Como escolher um modelo de preços

Neta página, veja informações sobre os modelos de preços que é possível escolher para soluções baseadas em VM. Revise as informações para escolher um modelo de preços para sua solução.

Escolha uma das opções de modelo de preços a seguir para sua solução:

Em qualquer modelo de preços escolhido, também é possível oferecer uma avaliação gratuita da sua solução.

Depois de escolher o modelo de preços, é necessário adicioná-lo à sua solução no portal do parceiro para que seja processado.

Modelo "Traga sua própria licença (BYOL)"

Se quiser cobrar os clientes por conta própria, escolha o modelo de preços Traga sua própria licença (BYOL, na sigla em inglês). Você precisa fornecer aos clientes uma maneira de adquirir sua licença, geralmente por meio de um site. O Cloud Marketplace solicita que os clientes recebam o ID da sua licença antes de implantar uma solução BYOL. Após a implantação, você é responsável por validar o ID da licença inserido pelo parceiro.

O Google fará cobrança do cliente independentemente dos custos de uso da infraestrutura para executar a solução.

Se quiser usar um modelo de preços BYOL, pule para Como adicionar o modelo de preços no Portal do parceiro.

Preços baseados em uso

As soluções de VM são precificadas pelo uso, para que os clientes paguem pelo seu software com base em medições escolhidas por você, como o número de vCPUs usadas.

Se quiser configurar um modelo de preços baseados no uso, é recomendado tomar essa decisão o quanto antes e enviar o modelo para processamento, Pode levar até duas semanas para processar seu modelo de preços, mas você pode continuar configurando sua solução no Google Cloud Marketplace enquanto o modelo está sendo processado.

Defina sua estrutura de preços

Para preços baseados em uso, selecione uma das seguintes opções:

  • Preço fixo: cobrança de uma taxa única por hora para a solução. Os clientes são cobrados com base na extensão de tempo em que a solução é usada, em incrementos de minutos.

  • Preços com base em recursos: cobrança de uma taxa com base nos recursos da solução. Dependendo das cargas de trabalho, os usuários podem escolher o número de vCPUs e a RAM que podem adicionar às próprias VMs. Para soluções com grandes necessidades de computação, os usuários também podem adicionar GPUs às VMs.

    Você pode cobrar pelo número de vCPUs, pelo tamanho da memória do sistema, pelo número de GPUs ou uma combinação dessas opções.

    Se você escolher preços baseados em recursos, para cada tipo de recurso, escolha um dos seguintes modelos:

    • Taxa fixa: definição de um preço por unidade dos recursos. Por exemplo, é possível definir um preço para cada vCPU usada na solução.
    • Em camadas: definição de um preço por camadas. Por exemplo, é possível definir um preço único para 1 a 5 vCPUs, outro para 6 a 10 vCPUs e assim por diante.

O Google gera o faturamento dos usuários mensalmente para o uso de software e infraestrutura.

Adicione o modelo de preços ao Portal do parceiro

Depois de escolher o modelo de preços, basta adicioná-lo ao Portal do parceiro. É recomendado concluir esta etapa e enviar os preços para processamento o quanto antes.

O link direto para o Portal do parceiro é:

https://console.cloud.google.com/partner/solutions?project=YOUR_PUBLIC_PROJECT_ID

Clique no nome da sua solução na lista correspondente.

Ao lado de Licenciamento e definição de preços, clique em Editar. Siga as etapas do modelo de preços que você quer usar:

BYOL

  1. Selecione BYOL.

  2. Na caixa URL de aquisição de licença, insira o URL que os clientes precisam usar para conseguir uma licença.

  3. Para enviar seu modelo de preços, clique em Enviar modelo de preços.

Grátis

  1. Selecione Gratuito.

  2. Clique em Enviar modelo de preços.

Preço fixo

  1. Selecione Preço fixo.

  2. Adicione o Preço da solução/hora a ser cobrado dos clientes pelo uso de sua solução.

  3. Clique em Enviar modelo de preços.

Preços com base em recursos

  1. Selecione Preços baseados em recursos.

  2. Clique em Adicionar outra para começar a adicionar métricas à sua solução.

  3. Adicione as seguintes informações sobre cada métrica:

    • Preço por: a unidade que essa métrica mede. Pode ser o número de CPUs, o volume de RAM ou o número de chips de GPU usados na solução. Se você quer que seus preços englobem mais de uma dessas unidades, adicione métricas extras.

    • Como a solução deve ser cobrada?

      • Custo simples por unidade: o custo simples, por unidade de medida por hora, desta métrica.

      • Taxas em níveis: o custo por hora, que varia em vários níveis de uso. Por exemplo, é possível definir um preço para 0 a 128 GB de RAM por hora, outro preço para 129-256 GB de RAM por hora e assim por diante.

  4. Para configurar um nível de preços, clique em Adicionar nível e adicione o limite inferior do nível. Por padrão, o primeiro nível começa em 0. O limite superior de cada nível é atualizado quando você adiciona o limite inferior do próximo nível.

  5. Repita as etapas acima para cada métrica no modelo de preços.

  6. Quando você estiver pronto para enviar seu modelo de preços para processamento, clique em Enviar modelo de preços.

Opcional: como oferecer a avaliação do software

Se você quiser oferecer uma avaliação do seu software para os usuários do Google Cloud, preencha este formulário de inscrição do Marketplace (em inglês). Você precisa especificar estes itens:

  • O período de avaliação, por exemplo, 30 dias.
  • O crédito máximo (em dólares americanos) a que a avaliação está limitada.

Os clientes poderão escolher um dos seus planos de preços, e o crédito da avaliação será aplicado a ele.

A avaliação termina quando o cliente alcança o limite de crédito ou ao final do período de avaliação, o que acontecer primeiro. Por exemplo, se você oferecer uma avaliação de 15 dias com um crédito máximo de US$ 100, ela terminará quando os usuários atingirem esse valor ou ao final do prazo.

No final do período de avaliação, os clientes são cobrados de acordo com o plano de preços escolhido. Se o cliente mudar o plano durante a avaliação, ele será cobrado com base nesse novo plano.

Se os preços da sua solução têm como base o uso, é recomendado definir um limite de crédito para a avaliação que seja o dobro do custo de utilização esperado.