Como criar uma visualização autorizada

O BigQuery é um serviço de armazenamento de dados para análise em escala de petabyte. Ele é usado para executar consultas SQL em grandes volumes de dados, praticamente em tempo real.

A concessão de acesso de visualização a um conjunto de dados também é conhecida como criação de visualização autorizada no BigQuery. Uma visualização autorizada permite compartilhar resultados de consultas com determinados usuários e grupos sem que eles possam acessar as tabelas subjacentes. Você também pode usar a consulta SQL da visualização para restringir as colunas (campos) que os usuários podem consultar. Neste tutorial, você criará uma visualização autorizada.

Objetivos

Objetivos deste tutorial:

  • Criar conjuntos de dados e aplicar controles de acesso a eles.
  • Atribuir controles de acesso ao seu projeto.
  • Criar uma visualização autorizada que restrinja os dados que os usuários podem consultar.

Custos

O BigQuery é um produto pago. O uso dele para seguir este tutorial gera custos. Você tem 1 TB por mês grátis para fazer consultas no BigQuery. Para mais informações, consulte a página de preços.

Antes de começar

Antes de começar este tutorial, use o Console do Google Cloud Platform para criar ou selecionar um projeto e ativar o faturamento.

  1. Faça login na sua Conta do Google.

    Se você ainda não tiver uma, inscreva-se.

  2. Selecione ou crie um projeto do GCP.

    Acessar a página Gerenciar recursos

  3. Verifique se o faturamento foi ativado para o projeto.

    Saiba como ativar o faturamento

  4. O BigQuery é ativado automaticamente em novos projetos. Para ativar o BigQuery em um projeto pré-existente, Ativar BigQuery API.

    Ativar a API

Introdução

Neste tutorial, você criará dois conjuntos de dados: um para os dados de origem e outro para a visualização autorizada. O conjunto de dados de origem será alimentado pelo conjunto de dados público do GitHub. Em seguida, você criará uma visualização que consulta uma tabela no conjunto de dados de origem.

Depois de criar seus conjuntos de dados e sua visualização, você atribui controles de acesso ao projeto, ao conjunto de dados que contém a visualização e ao conjunto de dados que contém os dados de origem.

A concessão de acesso de visualização a um conjunto de dados de origem também é conhecida como criação de visualização autorizada. Ao criar uma visualização autorizada, siga estes passos:

  • Criar um conjunto de dados separado para armazenar a visualização.
  • Criar a visualização no novo conjunto de dados.
  • Atribuir controles de acesso ao projeto.
  • Atribuir controles de acesso ao conjunto de dados que contém a visualização.
  • Autorizar a visualização a acessar o conjunto de dados de origem.

Criar um conjunto de dados de origem

Comece criando um conjunto de dados para armazenar os dados de origem. Neste tutorial, você preencherá uma tabela no conjunto de dados de origem consultando o conjunto de dados público do GitHub. Os dados contidos no conjunto mostram informações que não podem ser visualizadas pelos seus analistas. Você restringe o acesso aos dados usando uma visualização autorizada.

Para criar um conjunto de dados de origem:

Console

  1. Abra a IU da Web do BigQuery no Console do GCP.
    Acessar a IU da Web do BigQuery

  2. No painel de navegação, na seção Recursos, selecione seu projeto e clique em Criar conjunto de dados.

  3. Em Código do conjunto de dados, digite github_source_data.

  4. Mantenha todas as outras configurações padrão e clique em Criar conjunto de dados.

IU clássica

  1. Acesse a IU da Web do BigQuery.

    Acessar a IU da Web do BigQuery

  2. Clique no ícone de seta para baixo ícone de seta para baixo ao lado do nome do projeto e selecione Criar novo conjunto de dados.

  3. Em Código do conjunto de dados, digite github_source_data.

  4. Deixe todas as outras configurações padrão como estão e clique em OK.

Linha de comando

Use o comando mk para criar o conjunto de dados.

bq mk github_source_data

Python

Antes de testar esta amostra, siga as instruções de configuração do Python no Início rápido do BigQuery: como usar bibliotecas de cliente. Para mais informações, consulte a documentação de referência da API do BigQuery para Python.

from google.cloud import bigquery

client = bigquery.Client()
source_dataset_id = 'github_source_data'

source_dataset = bigquery.Dataset(client.dataset(source_dataset_id))
# Specify the geographic location where the dataset should reside.
source_dataset.location = 'US'
source_dataset = client.create_dataset(source_dataset)  # API request

Depois de criar o conjunto de dados de origem, preencha uma tabela nele usando uma consulta SQL. Ela recupera dados do conjunto de dados público do GitHub.

Console

  1. Abra a IU da Web do BigQuery no Console do GCP.
    Acessar a IU da Web do BigQuery

  2. Clique em Escrever nova consulta.

  3. Copie e cole a consulta a seguir na área de texto do Editor de consultas.

    #standardSQL
    SELECT
      commit,
      author,
      committer,
      repo_name
    FROM
      `bigquery-public-data.github_repos.commits`
    LIMIT
      1000
    
  4. Clique em Mais e selecione Configurações de consulta.

  5. Em Destino, marque a caixa em Definir uma tabela de destino para os resultados da consulta.

    • Em Nome do projeto, verifique se o projeto está selecionado.
    • Em Nome do conjunto de dados, verifique se github_source_data está selecionado.
    • Em Nome da tabela, digite github_contributors.
    • Clique em Salvar.

  6. Clique em Executar.

  7. Quando a consulta estiver concluída, clique em github_contributors e em Visualizar para confirmar se os dados foram gravados na tabela.

IU clássica

  1. Acesse a IU da Web do BigQuery.

    Acessar a IU da Web do BigQuery

  2. Clique no botão ESCREVER CONSULTA.

  3. Copie e cole a consulta a seguir na área de texto Nova consulta.

    #standardSQL
    SELECT
      commit,
      author,
      committer,
      repo_name
    FROM
      `bigquery-public-data.github_repos.commits`
    LIMIT
      1000
    
  4. Clique em Mostrar opções.

  5. Em Tabela de destino, clique em Selecionar tabela.

  6. Na caixa de diálogo Selecionar tabela de destino:

    • Em Projeto, verifique se seu projeto está selecionado.
    • Em Conjunto de dados, verifique se github_source_data está selecionado.
    • Em Código da tabela, digite github_contributors.
    • Clique em OK.

  7. Clique em Executar consulta.

  8. Quando a consulta estiver concluída, clique em github_contributors e em Visualização para confirmar se os dados foram gravados na tabela.

Linha de comando

Use o comando query com a sinalização --destination_table para gravar os resultados da consulta em uma tabela no conjunto de dados github_source_data.

bq query --destination_table=github_source_data.github_contributors --use_legacy_sql=false 'SELECT commit, author, committer, repo_name FROM
`bigquery-public-data.github_repos.commits` LIMIT 1000'

Python

Antes de testar esta amostra, siga as instruções de configuração do Python no Início rápido do BigQuery: como usar bibliotecas de cliente. Para mais informações, consulte a documentação de referência da API do BigQuery para Python.

source_table_id = 'github_contributors'
job_config = bigquery.QueryJobConfig()
job_config.destination = source_dataset.table(source_table_id)
sql = """
    SELECT commit, author, committer, repo_name
    FROM `bigquery-public-data.github_repos.commits`
    LIMIT 1000
"""
query_job = client.query(
    sql,
    # Location must match that of the dataset(s) referenced in the query
    # and of the destination table.
    location='US',
    job_config=job_config)  # API request - starts the query

query_job.result()  # Waits for the query to finish

Criar um conjunto de dados separado para armazenar sua visualização

Depois de criar seu conjunto de dados de origem, você criará um novo conjunto de dados para armazenar a visualização que será compartilhada com seus analistas de dados. Essa visualização terá acesso aos dados no conjunto de dados de origem. Os analistas de dados terão acesso à visualização, mas não aos dados de origem.

É necessário que a visualização seja criada em um conjunto de dados separado do conjunto de dados de origem consultado pela visualização. Como você pode atribuir controles de acesso apenas no nível do conjunto de dados, se a visualização for criada no mesmo conjunto de dados que os dados de origem, seus analistas de dados terão acesso tanto à visualização quanto aos dados.

Para criar um conjunto de dados e armazenar sua visualização:

Console

  1. Abra a IU da Web do BigQuery no Console do GCP.
    Acessar a IU da Web do BigQuery

  2. No painel de navegação, na seção Recursos, selecione seu projeto e clique em Criar conjunto de dados.

  3. Em Código do conjunto de dados, digite shared_views.

  4. Mantenha todas as outras configurações padrão e clique em Criar conjunto de dados.

IU clássica

  1. Acesse a IU da Web do BigQuery.

    Acessar a IU da Web do BigQuery

  2. Clique no ícone de seta para baixo ícone de seta para baixo ao lado do nome do projeto e selecione Criar novo conjunto de dados.

  3. Em Código do conjunto de dados, digite shared_views.

  4. Deixe todas as outras configurações padrão como estão e clique em OK.

Linha de comando

Use o comando mk para criar o conjunto de dados.

bq mk shared_views

Python

Antes de testar esta amostra, siga as instruções de configuração do Python no Início rápido do BigQuery: como usar bibliotecas de cliente. Para mais informações, consulte a documentação de referência da API do BigQuery para Python.

shared_dataset_id = 'shared_views'
shared_dataset = bigquery.Dataset(client.dataset(shared_dataset_id))
shared_dataset.location = 'US'
shared_dataset = client.create_dataset(shared_dataset)  # API request

Criar a visualização no novo conjunto de dados

No novo conjunto de dados, crie a visualização que pretende autorizar. É a visualização que você compartilha com seus analistas de dados. Ela é criada com uma consulta SQL que exclui as colunas que você não quer que os analistas de dados vejam.

Neste tutorial, sua visualização compartilhada exclui todas as informações do autor, exceto o nome, e todas as informações do autor da confirmação, exceto o nome dele.

Para criar a visualização no novo conjunto de dados:

Console

  1. Abra a IU da Web do BigQuery no Console do GCP.
    Acessar a IU da Web do BigQuery

  2. Clique em Escrever nova consulta.

  3. Copie e cole a consulta a seguir na área de texto do Editor de consultas: Substitua [PROJECT_ID] pelo código do seu projeto.

    #standardSQL
    SELECT
      commit,
      author.name as author,
      committer.name as committer,
      repo_name
    FROM
      `[PROJECT_ID].github_source_data.github_contributors`
    
  4. Clique em Mais e selecione Configurações de consulta.

  5. Em Dialeto SQL, selecione Padrão. Clique em Salvar para atualizar as configurações de consulta.

  6. Clique em Salvar visualização.

  7. Na caixa de diálogo Salvar visualização, faça o seguinte:

    • Em Nome do projeto, verifique se o projeto está selecionado.
    • Em Nome do conjunto de dados, verifique se shared_views está selecionado.
    • Em Nome da tabela, digite github_analyst_view.
    • Clique em Salvar.

IU clássica

  1. Acesse a IU da Web do BigQuery.

    Acessar a IU da Web do BigQuery

  2. Clique no botão ESCREVER CONSULTA.

  3. Copie e cole a consulta a seguir na área de texto Nova consulta. Substitua [PROJECT_ID] pelo código do seu projeto.

    #standardSQL
    SELECT
      commit,
      author.name as author,
      committer.name as committer,
      repo_name
    FROM
      `[PROJECT_ID].github_source_data.github_contributors`
    
  4. Clique em Mostrar opções.

  5. Desmarque a opção Usar SQL legado.

  6. Clique em Salvar visualização.

  7. Na caixa de diálogo Salvar visualização, faça o seguinte:

    • Em Projeto, verifique se seu projeto está selecionado.
    • Em Conjunto de dados, verifique se shared_views está selecionado.
    • Em Código da tabela, digite github_analyst_view.
    • Clique em OK.

Linha de comando

Use o comando mk com a sinalização --view. Substitua [PROJECT_ID] pelo código do projeto.

bq mk --use_legacy_sql=false --view='SELECT commit, author.name as author, committer.name as committer, repo_name FROM `[PROJECT_ID].github_source_data.github_contributors`' shared_views.github_analyst_view

Python

Antes de testar esta amostra, siga as instruções de configuração do Python no Início rápido do BigQuery: como usar bibliotecas de cliente. Para mais informações, consulte a documentação de referência da API do BigQuery para Python.

shared_view_id = 'github_analyst_view'
view = bigquery.Table(shared_dataset.table(shared_view_id))
sql_template = """
    SELECT
        commit, author.name as author,
        committer.name as committer, repo_name
    FROM
        `{}.{}.{}`
"""
view.view_query = sql_template.format(
    client.project, source_dataset_id, source_table_id)
view = client.create_table(view)  # API request

Atribuir aos analistas de dados um papel de IAM para envolvidos no projeto

Para consultar a visualização, os analistas de dados precisam de permissão para executar jobs de consulta. O papel bigquery.user inclui permissões para executar jobs, incluindo consultas, dentro do projeto. Se você concede a um usuário ou grupo o papel bigquery.user para envolvidos no projeto, ele pode criar conjuntos de dados e executar jobs de consulta em tabelas nesses conjuntos de dados. O papel bigquery.user não dá permissão ao usuário para consultar dados, ver dados da tabela ou visualizar os detalhes do esquema da tabela para conjuntos de dados que não foram criados por ele.

Atribuir aos seus analistas de dados o papel bigquery.user para envolvidos no projeto não permite que eles visualizem ou consultem dados da tabela no conjunto de dados que contém as tabelas consultadas pela visualização. A maioria das pessoas (cientistas de dados, analistas de business intelligence, analistas de dados) em uma empresa deve ter o papel bigquery.user no nível do projeto.

Neste tutorial, os analistas de dados são um grupo chamado data_analysts@example.com. O nome desse grupo é meramente ilustrativo. Ao adicionar um grupo a um papel de IAM, o endereço de e-mail e o domínio têm que estar associados a uma Conta do Google ativa ou a uma conta do Google Apps.

Para atribuir ao grupo de analistas de dados o papel bigquery.user para envolvidos no projeto:

Console

  1. Abra a página do IAM no Console do Google Cloud Platform.

    Abrir a página do IAM

  2. Clique em Selecionar um projeto.

  3. Selecione o projeto e clique em Abrir.

  4. Na página do IAM, clique em Adicionar.

  5. Na caixa de diálogo Adicionar membros:

    • Em Membros, digite o nome do grupo: data_analysts@example.com.
    • Em Papéis, clique em Selecionar um papel e escolha BigQuery > Usuário do BigQuery.
    • Clique em Adicionar.

IU clássica

  1. Abra a página do IAM no Console do Google Cloud Platform.

    Abrir a página do IAM

  2. Clique em Selecionar um projeto.

  3. Selecione o projeto e clique em Abrir.

  4. Na página do IAM, clique em Adicionar.

  5. Na caixa de diálogo Adicionar membros:

    • Em Membros, digite o nome do grupo: data_analysts@example.com.
    • Em Papéis, clique em Selecionar um papel e escolha BigQuery > Usuário do BigQuery.
    • Clique em Adicionar.

Linha de comando

  1. Para adicionar uma vinculação única à política de IAM do projeto, digite o comando a seguir. Substitua [PROJECT_ID] pelo código do seu projeto.

    gcloud projects add-iam-policy-binding [PROJECT_ID] --member group:data_analysts@example.com --role roles/bigquery.user
    
  2. O comando mostra a política atualizada.

    bindings:
    - members:
      - group:data_analysts@example.com
        role: roles/BigQuery.user
    

Atribuir controles de acesso ao conjunto de dados que contém a visualização

Para que os usuários consultem a visualização, eles precisam de acesso READER ao conjunto de dados que a contém. O papel bigquery.user concede aos analistas de dados as permissões necessárias para criar jobs de consulta, mas não para consultar uma visualização, a menos que também tenham acesso READER no nível do conjunto de dados que contém a visualização.

Para conceder acesso READER ao conjunto de dados para os analistas de dados.

Console

  1. Selecione o conjunto de dados shared_views em Recursos e clique em Compartilhar conjunto de dados.

  2. No painel de Permissões do conjunto de dados, clique em Adicionar membros.

  3. Digite data_analysts@example.com na caixa de texto Novos membros.

  4. Clique em Selecionar papel e selecione Leitor. Isso mapeia para o papel bigquery.dataViewer no nível do conjunto de dados.

  5. Clique em Salvar e, depois, em Concluído.

IU clássica

  1. Clique na seta suspensa à direita do conjunto de dados shared_views e selecione Compartilhar conjunto de dados.

  2. Na caixa de diálogo Compartilhar conjunto de dados, em Adicionar pessoas, clique na lista suspensa à esquerda do campo e selecione Group by e-mail.

  3. Digite data_analysts@example.com na caixa de texto.

  4. À direita do campo Adicionar pessoas, verifique se Pode visualizar está selecionado. Essa opção mapeia para o papel bigquery.dataViewer no nível do conjunto de dados.

  5. Clique em Adicionar e em Salvar alterações.

Linha de comando

  1. Ao aplicar controles de acesso a um conjunto de dados com a ferramenta de linha de comando, os controles atuais são substituídos. Primeiro, exporte os controles de acesso atuais para um arquivo JSON usando o comando show.

    bq --format=json show shared_views >shared_views.json
    
  2. Faça suas alterações na seção "access" do arquivo JSON usando o papel READER e groupByEmail.

    Exemplo:

    {
     "access": [
      {
       "role": "READER",
       "specialGroup": "projectReaders"
      },
      {
       "role": "WRITER",
       "specialGroup": "projectWriters"
      },
      {
       "role": "OWNER",
       "specialGroup": "projectOwners"
      }
      {
       "role": "READER",
       "specialGroup": "allAuthenticatedUsers"
      }
      {
       "role": "READER",
       "domain": "[DOMAIN_NAME]"
      }
      {
       "role": "WRITER",
       "userByEmail": "[USER_EMAIL]"
      }
      {
       "role": "READER",
       "groupByEmail": "data_analysts@example.com"
      }
     ],
    }
    

  3. Quando suas edições estiverem concluídas, use o comando update e inclua o arquivo JSON usando a sinalização --source.

    bq update --source=shared_views.json shared_views

  4. Para verificar as alterações de controle de acesso, use o comando show.

    bq show shared_views

Python

Antes de testar esta amostra, siga as instruções de configuração do Python no Início rápido do BigQuery: como usar bibliotecas de cliente. Para mais informações, consulte a documentação de referência da API do BigQuery para Python.

# analyst_group_email = 'data_analysts@example.com'
access_entries = shared_dataset.access_entries
access_entries.append(
    bigquery.AccessEntry('READER', 'groupByEmail', analyst_group_email)
)
shared_dataset.access_entries = access_entries
shared_dataset = client.update_dataset(
    shared_dataset, ['access_entries'])  # API request

Autorizar a visualização a acessar o conjunto de dados de origem

Com os controles de acesso criados para o conjunto de dados que contém a visualização, você a adiciona como uma visualização autorizada no conjunto de dados de origem. Isso permite o acesso de visualização aos dados de origem, não ao grupo de analistas de dados.

Para autorizar que a visualização acesse os dados de origem:

Console

  1. Selecione o conjunto de dados github_source_data em Recursos e clique em Compartilhar conjunto de dados.

  2. No painel de Permissões do conjunto de dados, clique na guia Visualizações autorizadas.

  3. Em Compartilhar visualização autorizada:

    • Em Selecionar projeto, verifique se o projeto está selecionado.
    • Em Selecionar conjunto de dados, escolha shared_views.
    • Em Selecionar visualização, digite o nome da visualização: github_analyst_view.
    • Clique em OK.

  4. Clique em Adicionar e depois em Concluído.

IU clássica

  1. Clique na seta suspensa à direita do conjunto de dados github_source_data e escolha Compartilhar conjunto de dados.

  2. Na caixa de diálogo Compartilhar conjunto de dados, em Adicionar pessoas, clique na lista suspensa à esquerda do campo e selecione Visualização autorizada.

  3. Clique em Selecionar visualização.

  4. Na caixa de diálogo Selecionar visualização:

    • Em Projeto, verifique se o projeto está selecionado.
    • Em Conjunto de dados, selecione shared_views.
    • Em Código da tabela, digite o nome da visualização: github_analyst_view.
    • Clique em OK.

  5. Clique em Adicionar e em Salvar alterações.

Linha de comando

  1. Ao aplicar controles de acesso a um conjunto de dados com a CLI, os controles atuais são substituídos. Primeiro, exporte os controles de acesso atuais para um arquivo JSON usando o comando show.

    bq --format=prettyjson show github_source_data >github_source_data.json
    
  2. Adicione a visualização autorizada à seção “access” do arquivo JSON. Substitua [PROJECT_ID] pelo código do seu projeto.

    Exemplo:

    {
     "access": [
      {
       "role": "READER",
       "specialGroup": "projectReaders"
      },
      {
       "view":{
       "datasetId": "shared_views",
       "projectId": "[PROJECT_ID]",
       "tableId": "github_analyst_view"
       }
      },
      ...
     ],
     ...
    }
    

    Uma parte do texto no arquivo JSON foi omitida para manter a concisão.

  3. Quando suas edições estiverem concluídas, use o comando update e inclua o arquivo JSON usando a sinalização --source.

    bq update --source=github_source_data.json github_source_data

  4. Para verificar as alterações de controle de acesso, use o comando show.

    bq show github_source_data

Python

Antes de testar esta amostra, siga as instruções de configuração do Python no Início rápido do BigQuery: como usar bibliotecas de cliente. Para mais informações, consulte a documentação de referência da API do BigQuery para Python.

access_entries = source_dataset.access_entries
access_entries.append(
    bigquery.AccessEntry(None, 'view', view.reference.to_api_repr())
)
source_dataset.access_entries = access_entries
source_dataset = client.update_dataset(
    source_dataset, ['access_entries'])  # API request

Verificar a configuração

Quando sua configuração estiver concluída, um membro do grupo data_analysts poderá verificar a configuração consultando a visualização.

Para verificar a configuração:

Console

  1. Peça a um membro do grupo data_analysts acessar a IU da Web do BigQuery no Console do GCP.
    Acessar a IU da Web do BigQuery

  2. Clique no botão Escrever nova consulta.

  3. Copie e cole a consulta a seguir na área de texto do Editor de consultas:

    #standardSQL
    SELECT
      *
    FROM
      `shared_views.github_analyst_view`
    

IU clássica

  1. Peça para um membro do grupo data_analysts acessar a IU da Web do BigQuery.

    Acessar a IU da Web do BigQuery

  2. Clique no botão ESCREVER CONSULTA.

  3. Copie e cole a consulta a seguir na área de texto Nova consulta.

    #standardSQL
    SELECT
      *
    FROM
      `shared_views.github_analyst_view`
    

Linha de comando

Use o comando query para consultar a visualização.

bq query --use_legacy_sql=false 'SELECT * FROM `shared_views.github_analyst_view`'

Código-fonte completo

Veja aqui o código-fonte completo do tutorial da sua referência.

Python

Antes de testar esta amostra, siga as instruções de configuração do Python no Início rápido do BigQuery: como usar bibliotecas de cliente. Para mais informações, consulte a documentação de referência da API do BigQuery para Python.

# Create a source dataset
from google.cloud import bigquery

client = bigquery.Client()
source_dataset_id = 'github_source_data'

source_dataset = bigquery.Dataset(client.dataset(source_dataset_id))
# Specify the geographic location where the dataset should reside.
source_dataset.location = 'US'
source_dataset = client.create_dataset(source_dataset)  # API request

# Populate a source table
source_table_id = 'github_contributors'
job_config = bigquery.QueryJobConfig()
job_config.destination = source_dataset.table(source_table_id)
sql = """
    SELECT commit, author, committer, repo_name
    FROM `bigquery-public-data.github_repos.commits`
    LIMIT 1000
"""
query_job = client.query(
    sql,
    # Location must match that of the dataset(s) referenced in the query
    # and of the destination table.
    location='US',
    job_config=job_config)  # API request - starts the query

query_job.result()  # Waits for the query to finish

# Create a separate dataset to store your view
shared_dataset_id = 'shared_views'
shared_dataset = bigquery.Dataset(client.dataset(shared_dataset_id))
shared_dataset.location = 'US'
shared_dataset = client.create_dataset(shared_dataset)  # API request

# Create the view in the new dataset
shared_view_id = 'github_analyst_view'
view = bigquery.Table(shared_dataset.table(shared_view_id))
sql_template = """
    SELECT
        commit, author.name as author,
        committer.name as committer, repo_name
    FROM
        `{}.{}.{}`
"""
view.view_query = sql_template.format(
    client.project, source_dataset_id, source_table_id)
view = client.create_table(view)  # API request

# Assign access controls to the dataset containing the view
# analyst_group_email = 'data_analysts@example.com'
access_entries = shared_dataset.access_entries
access_entries.append(
    bigquery.AccessEntry('READER', 'groupByEmail', analyst_group_email)
)
shared_dataset.access_entries = access_entries
shared_dataset = client.update_dataset(
    shared_dataset, ['access_entries'])  # API request

# Authorize the view to access the source dataset
access_entries = source_dataset.access_entries
access_entries.append(
    bigquery.AccessEntry(None, 'view', view.reference.to_api_repr())
)
source_dataset.access_entries = access_entries
source_dataset = client.update_dataset(
    source_dataset, ['access_entries'])  # API request

Limpar

Para evitar cobranças dos recursos usados neste tutorial na conta do Google Cloud Platform:

  1. No Console do GCP, acesse a página "Projetos".

    Acessar a página Projetos

  2. Na lista de projetos, selecione um e clique em Excluir projeto.
  3. Na caixa de diálogo, digite o código do projeto e clique em Encerrar para excluí-lo.

A seguir

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…