Configurar um redirecionamento HTTP para HTTPS no balanceador de carga HTTP(S) externo global (versão clássica)

Nesta página, mostramos como configurar um redirecionamento de HTTP para HTTPS para o balanceador de carga HTTP(S) externo global (clássico). Esta página é apenas para o balanceador de carga HTTP(S) externo global (clássico). Se você usar um balanceador de carga em um modo diferente, consulte uma das seguintes páginas:

Neste exemplo, você verá como usar redirecionamentos de URL para redirecionar todas as solicitações da porta 80 (HTTP) para a porta 443 (HTTPS).

O HTTPS usa o TLS (SSL) para criptografar solicitações e respostas HTTP, tornando-o mais seguro. Um site que usa HTTPS tem https:// no início do URL, e não http://.

Para novos balanceadores de carga HTTPS

Se você estiver criando um novo balanceador de carga HTTPS, poderá usar o Console do Google Cloud para configurar um redirecionamento de HTTP para HTTPS.

Ao criar o front-end do balanceador de carga HTTPS, use as seguintes etapas:

  1. No Console do Google Cloud, acesse a página de configuração do balanceador de carga.

    Acessar o balanceamento de carga (clássico)

  2. Clique em Configuração de front-end.
  3. Em Protocolo, selecione HTTPS (inclui HTTP/2).
  4. Em Endereço IP, selecione um endereço IP reservado.
  5. Clique na caixa de seleção Ativar redirecionamento HTTP para HTTPS para criar o redirecionamento.

É necessário selecionar o protocolo HTTPS e usar um endereço IP reservado (não temporário) para poder marcar a caixa de seleção.

Caixa de seleção de redirecionamento de HTTP para HTTPS no Console do Cloud.
Figura 1. Caixa de seleção de redirecionamento de HTTP para HTTPS no Console do Cloud. (clique para ampliar)

Dependendo do tipo de back-end, use as instruções do Console do Cloud de um dos guias a seguir para concluir esta configuração:

Marcar a caixa de seleção Ativar redirecionamento HTTP para HTTPS cria automaticamente mais um balanceador de carga HTTP parcial, que consiste em um mapa de URL, uma regra de encaminhamento e um proxy HTTP de destino. Esse balanceador de carga HTTP parcial usa o mesmo endereço IP que seu balanceador de carga HTTPS e redireciona solicitações HTTP para o front-end HTTPS do balanceador de carga. Ele usa 301 Moved Permanently como o código de resposta de redirecionamento padrão.

Depois que o balanceador de carga HTTPS é criado, é possível ver o balanceador de carga HTTP parcial na lista de balanceadores de carga, com um sufixo -redirect. Teste sua configuração usando as etapas em Como testar o redirecionamento de HTTP para HTTPS.

Para balanceadores de carga atuais

Se você já tiver um balanceador de carga HTTPS externo (chamado aqui de LB1) que esteja exibindo tráfego HTTPS na porta 443, precisará criar um balanceador de carga HTTP externo parcial (chamado aqui de LB2) com a configuração a seguir:

  • O mesmo endereço IP de front-end usado pelo LB1
  • Um redirecionamento configurado no mapa de URLs.

Esse balanceador de carga HTTP parcial usa o mesmo endereço IP que o balanceador de carga HTTPS e redireciona solicitações HTTP para o front-end HTTPS do balanceador de carga.

Veja essa arquitetura no diagrama a seguir.

Arquitetura de configuração de redirecionamento de HTTP para HTTPS.
Figura 2. Arquitetura de configuração de redirecionamento de HTTP para HTTPS

Como redirecionar o tráfego para o balanceador de carga HTTPS

Depois de verificar se o balanceador de carga HTTPS (LB1) externo está funcionando, é possível criar o balanceador de carga HTTP externo (LB2) parcial com o front-end configurado para redirecionar o tráfego para LB1.

Neste exemplo, usamos o código de resposta 301. Em vez disso, é possível usar um código de resposta diferente.

Para configurar o redirecionamento com gcloud, importe um arquivo YAML e verifique se o proxy HTTP de destino aponta para o mapa de URL que redireciona o tráfego. Se você estiver usando o Console do Cloud, isso é ideal para você.

Os balanceadores de carga HTTP(S) externos regionais não são suportados no Console do Cloud.

Console

Inicie a configuração
  1. No Console do Google Cloud, acesse a página Balanceamento de carga.

    Acessar o "Balanceamento de carga"

  2. Em Balanceamento de carga HTTP(S), clique em Iniciar configuração.
  3. Em Somente voltado para a Internet ou interno, selecione Da Internet para minhas VMs.
  4. Em Global ou regional, selecione Balanceador de carga HTTP(S) global (versão clássica).
  5. Em Nome do balanceador de carga, digite algo como http-redirect.
  6. Mantenha a janela aberta para continuar.
Pular a configuração de back-end
  1. Pule a seção Configuração de back-end.
Configurar o redirecionamento no mapa de URL
  1. Na coluna à esquerda da tela, clique em Regras de host e de caminho.
  2. Selecione Regra avançada de host e caminho (redirecionar URL, reescrever URL).
  3. Em Ação, selecione Redirecionar o cliente para um host/caminho diferente.
  4. Deixe o campo Redirecionamento de prefixo em branco.
  5. Em Redirecionamento de caminho, selecione Redirecionamento de prefixo.
  6. Deixe o campo Valor do caminho em branco.
  7. Em código de resposta de redirecionamento, selecione 301, movido permanentemente.
  8. Em Redirecionamento para HTTPS, selecione Ativar.
  9. Clique em Concluído.
  10. Mantenha a página de configuração do balanceador de carga aberta para continuar.
Configure a regra de encaminhamento de HTTP com o mesmo endereço IP usado no LB1
  1. Na página de configuração do balanceador de carga, clique em Configuração de front-end.
  2. Defina Protocolo como HTTP.
  3. O Endereço IP é o mesmo do balanceador de carga HTTPS.
  4. Verifique se Porta está definida como 80 para permitir o tráfego HTTP.
  5. Clique em Concluído.
  6. Mantenha a janela aberta para continuar.
  7. Analise a configuração
  8. No painel esquerdo, clique em Revisar e finalizar.
  9. Compare as configurações com o que você pretendia criar.
  10. Se estiver tudo certo, clique em Criar.

Quando você terminar, o Console do Cloud exibirá dois balanceadores de carga, conforme mostrado a seguir.

Ambos os balanceadores de carga

O Console do Cloud exibe informações sobre o balanceador de carga web-map-http da seguinte maneira.

balanceador de carga HTTP

gcloud

  1. Crie um arquivo YAML /tmp/web-map-http.yaml. Este exemplo usa MOVED_PERMANENTLY_DEFAULT como o código de resposta.
  2.        kind: compute#urlMap
           name: web-map-http
           defaultUrlRedirect:
             redirectResponseCode: MOVED_PERMANENTLY_DEFAULT
             httpsRedirect: True
           tests:
           - description: Test with no query parameters
             host: example.com
             path: /test/
             expectedOutputUrl: https://example.com/test/
             expectedRedirectResponseCode: 301
           - description: Test with query parameters
             host: example.com
             path: /test/?parameter1=value1&parameter2=value2
             expectedOutputUrl: https://example.com/test/?parameter1=value1&parameter2=value2
             expectedRedirectResponseCode: 301
           
  3. Valide o mapa de URL.
  4.        gcloud compute url-maps validate --source /tmp/web-map-http.yaml
           

    Se os testes forem aprovados e o comando resultar em uma mensagem de êxito, salve as alterações no mapa de URL.

  5. Crie o mapa de URL do balanceador de carga HTTP importando o arquivo YAML. O nome desse mapa de URL é web-map-http.
  6.        gcloud compute url-maps import web-map-http \
               --source /tmp/web-map-http.yaml \
               --global
           

    Se você estiver atualizando um mapa de URL existente, o seguinte prompt será exibido:

           Url Map [web-map-http] will be overwritten.
    
           Do you want to continue (Y/n)?
           

    Para continuar, pressione Y.

  7. Verifique se o mapa de URLs está atualizado. O mapa de URLs do balanceador de carga HTTP se parecerá com este:
  8.        gcloud compute url-maps describe web-map-http
           
           creationTimestamp: '2020-03-23T10:53:44.976-07:00'
           defaultUrlRedirect:
             httpsRedirect: true
             redirectResponseCode: MOVED_PERMANENTLY_DEFAULT
           fingerprint: 3A5N_RLrED8=
           id: '2020316695093397831'
           kind: compute#urlMap
           name: web-map-http
           selfLink: https://www.googleapis.com/compute/v1/projects/PROJECT_ID/global/urlMaps/web-map-http
           
  9. Crie um novo proxy HTTP de destino ou atualize um proxy HTTP de destino existente, usando web-map-http como o mapa de URL.
  10.        gcloud compute target-http-proxies create http-lb-proxy \
               --url-map=web-map-http \
               --global
           
    OU
           gcloud compute target-http-proxies update http-lb-proxy \
               --url-map=web-map-http \
               --global
           
  11. Crie uma regra de encaminhamento para encaminhar as solicitações recebidas para o proxy. A sinalização --address especifica lb-ipv4-1, que é o mesmo endereço IP usado para o balanceador de carga HTTPS externo.
  12.        gcloud compute forwarding-rules create http-content-rule \
               --load-balancing-scheme=EXTERNAL \
               --network-tier=PREMIUM \
               --address=lb-ipv4-1 \
               --global \
               --target-http-proxy=http-lb-proxy \
               --ports=80
           

Como adicionar um cabeçalho personalizado

É possível adicionar o cabeçalho HTTP Strict-Transport-Security ao serviço de back-end do balanceador de carga HTTPS da seguinte maneira:

  • Nome do cabeçalho: Strict-Transport-Security
  • Valor do cabeçalho: max-age=31536000; includeSubDomains; preload

Essa configuração envia o cabeçalho personalizado ao cliente. Assim, na próxima vez que ele tentar acessar o URL usando o HTTP, o navegador fará o redirecionamento.

Para adicionar o cabeçalho personalizado à configuração do serviço de back-end, use a sinalização --custom-response-header.

gcloud compute backend-services update BACKEND_SERVICE_NAME_LB1 \
    --global \
    --custom-response-header='Strict-Transport-Security:max-age=31536000; includeSubDomains; preload'

Para mais informações, consulte Como criar cabeçalhos personalizados.

Como testar o redirecionamento de HTTP para HTTPS

Anote o endereço IP reservado que você está usando nos dois balanceadores de carga.

gcloud compute addresses describe lb-ipv4-1 \
    --format="get(address)" \
    --global

Neste exemplo, suponha que o endereço IP reservado é 34.98.77.106. O URL http://34.98.77.106/ redireciona para https://34.98.77.106/.

Depois de alguns minutos, teste isso executando o comando curl a seguir.

curl -v http://hostname.com

Exemplo de saída:

* Connected to 34.98.77.106 (34.98.77.106) port 80 (#0)
> GET / HTTP/1.1
> Host: hostname.com
> User-Agent: curl/7.64.0
> Accept: */*
>
< HTTP/1.1 301 Moved Permanently
< Cache-Control: private
< Content-Type: text/html; charset=UTF-8
< Referrer-Policy: no-referrer
< Location: https://hostname.com
< Content-Length: 220
< Date: Fri, 30 Jul 2021 21:32:25 GMT
<
<HTML><HEAD><meta http-equiv="content-type" content="text/html;charset=utf-8">
<TITLE>301 Moved</TITLE></HEAD><BODY>
<H1>301 Moved</H1>
The document has moved
<A HREF="https://hostname.com">here</A>.
</BODY></HTML>
* Connection #0 to host hostname.com left intact

A seguir