Preservação de metadados no Serviço de transferência do Cloud Storage

Neste documento, descrevemos os metadados que são preservados quando você usa o Serviço de transferência do Cloud Storage e o Serviço de transferência de dados locais para transferir dados para o Cloud Storage.

Visão geral

O serviço de transferência do Cloud Storage e a transferência local preservam os seguintes metadados durante uma transferência para o Cloud Storage:

  • Metadados personalizados criados pelo usuário para transferências originadas do Cloud Storage, Amazon Simple Storage Service (Amazon S3) ou Microsoft Azure Blob Storage (Microsoft Azure Storage).

  • Tamanho do arquivo e hora da última modificação (mtime) para transferências originadas de sistemas de arquivos POSIX.

Os campos de metadados que não são explicitamente mencionados neste documento não são preservados.

Metadados de objetos e arquivos

Cada objeto no Cloud Storage tem metadados associados ao objeto, armazenados como pares key:value. Os metadados identificam propriedades do objeto e como ele é tratado quando acessado. Para mais informações sobre metadados de objetos no Cloud Storage, consulte Metadados de objetos.

Veja a seguir a mutabilidade dos metadados no Cloud Storage:

  • Metadados editáveis: se você tiver privilégios suficientes, poderá editar esses valores de metadados. Estes são os tipos de metadados editáveis disponíveis no Cloud Storage:

    • Metadados de chave fixa: os valores de metadados de chave fixa podem ser alterados, mas as chaves não podem. Esse tipo de metadados geralmente corresponde aos cabeçalhos HTTP. Para mais informações, consulte Metadados de chave fixa.

    • Metadados personalizados: os valores e as chaves dos metadados personalizados podem ser alterados. Para mais informações, consulte Metadados personalizados.

  • Metadados não editáveis: não é possível editar esse tipo de metadados diretamente. Ele é definido quando o objeto é criado ou reescrito no Cloud Storage. Para mais informações, consulte Metadados não editáveis.

Os metadados de arquivos contêm informações sobre arquivos e diretórios. Exemplos de metadados de arquivos em sistemas de arquivos POSIX incluem mtime, tamanho de arquivo, modos de arquivo e propriedade de arquivo.

Comportamento de preservação de metadados

Veja nas seções a seguir exemplos de metadados de diferentes sistemas de armazenamento de origem e como o Serviço de transferência do Cloud Storage e a Transferência de metadados locais preservam os metadados de cada um. Para ver uma lista completa de metadados, consulte a documentação do sistema de armazenamento de origem.

Amazon S3 para Cloud Storage

Exemplo de metadados Comportamento de preservação
Campos de metadados de chave fixa do Amazon S3, como: Cache-Control, Content-Disposition e Content-Type. Preservado como metadados de chave fixa.
Metadados definidos pelo usuário do Amazon S3, denominados x-amz-meta-name:value, em que name e value são pares de chave-valor definidos pelo usuário. Para mais informações, consulte a seção Metadados de objetos definidos pelo usuário de Metadados e chave de objetos.

Preservado como um campo de metadados personalizado em objetos de destino do Cloud Storage, que você pode editar ou remover posteriormente.

ETag Preservado como um campo de metadados personalizado com a chave x-goog-source-etag, que você pode editar posteriormente ou remover.
Tamanho do objeto. Preservado como size.
Listas de controle de acesso (ACLs, na sigla em inglês) do Amazon S3. Para uma lista completa, consulte a seção Chaves de condição da Visão geral da lista de controle de acesso (ACL, na sigla em inglês). Não preservado.
Tags de objeto do Amazon S3, definidas por você como pares de chave-valor. Para mais informações, consulte Tags de objetos. Não preservado.
Metadados definidos pelo sistema do Amazon S3, exceto para ETag e o tamanho do objeto. Para uma lista completa, consulte a seção Metadados de objeto definidos pelo sistema de Metadados e chave do objeto.

Não preservado.

Os metadados de carimbo de data/hora da origem não são preservados. A hora da criação, timeCreated, reflete a hora em que um objeto é criado no Cloud Storage. Da mesma forma, updated reflete a hora em que os metadados de um objeto são modificados no Cloud Storage.

Armazenamento do Microsoft Azure para o Cloud Storage

Exemplo de metadados Comportamento de preservação
Campos de metadados de chave fixa do Microsoft Azure Storage, como: Cache-Control, Content-Disposition e Content-Type. Preservado como metadados de chave fixa.
Os metadados definidos pelo usuário do Microsoft Azure Storage, denominados x-ms-meta-name:value, em que name e value são pares de chave-valor definidos pelo usuário. Para mais informações, consulte Como configurar e recuperar propriedades e metadados para recursos de serviços do Blob .

Preservado como um campo de metadados personalizado em objetos de destino do Cloud Storage, que você pode editar ou remover posteriormente.

ETag Preservado como um campo de metadados personalizado com a chave x-goog-source-etag, que você pode editar posteriormente ou remover.
Tamanho do objeto. Preservado como size.

Permissões do sistema de arquivos POSIX compatível com o Azure Data Lake Storage (ADLS) de 2a geração.

Não preservado.
Controle de acesso do Microsoft Azure Storage, especificamente x-ms-blob-public-access. Para mais informações consulte a seção Cabeçalhos de respostas de Receber ACL do contêiner . Não preservado.
Tags de índice do Microsoft Azure Storage. Para mais informações, consulte Gerenciar e encontrar dados do Azure Blob com tags de índice do blob . Não preservado.
Metadados de carimbo de data/hora do Microsoft Azure Storage, como: Last-Modified, x-ms-creation-time, x-ms-version, x-ms-request-server-encrypted e x-ms-encryption-scope. Para mais informações, consulte Definir metadados do Blob .

Não preservado.

Os metadados de carimbo de data/hora da origem não são preservados. A hora da criação, timeCreated, reflete a hora em que um objeto é criado no Cloud Storage. Da mesma forma, updated reflete a hora em que os metadados de um objeto são modificados no Cloud Storage.

Transferências entre buckets do Cloud Storage

Exemplo de metadados Comportamento de preservação

Campos de metadados de chave fixa do Cloud Storage, como: Cache-Control, Content-Disposition e Content-Type.

Para mais informações, consulte Metadados de objetos

Preservado como metadados de chave fixa.
Metadados definidos pelo usuário do Cloud Storage, denominados x-goog-meta-name:value, em que name e value são pares de chave-valor definidos pelo usuário. Para mais informações, consulte Metadados personalizados.

Preservado como um campo de metadados personalizado em objetos de destino do Cloud Storage, que você pode editar ou remover posteriormente.

Tamanho do objeto Preservado como size.
Listas de controle de acesso (ACLs, na sigla em inglês) do Cloud Storage. Para mais informações, consulte ACLs predefinidos. Não preservado.
Metadados não editáveis do Cloud Storage, como: temporaryHold, eventBasedHold, generation, etag, componentCount e storageClass. Não preservado.
Metadados de carimbo de data/hora do Cloud Storage, como: timeCreated e updated.

Não preservado.

Os metadados de carimbo de data/hora da origem não são preservados. A hora da criação, timeCreated, reflete a hora em que um objeto é criado no Cloud Storage. Da mesma forma, updated, reflete a hora em que os metadados de um objeto são modificados no Cloud Storage.

Para ver uma lista de metadados no Cloud Storage, consulte Objetos.

Transferência de lista de URLs para o Cloud Storage

Para mais informações sobre listas de URLs, consulte Como criar uma lista de URLs.

Exemplo de metadados Comportamento de preservação
Campos de metadados de chave fixa, como: Cache-Control, Content-Disposition e Content-Type. Preservado como metadados editáveis.
Content-Length e MD5

Preservados como metadados não editáveis.

Se a origem não fornecer um valor de hash MD5, o valor não será preservado.

Esse comportamento de preservação é específico de Content-Length e MD5. Todos os outros metadados não editáveis não listados não serão preservados.

Metadados de carimbo de data/hora, como: hora da criação, hora da modificação e outros metadados específicos da origem.

Não preservado.

Os metadados de carimbo de data/hora da origem não são preservados. A hora da criação, timeCreated, reflete a hora em que um objeto é criado no Cloud Storage. Da mesma forma, updated reflete a hora em que os metadados de um objeto são modificados no Cloud Storage.

Sistema de arquivos POSIX para o Cloud Storage

Exemplo de metadados Comportamento de preservação
Tempo modificado (mtime) e tamanho do arquivo.

Preservado.

mtime é preservado como metadados personalizados com a chave goog-reserved-file-mtime. O tamanho do arquivo é preservado como size.

Permissões de arquivo e pasta, ID de usuário, ID de grupo, permissões de arquivo, links difíceis e links simbólicos.

Não preservado.

Os metadados da pasta não são preservados porque o Serviço de transferência do Cloud Storage e o Serviço de transferência de dados locais não criam objetos de marcador de pasta no Cloud Storage para representar pastas.