Endpoints globais e multirregionais

O Cloud Translation Advanced oferece um endpoint global, além de endpoints multirregionais da UE e dos EUA:

  • translate.googleapis.com (global)
  • translate-eu.googleapis.com
  • translate-us.googleapis.com

Se você usar um endpoint multirregional, o processamento de dados em repouso e de machine learning permanecerá dentro dos limites europeus da UE ou dos EUA. Esses endpoints multirregionais são importantes se a localização dos dados precisar ser controlada para obedecer aos requisitos regulamentares locais.

Se você não especificar um endpoint, o Cloud Translation Advanced usará o endpoint global por padrão.

Endpoints globais x multirregionais

Há diferenças de uso entre o endpoint multirregional e o endpoint global:

  • As traduções de texto que usam modelos personalizados do AutoML não são compatíveis. É possível usar apenas o modelo NMT pré-treinado.
  • A tradução de documentos formatados (também conhecidos como traduções de documentos) não é compatível
  • Os recursos que não estão no GA (ainda na Visualização) não são compatíveis.
  • As chamadas pelo endpoint global não podem acessar recursos criados usando um endpoint multirregional. Da mesma forma, as chamadas pelo endpoint multirregional não podem acessar recursos criados usando o endpoint global.

Como restringir locais dos recursos

Os administradores de políticas da organização podem restringir as regiões disponíveis para os recursos da edição Advanced do Cloud Translation criando uma restrição de locais de recursos. Se ela for definida, os usuários do Cloud Translation Advanced poderão criar recursos somente em um local específico.

Especificar um endpoint

O exemplo a seguir mostra uma tradução de texto que usa um endpoint multirregional. Se você usar as bibliotecas de cliente, defina o endpoint da API como parte das opções do cliente. Para alguns exemplos, consulte Como configurar o local usando bibliotecas de cliente no guia da API Cloud Natural Language.

REST

Antes de usar os dados da solicitação abaixo, faça as substituições a seguir:

  • PROJECT_NUMBER_OR_ID: o ID numérico ou alfanumérico do projeto do Google Cloud
  • ENDPOINT: endpoint regional, que determina onde seus dados residem. Por exemplo, translate-eu.googleapis.com.
  • LOCATION: região em que você quer executar a operação. Escolha uma região dentro do limite continental do endpoint regional. Por exemplo, se você usar o endpoint translate-eu.googleapis.com, especifique uma região na Europa, como europe-west1.

Método HTTP e URL:

POST https://ENDPOINT/v3/projects/PROJECT_NUMBER_OR_ID/locations/LOCATION:translateText

Corpo JSON da solicitação:

{
  "model": "projects/PROJECT_NUMBER_OR_ID/locations/LOCATION/models/general/base",
  "sourceLanguageCode": "en",
  "targetLanguageCode": "de",
  "contents": ["Come here!"]
}

Para enviar a solicitação, escolha uma destas opções:

curl

Salve o corpo da solicitação em um arquivo com o nome request.json e execute o comando a seguir:

curl -X POST \
-H "Authorization: Bearer $(gcloud auth print-access-token)" \
-H "x-goog-user-project: PROJECT_NUMBER_OR_ID" \
-H "Content-Type: application/json; charset=utf-8" \
-d @request.json \
"https://ENDPOINT/v3/projects/PROJECT_NUMBER_OR_ID/locations/LOCATION:translateText"

PowerShell

Salve o corpo da solicitação em um arquivo com o nome request.json e execute o comando a seguir:

$cred = gcloud auth print-access-token
$headers = @{ "Authorization" = "Bearer $cred"; "x-goog-user-project" = "PROJECT_NUMBER_OR_ID" }

Invoke-WebRequest `
-Method POST `
-Headers $headers `
-ContentType: "application/json; charset=utf-8" `
-InFile request.json `
-Uri "https://ENDPOINT/v3/projects/PROJECT_NUMBER_OR_ID/locations/LOCATION:translateText" | Select-Object -Expand Content

Você receberá uma resposta JSON semelhante a esta:

{
  "translations": [
    {
      "translatedText": "Komm her!",
      "model": "projects/PROJECT_NUMBER_OR_ID/locations/LOCATION/models/general/base"
    }
  ]
}