Como configurar instâncias do Cloud SQL

Nesta página, você verá como configurar uma nova instância do Cloud SQL usando o Cloud Tools for PowerShell. Leia a Referência de cmdlets do Cloud Tools for PowerShell para saber mais.

Para a maior parte dos cmdlets, você pode especificar um project ID, mas, se omiti-lo, o PowerShell usa por padrão o que está especificado na Configuração do SDK do Cloud ativa.

Como configurar uma instância nova

Uma instância do Cloud SQL é um banco de dados MySQL em execução na nuvem. Você pode usá-la para armazenar, replicar e proteger os bancos de dados MySQL. Você pode configurar o comportamento da instância, como quando e onde os dados serão replicados ou quando é aceitável realizar a manutenção do banco de dados.

Para criar e iniciar um banco de dados do Cloud SQL, você precisa primeiramente especificar as configurações e definições dele. Para fazer isso com o Cloud Tools for PowerShell, use os cmdlets New-GcSqlSettingConfig e New-GcSqlInstanceConfig.

As configurações de SQL, como registros, janelas de manutenção e outras, são parâmetros do cmdlet New-GcSqlSettingConfig. As configurações do nível da instância, como as características de hardware da máquina do banco de dados, são definidas por meio do objeto SqlInstanceConfig ou por sinalizações no cmdlet New-GcSqlInstanceConfig.

Se você não especificar nenhum parâmetro, a instância mais básica do Cloud SQL é criada com o nível "db-n1-standard-1":

$setting = New-GcSqlSettingConfig
$instance = New-GcSqlInstanceConfig `
    "mynewinstance" -SettingConfig $setting

Para ver mais informações sobre níveis e preços, consulte o tópico de Preços do Cloud SQL.

Para saber mais sobre as opções de configuração, use Get-Help New-GcSqlSettingConfig ou consulte a documentação do objeto DatabaseInstance.

Como criar uma nova instância

Depois de realizar a configuração e as definições descritas na seção anterior, você pode criar o banco de dados do Cloud SQL com o cmdlet Add-GcSqlInstance:

Add-GcSqlInstance $instance

A criação de uma nova instância pode levar um minuto. Quando o processo é concluído, o cmdlet mostra um objeto DatabaseInstance que descreve a instância recém-criada. Você pode acessar o Console do GCP para vê-la.

A partir desse momento, é possível gerenciar o banco de dados conforme descrito na Documentação do Cloud SQL.

Como criar uma instância de réplica de leitura

Instâncias de réplica de leitura oferecem funções de replicação para os dados em uma instância mestre. Depois da criação, elas podem ser transformadas em um failover ou em uma instância independente. Os dados podem ser lidos em instâncias de réplica de leitura, mas eles podem estar parcialmente desatualizados, em conformidade com a replicação semissíncrona. Ao fazer o backup de dados em várias regiões por meio de instâncias de réplica de leitura, eles ainda podem ser lidos no caso de interrupções.

O snippet de código abaixo cria um réplica de leitura mynewreplica para a instância mestre gootoso existente. O snippet usa o cmdlet New-GcSqlInstanceReplicaConfig. Ele configura definições específicas da instâncias de réplica de leitura, como a velocidade de replicação dos dados ou se eles são replicados a partir de uma instância externa:

$setting = New-GcSqlSettingConfig "db-n1-standard-1"
$replicaConfig = New-GcSqlInstanceReplicaConfig
$instance = New-GcSqlInstanceConfig "mynewreplica" `
    -SettingConfig $setting `
    -ReplicaConfig $replicaConfig `
    -MasterInstanceName "gootoso"
Add-GcSqlInstance $instance

Para mais informações, consulte Requisitos e dicas para configurar réplicas.

Para ver uma demonstração de como promover uma réplica de leitura a uma instância de failover ou independente, consulte Como gerenciar replicações de instâncias.

Como criar uma instância de réplica de failover

O Cloud SQL oferece uma configuração de alta disponibilidade para as instâncias com o uso de réplicas de failover. Elas usam replicação semissíncrona para replicar todas as alterações nos dados da instância mestre. Se a zona em que a instância mestre está sofrer uma paralisação, a réplica de failover é ativada e assume o controle. Por isso, a réplica precisa estar em uma região diferente da mestre.

O snippet de código abaixo cria uma nova réplica de failover myfailover para a instância mestre gootoso. A réplica da instância é criada da mesma maneira descrita acima, com os cmdlets de configuração. No entanto, observe o acréscimo da sinalização -FailoverTarget:

$setting = New-GcSqlSettingConfig "db-n1-standard-1"
$replicaConfig = New-GcSqlInstanceReplicaConfig -FailoverTarget
$instance = New-GcSqlInstanceConfig "myfailover" `
    -SettingConfig $setting `
    -ReplicaConfig $replicaConfig `
    -MasterInstanceName "gootoso"
Add-GcSqlInstance $instance

Observe que as instâncias de réplica afetam o faturamento do mesmo modo que instâncias comuns.

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Cloud Tools for PowerShell