Como gerenciar APIs do Cloud e as bibliotecas de cliente do Cloud

Para acessar os produtos e serviços do Google Cloud de maneira programática, use as APIs do Cloud. Essas APIs expõem uma interface REST REST simples. A maneira recomendada de acessar as APIs do Cloud é usar as bibliotecas de cliente do Cloud.

O Cloud Code facilita a adição de bibliotecas de cliente do Cloud às APIs e à linguagem do Cloud que você está usando no projeto. Na mesma visualização, é possível pesquisar amostras para cada API e incorporar amostras ao aplicativo com facilidade.

Como procurar APIs do Cloud

Para explorar todas as APIs do Google Cloud disponíveis, siga estas etapas:

  1. Na barra de atividades, clique em Cloud Code - ícone de APIs do Cloud Cloud Code - APIs do Cloud.
  2. Para ver todas as APIs disponíveis, expanda a árvore do APIs Explorer do Google Cloud. O explorador agrupa as APIs do Cloud por categoria.
  3. Captura de tela exibindo a lista de APIs do Cloud mostradas no explorador de visualização em árvore.

  4. Para ver os detalhes de uma API, clique no nome dela. Detalhes como o nome do serviço, status, instruções de instalação para bibliotecas de cliente, documentação e amostras de código serão exibidos.

Como ativar APIs do Cloud

Para ativar as APIs do Cloud em um projeto usando a página de detalhes da API, siga estas etapas:

  1. Na página de detalhes da API do Cloud, escolha o projeto para ativar a API.
  2. Clique em Ativar API. Depois que a API for ativada, uma mensagem será exibida para confirmar a alteração.

Como adicionar bibliotecas de cliente em seu projeto

Além de explorar e ativar as APIs do Cloud usando o Cloud Code, também é possível adicionar uma biblioteca de cliente de linguagem específica em seu projeto.

Para instalar uma biblioteca de cliente, siga as instruções na página de detalhes da API da sua linguagem.

Como configurar a autenticação

Depois de ativar as APIs necessárias e adicionar as bibliotecas de cliente necessárias, configure o aplicativo para que ele seja autenticado com sucesso. A configuração depende do seu tipo de desenvolvimento e da plataforma em que você está executando.

Depois de concluir as etapas de autenticação, seu aplicativo pode ser autenticado e está pronto para ser implantado.

Desenvolvimento local

A instância de VM do Cloud Shell usa a conta de serviço padrão do Compute Engine (que é a conta de serviço usada pelo Google Kubernetes Engine por padrão) como conta de serviço padrão. Isso significa que, ao desenvolver com o Cloud Code no Cloud Shell, você não precisa definir nenhuma configuração adicional ao trabalhar com bibliotecas de cliente. Seu aplicativo foi autenticado e está pronto para ser executado localmente.

Desenvolvimento remoto

GKE;

Dependendo do escopo do seu projeto, é possível escolher como autenticar os serviços do Google Cloud no GKE:

  • (Somente desenvolvimento)
    1. Crie um cluster do GKE com as seguintes configurações:
      • Verifique se você está usando a conta de serviço que o GKE usa por padrão e a conta de serviço padrão do Compute Engine. Confira também se os Escopos de acesso estão definidos como Permitir acesso total a todas as APIs do Cloud, ambas as configurações acessíveis na seção Pools de nós > Segurança.Como a conta de serviço do Compute Engine é compartilhada por todas as cargas de trabalho implantadas no nó, esse método provisiona um excesso de permissões e só deve ser usado para desenvolvimento.
      • Verifique se a Identidade da carga de trabalho não está ativada no cluster (na seção Cluster > Segurança).
    2. Atribua os papéis necessários à sua conta de serviço:
  • (Recomendado para produção)
    1. Configure seu cluster e aplicativo do GKE com a Identidade da carga de trabalho para autenticar os serviços do Google Cloud no GKE. Isso associa sua conta de serviço do Kubernetes à sua conta de serviço do Google.
    2. Configure a implantação do Kubernetes para referenciar a conta de serviço do Kubernetes definindo o campo .spec.serviceAccountName no arquivo YAML de implantação do Kubernetes. Se você estiver trabalhando em um aplicativo criado a partir de um modelo do Cloud Code, esse arquivo estará localizado na pasta kubernetes-manifests.
    3. Se o serviço do Google Cloud que você está tentando acessar exigir papéis adicionais, conceda-os à conta de serviço do Google que você está usando para desenvolver seu app:

Cloud Run

  1. Para criar uma nova conta de serviço exclusiva para implantar seu aplicativo Cloud Run, navegue até a página "Contas de serviço" e selecione o projeto em que o secret está armazenado.

    Acessar a página Contas de serviço.

  2. Clique em Criar conta de serviço.
  3. Na caixa de diálogo Criar conta de serviço, forneça um nome descritivo para a conta.
  4. Altere o ID da conta de serviço para um valor exclusivo e reconhecível e, em seguida, clique em Criar.
  5. Se o serviço do Google Cloud que você está tentando acessar exigir papéis adicionais, conceda-os, clique em Continuar e, em seguida, clique em Concluído.
  6. Adicione a conta de serviço à configuração de implantação.
    1. Usando a barra de status do Cloud Code, escolha o comando Cloud Run: implantar.
    2. Na IU de implantação do Cloud Run, em Configurações de revisão, no campo Conta de serviço, especifique sua conta de serviço.
    A seção de configurações avançadas de revisão foi expandida no Cloud Run e o campo de implantação e conta de serviço preenchido com o nome da conta de serviço no formato service-account-name@project-name.iam.gserviceaccount.com

Cloud Run

Dependendo do escopo do seu projeto, é possível escolher como autenticar os serviços do Google Cloud no GKE:

  • (Somente desenvolvimento)
    1. Crie um cluster do GKE com os seguintes campos:
      • Verifique se você está usando a conta de serviço que o GKE usa por padrão e se a conta de serviço padrão do Compute Engine e se os escopos de acesso estão definidos em Permitir acesso total a todas as APIs do Cloud (as duas configurações acessíveis na seção Pools de nós > Segurança). Como a conta de serviço do Compute Engine é compartilhada por todas as cargas de trabalho implantadas no nó, esse método superprovisiona permissões e só deve ser usado para desenvolvimento.
      • Verifique se a Identidade da carga de trabalho não está ativada no cluster (na seção Cluster > Segurança).
    2. Atribua os papéis necessários à sua conta de serviço:
  • (Recomendado para produção)
    1. Configure seu cluster e aplicativo do GKE com a Identidade da carga de trabalho para autenticar os serviços do Google Cloud no GKE. Isso associa sua conta de serviço do Kubernetes à sua conta de serviço do Google.
    2. Adicione a conta de serviço à configuração de implantação.
      1. Usando a barra de status do Cloud Code, escolha o comando Cloud Run: implantar.
      2. Na IU de implantação do Cloud Run, em Configurações de revisão, no campo Conta de serviço, especifique sua conta de serviço.
      A seção de configurações avançadas de revisão foi expandida no "Cloud Run: implantar" e o campo de conta de serviço preenchido com o nome da conta de serviço no formato service-account-name@project-name.iam.gserviceaccount.com
    3. Se o serviço do Google Cloud que você está tentando acessar exigir papéis adicionais, conceda-os à conta de serviço do Google que você está usando para desenvolver seu app:

Desenvolvimento remoto com permissões do Gerenciador de secrets ativadas

Se você estiver desenvolvendo remotamente, usando uma conta de serviço para autenticação, e seu aplicativo usar secrets, conclua mais algumas etapas além das instruções de desenvolvimento remoto. Essas etapas atribuem à sua conta de serviço do Google o papel necessário para acessar um determinado secret do Gerenciador de secrets:

  1. Abra a visualização do Gerenciador de secrets Ícone do Gerenciador de secrets e selecione o secret que você quer acessar no seu código.

    O Gerenciador de secrets no Cloud Code é aberto com dois secrets listados

  2. Clique com o botão direito do mouse no secret e selecione Editar permissões no Console do Cloud. Isso abre a página de configuração do Gerenciador de secrets para aquele secret no navegador da Web.

    O secret selecionado com o botão direito do mouse no painel do Gerenciador de secrets

  3. No Console do Cloud, clique em Permissões e em Adicionar.

  4. No campo Novos principais, digite o nome da sua conta de serviço.

  5. No campo Selecionar papel, escolha o papel Acessor de secrets do Gerenciador de secrets.

  6. Clique em Save.

    Sua conta de serviço agora tem permissão para acessar esse secret específico.