Rede

Nesta página, explicamos as configurações de rede do Cloud Memorystore para Redis.

Configurações básicas de rede

Para se conectar a uma instância do Cloud Memorystore para Redis, os clientes precisam estar no mesmo projeto do GCP, região e rede VPC da instância. Por exemplo, para se conectar a uma instância do Redis com uma instância do Compute Engine, crie a instância do Compute Engine no mesmo projeto e na mesma região em que está a instância do Redis. Recursos criados no mesmo projeto compartilham automaticamente uma rede VPC padrão, mas é possível especificar uma rede VPC diferente para conectar seus recursos, se quiser.

Redes limitadas e não compatíveis

Se você quiser se conectar à sua instância do Redis a partir de um recurso em outro projeto usando uma VPC compartilhada, sua instância do Redis precisa estar implantada no projeto de host da VPC compartilhada. Além disso, o recurso e sua instância Redis precisam estar na mesma rede compartilhada VPC ou as redes precisam estar conectadas por peering. A conexão a uma instância do Redis implantada em uma rede VPC compartilhada em um projeto de serviço não é compatível.

VPNs e redes legadas não são compatíveis com as instâncias do Cloud Memorystore para Redis.

As instâncias de VM do Compute Engine que têm um endereço IP interno no intervalo 172.17.0.0/16 não podem acessar instâncias do Cloud Memorystore para Redis, porque esse intervalo é reservado para um componente interno.

Peering de rede

Quando você cria uma instância do Cloud Memorystore para Redis pela primeira vez, uma rede com peering é criada para ativar a conectividade de rede entre os clientes no seu projeto e a instância do Redis. O nome da rede conectada por peering da sua instância do Redis será redis-peer-[PROJECT_NUMBER] e aparecerá na página Peering da rede VPC.

Não exclua a rede com peering, porque isso causará a perda de conectividade com suas instâncias do Redis. Se você excluir acidentalmente a rede com peering, a maneira mais fácil de recriá-la é criar outra instância do Redis. O Cloud Memorystore para Redis reconhecerá que não há conectividade entre o projeto e a nova instância e recriará a rede com peering. É possível excluir a nova instância do Redis depois disso, caso ela não seja mais necessária.

Intervalo de endereços IP

Todas as instâncias do Cloud Memorystore para Redis precisam ter um intervalo de endereços IP associado a cada uma. Esse intervalo precisa estar dentro dos intervalos de endereços IP internos (10.0.0.0/8, 172.16.0.0/12 e 192.168.0.0/16) e ter um tamanho de bloco de 29. Exemplos de intervalos de endereços IP válidos de instâncias do Cloud Memorystore para Redis são 10.0.3.0/29 e 172.31.0.0/29.

Atribua o intervalo de endereços IP caso haja algum intervalo específico que você queira usar. Caso contrário, o Cloud Memorystore para Redis selecionará aleatoriamente um intervalo para ser usado dentro dos intervalos de endereços IP internos. Se o intervalo já estiver em uso, o serviço continuará tentando até encontrar um intervalo que esteja livre. Se você atribuir um intervalo de endereços IP, verifique se eles não se sobrepõem a nenhuma sub-rede existente na rede VPC usada pela instância do Redis nem aos intervalos de endereços IP atribuídos a outras instâncias do Redis existentes nessa rede.

Regras de firewall

Certifique-se de não criar regras de firewall de rede que bloqueiem o intervalo de IPs da sua instância do Redis.

Ativar alias de IP/nativos de VPC para clusters do Kubernetes

Não é possível conectar-se a uma instância do Cloud Memorystore para Redis a partir de um cluster Kubernetes sem alias de IP/nativos de VPC ativados. É mais fácil ativar o alias de IP/nativo de VPC durante a criação do cluster. Ao criar o cluster, selecione Nativo de VPC nas opções avançadas. Para saber mais detalhes, consulte Como criar clusters nativos de VPC usando IPs do alias.

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Google Cloud Memorystore para Redis