Benefícios da migração para contêineres

O Migrate for Anthos é uma ferramenta para colocar em contêineres os aplicativos existentes baseados em VM para serem executados no Google Kubernetes Engine (GKE) ou no Anthos. O Migrate for Anthos aproveita os ecossistemas do GKE e do Anthos para fornecer uma maneira rápida e simples de adotar o gerenciamento modernizado de aplicativos e orquestração. Além disso, não é necessário ter acesso ao código-fonte, reescrever ou rearquitetar os aplicativos.

Migração para os contêineres ou lift-and-shift para o Compute Engine

Agora é possível migrar as cargas de trabalho da VM para instâncias de VM no Compute Engine usando o Migrate for Compute Engine. O "lift-and-shift" é o método mais simples de migração na nuvem, porque preserva com consistência o modelo operacional usado para executar e gerenciar aplicativos no local, modernizando apenas a infraestrutura subjacente.

A migração "lift-and-shift" é uma opção viável para determinadas cargas de trabalho, mas muitos clientes que estão migrando para a nuvem querem ir além e aproveitar ferramentas nativas da nuvem, métodos e serviços gerenciados. Eles querem mudar de VMs para contêineres e gerenciar cargas de trabalho no GKE ou no Anthos.

Benefícios dos contêineres

O Migrate for Anthos permite modernizar as cargas de trabalho de aplicativos convertendo-as em contêineres. Há vários benefícios principais em conteinerização de cargas de trabalho:

  • Densidade: os contêineres são muito mais leves do que as VMs porque eles não incluem o sistema operacional. Por isso, eles exigem bem menos recursos de computação e memória. Os contêineres fornecem maior densidade de cargas de trabalho nos clusters, alocações de recursos refinadas e custos de infraestrutura mais baixos.
  • Kernel de nó otimizado para segurança. O GKE e o Anthos oferecem upgrades automáticos do sistema operacional, liberando o trabalho de manutenção do sistema operacional.
  • Fortalecimento dos aplicativos legados com serviços modernos: O GKE e o Anthos permitem que você use serviços de complementos da plataforma para integrar perfeitamente funcionalidades atualizadas aos aplicativos atuais. Por exemplo, é possível aproveitar o Istio no GKE ou o Anthos Service Mesh para automatizar políticas de rede e segurança sem alterar o código do aplicativo. Além disso, é possível usar o monitoramento e a geração de registros com o Cloud Logging e o Cloud Monitoring, alterando as configurações e não alterando seus aplicativos.
  • Gerenciamento integrado de recursos e políticas unificadas: O GKE e o Anthos permitem que você se concentre no gerenciamento de aplicativos, não na infraestrutura. Eles oferecem a eficiência do gerenciamento declarativo de estado pretendido com poderosas estratégias de marcação com tags e políticas de seletores.
  • Orquestração e gerenciamento modernos baseados em imagens: O Migrate for Anthos oferece um recurso exclusivo para extrair uma imagem da carga de trabalho da VM e criar uma imagem do Docker e os artefatos relacionados. Com eles, é possível modernizar o gerenciamento de operações e o ciclo de vida do aplicativo. Isso inclui a integração a um pipeline de CI/CD usando ferramentas como o Cloud Build para implementar procedimentos de manutenção de "segundo dia". Além disso, com o gerenciamento baseado em imagens, os clientes podem realizar atualizações graduais, escalonamento dinâmico, autocorreção e muito mais.