Criar e implantar uma função do Cloud em HTTP com Go

Criar e implantar uma função do Cloud em HTTP com Go

Introdução

Este guia explica o processo de criação de uma Função do Cloud usando o ambiente de execução do Go. Há dois tipos de Funções do Cloud:

  • Uma função HTTP, que você invoca a partir de solicitações HTTP padrão.
  • Uma função orientada a eventos, que é acionada por eventos em sua infraestrutura do Cloud, como mensagens em um tópico do Cloud Pub/Sub ou alterações em um bucket do Cloud Storage.

Para mais detalhes, leia Como escrever funções HTTP e Como escrever funções orientadas a eventos.

Criar um projeto do Google Cloud usando a CLI gcloud

  1. Faça login na sua conta do Google Cloud. Se você começou a usar o Google Cloud agora, crie uma conta para avaliar o desempenho de nossos produtos em situações reais. Clientes novos também recebem US$ 300 em créditos para executar, testar e implantar cargas de trabalho.
  2. No console do Google Cloud, na página do seletor de projetos, selecione ou crie um projeto do Google Cloud.

    Acessar o seletor de projetos

  3. Verifique se a cobrança está ativada para o seu projeto do Google Cloud.

  4. Ative as APIs Cloud Functions, Cloud Build, Artifact Registry, Cloud Run e Cloud Logging.

    Ative as APIs

  5. No console do Google Cloud, na página do seletor de projetos, selecione ou crie um projeto do Google Cloud.

    Acessar o seletor de projetos

  6. Verifique se a cobrança está ativada para o seu projeto do Google Cloud.

  7. Ative as APIs Cloud Functions, Cloud Build, Artifact Registry, Cloud Run e Cloud Logging.

    Ative as APIs

  8. Instale e inicialize a CLI gcloud.
  9. Atualize e instale os componentes gcloud com o comando a seguir.
    gcloud components update
  10. Prepare seu ambiente de desenvolvimento.

    Acesse o guia de configuração do Go

Criar a função

  1. Crie um diretório no seu sistema local para o código de função:

    Linux ou macOS

    mkdir ~/helloworld
    cd ~/helloworld
    

    Windows

    mkdir %HOMEPATH%\helloworld
    cd %HOMEPATH%\helloworld
    
  2. Crie um arquivo chamado hello_http.go no diretório helloworld com o seguinte conteúdo.

    
    // Package helloworld provides a set of Cloud Functions samples.
    package helloworld
    
    import (
    	"encoding/json"
    	"fmt"
    	"html"
    	"net/http"
    
    	"github.com/GoogleCloudPlatform/functions-framework-go/functions"
    )
    
    func init() {
    	functions.HTTP("HelloHTTP", HelloHTTP)
    }
    
    // HelloHTTP is an HTTP Cloud Function with a request parameter.
    func HelloHTTP(w http.ResponseWriter, r *http.Request) {
    	var d struct {
    		Name string `json:"name"`
    	}
    	if err := json.NewDecoder(r.Body).Decode(&d); err != nil {
    		fmt.Fprint(w, "Hello, World!")
    		return
    	}
    	if d.Name == "" {
    		fmt.Fprint(w, "Hello, World!")
    		return
    	}
    	fmt.Fprintf(w, "Hello, %s!", html.EscapeString(d.Name))
    }
    

    Esse exemplo de função recebe um nome fornecido na solicitação HTTP e retorna uma saudação, ou "Hello, World!", quando nenhum nome é fornecido.

Especificar as dependências

Crie um arquivo go.mod para rastrear suas dependências:

cd ~/helloworld
go mod init example.com/hello
go mod tidy

Se a função tiver dependências além da biblioteca do framework, edite o arquivo go.mod para adicioná-las. Também é possível especificar dependências com um diretório vendor do Go. Para ver mais detalhes, leia Como especificar dependências no Go.

Criar e testar a função localmente

É possível criar e testar a função localmente sem implantá-la. Para isso, crie um módulo local main.go local para invocar a função.

  1. Crie um subdiretório cmd:

    mkdir ~/helloworld/cmd
    cd ~/helloworld/cmd
    
  2. Crie um módulo Go principal para invocar a função copiando o seguinte snippet de código em um arquivo chamado main.go no diretório ~/helloworld/cmd:

    package main
    
    import (
      "log"
      "os"
    
      // Blank-import the function package so the init() runs
      _ "example.com/hello"
      "github.com/GoogleCloudPlatform/functions-framework-go/funcframework"
    )
    
    func main() {
      // Use PORT environment variable, or default to 8080.
      port := "8080"
      if envPort := os.Getenv("PORT"); envPort != "" {
        port = envPort
      }
      if err := funcframework.Start(port); err != nil {
        log.Fatalf("funcframework.Start: %v\n", err)
      }
    }
    
  3. Resolva as dependências restantes com o comando go mod tidy:

    go mod tidy
    
  4. Execute a função localmente com o seguinte comando:

    export FUNCTION_TARGET=HelloHTTP
    go run ~/helloworld/cmd/main.go
    
  5. Acesse https://localhost:8080 em um navegador ou execute curl localhost:8080 em outra janela para testar sua função.

    Saiba mais em Como enviar solicitações para funções locais.

implante a função

Para implantar a função, execute o comando a seguir no diretório helloworld:

  gcloud functions deploy go-http-function \
    --gen2 \
    --runtime=go121 \
    --region=REGION \
    --source=. \
    --entry-point HelloHTTP \
    --trigger-http \
    --allow-unauthenticated

Substitua REGION pelo nome da região do Google Cloud em que você quer implantar a função (por exemplo, us-west1).

A flag --allow-unauthenticated opcional permite que você acesse a função sem autenticação.

Testar a função implantada

  1. Depois que a função for implantada, observe a propriedade uri na saída do comando gcloud functions deploy ou recupere-a com o seguinte comando:

      gcloud functions describe go-http-function \
        --region REGION
    

    Substitua REGION pelo nome da região do Google Cloud em que você implantou a função (por exemplo, us-west1).

  2. Acesse este URL no navegador. A função retorna uma mensagem "Hello World!".

    Encontre também esse URL no Console do Google Cloud. Acesse a página Visão geral do Cloud Functions e clique no nome da função para abrir a página Detalhes da função. Abra a guia Gatilho para ver o URL da sua função.

Conferir os registros da função

Conferir os registros com a ferramenta de linha de comando

É possível analisar os registros da função com a IU do Cloud Logging ou por meio da Google Cloud CLI.

Para ver os registros da função com a CLI gcloud, use o comando logs read:

    gcloud functions logs read \
      --gen2 \
      --limit=10 \
      --region REGION \
      go-http-function

Substitua REGION pelo nome da região do Google Cloud em que você implantou a função (por exemplo, us-west1).

A saída será assim:

LEVEL: I
NAME: hellohttp
TIME_UTC: 2023-05-31 21:52:20.473
LOG:

LEVEL: I
NAME: hellohttp
TIME_UTC: 2023-05-31 21:52:20.370
LOG:

LEVEL: I
NAME: hellohttp
TIME_UTC: 2023-05-31 21:52:20.280
LOG: Default STARTUP TCP probe succeeded after 1 attempt for container "h-hello_h_t_t_p-1" on port 8080.

LEVEL: I
NAME: hellohttp
TIME_UTC: 2023-05-31 21:52:20.108
LOG:

Conferir os registros com o painel do Logging

Para ver os registros da função com o painel do Logging, abra a página de visão geral do Cloud Functions e clique no nome da função na lista. Em seguida, clique na guia Registros.