Versão 4.11

Notas de lançamento

Veja nesta página as atualizações de produção do Migrate for Compute Engine. Acesse-a periodicamente para ver avisos de recursos novos ou atualizados, correções de bugs, problemas conhecidos e recursos obsoletos.

É possível ver as atualizações mais recentes de todos os produtos do Google Cloud na página Notas de lançamento do Google Cloud.

Para receber as atualizações de produtos mais recentes, adicione o URL desta página ao leitor de feeds ou adicione o URL do feed diretamente: https://cloud.google.com/feeds/migrategce-release-notes.xml

Para ver uma lista de versões para esta versão e outras, consulte o Histórico de versões.

Requisitos e suporte do sistema operacional

Consulte Requisitos e Sistemas operacionais compatíveis.

Novos recursos da versão 4.11

Gerenciamento de chave de criptografia e senha do Gerenciador de secrets do Google Cloud

A V4.11 oferece integração com o Gerenciador de secrets. É possível armazenar a senha e a chave de criptografia do Migrate for Compute Engine como objetos no gerenciador de secrets para fornecer um nível mais alto de segurança e controle. Consulte Como configurar o gerenciador de migração para saber mais.

Upgrade do Windows 2008R2 para o Windows 2012R2 com BYOL

A V4.11 introduz o upgrade do Windows com o recurso "licenças adquiridas pelo usuário" (BYOL, na sigla em inglês). Migrar o Windows Server 2008R2 com uma licença de cliente (BYOL) possibilita fazer upgrade para o Windows Server 2012R2 usando BYOL como parte do processo de migração. Consulte Como fazer upgrade de VMs do Windows Server para saber mais.

Implantação automática do agente de configuração do Google Cloud OS para migrar VMs

A V4.11 introduz a implantação automática do agente de configuração do Google Cloud OS para a migração de VMs. Isso permite que você consiga insights sobre o status do caminho da VM migrada e automatize a implantação de caminhos de software nas VMs migradas. Consulte Como adaptar VMs para execução no Google Cloud para mais informações.

Requisitos reduzidos de conectividade de rede

O requisito de migração de conectividade de rede de back-end para Migrate Manager e Cloud Extensions foi reduzido. Todo o tráfego neste canal é realizado na porta 443 (HTTPS e TLS) em vez de usar a porta 9111. Consulte Requisitos de acesso à rede para saber mais.

Aprimoramentos de usabilidade

Melhorias de usabilidade nos seguintes fluxos:

  • Ajustes automáticos do número máximo de sessões abertas no VDDK ao acessar o vSphere V6.5 para evitar sobrecarga no limite máximo de conexões VDDK.
  • Suporte para fluxo de atualização de certificado vCenter.
  • Melhoria do recurso de atribuição automática de licenças para o fluxo de migração off-line.

4.11.2 Problemas resolvidos

Inclusão da compatibilidade com a migração de VMs do vSphere configurada com a configuração de tipo de firmware CSM.

4.11.1 Problemas resolvidos

Não há mais um requisito de que a sub-rede do cluster de implantação esteja na mesma rede que a Cloud Extension.

Problemas conhecidos da versão 4.11

Nº 1605343: devido a uma alteração de comportamnto no fluxo de ativação do SUSE, a configuração de repositórios nas instâncias do SUSE Enterprise Linux falham após a desanexação.

Solução alternativa: a solução alternativa a seguir pode ser usada antes da desanexação (antes da migração ou antes da desanexação).

  1. Siga as instruções descritas em "Situation 4" no link https://www.suse.com/support/kb/doc/?id=000019633 para fazer o download dos pacotes necessários para o Compute Engine como um arquivo tar.gz.
  2. Para SLES 12.x, execute os seguintes comandos:

    sha1sum late_instance_offline_update_gce_SLE12.tar.gz
    tar -xf late_instance_offline_update_gce_SLE12.tar.gz
    cd x86_64/
    zypper --no-refresh --no-remote --non-interactive in *.rpm
  3. Para SLES 15x, execute os seguintes comandos:

    sha1sum late_instance_offline_update_gce_SLE15.tar.gz
    tar -xf late_instance_offline_update_gce_SLE15.tar.gz
    cd x86_64/
    zypper --no-refresh --no-remote --non-interactive in *.rpm

#149004085: o Ubuntu 14 do local pode não conseguir iniciar a publicação da rede separada.

Solução alternativa: conecte-se pelo console serial e adicione manualmente a interface de rede com o DHCP.

#145086776: em casos raros, versões mais antigas do RHEL7 podem travar durante o streaming ou atingir um pânico do Kernel. Esses problemas foram resolvidos em versões posteriores do RHEL7.

Solução alternativa: execute sudo yum update antes de migrar para atualizar o sistema.

#145644737: os clones criados no Azure ou na AWS a partir de instâncias de distribuições Linux que usam o cloud-init podem ter problemas na inicialização após a instalação do pacote de preparação do Linux.

Solução: desinstale o pacote antes de clonar e reinstale-o, ao se preparar para a migração.

#143313211: o cliente que está migrando a VM do RHEL 6.8 pode ter problemas de inicialização no destino da nuvem.

Os sistemas RHEL 6.x que usam versões do kernel 2.6.32-xxx e LVM podem atingir um pânico de kernel ao inicializar no Compute Engine durante a migração.

Solução alternativa: o kernel precisa ser atualizado para 2.6.32-754 ou superior antes da migração.

#143262721: a migração da VM do Azure falha quando o disco de dados é maior que 4 terabytes.

No momento, o Migrate for Compute Engine não é compatível com a migração de VMs do Azure com discos de dados maiores que 4 TB.

Solução alternativa: verifique se a VM tem um disco de dados menor que 4 TB.

Nº 131532690: as operações de execução na nuvem e de migração podem falhar para a carga de trabalho do Windows Server 2016 quando o Symantec Endpoint Management (SEP) está instalado. Isso também pode acontecer quando o SEP parece estar desativado.

Solução alternativa: modifique as vinculações da interface de rede da carga de trabalho para remover a opção SEP.

  1. Faça o download do Microsoft Network VSP Bind (nvspbind)
  2. Instale o Microsoft_Nvspbind_package.EXE em c:\temp.
  3. Abra um prompt de comando como administrador e execute o seguinte:
    nvspbind.exe /d * symc_teefer2

#131614405: quando o RPM de preparação do Velostrata é instalado no SUSE Linux Enterprise Server 11, a VM recebe um endereço IP do DHCP, além de uma configuração de IP estático existente. Esse problema ocorre quando a VM é iniciada no local em uma sub-rede ativada com serviços de DHCP.

Observação: o problema não ocorre quando a sub-rede não tem serviços de DHCP. Não há impacto na conectividade para as comunicações com o endereço IP estático original.

#131637800: depois de registrar o plug-in do Velostrata, a execução do assistente do Cloud Extension pode gerar um erro "XXXXXXXXXX" ao "Concluir".

Solução alternativa: cancele o registro do plug-in do Velostrata e reinicie o serviço de cliente da Web do vSphere. Em seguida, registre o plug-in novamente. Entre em contato com o suporte se o problema persistir.

#131548730: em alguns casos, quando uma VM é movida para a execução em nuvem, enquanto uma solução de backup no nível da VM de terceiros contém um snapshot temporário, as operações com write-back periódico do Migrate for Compute Engine não serão concluídas, mesmo depois que a solução de backup excluir o snapshot temporário. O contador de gravações não confirmadas na VM mostrará um tamanho crescente e nenhum ponto de controle de consistência será criado no local.

Solução alternativa: selecione a ação "Executar no local" da VM e aguarde a conclusão da tarefa, o que confirmará todas as gravações pendentes. Em seguida, selecione a ação "executar na nuvem novamente". Observe que confirmar muitas gravações pendentes pode levar algum tempo. Não use a opção "Forçar" porque isso resultará na perda de gravações não confirmadas.

#131605387::a reinicialização do vCenter faz com que as tarefas do Velostrata no vCenter desapareçam da IU. Essa é uma limitação do vCenter.

Solução alternativa: use o módulo Velostrata PowerShell para monitorar as VMs gerenciadas do Velostrata ou as tarefas do Cloud Extensions em execução no momento.

#131638716: com um host do ESXi no modo de manutenção, se uma VM for movida para a nuvem, a operação falhará e ficará travada na fase de rollback.

Solução alternativa: cancele manualmente a tarefa de execução em nuvem, migre a VM para outro host do ESXi no cluster e repita a operação de execução em nuvem.

#131638455: uma operação execução em nuvem falha com o erro "Falha ao criar um snapshot da máquina virtual. A operação que você tentou realizar não pode ser executada no estado atual (desativada)."

Solução alternativa: o arquivo de snapshot da VM VMware pode estar apontando para um snapshot não existente. Entre em contato com o suporte para receber ajuda na correção do problema.

#131534862: em casos raros, depois de executar uma carga de trabalho localmente, as VMDKs de carga de trabalho são bloqueadas. Em alguns casos, isso ocorre devido a interrupções de rede entre o appliance de gerenciamento do Velostrata e o host ESXi em que a carga de trabalho está sendo executada.

Observação: o problema será resolvido após uma ou duas horas.

#131550214: durante a separação, a operação pode falhar com a seguinte mensagem de erro: "A operação foi cancelada".

Solução alternativa: repita a operação "Separar".

#131650367: ao realizar uma desanexação após uma operação de desanexação, a ação pode falhar.

Solução alternativa: repita a operação.

#131649978: no caso de determinadas falhas do sistema, os componentes do Velostrata se desconectam do vCenter. Nesse caso, um evento pode não ser enviado, o que resulta em um alarme que não foi definido ou limpo corretamente.

Solução alternativa: limpe o alarme manualmente no vCenter.

#131532549: para cargas de trabalho com uma máquina Windows que usa uma licença de varejo, quando você retorna da nuvem, a licença não está presente.

Solução alternativa: reinstale a licença.

#131555885: a operação "Export OVA" do vCenter está disponível quando a VM na nuvem está em execução no modo de cache. No entanto, essa operação resulta em um OVA corrompido.

Solução alternativa: crie o OVA somente após a separação.

#131647857: em casos raros, quando uma instância de componente de nuvem é criada e o sistema falha antes de ser marcado, a instância permanece sem tags. Isso não permitirá limpeza ou reparo completo da CE.

Solução alternativa: marque a instância manualmente e execute o "Reparo".

#131537125: a alta disponibilidade da Cloud Extension não funciona para cargas de trabalho que executam o SO do Ubuntu com a configuração LVM.

Solução alternativa: atualize o kernel para a versão 3.13.0-161 ou superior.

#131560126: Suse12: devido a um bug no kernel SUSE anterior à 4.2, as configurações que incluem ativações BTRFS com subvolumes não são compatíveis.

Solução alternativa: faça upgrade para a versão do SUSE com o Kernel >=4.2 (SP2).

#131533480: ao usar o assistente "Criar extensão de nuvem", usar um endereço de proxy HTTP ilegal não gerará uma mensagem de aviso.

Solução alternativa: exclua o CE e crie-o com um endereço de proxy HTTP válido.

#131647654: a operação no local foi bem-sucedida, mas o status está marcado como falha com o erro "Falha ao consolidar snapshots"

Solução alternativa: consolide snapshots por meio do vCenter e limpe o erro manualmente.

#131558198: o cliente do PowerShell Runbook de nuvem para nuvem gera erros quando executado no PowerShell 3.0

Solução alternativa: faça upgrade para o PowerShell 4.0

#131533056: ao migrar o RHEL 7.0 da AWS para o Google Cloud, o agente do Google Cloud não será instalado automaticamente.

Solução alternativa: remova manualmente o agente da AWS e instale-o.

#131532713: após a migração off-line do Windows 2003R2, se uma NIC for excluída manualmente, talvez seja impossível detectá-la e reinstalá-la automaticamente.

Solução alternativa: o armazenamento da VM pode ser anexado a uma VM diferente, e a entrada do Registro NIC pode ser importada manualmente usando uma VM semelhante como referência. Entre em contato com o suporte para receber ajuda.

#131532666: as versões do Linux em execução com o versão 2.6.32 do kernel podem sofrer um pane do kernel em caso de falhas de acesso ao armazenamento temporário. Elas são mais prováveis durante o streaming no iSCSI.

Solução alternativa: atualize seu kernel. O problema também reduzirá a probabilidade após a separação.

#131532846: determinados firewalls e antivírus podem fazer com que as VMs do Windows falhem quando forem movidas para a nuvem, bloqueando o tráfego iSCSI.

Solução alternativa: desative o serviço afetado ao migrar e reinstalá-lo após a separação.

#131532882: em determinados casos, iniciar a execução em nuvem durante uma atualização do Windows pode causar o encerramento abrupto da atualização e causar uma falha na inicialização na nuvem.

Solução alternativa: permita que o sistema conclua a atualização do Windows e/ou suspenda as atualizações do Windows antes de migrar.

#135664281: ao concluir ou cancelar a migração do Azure para o Google Cloud, se o Velostrata Management não iniciar o importador, os recursos criados pelo Velostrata poderão ser deixados no grupo de recursos da instância original.

#133137658: cenário: nenhuma conexão de rede entre o Gerenciador de migração e o VSphere

Impacto para o cliente: a tarefa RunInCloud permanecerá paralisada devido a uma falha na chamada para getReadSessions no VSphere.

Solução alternativa: corrija a conexão de rede. Caso contrário, cancele a tarefa e tente novamente.

#135573857: cenário: ao mover uma VM de volta para o local com a sinalização "forçar", a falha ao consolidar o snapshot fará com que a VM permaneça gerenciada pelo Velostrata. Uma RunInCloud na mesma VM pode falhar porque não é permitido em VMs gerenciadas.

Solução alternativa: aguarde alguns minutos e tente novamente.

#137082702: em casos raros, a operação "Cancelar separação" é bem-sucedida, mas a instância de VM falha ao iniciar.

Solução alternativa: mova a instância de volta e mova-a novamente para a nuvem.