Versão 1.7. Essa versão é compatível, conforme mencionado na política de compatibilidade de versão do Anthos, e oferece patches e atualizações mais recentes para vulnerabilidades de segurança, exposições e problemas que afetam os clusters do Anthos em bare metal. Consulte as notas da versão para saber mais detalhes. Esta é a versão mais recente.

Configurar seus clusters para usar o OpenStack

Os clusters do Anthos em bare metal são compatíveis com o provedor de nuvem do OpenStack Kubernetes. Use esse recurso para provisionar automaticamente os recursos de balanceamento de carga como serviço (LBaaS, na sigla em inglês) do OpenStack. Eles podem substituir os recursos do MetaLBC para expor facilmente os serviços executados nos clusters do Anthos em bare metal para outros locatários do OpenStack ou fora da rede do OpenStack.

Antes de começar

Decida os clusters do Anthos que precisam usar recursos de LBaaS do OpenStack.

Verifique se você tem acesso às máquinas que está tentando configurar.

Saiba mais sobre como executar o cloud-controller-manager na documentação do Kubernetes.

Alterar o arquivo de configuração dos clusters

O provedor de nuvem do OpenStack Kubernetes requer que kubelet seja executado em todos os nós com o seguinte argumento:

cloud-provider: "external"

Para garantir que seus clusters do Anthos atendam facilmente a esse requisito, adicione a anotação baremetal.cluster.gke.io/external-cloud-provider: "true" ao arquivo de configuração dos clusters na seção de metadados antes de inicializá-los.

A entrada no seu arquivo de configuração deve ser como esta:

apiVersion: baremetal.cluster.gke.io/v1
kind: Cluster
metadata:
  name: cluster1
  namespace: cluster-cluster1
  annotations:
    baremetal.cluster.gke.io/external-cloud-provider: "true"
spec:
  ..

Depois de editar o arquivo de configuração, use o seguinte comando para inicializar o cluster:

bmctl create cluster -c cluster1

Agora, todos os nós em cluster1 são executados com o argumento obrigatório: cloud-provider: "external"

Todos os nós também têm os seguintes campos adicionados aos arquivos de configuração:

taints:
- effect: NoSchedule
  key: node.cloudprovider.kubernetes.io/uninitialized
  value: "true"

Esses campos são removidos depois que você inicializa o provedor de nuvem nesse cluster.