

    gcloud compute interconnects attachments describe attach-central-a \
      --region us-central1

    O comando anterior gera as seguintes informações:

    adminEnabled: false
    edgeAvailabilityDomain: AVAILABILITY_DOMAIN_1
    creationTimestamp: '2017-12-01T08:29:09.886-08:00'
    id: '7976913826166357434'
    kind: compute#interconnectAttachment
    labelFingerprint: 42WmSpB8rSM=
    name: attach-central-a
    pairingKey: 7e51371e-72a3-40b5-b844-2e3efefaee59/us-central1/1
    region: https://www.googleapis.com/compute/v1/projects/customer-project/regions/us-central1
    router: https://www.googleapis.com/compute/v1/projects/customer-project/regions/us-central1/routers/router-central-a
    selfLink: https://www.googleapis.com/compute/v1/projects/customer-project/regions/us-central1/interconnectAttachments/attach-central-a
    state: PENDING_PARTNER
    type: PARTNER
    
  2. Registre o valor da pairingKey para cada anexo da VLAN.

Como solicitar conexões ao provedor de serviços

Entre em contato com o provedor de serviços e solicite duas conexões, uma para cada anexo da VLAN. Ele solicitará a chave de pareamento, capacidade e localização para cada anexo.

A localização de cada anexo precisa estar em um único local (cidade). Neste exemplo, attach-central-a e attach-central-b estão conectados a Dallas.

Após concluir a configuração, você receberá uma notificação por e-mail indicando que já é possível ativar os anexos.

Como ativar anexos da VLAN

Após a configuração dos anexos da VLAN pelo provedor de serviços, eles precisarão ser ativados antes que seja iniciada a transmissão de tráfego. Caso estejam pré-ativados, ignore esta etapa.

Console

  1. Acesse a guia "Anexos da VLAN" no Console do Google Cloud Platform.
    Acessar a guia "Anexos da VLAN"
  2. Selecione o anexo da VLAN attach-central-a para visualizar a página de detalhes correspondente.
  3. Caso o status do anexo seja Waiting for service provider, aguarde até que o provedor de serviços conclua a configuração da VLAN.
  4. Revise as informações do Interconnect para verificar se o provedor de serviços esperado configurou o anexo da VLAN.
  5. Clique em Ativar.
  6. Volte para a página de anexos da VLAN e ative o outro anexo.

gcloud

  1. Descreva cada anexo da VLAN para verificar se o provedor de serviços concluiu a configuração.

    gcloud compute interconnects attachments describe attach-central-a \
      --region us-central1 \
      --router router-central-a \
      --format '(name,state,partnerMetadata)'
    gcloud compute interconnects attachments describe attach-central-b \
      --region us-central1 \
      --router router-central-b \
      --format '(name,state,partnerMetadata)'

    Após o provedor de serviços configurar os anexos da VLAN, o estado deles será alterado de PENDING_PARTNER para PENDING_CUSTOMER. Caso o estado ainda seja PENDING_PARTNER, aguarde até que a configuração da VLAN seja concluída.

  2. Verifique no campo partnerMetadata se o provedor de serviços correto configurou os anexos da VLAN.

    Se um terceiro inesperado configurou o anexo da VLAN, exclua o anexo e crie outro. Será gerada uma nova chave de pareamento. Use a nova chave de pareamento para solicitar outra conexão com o provedor de serviços.

  3. Caso o provedor de serviços correto tenha configurado os anexos da VLAN, ative-os usando a sinalização --adminEnabled.

    gcloud compute interconnects attachments partner update attach-central-a \
    --region us-central1 \
    --admin-enabled
    gcloud compute interconnects attachments partner update attach-central-b \
    --region us-central1 \
    --admin-enabled

Como configurar roteadores

O Google adiciona automaticamente um peer BGP em cada Cloud Router. Nas conexões da camada 2, você precisa adicionar o ASN local a cada peer BGP. Para as conexões da camada 3, nenhuma ação é necessária: o Google configura automaticamente os Cloud Routers com o ASN do provedor de serviços.

Console

  1. Acesse a guia "Anexos da VLAN" no Console do Google Cloud Platform.
    Acessar a guia "Anexos da VLAN"
  2. Selecione o anexo da VLAN attach-central-a para visualizar a página de detalhes correspondente.
  3. Clique em Configurar BGP para configurar o Cloud Router associado a esse anexo da VLAN.
  4. No campo Peer ASN, adicione o ASN do roteador local.
  5. Clique em Salvar e continuar.
  6. Retorne à página de anexos da VLAN e adicione o ASN local aos outros Cloud Routers.

gcloud

  1. Descreva o Cloud Router associado ao anexo da VLAN attach-central-a. Na saída, localize o nome do peer BGP criado automaticamente e associado ao anexo da VLAN. Os valores de ipAddress e peerIpAddress do peer de BGP precisam corresponder aos valores de cloudRouterIpAddress e customerRouterIpAddress do anexo.

    gcloud compute routers describe router-central-a \
      --region us-central1

    bgp:
      advertiseMode: DEFAULT
      asn: 16550
    bgpPeers:

    • interfaceName: auto-ia-if-attachment-central-a-c2c53a710bd6c2e ipAddress: 169.254.67.201 managementType: MANAGED_BY_ATTACHMENT name: auto-ia-bgp-attachment-central-a-c2c53a710bd6c2e peerIpAddress: 169.254.67.202 creationTimestamp: '2018-01-25T07:14:43.068-08:00' description: 'test' id: '4370996577373014668' interfaces:
    • ipRange: 169.254.67.201/29 linkedInterconnectAttachment: https://www.googleapis.com/compute/alpha/projects/customer-project/regions/us-central1/interconnectAttachments/customer-attachment1-partner managementType: MANAGED_BY_ATTACHMENT name: auto-ia-if-attachment-central-a-c2c53a710bd6c2e kind: compute#router name: partner network: https://www.googleapis.com/compute/v1/projects/customer-project/global/networks/vpc1 region: https://www.googleapis.com/compute/v1/projects/customer-project/regions/us-central1 selfLink: https://www.googleapis.com/compute/v1/projects/customer-project/regions/us-central1/routers/router-central-a
  2. Atualize o peer BGP com o ASN do roteador local.

    gcloud compute routers update-bgp-peer router-central-a \
      --peer-name auto-ia-bgp-attachment-central-a-c2c53a710bd6c2e \
      --peer-asn [ON-PREM ASN] \
      --region us-central1

Após as sessões do BGP terem sido estabelecidas, será possível transmitir o tráfego entre a rede VPC e as redes locais por meio da rede do provedor de serviços.

A seguir

  • Para mais informações sobre cada uma dessas etapas, consulte o guia de instruções relevante do Partner Interconnect.
Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…