Como configurar um ambiente de desenvolvimento do Python

Neste tutorial, mostramos como preparar sua máquina local para desenvolvimento em Python, incluindo o desenvolvimento de aplicativos em Python executados no Google Cloud.

Se você já tiver um ambiente de desenvolvimento configurado, consulte Python e Google Cloud para uma visão geral de como executar aplicativos Python no Google Cloud.

Objetivos

  • Instale a versão mais recente do Python.
  • Use venv para isolar dependências.
  • Instalar um editor (opcional).
  • Instale o SDK do Cloud (opcional).
  • Instale as bibliotecas de cliente do Cloud para Python (opcional).
  • Instalar outras ferramentas úteis.

Como instalar o Python

As instruções de instalação do Python variam de acordo com o sistema operacional. Siga o guia do sistema operacional que você está executando no ambiente de desenvolvimento, seja MacOS, Windows ou Linux.

macOS

O macOS inclui uma versão do Python por padrão e a utiliza para seus próprios propósitos. Para evitar interferência com o macOS, recomendamos criar um ambiente de desenvolvimento separado e instalar a versão mais recente do Python. Para instalar o Python, use o homebrew.

  1. Para usar o homebrew para instalar pacotes do Python, você precisa de um compilador, que pode ser instalado instalando ferramentas de linha de comando do Xcode (em inglês).

    xcode-select --install
    
  2. Instale o homebrew seguindo as instruções na página inicial do homebrew (em inglês) e use-o para instalar o Python da seguinte maneira:

    brew install python
    
  3. Após a conclusão das instalações, verifique se o Python 3 está disponível como python e python3 e se o pip também está instalado.

    Para verificar se o Python está disponível, execute o seguinte comando:

    python --version
    

    A saída mostrará a versão. Saiba mais sobre a versão mais recente do Python homebrew na página Fórmula de Python do Homebrew (em inglês).

    Para verificar se o pip está disponível, execute o seguinte comando:

    pip --version
    

    As saídas mostram as versões. Saiba mais sobre a versão mais recente do pip nas Notas da versão do pip.

    O Homebrew instala as versões mais recentes do Python disponíveis na sua plataforma via Homebrew. Os números de versão nas saídas podem ser diferentes das versões oficiais mais recentes do Python.

Windows

  1. Para instalar o Python em um ambiente Windows, faça o download dos instaladores das versões mais recentes do Python no site do Python (em inglês).

  2. Para acessar a versão do Python, use o Python launcher para Windows (em inglês).

    Para iniciar a versão mais recente do Python instalado, execute o seguinte comando:

    py
    

    Para iniciar a versão mais recente do Python 3 instalado, execute o seguinte comando:

    py -3
    

    Para verificar a versão do pip disponível, execute o seguinte comando:

    py -m pip --version
    

    A saída mostra a versão de C:\users\[USERNAME]\appdata\local\programs\python\python38-32\lib\site-packages.

    Saiba mais sobre a versão mais recente do pip nas Notas da versão.

Linux

Há versões recentes do Python na maioria das distribuições Linux.

  1. Para instalar o Python em um ambiente Linux, instale os pacotes apropriados para sua distribuição. Para Debian e Ubuntu, esses pacotes são python3, python3-dev e python3-venv.

    Instale esses pacotes usando os seguintes comandos:

    sudo apt update
    sudo apt install python3 python3-dev python3-venv
    
  2. Também é necessário instalar o pip. O Debian e a maioria das outras distribuições incluem um pacote python-pip. Entretanto, recomendamos instalar o pip manualmente para ter a versão mais recente:

    wget https://bootstrap.pypa.io/get-pip.py
    sudo python3 get-pip.py
    
  3. Após a conclusão das instalações, verifique se o pip está instalado:

    pip --version
    

    A saída mostrará a versão de /usr/local/lib/python2.7/dist-packages. Saiba mais sobre a versão mais recente do pip nas Notas da versão.

Como usar o venv para isolar dependências

venv é uma ferramenta que cria ambientes Python isolados. Esses ambientes isolados podem ter versões separadas de pacotes Python, o que permite isolar as dependências de um projeto das dependências de outros projetos. Recomendamos que você sempre use um ambiente virtual por projeto ao desenvolver localmente com o Python.

  1. Use o comando venv para criar uma cópia virtual de toda a instalação do Python. Neste tutorial, criamos uma cópia virtual em uma pasta chamada venv, mas é possível especificar qualquer nome para a pasta.

    macOS

    cd your-project
    python -m venv venv
    

    Windows

    cd your-project
    py -m venv venv
    

    Linux

    cd your-project
    python3 -m venv venv
    
  2. Configure o shell para usar os caminhos venv para Python ativando o ambiente virtual.

    macOS

    source venv/bin/activate
    

    Windows

    .\venv\Scripts\activate
    

    Linux

    source venv/bin/activate
    
  3. Agora é possível instalar pacotes sem afetar outros projetos ou a instalação global do Python:

    pip install google-cloud-storage
    

    Se quiser parar de usar o ambiente virtual e voltar ao Python global, desative-o:

    deactivate
    

Leia mais sobre venv na documentação venv.

Como instalar um editor

Para desenvolver aplicativos em Python, é necessário um editor. Aqui estão alguns dos editores mais usados (em nenhuma ordem particular):

Como instalar as bibliotecas de cliente do Cloud para Python

As bibliotecas de cliente do Cloud para Python são a integração dos desenvolvedores do Python com os serviços do Google Cloud, como o Datastore e o Cloud Storage. Para instalar o pacote para uma API individual, como o Cloud Storage, use um comando semelhante ao seguinte:

pip install --upgrade google-cloud-storage

Como instalar o SDK do Cloud

O SDK do Cloud é um conjunto de ferramentas de linha de comando para o Google Cloud. Ele contém gcloud, gsutil e bq, que você pode usar para acessar o Compute Engine, o Cloud Storage, o BigQuery e outros produtos e serviços na linha de comando. Execute essas ferramentas interativamente ou nos scripts automatizados.

A seguir