Editar instâncias

Esta página descreve como editar uma instância do Cloud SQL.

Depois de criada, as configurações de uma instância podem ser editadas para alterar as configurações dela. Para informações sobre configurações de instância e como a alteração de configurações pode afetá-la, consulte Configurações da instância.

Editar uma instância

A maioria das edições só pode ser aplicada a uma instância quando ela está em execução.

Console

  1. No Console do Google Cloud, acesse a página Instâncias do Cloud SQL.

    Acesse "Instâncias do Cloud SQL"

  2. Clique no nome da instância para abrir a página Visão geral correspondente.
  3. Clique em Editar.
  4. Na seção Opções de configuração, atualize as configurações editáveis da instância:
    Configuração Observações
    Tipo de máquina
    Tipo de máquina Selecione entre núcleo compartilhado, leve, Padrão (mais comum) ou Alta memória.
    Personalizado Selecione este botão para criar uma instância com uma configuração flexível. Quando você seleciona essa opção, precisa selecionar o número de núcleos e a quantidade de memória para a instância. Saiba mais.
    Núcleos Número de vCPUs da instância. Saiba mais.
    Memória A quantidade de memória da instância, em GB. Saiba mais.
    Armazenamento
    Tipo de armazenamento Determina se a instância usa armazenamento SSD ou HDD. Saiba mais.
    Capacidade de armazenamento A quantidade de armazenamento provisionada para a instância. Saiba mais.
    Ativar aumento automático de armazenamento Determina se o Cloud SQL fornece automaticamente mais armazenamento para sua instância quando há pouco espaço livre. Saiba mais.
    Criptografia
    Criptografia gerenciada pelo GoogleA opção padrão.
    Chave de criptografia gerenciada pelo cliente (CMEK, na sigla em inglês)Selecione para usar sua chave com o Google Cloud Key Management Service. Saiba mais.
    Conectividade
    IP particular Adiciona um endereço IP privado à instância. Para ativar a conexão com a instância, é necessário ter configurações extras.
    Opcionalmente, é possível especificar um intervalo de IP alocado para as suas instâncias usarem em conexões.
    1. Expanda Mostrar opção de intervalo de IP alocado.
    2. Selecione um intervalo de IP no menu suspenso.
    Saiba mais sobre IP privado. Saiba mais sobre como alocar intervalos de endereços IP.
    IP público Adiciona um endereço IP público à instância. Em seguida, é possível adicionar redes autorizadas para se conectar à instância. Saiba mais.
    Redes autorizadasAdicione o nome da nova rede e o endereço dela. Saiba mais.
    Backups
    Backups automáticos A janela de tempo que você quer que os backups comecem. Saiba mais.
    Escolha onde quer armazenar os backupsSelecione "Multirregional" para a maioria dos casos de uso. Se você precisar armazenar backups em uma região específica, por exemplo, se houver razões regulatórias, selecione a região e selecione sua região no menu suspenso "Local".
    Escolher quantos backups automatizados armazenarO número de backups automáticos que você quer manter (de 1 a 365 dias). Saiba mais.
    Ativar recuperação pontual Ativa a recuperação pontual e a geração de registros em tempo de gravação. Saiba mais.
    Escolha quantos dias de registros serão retidos Configure a retenção de registros em tempo de gravação de 1 a 7 dias. A configuração padrão é de sete dias. Saiba mais.
    Manutenção
    Janela preferida Determina uma janela de uma hora em que o Cloud SQL pode executar a manutenção disruptiva na instância. Se você não definir a janela, uma manutenção disruptiva poderá ser feita a qualquer momento. Saiba mais.
    Ordem de atualizações Horário de sua preferência para as atualizações de instâncias, em relação a outras instâncias no mesmo projeto. Saiba mais.
    Sinalizações
    ADICIONAR SINALIZAÇÃO Você pode usar sinalizações do banco de dados para controlar configurações e na instância. Saiba mais.
    Marcadores
    ADICIONAR MARCADORAdicione uma chave e um valor para cada rótulo adicionado. Use rótulos para ajudar a organizar suas instâncias.

    Saiba mais sobre configurações de instância.

  5. Clique em Salvar para aplicar as alterações.

gcloud

O comando a seguir modifica o horário de início do backup.

gcloud sql instances patch INSTANCE_NAME \
--backup-start-time 16:00

Se o patch modificar um valor que requer reinicialização, você verá uma solicitação para prosseguir com a mudança ou cancelar.

REST v1

O comando a seguir modifica o horário de início do backup.

Antes de usar os dados da solicitação abaixo, faça as substituições a seguir:

  • project-id: o ID do projeto
  • instance-id: o ID da instância

Método HTTP e URL:

PATCH https://sqladmin.googleapis.com/v1/projects/project-id/instances/instance-id

Corpo JSON da solicitação:

{
  "settings": {
    "backupConfiguration": {
      "startTime": "16:00",
      "enabled": true,
      "binaryLogEnabled": true
    }
  }
}

Para enviar a solicitação, expanda uma destas opções:

Você receberá uma resposta JSON semelhante a esta:

{
  "kind": "sql#operation",
  "targetLink": "https://sqladmin.googleapis.com/v1/projects/project-id/instances/instance-id",
  "status": "PENDING",
  "user": "user@example.com",
  "insertTime": "2020-01-16T02:32:12.281Z",
  "operationType": "UPDATE",
  "name": "operation-id",
  "targetId": "instance-id",
  "selfLink": "https://sqladmin.googleapis.com/v1/projects/project-id/operations/operation-id",
  "targetProject": "project-id"
}

Se o patch modificar um valor que requer reinicialização, você verá uma solicitação para prosseguir com a mudança ou cancelar.

REST v1beta4

O comando a seguir modifica o horário de início do backup.

Antes de usar os dados da solicitação abaixo, faça as substituições a seguir:

  • project-id: o ID do projeto
  • instance-id: o ID da instância

Método HTTP e URL:

PATCH https://sqladmin.googleapis.com/sql/v1beta4/projects/project-id/instances/instance-id

Corpo JSON da solicitação:

{
  "settings": {
    "backupConfiguration": {
      "startTime": "16:00",
      "enabled": true,
      "binaryLogEnabled": true
    }
  }
}

Para enviar a solicitação, expanda uma destas opções:

Você receberá uma resposta JSON semelhante a esta:

{
  "kind": "sql#operation",
  "targetLink": "https://sqladmin.googleapis.com/sql/v1beta4/projects/project-id/instances/instance-id",
  "status": "PENDING",
  "user": "user@example.com",
  "insertTime": "2020-01-16T02:32:12.281Z",
  "operationType": "UPDATE",
  "name": "operation-id",
  "targetId": "instance-id",
  "selfLink": "https://sqladmin.googleapis.com/sql/v1beta4/projects/project-id/operations/operation-id",
  "targetProject": "project-id"
}

Se o patch modificar um valor que requer reinicialização, você verá uma solicitação para prosseguir com a mudança ou cancelar.

Para ver como a solicitação da API REST subjacente é criada nesta tarefa, consulte o Explorador de APIs na página "instances:patch".