Como configurar um app com o arquivo app.yaml

Um aplicativo Ruby no App Engine é configurado usando um arquivo app.yaml, que contém recursos de CPU, memória, rede e disco, escalonamento e outras configurações gerais, incluindo variáveis de ambiente.

Sobre arquivos app.yaml

Especifique toda a configuração do ambiente de execução para seu aplicativo Ruby, incluindo versões e URLs, no arquivo app.yaml. Esse arquivo atua como um descritor de implantação de uma versão de serviço específica. Primeiro, é necessário criar o arquivo app.yaml para o serviço default do aplicativo antes de criar e implementar arquivos app.yaml para outros serviços.

É possível especificar um nome único para os arquivos app.yaml, mas será necessário especificar o nome do arquivo com o comando de implantação também. Por exemplo, ao nomear seu arquivo app.yaml, service-name-app.yaml ou app.flexible.yaml, será preciso implantar o aplicativo usando:

gcloud app deploy service-name-app.yaml
gcloud app deploy app.flexible.yaml
Para saber mais sobre como estruturar vários serviços e arquivos app.yaml no app, consulte Como estruturar serviços da Web. Dependendo da complexidade do serviço do aplicativo, talvez seja necessário definir apenas alguns elementos no arquivo app.yaml correspondente. No exemplo a seguir, veja o que um simples aplicativo Ruby pode exigir no ambiente flexível:

runtime: ruby
env: flex
entrypoint: bundle exec ruby app.rb

# This sample incurs costs to run on the App Engine flexible environment.
# The settings below are to reduce costs during testing and are not appropriate
# for production use. For more information, see:
# https://cloud.google.com/appengine/docs/flexible/ruby/configuring-your-app-with-app-yaml
manual_scaling:
  instances: 1
resources:
  cpu: 1
  memory_gb: 0.5
  disk_size_gb: 10

Todos os elementos de configuração

Para uma lista completa de todos os elementos compatíveis com esse arquivo de configuração, consulte a referência do app.yaml.