Cotas e limites

Nesta página, você verá detalhes sobre as cotas e os limites do Cloud Bigtable.

Cotas

Veja nesta seção as cotas padrão que se aplicam a todo o uso do Cloud Bigtable.

Cotas de operação de administrador

As cotas a seguir afetam o número de operações administrativas do Cloud Bigtable que podem ser realizadas em um determinado período.

As cotas diárias são redefinidas à meia-noite, horário do Pacífico.

Nome Descrição Cota padrão
Instâncias e clusters
Solicitações de leitura em instâncias e clusters Leitura da configuração de uma instância ou cluster, como o nome da instância ou o número de nós em um cluster, ou a leitura de uma lista de tabelas

Por dia por projeto: 864.000 ops (média de 10 ops/segundo)

Por 100 segundos por usuário: 1.000 ops

Solicitações de gravação em instâncias e clusters Alteração da configuração de uma instância ou cluster, como o nome da instância ou o número de nós em um cluster, ou a criação de uma nova tabela

Por dia por projeto: 500 ops

Por 100 segundos por usuário: 100 ops

Perfis de aplicativo
Solicitações de leitura do perfil de aplicativo Leitura da configuração de um perfil de aplicativo

Por 100 segundos por projeto: 5.000 ops

Por 100 segundos por usuário: 1.000 ops

Solicitações de gravação do perfil de aplicativo Alteração da configuração de um perfil de aplicativo

Por 100 segundos por projeto: 500 ops

Por 100 segundos por usuário: 100 ops

Tabelas
Solicitações de leitura da tabela Leitura da configuração de uma tabela (por exemplo, detalhes sobre os grupos de colunas)

Por dia por projeto: 864.000 ops (média de 10 ops/segundo)

Por 100 segundos por usuário: 1.000 ops

Solicitações de gravação da tabela Alteração da configuração de uma tabela, como as configurações da coleta de lixo de um grupo de colunas

Por dia por projeto: 5.000 ops

Por 100 segundos por usuário: 100 ops

Método DropRowRange Exclui um intervalo de linhas de uma tabela em uma única operação

Por dia por projeto: 5.000 ops

Por 100 segundos por usuário: 100 ops

Cloud Identity and Access Management
Solicitações get refinadas da ACL Leitura de informações sobre a política do Cloud IAM para uma instância do Cloud Bigtable ou teste das permissões do Cloud IAM para uma instância

Por dia por projeto: 864.000 ops (média de 10 ops/segundo)

Por 100 segundos por usuário: 1.000 ops

Solicitações set refinadas da ACL Alteração da política do Cloud IAM para uma instância do Cloud Bigtable

Por dia por projeto: 864.000 ops (média de 10 ops/segundo)

Por 100 segundos por usuário: 1.000 ops

Cotas de nós

Um projeto do Google Cloud contém instâncias do Cloud Bigtable, que são contêineres para clusters. Um cluster representa o serviço do Cloud Bigtable que está efetivamente sendo executado em uma única zona. Os clusters contêm nós, que são recursos computacionais que possibilitam o gerenciamento dos dados pelo Cloud Bigtable.

Por padrão, é possível provisionar até 30 nós de SSD e até 30 nós de HDD por zona em cada projeto do Google Cloud. Caso precise provisionar mais nós do que os limites padrão, use o formulário de solicitação de nós.

Use o Console do Google Cloud para descobrir o número de nós de SSD e HDD que o projeto do GCP já tem em cada zona. No painel de navegação à esquerda, aponte para IAM e administrador, clique em Cotas e use a lista suspensa Serviço para selecionar o serviço da API Cloud Bigtable Admin.

A página exibe linhas que mostram cotas para cada combinação de serviço, tipo de nó e local. Procure as linhas com a legenda nós de SSD por zona ou nós de HDD por zona. A coluna Limite mostra o número máximo de nós permitidos para o tipo de nó e local fornecidos, e a coluna Uso atual mostra o número de nós que existem atualmente. A diferença entre esses dois números é o número de nós que é possível adicionar sem mais solicitações.

Limites

Veja nesta seção os limites que se aplicam ao uso do Cloud Bigtable. Os limites são incorporados no serviço e não podem ser alterados.

Tamanho dos dados nas tabelas

Como prática recomendada, crie seu esquema para manter o tamanho dos dados abaixo dos seguintes limites recomendados:

  • Uma única chave de linha: 4 KB
  • Grupos de colunas por tabela: 100
  • Um qualificador único de coluna: 16 KB
  • Um valor único em uma célula da tabela: 10 MB
  • Todos os valores em uma única linha: 100 MB

Além disso, é preciso garantir que seus dados se encaixem nesses limites absolutos:

  • Um valor único em uma célula da tabela: 100 MB
  • Todos os valores em uma única linha: 256 MB

Esses limites de tamanho são medidos em kilobytes (KB) binários, em que 1 KB corresponde a 210 bytes, e megabytes (MB) binários, em que 1 MB corresponde a 20 bytes. Essas unidades de medida também são conhecidas como kibibytes (KiB) e mebibytes (MiB).

Limites de operação

Ao enviar várias mutações ao Cloud Bigtable em um único lote, não é possível incluir mais de 100.000 mutações nesse lote.

Filtros de linha

Um filtro de linha não pode exceder 20 KB. Se você receber uma mensagem de erro, altere ou diminua o filtro.

Armazenamento por nó

Se um cluster não tiver nós suficientes (com base na carga de trabalho atual e na quantidade de dados armazenados), o Cloud Bigtable não terá recursos de CPU suficientes para gerenciar todos os blocos associados ao cluster. O Cloud Bigtable também não conseguirá realizar as tarefas essenciais de manutenção em segundo plano. Consequentemente, pode ser que o cluster não consiga processar solicitações de entrada, e isso fará a latência aumentar.

Para evitar que esses problemas ocorram, monitore a utilização do armazenamento dos seus clusters. Assim, você terá certeza de que tem nós suficientes para a quantidade de dados em um cluster, com base nos limites a seguir.

  • Clusters em SSD: 2,5 TB por nó
  • Clusters em HDD: 8 TB por nó

Esses valores são medidos em terabytes (TB) binários, em que 1 TB corresponde a 240 bytes. Essa unidade de medida também é conhecida como tebibyte (TiB).

Recomendamos incluir uma quantidade de nós ao cluster que seja suficiente para que você esteja usando apenas 70% dos limites. Isso ajuda a absorver picos repentinos no uso do armazenamento. Por exemplo, se você armazena 50 TB de dados em um cluster que usa o armazenamento SSD, provisione pelo menos 29 nós, que poderão processar até 72,5 TB de dados. Caso você não adicione uma quantidade significativa de dados ao cluster, ignore esta recomendação e use até 100% do limite no armazenamento.

Tabelas por instância

O Cloud Bigtable aceita no máximo 1.000 tabelas em cada instância.

Códigos de tabela

O Cloud Bigtable aceita um tamanho máximo de código de tabela de 50 caracteres.

Políticas de uso

O uso deste serviço precisa atender aos Termos de Serviço e à Política de Privacidade do Google.

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Documentação do Cloud Bigtable