Como criar seu pacote de implantação

Nesta seção, descrevemos as etapas para criar pacotes de implantação para sua solução. Os pacotes de implantação são carregados pelo portal do parceiro e são necessários para o envio da sua solução de VM.

Uma implantação é um conjunto de recursos criados e gerenciados em conjunto, como os recursos necessários para sua solução. Um pacote de implantação é especificação de um conjunto de recursos que normalmente são implantados juntos, o que simplifica o processo de implantação dessa solução em particular. Com o Deployment Manager, você cria pacotes de implantação para suas soluções de VM usando arquivos de configuração YAML, JSON ou ProtoText simples.

Se sua solução for uma implantação simples de uma única instância de máquina virtual com regras de firewall básicas, configure seu pacote de implantação diretamente no portal do parceiro.

Na maioria dos casos de uso, recomendamos o uso da ferramenta de código aberto mpdev para gerar pacotes do Deployment Manager. A ferramenta mpdev usa o Deployment Manager Autogen para gerar seus pacotes do Deployment Manager. Para mais informações, consulte esta especificação de amostra do Autogen. Os pacotes criados com o Autogen incluem os seguintes recursos:

  • verificações de cota para CPUs e GPUs, para que os usuários não consigam implantar sua solução se excederem os requisitos de cota;
  • atualizações dinâmicas de preços na página do Deployment Manager;
  • compatibilidade com VPCs compartilhadas;
  • compatibilidade com VMs com várias placas de rede;
  • capacidade de impedir que os usuários escolham tipos de máquina, GPUs ou sub-redes não disponíveis na zona escolhida.

Antes de começar

Instale a ferramenta mpdev seguindo as instruções no repositório marketplace-tools.

Como criar sua especificação do Autogen

Recomendamos que você crie sua especificação inicial do Autogen usando single VM example no repositório marketplace-tools. Para criar sua especificação do single VM example, execute o seguinte comando:

mpdev pkg get https://github.com/GoogleCloudPlatform/marketplace-tools.git/examples/deployment-manager/autogen/singlevm MY_PACKAGE

Siga as próximas etapas descritas no arquivo README.md do exemplo baixado. Essas etapas incluem a edição de campos do arquivo configurations.yaml específicos da sua solução. Depois de concluir essas etapas, execute mpdev apply na configuração editada do mpdev para gerar o pacote do Deployment Manager.

Para ver a documentação detalhada dos campos em DeploymentSpec no configurations.yaml, consulte a documentação de referência do Autogen.

Também é possível ver outras configurações de amostra na pasta examples.

Como criar credenciais de autorização

Você pode especificar vários passwords em DeploymentSpecem configurations.yaml. É possível recuperar senhas do servidor de metadados de instância e visualizá-las na interface de pós-implantação.

Como gerar seu pacote de implantação

Veja a seguir um exemplo de comando que lê a especificação em MY_PACKAGE/configurations.yaml e gera um arquivo ZIP para o local especificado em MY_PACKAGE/configurations.yaml:

mpdev apply -f MY_PACKAGE/configurations.yaml

Depois de criar o pacote de implantação, siga estas instruções para fazer o upload do pacote de implantação para o Portal do parceiro.

Como criar pacotes simples do Deployment Manager no portal do parceiro

As soluções que são implantações simples de instâncias de máquina virtual única com regras de firewall básicas podem ter seus pacotes de implantação configurados diretamente no portal do parceiro.

Para configurá-los, abra o portal do parceiro, selecione sua solução na lista de soluções e siga estas etapas:

  1. Ao lado de Pacote de implantação, clique em Editar.
  2. Selecione a opção para Gerar um pacote e clique em Continuar.
  3. Selecione sua imagem de VM usando os menus suspensos Projeto e Imagem e clique em Continuar.
  4. Selecione suas configurações de Tipo de máquina mínimo e Tipo de máquina padrão e clique em Continuar.
  5. Adicione as próximas etapas de pós-implantação que seus clientes devem seguir e clique em Continuar.
  6. Configure suas Regras de firewall e outras opções de rede, se for o caso, e clique em Continuar.
  7. É possível declarar um site ou URL de administrador. Se sua solução exigir login, configure os detalhes de login ao enviar sua solução. Clique em Continuar.
  8. Em Listar o conteúdo do pacote, selecione o Nome do sistema operacional e a Versão do SO referentes ao sistema operacional da imagem de VM. É possível adicionar um Nome e uma Versão para cada software extra incluído como parte da sua solução. Depois de listar todo o conteúdo do seu pacote, clique em Continuar.
  9. Depois de concluir as etapas anteriores, o pacote da solução é mostrado em Revisar. É possível fazer o download do pacote da solução ou clicar em Editar JSON para modificá-lo manualmente. Clique em Salvar para salvar o pacote e retornar à sua solução.

Para implantações mais complexas, é possível criar uma implantação do zero. Se você não tiver certeza sobre qual tipo de solução é melhor para seu projeto, fale com seu engenheiro de parceiros do Google.

Pacotes de implantação na visão do cliente

Nas seções a seguir, mostramos os layouts de tela que seus clientes veem quandovimplantam sua solução, no caso de soluções baseadas em pacotes de solução padrão gerados automaticamente.

Visão do cliente sobre a implantação de um pacote

Os elementos de entrada padrão do cliente são mostrados no lado esquerdo da captura de tela a seguir e incluem a zona, o tipo de máquina, as opções de disco e as opções de rede.

Se a implantação de um cliente exigir várias placas de rede, ele poderá adicionar outras interfaces de rede clicando em Adicionar interface de rede.

Para implantar sua solução, seus clientes precisam preencher os campos de entrada e clicar em Implantar.

Visão do cliente sobre um pacote implantado

Na imagem a seguir, veja como seus clientes verão sua solução após a implantação bem-sucedida.

Os elementos de saída padrão são mostrados no lado direito da captura de tela a seguir. Eles incluem o endereço do site, a senha temporária do administrador e informações sobre a instância.