Como configurar portas NFS em VMs cliente

Veja nesta página como definir as portas para os daemons statd e nlockmgr nas VMs do cliente para facilitar a configuração do firewall.

O Filestore usa os daemons nlockmgr e statd para ativar o bloqueio de arquivos. As portas desses serviços precisam ser devidamente expostas nas VMs do cliente por meio das regras de firewall para que os clientes possam usar os bloqueios corretamente. Recomendamos definir as portas statd e nlockmgr para que sejam consistentes em todas as VMs do cliente, facilitando a configuração das regras de firewall de entrada.

Para ver mais informações sobre como determinar se você precisa configurar uma regra de firewall para a rede VPC, consulte Como configurar regras de firewall.

Como verificar as configurações da porta

Para verificar os valores definidos para as portas statd e nlockmgr atualmente, execute os comandos a seguir na instância de VM do cliente. Se os arquivos não existirem ou se as opções não tiverem valores, as portas não serão definidas. Nesse caso, os daemons serão atribuídos dinamicamente a portas disponíveis arbitrárias.

Debian/Ubuntu

  1. Para determinar a porta statd, execute o seguinte comando e observe o valor STATDOPTS:

    cat /etc/default/nfs-common
    
  2. Para determinar a porta nlockmgr, execute o seguinte comando e observe os valores nlm_tcpport e nlm_udpport:

    cat /etc/modprobe.d/lock.conf
    

RHEL/CentOS

  1. Para determinar a porta statd, execute o seguinte comando e observe o valor STATD_PORT:

    cat /etc/sysconfig/nfs
    
  2. Para determinar a porta nlockmgr, execute o seguinte comando e observe os valores nlm_tcpport e nlm_udpport:

    cat /etc/modprobe.d/lock.conf
    

SUSE

Execute este comando:

cat /etc/sysconfig/nfs

A porta statd está listada em STATD_PORT, e a porta nlockmgr está listada em LOCKD_TCPPORT e LOCKD_UDPPORT.

Como configurar as portas

Para definir as portas statd e nlockmgr, execute os seguintes comandos na instância de VM do cliente. Nestes exemplos, usamos o editor de texto nano mas é possível usar qualquer outro. Nos exemplos, também usamos 2046 como a porta para statd e 4045 como a porta para nlockmgr porque são as opções comuns. É possível usar portas diferentes com base na configuração de rede. Neste caso, as regras de firewall de entrada precisam permitir o tráfego para as portas específicas que você usa.

Debian/Ubuntu

  • Defina a porta statd:

    1. Abra o arquivo /etc/default/nfs-common para edição:

      sudo nano /etc/default/nfs-common
      
    2. Defina a opção STATDOPTS:

      STATDOPTS="-p 2046"
      
    3. Salve o arquivo e saia.

  • Defina a porta nlockmgr:

    1. Crie o arquivo /etc/modprobe.d/lock.conf:

      sudo nano /etc/modprobe.d/lock.conf
      
    2. Defina as opções nlm_tcpport e nlm_udpport:

      options lockd nlm_tcpport=4045
      options lockd nlm_udpport=4045
      
    3. Salve o arquivo e saia.

RHEL/CentOS

  • Defina a porta statd:

    1. Abra o arquivo /etc/sysconfig/nfs para edição:

      sudo nano /etc/sysconfig/nfs
      
    2. Defina a opção STATD_PORT:

      STATD_PORT=2046
      
    3. Salve o arquivo e saia.

  • Defina a porta nlockmgr:

    1. Crie o arquivo /etc/modprobe.d/lock.conf:

      sudo nano /etc/modprobe.d/lock.conf
      
    2. Defina as opções nlm_tcpport e nlm_udpport:

      options lockd nlm_tcpport=4045
      options lockd nlm_udpport=4045
      
    3. Salve o arquivo e saia.

SUSE

Defina as portas statd e nlockmgr:

  1. Abra o arquivo /etc/sysconfig/nfs para edição:

    sudo nano /etc/sysconfig/nfs
    
  2. Defina as opções STATD_PORT, LOCKD_TCPPORT e LOCKD_UDPPORT:

    STATD_PORT=2046
    LOCKD_TCPPORT=4045
    LOCKD_UDPPORT=4045
    
  3. Salve o arquivo e saia.