Introdução ao Migrate for Compute Engine

Introdução

Este guia de instruções contém as etapas completas de implantação de alto nível para configurar o Migrate for Compute Engine do Google Cloud (antigo Velostrata) e mostra como migrar suas VMs para o Google Cloud.

Sobre o Migrate for Compute Engine

O Migrate for Compute Engine faz com que aplicativos empresariais sejam executados no Google Cloud em poucos minutos, enquanto os dados são migrados de maneira transparente em segundo plano. O Migrate for Compute Engine oferece às empresas a possibilidade de validar, executar e migrar aplicativos para o Google Cloud sem reescrevê-los, além de modificar a imagem ou alterar os processos de gerenciamento.

Para mais informações sobre a arquitetura de solução, os recursos e a terminologia do Migrate for Compute Engine, consulte a arquitetura de referência do Google Cloud.

Requisitos para migração com o Migrate for Compute Engine

Analise os requisitos para migrações do VMware, do AWS ou do Azure.

Configuração do Google Cloud

Antes de implantar a migração para o Compute Engine, conclua as etapas de configuração do Google Cloud.

Como implantar o Migrate for Compute Engine Manager no Google Cloud

Depois de configurar o Google Cloud, é possível continuar a instalação do Migrate for Compute Engine Manager seguindo as instruções de configuração.

Como preparar o VMware vSphere como uma origem

Para migrar as VMs de um ambiente local para o Google Cloud, você precisa preparar o vSphere para estabelecer uma conexão com o Google Cloud.

Implantação do dispositivo virtual de back-end local do Migrate for Compute Engine

Para se preparar para a migração das VMs do VMware vSphere local para o Google Cloud, o dispositivo virtual de back-end local do Migrate for Compute Engine precisa ser implantado. Apenas um back-end do Migrate for Compute Engine pode ser registrado com cada Compute Engine Manager. Implante vários pares de back-ends e gerentes quando tiver vários servidores vSphere vCenter ou implantações do vSphere.

Veja instruções detalhadas.

Implantação de plug-in do VMware vCenter

Após a implantação do dispositivo virtual de back-end local do Migrate for Compute Engine, você precisa criar a conta de serviço e a função do Migrate for Compute Engine para o vCenter. Em seguida, registre e ative a integração do vCenter Web Client usando o plug-in Migrate for Compute Engine do vCenter.

Consulte como implantar o back-end do Migrate for Compute Engine.

Crie uma extensão do Cloud usando o vCenter Web Client

Instale uma ou mais Cloud Extensions no Google Cloud seguindo estas etapas.

Como preparar o AWS EC2 como origem

Se você quiser usar a AWS como origem, prepare primeiro o ambiente do AWS e conecte-o ao Google Cloud.

Cumpra com os pré-requisitos do AWS antes de prosseguir.

Como preparar o Azure como origem

Se você quiser usar o Azure como origem, prepare primeiro o ambiente do Azure e conecte-o ao Google Cloud.

Cumpra com os pré-requisitos do Azure antes de continuar.

Crie uma extensão do Cloud para o Migrate for Compute Engine usando o Compute Engine Manager

Configure uma ou mais Cloud Extensions no Google Cloud seguindo estas etapas.

Migre sua primeira VM

Depois que o Migrate for Compute Engine Manager e a extensão do Cloud estiverem configurados e funcionando, você estará pronto para migrar as VMs para o Compute Engine.

As instruções para algumas das operações mais comuns podem ser encontradas nos seguintes links:

Como receber ajuda

Está preso à sua implantação? Entre em contato para que possamos ajudá-lo.

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Migrate for Compute Engine (antigo Velostrata)