Esta página foi traduzida pela API Cloud Translation.
Switch to English

Primeiros passos com o Node.js no Compute Engine

Neste tutorial, você aprenderá como começar a usar o Compute Engine. Siga este tutorial implantando um aplicativo da Web "Hello World" em Node.js no Compute Engine. Para receber ajuda com os primeiros passos no App Engine, consulte o ambiente padrão do App Engine.

Objetivos

  • Usar o Cloud Shell para fazer o download e implantar um app de amostra "Hello World".
  • Implantar um app de amostra "Hello World" em uma única instância do Compute Engine.

Custos

Neste tutorial, usamos os seguintes componentes faturáveis do Google Cloud:

Para gerar uma estimativa de custo baseada na projeção de uso deste tutorial, use a calculadora de preços. Novos usuários do Google Cloud podem ser qualificados para uma avaliação gratuita.

Antes de começar

  1. Faça login na sua conta do Google Cloud. Se você começou a usar o Google Cloud agora, crie uma conta para avaliar o desempenho de nossos produtos em situações reais. Clientes novos também recebem US$ 300 em créditos para executar, testar e implantar cargas de trabalho.
  2. No Console do Google Cloud, na página do seletor de projetos, selecione ou crie um projeto do Google Cloud.

    Acessar o seletor de projetos

  3. Verifique se o faturamento está ativado para seu projeto na nuvem. Saiba como confirmar se o faturamento está ativado para o projeto.

  4. Ative a API Compute Engine.

    Ative a API

  5. No Console do Google Cloud, abra o app no Cloud Shell.

    Acesse o Cloud Shell

    O Cloud Shell oferece acesso por linha de comando aos seus recursos de nuvem diretamente no navegador. Abra o Cloud Shell no navegador e clique em Continuar para fazer o download do código de amostra e carregá-lo no diretório de aplicativos.

  6. No Cloud Shell, configure a ferramenta gcloud para usar seu novo projeto do Google Cloud:
    # Configure gcloud for your project
    gcloud config set project YOUR_PROJECT_ID
    

Como executar o app no Cloud Shell

  1. Instale as dependências:

    npm install
    
  2. Execute o app:

    npm start
    
  3. No Cloud Shell, clique em Visualização da Web e selecione Visualizar na porta 8080. Uma nova janela será aberta com o aplicativo em execução.

Para parar o servidor da Web local, pressione Control + C.

Como configurar um Cloud Source Repositories

  1. Ative a API Cloud Source Repositories.

    Ativar a API Cloud Source Repositories

  2. No Console do Google Cloud, acesse o Cloud Source Repositories.

    Acessar o Cloud Source Repositories

  3. Selecione Adicionar repositório.

    Selecione "Adicionar repositório".

  4. Selecione Criar novo repositório e clique em Continuar.

  5. No campo Nome do repositório, insira new-repo.

  6. No campo Projeto, insira o ID do projeto que você criou ou selecionou para este tutorial e clique em Continuar.

  7. Selecione Clone seu repositório do Google Cloud em um repositório Git local.

  8. No Cloud Shell, volte para a raiz e clone o repositório seguindo as instruções na guia SDK do Google Cloud e mantenha esta guia aberta.

    Siga as instruções para clonar seu repositório em um repositório Git local

  9. Antes de concluir a etapa final das instruções, copie seu app no novo repositório no Cloud Shell:

    cd new-repo
    cp ../cloudshell_open/nodejs-getting-started/gce/app.js app.js
    cp ../cloudshell_open/nodejs-getting-started/gce/package.json package.json
    
  10. Siga as instruções restantes na guia SDK do Google Cloud para confirmar as alterações no repositório. Confirme se você adicionou seu código ao repositório. Para isso, atualize o navegador e verifique se o seu código foi adicionado ao repositório new-repo.

Implantar em uma instância única

Veja nesta seção como executar uma única instância do aplicativo no Compute Engine.

Implantação de instância única.

No Cloud Shell, é possível implantar em uma máquina virtual (VM, na sigla em inglês) de instância única do Compute Engine que executa o aplicativo.

Usar um script para inicializar uma instância

É necessário instruir sua instância para que ela faça o download e execute o código. Isso pode ser feito por meio de um script de inicialização que é executado sempre que a instância for iniciada ou reiniciada.

Este é o script de inicialização incluído no aplicativo de amostra "Hello World":

set -v

# Talk to the metadata server to get the project id
PROJECTID=$(curl -s "http://metadata.google.internal/computeMetadata/v1/project/project-id" -H "Metadata-Flavor: Google")
REPOSITORY="new-repo"

# Install logging monitor. The monitor will automatically pick up logs sent to
# syslog.
curl -s "https://storage.googleapis.com/signals-agents/logging/google-fluentd-install.sh" | bash
service google-fluentd restart &

# Install dependencies from apt
apt-get update
apt-get install -yq ca-certificates git build-essential supervisor

# Install nodejs
mkdir /opt/nodejs
curl https://nodejs.org/dist/v8.12.0/node-v8.12.0-linux-x64.tar.gz | tar xvzf - -C /opt/nodejs --strip-components=1
ln -s /opt/nodejs/bin/node /usr/bin/node
ln -s /opt/nodejs/bin/npm /usr/bin/npm

# Get the application source code from the Google Cloud Repository.
# git requires $HOME and it's not set during the startup script.
export HOME=/root
git config --global credential.helper gcloud.sh
git clone https://source.developers.google.com/p/${PROJECTID}/r/${REPOSITORY} /opt/app/new-repo

# Install app dependencies
cd /opt/app/new-repo
npm install

# Create a nodeapp user. The application will run as this user.
useradd -m -d /home/nodeapp nodeapp
chown -R nodeapp:nodeapp /opt/app

# Configure supervisor to run the node app.
cat >/etc/supervisor/conf.d/node-app.conf << EOF
[program:nodeapp]
directory=/opt/app/new-repo
command=npm start
autostart=true
autorestart=true
user=nodeapp
environment=HOME="/home/nodeapp",USER="nodeapp",NODE_ENV="production"
stdout_logfile=syslog
stderr_logfile=syslog
EOF

supervisorctl reread
supervisorctl update

# Application should now be running under supervisor

O script de inicialização executa as seguintes ações:

  • Instala o agente do Cloud Logging. Ele coleta registros automaticamente do syslog.

  • Instala o Supervisor para executar o app como um daemon.

  • Clonagem do código-fonte do aplicativo do Cloud Source Repositories e instalação das dependências.

  • Configura o Supervisor para executar o app. Com ele, você garante que o app seja reiniciado em caso de saídas inesperadas ou encerramento por um administrador ou outro processo. Ele também envia o stdout e o stderr do app ao syslog para serem coletados pelo agente do Logging.

Criar e configurar uma instância do Compute Engine

  1. Crie uma instância do Compute Engine:

    Linux/MacOS

    gcloud compute instances create my-app-instance \
        --image-family=debian-9 \
        --image-project=debian-cloud \
        --machine-type=g1-small \
        --scopes userinfo-email,cloud-platform \
        --metadata app-location=us-central1-f \
        --metadata-from-file startup-script=gce/startup-script.sh \
        --zone us-central1-f \
        --tags http-server
    

    Windows

    gcloud compute instances create my-app-instance ^
        --image-family=debian-9 ^
        --image-project=debian-cloud ^
        --machine-type=g1-small ^
        --scopes userinfo-email,cloud-platform ^
        --metadata-from-file startup-script=gce/startup-script.sh ^
        --zone us-central1-f ^
        --tags http-server
    

    Substitua a zona por uma zona de desenvolvimento, por exemplo, us-central1-a. Para mais informações sobre regiões e zonas, consulte Geografia e regiões.

    Isso cria uma nova instância e permite que ela acesse os serviços do Google Cloud e execute o script de inicialização. O nome da instância é my-app-instance.

  2. Verifique o andamento da criação da instância:

    gcloud compute instances get-serial-port-output my-app-instance --zone YOUR_ZONE
    

    Substitua YOUR_ZONE pela zona em que você implantou a instância.

    Quando o script de inicialização estiver concluído, você verá a seguinte mensagem:

    startup-script: INFO Finished running startup scripts.
    
  3. Crie uma regra de firewall para permitir o tráfego para a instância:

    gcloud compute firewall-rules create default-allow-http-8080 \
        --allow tcp:8080 \
        --source-ranges 0.0.0.0/0 \
        --target-tags http-server \
        --description "Allow port 8080 access to http-server"
    

  4. Receba o endereço IP externo da instância:

    gcloud compute instances list
    
  5. Para ver a execução do aplicativo, insira este URL no navegador:

    http://YOUR_INSTANCE_IP:8080
    

    Substitua YOUR_INSTANCE_IP pelo endereço IP externo da instância.

Gerenciar e monitorar uma instância

Use o Console do GCP para monitorar e gerenciar a instância.

  1. No Console do Cloud, acesse a página Instâncias de VM.

    Acessar instâncias de VM

  2. Na lista de instâncias de máquina virtual, clique em SSH na linha da instância à qual você quer se conectar.
  3. Para visualizar todos os registros gerados pelos recursos do Compute Engine, acesse a página Visualizador de registros. Acessar o visualizador de registros

    O Cloud Logging é configurado automaticamente para reunir registros de vários serviços comuns, incluindo o syslog.

Limpeza

Para evitar cobranças na sua conta do Google Cloud pelos recursos usados no tutorial, exclua o projeto que os contém ou mantenha o projeto e exclua os recursos individuais.

Exclua o projeto

  1. No Console do Cloud, acesse a página Gerenciar recursos:

    Acessar "Gerenciar recursos"

  2. Na lista de projetos, selecione o projeto que você quer excluir e clique em Excluir .
  3. Na caixa de diálogo, digite o ID do projeto e clique em Encerrar para excluí-lo.

Excluir recursos individuais

gcloud compute instances delete my-app-instance --zone=YOUR_ZONE --delete-disks=all
gcloud compute firewall-rules delete default-allow-http-8080

A seguir