gcloud compute


A ferramenta de linha de comando gcloud permite gerenciar os recursos do Compute Engine usando o grupo de comandos gcloud compute. gcloud compute é uma alternativa ao uso da API Compute Engine.

A ferramenta de linha de comando unificada gcloud faz parte do SDK do Cloud e inclui recursos como preenchimento automático de instruções, atualização no local, ajuda da linha de comando e formatos de saída legíveis por humanos e compatíveis com máquina, além da integração com o SDK do Cloud.

Se você nunca usou o Compute Engine, confira o Guia de início rápido do Linux ou o Guia de início rápido do Windows.

Antes de começar

  • Se você quiser executar gcloud compute em um prompt de comando, instale, atualize e inicialize o SDK do Cloud.
  • Se você não tiver um prompt de comando disponível, tente usar gcloud compute no Cloud Shell. O Cloud Shell é instalado, atualizado e inicializado automaticamente com o SDK do Cloud mais recente.

Propriedades padrão

Ao criar uma instância de máquina virtual, o Compute Engine configura uma VM usando as propriedades padrão do servidor de metadados. Verifique as propriedades padrão da VM executando o seguinte comando:

gcloud compute project-info describe --project PROJECT_ID

Substitua PROJECT_ID pela ID do projeto.

Região e zona padrão

Alguns comandos gcloud compute exigem sinalizações --region ou --zone. Em vez de especificar essas sinalizações sempre que você executar comandos, defina uma região e zona padrão para o projeto. Se você não definir uma região ou zona padrão e executar um comando que depende de região ou zona, a ferramenta de linha de comando gcloud poderá solicitar que você forneça uma sinalização--region ou --zone, ou retornará um erro.

É possível definir a região e a zona padrão de três maneiras:

  • No servidor de metadados. A região e a zona padrão definidas no servidor de metadados são aplicadas ao seu cliente local quando você executa gcloud init.
  • No seu cliente local. A região e a zona padrão definidas no seu cliente local modificam a região e a zona padrão definidas no servidor de metadados.
  • Nas variáveis de ambiente. A região e a zona padrão definidas nas variáveis de ambiente modificam a região e a zona padrão definidas no cliente local e no servidor de metadados.

É possível substituir a região e a zona padrão no servidor de metadados, no cliente local ou nas variáveis de ambiente fornecendo as sinalizações --region e --zone ao: executar comandos.

Ver região e zona padrão

Para visualizar a região e a zona padrão da sua configuração, execute os seguintes comandos:

gcloud config get-value compute/region
gcloud config get-value compute/zone

Se a saída for (unset), nenhuma região ou zona padrão será definida.

Ver regiões e zonas disponíveis

É possível ver uma lista das regiões e zonas executando os seguintes comandos:

gcloud compute regions list
gcloud compute zones list

Definir a região e a zona padrão no servidor de metadados

A região e a zona padrão no servidor de metadados aplicam-se a todas as configurações no seu projeto. Para definir a região e a zona padrão no servidor de metadados, faça o seguinte:

  1. Defina a região e a zona padrão:

    gcloud compute project-info add-metadata \
       --metadata=[google-compute-default-region=REGION | google-compute-default-zone=ZONE]
    

    Por exemplo:

    gcloud compute project-info add-metadata \
       --metadata google-compute-default-region=europe-west1,google-compute-default-zone=europe-west1-b
    
  2. Inicialize a alteração no seu cliente local:

    gcloud init

É possível substituir a região e a zona padrão definidas no servidor de metadados. Basta definir a região e a zona padrão no seu cliente local, definindo a região e a zona padrão nas variáveis de ambiente ou incluindo a sinalização --zone ou --region nos comandos.

Não definir a região e a zona padrão no servidor de metadados

Para desativar a região e a zona padrão no servidor de metadados, faça o seguinte:

  1. Não definir metadados:

    gcloud compute project-info remove-metadata \
       --keys=[google-compute-default-region | google-compute-default-zone]
    
  2. Inicialize a alteração no seu cliente local:

    gcloud init

Definir a região e a zona padrão no seu cliente local

A região e a zona padrão definidas no seu cliente local modificam a região e a zona padrão definidas no servidor de metadados.

Para definir a região e a zona padrão no seu cliente local, execute os seguintes comandos:

gcloud config set compute/region REGION
gcloud config set compute/zone ZONE

Não definir a região e a zona padrão no seu cliente local

Para desativar a definição da região ou zona padrão no cliente local, execute os seguintes comandos:

gcloud config unset compute/zone
gcloud config unset compute/region

É possível modificar a região e a zona padrão definidas no cliente local definindo a região e a zona padrão nas variáveis de ambiente ou incluindo a sinalização --zone ou --region nos comandos.

Definir a região e a zona padrão nas variáveis de ambiente

A região e a zona padrão definidas nas variáveis de ambiente modificam a região e a zona padrão definidas no cliente local e no servidor de metadados.

Linux e macOS

Use o comando export para definir as variáveis de região e zona.

export CLOUDSDK_COMPUTE_REGION=REGION
export CLOUDSDK_COMPUTE_ZONE=ZONE

Para tornar essas variáveis de ambiente permanentes, inclua esses comandos no arquivo ~/.bashrc e reinicie o terminal.

Windows

Use o comando set para definir as variáveis de região e zona.

set CLOUDSDK_CORE_REGION=REGION
set CLOUDSDK_COMPUTE_ZONE=ZONE

É possível substituir as variáveis de ambiente por meio da inclusão da sinalização --zone ou --region nos comandos.

Não definir a região e a zona padrão nas variáveis de ambiente

Use os comandos a seguir para desativar a região e a zona padrão nas variáveis de ambiente.

Linux e macOS

Para desativar a definição das variáveis de ambiente de zona e região, use os seguintes comandos unset:

unset CLOUDSDK_COMPUTE_REGION
unset CLOUDSDK_COMPUTE_ZONE

Windows

Para desativar a definição das variáveis de ambiente de zona e região, use os seguintes comandos:

set CLOUDSDK_CORE_PROJECT=
set CLOUDSDK_COMPUTE_ZONE=

Substituir a região e a zona padrão com sinalizações

Use as sinalizações --region e --zone para substituir a região e a zona padrão definidas no servidor de metadados, no cliente local e nas variáveis de ambiente.

Por exemplo:

gcloud compute instances create example-instance \
    --region=REGION \
    --zone=ZONE \

Configurações

gcloud topic configurations é um recurso avançado que pode ser usado para influenciar o comportamento da ferramenta gcloud. Para a maioria dos usuários, o uso das configurações padrão é suficiente.

As configurações podem ser úteis para usuários que:

  • trabalhem com vários projetos. É possível criar uma configuração separada para cada projeto;
  • usem várias contas. Por exemplo, uma conta de usuário e uma conta de serviço;
  • executem várias tarefas independentes (trabalham em um aplicativo do App Engine em um projeto, administram um cluster do Compute Engine na zona us-central-1a, gerenciam as configurações de rede para a região asia-east-1 etc.).

Para alternar entre elas, execute o seguinte comando:

gcloud config configurations activate CONFIGURATION_NAME

Para mais informações sobre como gerenciar configurações, consulte gcloud config configurations.

A seguir