Como escolher um modelo de preços

Mantenha tudo organizado com as coleções Salve e categorize o conteúdo com base nas suas preferências.

Nesta página, você encontra informações sobre os modelos de preços para produtos de máquina virtual (VM). Revise as informações para escolher um modelo de preços para seu produto.

Escolha uma das opções de modelos de preços a seguir para seu produto:

Você também pode criar cotações personalizadas para clientes específicos. Para ver as etapas de criação de uma cotação personalizada, consulte Como criar ofertas privadas para clientes específicos.

Depois de decidir o modelo de preços, é preciso adicioná-lo ao seu produto no Portal do Produtor para que ele seja processado.

Modelo de preço "Licenças Adquiridas pelo Usuário (BYOL)"

Se quiser cobrar os clientes por conta própria, escolha o modelo de preços Traga sua própria licença (BYOL, na sigla em inglês). Você precisa fornecer aos clientes uma maneira de adquirir sua licença, geralmente por meio de um site. O Cloud Marketplace solicita que os clientes recebam o ID da sua licença antes de implantar um produto BYOL. Após a implantação, você é responsável por validar o ID da licença inserido pelo parceiro.

O Google gerará faturamento do cliente independentemente dos custos de uso da infraestrutura para executar o produto.

Se você quiser usar um modelo de preços BYOL, pule para Como adicionar seu modelo de preços ao Portal do Produtor.

Preços baseados em uso

Os produtos de VM são precificados pelo uso, para que os clientes paguem pelo seu software com base em medições escolhidas por você, como o número de vCPUs usadas.

Se quiser configurar um modelo de preços baseados no uso, é recomendado tomar essa decisão o quanto antes e enviar o modelo para processamento, O processamento do seu modelo pode levar até duas semanas. No entanto, é possível continuar configurando o produto com o Cloud Marketplace durante o processamento.

Defina sua estrutura de preços

Para preços baseados no uso, selecione uma das seguintes opções:

  • Preços com base em instâncias: cobre uma única taxa por hora pelo seu produto. Os clientes são cobrados com base na extensão de tempo em que o produto é usado, em incrementos de minutos.

  • Preços com base em recursos: cobrança de uma taxa com base nos recursos do produto. Dependendo das cargas de trabalho, os usuários podem escolher o número de vCPUs e a RAM que podem adicionar às próprias VMs. Para produtos com grandes necessidades de computação, os usuários também podem adicionar GPUs às VMs.

    Você pode cobrar pelo número de vCPUs, pelo tamanho da memória do sistema, pelo número de GPUs ou uma combinação dessas opções.

    Se você escolher preços baseados em recursos, para cada tipo de recurso, escolha um dos seguintes modelos:

    • Taxa fixa: definição de um preço por unidade dos recursos. Por exemplo, é possível definir um preço para cada vCPU usada no produto.
    • Em camadas: definição de um preço por camadas. Por exemplo, é possível definir um preço único para 1 a 5 vCPUs, outro para 6 a 10 vCPUs e assim por diante.

O Google gera o faturamento dos usuários mensalmente para o uso de software e infraestrutura.

Adicionar seu modelo de preços ao Portal do Produtor

Depois de decidir o modelo do preço, é possível adicioná-lo ao Portal do Produtor. É recomendado concluir esta etapa e enviar os preços para processamento o quanto antes.

Para adicionar seu modelo de preços ao Portal do Produtor e enviá-lo para revisão:

  1. Abra o Portal do Produtor no console do Google Cloud:

      https://console.cloud.google.com/producer-portal?project=YOUR_PUBLIC_PROJECT_ID
      

    Substitua YOUR_PUBLIC_PROJECT_ID pelo ID do projeto público que você criou para o Cloud Marketplace, por exemplo, my-organization-public.

  2. Na lista de produtos, clique no nome do seu produto.

  3. Na página Visão geral, em Revisão de preços, clique em EDITAR.

  4. Configure a estrutura de preços com base no modelo de preços:

    BYOL

    1. Insira um nome para seu plano de preços.

    2. Na lista suspensa Opção de preço, selecione BYOL e clique em Configurar.

    3. No painel Modelo de preço, no campo URL de aquisição de licença, insira o URL que os clientes precisam usar para conseguir a licença. Clique em Next.

    4. Se quiser, adicione uma descrição de preços que os clientes veem ao comparar produtos de VM no Cloud Marketplace. Clique em Next.

    5. Preencha as informações das categorias fiscais. Clique em Next.

    6. No painel Termos e Políticas, insira o URL do contrato de licença de usuário final (EULA).

    7. Selecione Enviar.

    Grátis

    1. Insira um nome para seu plano de preços.

    2. Na lista suspensa Opção de preços, selecione Gratuito e clique em Configurar.

    3. No painel Modelo de preço, revise os detalhes e clique em Avançar.

    4. Se quiser, adicione uma descrição de preços que os clientes veem ao comparar produtos de VM no Cloud Marketplace. Clique em Next.

    5. Preencha as informações das categorias fiscais. Clique em Next.

    6. No painel Termos e Políticas, insira o URL do contrato de licença de usuário final (EULA).

    7. Selecione Enviar.

    Preços baseados em uso

    1. Insira um nome para seu plano de preços.

    2. Na lista suspensa Opção de preços, selecione Preços com base no uso.

    3. Conclua as etapas restantes para criar um modelo de preços com base em recursos ou instâncias:

      Preços com base em recursos

      1. Na lista suspensa Métricas, selecione a unidade que essa métrica mede. Pode ser o número de CPUs, a quantidade de RAM ou o número de GPUs usadas para o produto. É possível selecionar qualquer combinação dessas métricas para o produto.
      2. Clique em Configurar.
      3. No painel Modelo de preço, clique em Editar taxas de uso.
      4. Para cada métrica, selecione o tipo de taxa:

        • Taxa fixa: o custo fixo por unidade de medida por hora para essa métrica.
        • Taxa em níveis: o custo por hora, que varia em vários níveis de uso. Por exemplo, é possível definir um preço para 0 a 128 GB de RAM por hora, outro preço para 129-256 GB de RAM por hora e assim por diante.
      5. Preencha os detalhes da métrica.

        Se você estiver usando uma taxa em níveis, clique em Adicionar nível. Lá, é possível definir valores mínimos e máximos para cada nível. Por padrão, o primeiro nível começa em 0. O limite superior de cada nível é atualizado quando você adiciona o limite inferior do próximo nível.

        Depois de inserir os detalhes de cada métrica, clique em Concluído.

      6. Clique em Visualização do preço para ver uma tabela de resumo que exibe os detalhes e as taxas de uso do modelo. Saia da visualização e clique em Próxima.

      7. Se quiser, adicione uma descrição de preços que os clientes verão ao comparar produtos de VM no Cloud Marketplace. Clique em Next.

      8. Preencha as informações das categorias fiscais. Clique em Próxima.

      9. No painel Termos e Políticas, insira o URL do seu contrato de licença de usuário final (EULA, na sigla em inglês).

      10. Selecione Enviar.

      Preços com base em instância

      1. Na lista suspensa Métricas, selecione Taxa de instância por hora.

      2. Clique em Configurar.

      3. No painel Modelo de preço, clique em Editar taxas de uso para adicionar o preço por hora pelo qual você quer cobrar os clientes pelo uso do seu produto. Clique em Concluído.

      4. Clique em Visualização do preço para ver uma tabela de resumo que exibe os detalhes e as taxas de uso do modelo. Saia da visualização e clique em Próxima.

      5. Se quiser, adicione uma descrição de preços que os clientes verão ao comparar produtos de VM no Cloud Marketplace. Clique em Next.

      6. Preencha as informações das categorias fiscais. Clique em Next.

      7. No painel Termos e Políticas, insira o URL do seu contrato de licença de usuário final (EULA, na sigla em inglês).

      8. Selecione Enviar.

    Após o envio do modelo de preços, o processamento pode levar até duas semanas.

Opcional: como oferecer o teste do software

Se você quiser oferecer um teste do software para usuários do Google Cloud, preencha o formulário de admissão da avaliação do Cloud Marketplace. Você precisa especificar estes itens:

  • O período de avaliação, por exemplo, 30 dias.
  • O crédito máximo (em dólares americanos) a que a avaliação está limitada.

Os clientes poderão escolher um dos seus planos de preços, e o crédito da avaliação será aplicado a ele.

A avaliação termina quando o cliente alcança o limite de crédito ou ao final do período de avaliação, o que acontecer primeiro. Por exemplo, se você oferecer uma avaliação de 15 dias com um crédito máximo de US$ 100, ela terminará quando os usuários atingirem esse valor ou ao final do prazo.

No final do período de avaliação, os clientes são cobrados de acordo com o plano de preços escolhido. Se o cliente mudar o plano durante a avaliação, ele será cobrado com base nesse novo plano.

Se os preços da sua solução são baseados no uso, recomendamos definir um limite de crédito para teste que seja o dobro do custo de utilização esperado.

Atualizar o preço dos produtos após o lançamento

Será possível atualizar o preço do seu produto caso tenham se passado pelo menos 60 dias desde a publicação e a aprovação do seu modelo.

Para fazer isso, siga estas etapas:

  1. Na lista de produtos, clique no nome do seu produto.
  2. Acesse a seção de preços do seu produto.
  3. Clique em Editar conteúdo.
  4. Atualize os preços.
  5. Quando terminar, clique em Enviar modelo de preço.

Não é necessário republicar o produto. O preço do produto será atualizado depois que os novos preços forem revisados e aprovados.

Leva cerca de uma semana para que uma atualização de preço entre em vigor, exceto se você diminuir o valor. Nesse caso, a mudança é imediata. Se você aumentar o preço, levará 45 dias a partir da confirmação de recebimento da equipe de operações para que a mudança entre em vigor. Esse período inclui 15 dias para você escrever e enviar uma mensagem aos usuários ativos, mais 30 dias para que eles se informem sobre a alteração no preço.