Como encontrar e visualizar traces

Janela Lista de traces (disponibilidade geral)

A janela Lista de traces permite que você encontre e examine detalhadamente os traces. Você pode ver e inspecionar todos os períodos de um trace, visualizar informações resumidas de uma solicitação e visualizar informações detalhadas para cada período no trace nessa janela. Para restringir os traces que estão sendo investigados, adicione filtros. Por exemplo, você pode adicionar um filtro para exibir apenas traces cuja latência exceda 1 segundo.

A janela Lista de traces armazena e exibe no máximo 1.000 traces.

Para visualizar traces recentes, no Console do Google Cloud, selecione Trace e, em seguida, selecione Lista de trace ou use o seguinte botão:

Acessar a lista de traces

Se esta for a primeira vez que você usa o Trace, pode levar alguns minutos para que eles sejam exibidos. A captura de tela a seguir mostra um exemplo da lista de rastreamento para uma configuração do Compute Engine:

Lista do Cloud Trace para o Compute Engine.

Intervalo de tempo

A janela Lista de traces assume como padrão a exibição de dados da hora anterior. Você pode alterar esse intervalo para valores predefinidos usando os botões na parte superior da janela. As opções predefinidas são:

  • 1 hora
  • 4 horas
  • 12 horas
  • 1 dia
  • 3 dias
  • 1 semana
  • 1 mês

Por padrão, o intervalo de tempo é definido como 1 hora.

Para selecionar um período personalizado, use o ponteiro para destacar uma seção do gráfico de latência. Essa seleção define o intervalo de tempo e o intervalo de valores de latência para os traces exibidos. Por exemplo, a imagem a seguir seleciona um intervalo de tempo de 19:00 a 6:10 AM que tem uma latência no intervalo de aproximadamente 90 ms a 390 ms:

Como selecionar um intervalo de tempo personalizado no gráfico do trace.

Para restaurar o gráfico para o intervalo de tempo predefinido, clique em Desfazer zoom.

Filtros

Você usa filtros para ocultar ou encontrar traces individuais. A seção anterior descreveu como destacar uma seção do gráfico de latência para mostrar um subconjunto de traces em mais detalhes, enquanto oculta todos os outros traces. Nesta seção, o Filtro de solicitação e os menus de filtro são descritos.

Por padrão, os filtros são definidos para incluir todos os traces.

Filtro Descrição
Solicitar filtro Permite especificar uma ou mais condições que precisam ser atendidas para que um trace seja exibido. A sintaxe do filtro permite definir quando as correspondências são exatas ou quando são testes de prefixo. Todas as correspondências diferenciam maiúsculas de minúsculas. Para informações detalhadas sobre a sintaxe do filtro de trace, consulte Filtros de trace.

Por exemplo, para listar todos os traces de um projeto com o nome do período raiz Recv, insira o nome do período raiz, Recv, ou um prefixo para o nome do período raiz, como Re.

Quando você quer listar todos os traces com períodos anotados com um rótulo /http/status_code no intervalo 200 - 299, em que a latência é de um segundo ou mais, e o trace contém um período com o nome exato /modules.GetNumInstances, você usaria o seguinte filtro:

    +span:/modules.GetNumInstances latency:1s /http/status_code:2
No exemplo anterior, o termo de filtro de trace +span força uma correspondência exata no nome do período. Quando você quiser incluir todos os traces em que /modules.GetNumInstances é um prefixo para um nome de período, omita o sinal de adição.

Não é necessário incluir o delimitador de string nos filtros, a menos que sua expressão de filtro contenha um espaço. Por exemplo, Recv e "Recv" são equivalentes.
Método HTTP O valor selecionado para esse filtro se aplica apenas aos períodos raiz de trace anotados com o rótulo /http/method. É possível incluir todas as solicitações ou filtrar pelo tipo de método HTTP: GET, DELETE, POST ou PUT.
Status HTTP O valor selecionado para esse filtro se aplica apenas aos períodos raiz de trace anotados com o rótulo /http/status_code. Você pode selecionar valores de status individuais, como 301 ou intervalos de valores de status, como 3xx.
Serviço (Somente App Engine) Permite selecionar traces pelo serviço. O valor selecionado para o serviço é testado em todos os períodos de um trace. Quando qualquer período corresponde ao serviço, o trace é exibido.
Versão (Somente no App Engine) Permite selecionar traces pela versão do aplicativo. O valor selecionado para a versão é testado em todos os períodos de um trace. Quando qualquer período corresponde ao valor, o trace é exibido.

Gráfico de latência

Cada ponto no gráfico de latência corresponde a uma solicitação específica. As coordenadas (x, y) de uma solicitação correspondem ao tempo e à latência da solicitação.

Quando você segura o ponteiro sobre um ponto, uma caixa de diálogo é exibida com a data, a hora e a latência:

    5/15/2019, 9:25:02 AM - 69 ms

Quando você clica em um ponto, ocorrem as seguintes alterações:

  • A tabela é atualizada para destacar a solicitação selecionada.
  • Um painel é aberto e exibe uma linha do tempo das informações de latência entre os serviços dessa solicitação.
  • Um painel é exibido com uma tabela Resumo com informações sobre a solicitação e uma tabela Detalhes com informações sobre o período raiz.

Quando você clica em um período na linha do tempo, o painel Detalhes exibe informações adicionais sobre esse período. Nesse painel, você pode abrir e ver as entradas de registro, quando estiverem disponíveis. Para mais informações, consulte Como visualizar detalhes do trace.

Tabela de solicitações recentes

Por padrão, a tabela de solicitações recentes exibe as cinco solicitações mais recentes. A tabela armazena 1.000 traces.

Atributo Descrição
Latência A hora de ponta a ponta do aplicativo para lidar com a solicitação.
Método HTTP Tipo de método HTTP, quando aplicável. Este campo está em branco para solicitações não HTTP.
URI O URI relativo da solicitação.
Relatório de análise
Um link para o relatório de análise associado, quando houver um disponível.
Hora Quando a solicitação foi iniciada.

É possível alterar as solicitações exibidas na tabela usando qualquer um dos seguintes métodos:

  • Selecione um período.
  • Navegue para trás ou para frente usando os botões Anterior e Próxima .
  • Clique no cabeçalho de uma coluna para alterar a ordem das linhas.
  • Clique em um ponto no gráfico de latência.

A seguir

Janela Lista de traces (Beta)

A janela Lista de traces permite que você encontre e examine detalhadamente os traces. Você pode ver e inspecionar todos os períodos de um trace, visualizar informações resumidas de uma solicitação e visualizar informações detalhadas para cada período no trace nessa janela. Para restringir os traces que estão sendo investigados, adicione filtros. Por exemplo, você pode adicionar um filtro para exibir apenas traces cuja latência exceda 1 segundo.

A janela Lista de traces armazena e exibe no máximo 1.000 traces.

Para visualizar traces recentes, no Console do Google Cloud, selecione Trace e, em seguida, selecione Lista de trace ou use o seguinte botão:

Acessar a lista de traces

Se esta for a primeira vez que você usa o Trace, pode levar alguns minutos para que eles sejam exibidos. A captura de tela a seguir mostra um exemplo da lista de rastreamento para uma configuração do Compute Engine:

Lista do Cloud Trace para o Compute Engine.

Intervalo de tempo

A janela Lista de traces assume como padrão a exibição de dados da hora anterior. Você pode alterar esse intervalo para valores predefinidos usando os botões na parte superior da janela. As opções predefinidas são:

  • 1 hora
  • 6 horas
  • 12 horas
  • 1 dia
  • 2 dias
  • 4 dias
  • 7 dias
  • 14 dias
  • 30 dias

Para visualizar um intervalo de tempo personalizado, faça o seguinte:

  1. Selecione uma opção predefinida maior que o intervalo de tempo personalizado desejado.
  2. Coloque o ponteiro no gráfico Selecionar um trace em um final do intervalo de tempo e arraste o ponteiro horizontalmente para a outra extremidade do intervalo.
  3. (Opcional) Para visualizar um intervalo personalizado de valores de latência, coloque o ponteiro em uma extremidade do intervalo desejado e arraste-o verticalmente para a outra extremidade.

Você pode repetir essas ações até selecionar o intervalo de tempo e os intervalos de latência desejados/

Para restaurar o gráfico para o intervalo de tempo predefinido, clique em Redefinir.

Filtros

Você usa filtros para ocultar ou encontrar traces individuais. Cada filtro é especificado por um OPTION predefinido que é pareado com um VALUE. A sintaxe geral é esta:

[OPTION] : [VALUE]

Por exemplo, a captura de tela a seguir ilustra um único filtro. A opção de filtro é RootSpan e Recv. é o valor do filtro. Com esse filtro, somente os traces cujo período raiz é prefixado por Recv. são exibidos.

Exibir um filtro.

Para exibir traces que correspondam exatamente a Recv., use +Recv. como o valor do filtro. O uso do sinal de adição + indica que você quer uma correspondência exata. Para mais detalhes sobre as opções de filtragem, consulte Filtros de trace.

Se você adicionar vários filtros, somente os traces que satisfazem todos os filtros serão exibidos.

Para adicionar um filtro, faça o seguinte:

  1. Clique em Adicionar filtro de trace para exibir um menu de opções de filtro e selecione um OPTION. Você sempre tem as seguintes opções:

    • RootSpan: corresponde ao nome do período raiz.
    • SpanName: corresponde ao nome do período.
    • Método: exibe traces cujos períodos raiz são anotados com o rótulo /http/method, em que o valor do rótulo corresponde a VALUE.
    • Status: exibe traces cujos períodos raiz são anotados com o rótulo /http/status_code, em que o rótulo de valor corresponde a VALUE. Nesse caso, VALUE pode conter códigos de status específicos, como 301, ou intervalos de valores de status, como 3xx.
    • LatênciaMín: exibe traces cuja latência é pelo menos tão grande quanto VALUE milissegundos.
    • TemRótulo: exibe traces em que o rótulo especificado por VALUE aparece em pelo menos um período.
    • Serviço: (somente App Engine) exibe traces que contêm pelo menos um período cujo nome de serviço corresponde a VALUE.
    • Versão: (somente App Engine) exibe traces que contêm pelo menos um período cuja versão do aplicativo corresponde a VALUE.

    Talvez você veja outras opções, como URL e RÓTULO: Cliente

  2. (Opcional) Se você quiser uma correspondência exata, insira um sinal de adição +. Por padrão, uma correspondência é determinada por meio de um teste de prefixo com VALUE. Para mais detalhes sobre as opções de filtragem, consulte Filtros de trace.

  3. Especifique o filtro VALUE seguindo um destes procedimentos:

    • Seleção no menu VALUE. Não há garantia de que as opções de menu de valor estejam completas.
    • Insira um valor manualmente e pressione return no teclado.

Por exemplo, para mostrar todos os traces que contêm um comando HTTP POST e cuja latência é de pelo menos dois segundos, adicione um filtro com a opção MinLatency cujo valor é 2000.

Gráfico de latência

O gráfico Selecionar um trace exibe um ponto para cada solicitação no intervalo de tempo selecionado. As coordenadas (x, y) de uma solicitação correspondem ao tempo e à latência da solicitação.

Quando você segura o ponteiro sobre um ponto, é exibida uma dica que inclui a data, a hora, o URI e a latência:

Como mostrar uma dica de trace que exibe informações de latência.

Quando você clica em um ponto, ocorrem as seguintes alterações:

  • O gráfico é atualizado, e o ponto selecionado é destacado com um círculo ao redor do ponto.
  • A tabela de solicitações destaca o URI selecionado.
  • Dois novos painéis podem ser abertos na janela Lista de traces. O gráfico de cascata exibe cada período em um URI. O painel de detalhes exibe informações detalhadas sobre o URI e inclui links para registros e relatórios de análise quando estiverem disponíveis. Se esses painéis já estiverem abertos, clicar em um ponto atualizará os dados exibidos nesses painéis.

Tabela de solicitações recentes

Por padrão, a tabela de solicitações recentes exibe as cinco solicitações mais recentes. A tabela armazena 1.000 traces.

Atributo Descrição
Latência A hora de ponta a ponta do aplicativo para lidar com a solicitação.
Método HTTP Tipo de método HTTP, quando aplicável. Este campo está em branco para solicitações não HTTP.
URI O URI relativo da solicitação.
Relatório de análise Um link para o relatório de análise associado, quando houver um disponível.
Hora Quando a solicitação foi iniciada.

É possível alterar as solicitações exibidas na tabela usando qualquer um dos seguintes métodos:

  • Selecione um período.
  • Navegue para trás ou para frente usando os botões Anterior e Próxima .
  • Clique no cabeçalho de uma coluna para alterar a ordem das linhas.
  • Clique em um ponto no gráfico de latência.

A seguir