Contrato de nível de serviço (SLA) da Cloud Translation

Última modificação: 15 de janeiro de 2018

Durante a Vigência do Contrato de Licença do Google Cloud Platform ou do Contrato de Revenda do Google Cloud Platform (conforme aplicável, o "Contrato"), o Serviço Coberto fornecerá uma Porcentagem de Tempo de Atividade Mensal ao Cliente da seguinte forma (o "Objetivo de Nível de Serviço" ou "SLO"):

Serviço coberto Porcentagem de tempo de atividade mensal
Cloud Translation ≥ 99,9%

Se o Google não cumprir com o SLO, e se o Cliente cumprir com as obrigações dele de acordo com o SLA, o Cliente estará qualificado a receber os Créditos Financeiros descritos abaixo. Neste SLA, está determinada a medida judicial única e exclusiva do Cliente para qualquer falha por parte do Google em atender ao SLO. Os termos iniciados por maiúsculas usados neste SLA, mas não definidos nele, têm o significado definido no Contrato. Se o Contrato for o de revenda do Google Cloud Platform, todas as referências ao Cliente neste SLA significarão Revendedor, e qualquer Crédito financeiro será aplicável apenas aos pedidos do Revendedor em questão nos termos do Contrato.

Definições

As definições a seguir são aplicáveis ao SLA:

  • “Requisitos de retirada” significa que, caso ocorra um erro, o Cliente precisará aguardar um determinado período antes de emitir outra solicitação. Isso significa que, após o primeiro erro, há um intervalo mínimo de retirada de 1 segundo e, para cada erro consecutivo, o intervalo de retirada aumenta exponencialmente em até 32 segundos.
  • “Serviço Coberto” significa Cloud Translation.
  • “Inatividade” significa uma taxa de erro superior a 5%. A inatividade é medida com base na Taxa de erros do servidor.
  • “Período de inatividade” refere-se a um ou mais minutos consecutivos de inatividade. Os minutos parciais ou a Inatividade intermitente em um período de menos de um minuto não serão contados como Períodos de inatividade.
  • “Taxa de erro” refere-se ao número de Solicitações válidas que resultam em uma resposta com Status HTTP 500 e Código "Erro interno" dividido pelo número total de Solicitações válidas durante o período. Solicitações idênticas repetidas não são incluídas na Taxa de erro, a menos que estejam em conformidade com os Requisitos de retirada.
  • “Crédito financeiro” significa o seguinte:
Porcentagem de tempo de atividade mensal Porcentagem da fatura mensal do Serviço coberto que não atenda ao SLO que será creditado em faturas mensais futuras do Cliente
99% – < 99,9% 10%
95% – < 99% 25%
< 95% 50%
  • “Porcentagem de tempo de atividade mensal” refere-se ao número total de minutos em um mês, menos o número de minutos de Inatividade de todos os Períodos de inatividade no mesmo mês, dividido pelo número total de minutos do mês.
  • "Solicitações válidas" são as que estão em conformidade com a Documentação e que normalmente resultariam em uma resposta sem erro.

O Cliente precisa solicitar crédito financeiro

Para receber os Créditos Financeiros descritos acima, o Cliente precisa notificar o suporte técnico do Google em até 30 dias a partir do momento em que ele é qualificado para recebê-los. O Cliente também precisa fornecer ao Google informações de identificação, como o ID do projeto, além da data e hora em que os erros ocorreram. Se não cumprir essas exigências, o Cliente perderá o direito de receber um Crédito financeiro. Em caso de disputa em relação a este SLA, o Google tomará uma decisão final, de boa fé, com base em registros do sistema, relatórios de monitoramento, registros de configuração e outras informações disponíveis.

Crédito financeiro máximo

O valor máximo total de Créditos financeiros a ser emitido pelo Google para o Cliente, em qualquer Período de inatividade que ocorrer em um único mês de faturamento, não ultrapassará 50% do valor devido pelo Cliente pelo Serviço coberto no mês em questão. Os Créditos financeiros serão repassados dentro de 60 dias após a solicitação na forma de crédito monetário aplicado ao uso futuro do Serviço.

Exclusões do SLA

O SLA não se aplica a: (a) recursos designados como Alfa ou Beta, a menos que especificado de outra forma na Documentação associada; (b) recursos excluídos do SLA na Documentação associada; ou (c) erros: (i) causados por fatores não controlados pelo Google, (ii) causados por software ou hardware do Cliente e/ou de terceiros, (iii) causados por uso inadequado ou conduta que viole o Contrato, (iv) causados por cotas aplicadas pelo sistema ou listadas no Admin Console ou (v) causados pela utilização do Serviço Coberto, por parte do Cliente, de maneira inadequada à Documentação, incluindo, mas não se limitando a campos de solicitação inválidos, usuários sem autorização ou dados inacessíveis.