O Anthos Service Mesh 1.5 chegou ao fim da vida útil e não é mais compatível. Para informações sobre upgrade, consulte Como fazer upgrade de versões anteriores. Veja a documentação mais recente ou selecione outra versão disponível:

Como nomear portas de serviço

Para serem incluídas no Anthos Service Mesh, as portas de serviço precisam ser nomeadas e o nome precisa incluir o protocolo da porta. Por exemplo:

apiVersion: v1
kind: Service
metadata:
  name: ratings
  labels:
    app: ratings
    service: ratings
spec:
  ports:
  - port: 9080
    name: http

O nome da porta do serviço pode incluir um sufixo na seguinte sintaxe: name: protocol[-suffix], em que os colchetes indicam um sufixo opcional que precisa começar com um traço, por exemplo:

kind: Service
metadata:
  name: myservice
spec:
  ports:
  - number: 3306
    name: mysql
  - number: 80
    name: http-web

Para que as métricas sejam exibidas no Console do Cloud, as portas de serviço precisam ser nomeadas com um dos protocolos a seguir: http, http2 ou grpc. As portas de serviço nomeadas com o protocolo https são tratadas como tcp e as métricas não são exibidas para esses serviços.