Visão geral da restauração de uma instância

Esta página fornece informações que você precisa saber antes de restaurar uma instância a partir de um backup.

Para instruções passo a passo para executar uma restauração, consulte Como restaurar uma instância.

Dicas gerais sobre como executar uma restauração

Ao restaurar uma instância a partir de um backup, seja para a mesma instância ou uma diferente, tenha em mente os itens a seguir:

  • A operação de restauração substitui todos os dados na instância de destino.
  • A instância de destino não está disponível para conexões durante a operação de restauração. As conexões atuais se perdem.
  • Se estiver restaurando para uma instância com réplicas de leitura, você precisará excluir todas as réplicas e recriá-las após a conclusão da operação de restauração.

Dicas e requisitos de restauração para uma instância diferente

Ao restaurar um backup para uma instância diferente, tenha em mente as restrições e as práticas recomendadas a seguir:

  • Não é possível restaurar uma instância usando um backup de um projeto do GCP diferente.
  • A instância de destino deve ter a mesma versão do banco de dados que a instância original do backup.

  • A capacidade de armazenamento da instância de destino precisa ser pelo menos tão grande quanto a capacidade da instância em que o backup é realizado. A quantidade de armazenamento em uso não precisa ser considerada.

  • É preciso que a instância de destino esteja no estado RUNNABLE.

  • A instância de destino pode ter um número diferente de núcleos ou uma quantidade diferente de memória do que da instância que originou o backup.

A seguir

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Cloud SQL para PostgreSQL