SLA do Google Cloud SQL

Última modificação: 27 de abril de 2017

Durante a vigência do Contrato de Licença do Google Cloud Platform, do Google Cloud Storage, da API Google Prediction, do Google BigQuery Service, do Google Cloud SQL e do Contrato de Licença do Google Compute Engine ou Contrato de revenda do Google Cloud Platform (conforme aplicável, o "Contrato"), o Serviço coberto fornecerá uma Porcentagem de tempo de atividade mensal ao Cliente de pelo menos 99,95% (o "Objetivo de nível de serviço" ou "SLO").

Caso o Google não atenda ao SLO e o Cliente cumpra as obrigações regidas no SLA, o Cliente estará qualificado a receber os Créditos financeiros descritos abaixo. Neste SLA, está determinada a medida judicial única e exclusiva do Cliente para qualquer falha por parte do Google em atender ao SLO. Os termos iniciados por maiúsculas usados neste SLA, mas não definidos nele, têm o significado definido no Contrato. Se o Contrato em questão for o Contrato de revenda do Google Cloud Platform, todas as referências ao "Cliente" neste SLA significam "Revendedor", e qualquer Crédito Financeiro será aplicado somente aos pedidos do Revendedor afetados no Contrato.

Definições

As definições a seguir são aplicáveis ao SLA:

  • "Serviço coberto" significa Google Cloud SQL de primeira geração, Google Cloud SQL de segunda geração para MySQL e Google Cloud SQL para PostgreSQL.
  • "Instâncias dedicadas de núcleo de CPU" têm a potência mínima de uma CPU virtual do Google Compute Engine. Uma CPU virtual é implementada como uma única hyper-thread de hardware em uma instância de VM do Compute Engine.
  • "Inatividade" significa (i) com relação à primeira geração do Google Cloud SQL: mais de uma taxa de erro de mais de 20%. A inatividade é medida com base na taxa de erro do servidor. ou (ii) Com relação à Segunda geração do Google Cloud SQL para MySQL e Cloud SQL para PostgreSQL: todas as solicitações de conexão para uma instância de várias zonas falham.
  • "Período de tempo de inatividade" significa (i) com relação ao Google Cloud SQL de primeira geração: um período de um minuto consecutivo de inatividade em que são feitas pelo menos cinco tentativas de conexão sem conexões simultâneas abertas; ou (ii) em relação ao Google Cloud SQL de Segunda Geração para MySQL e Cloud SQL para PostgreSQL: um minuto consecutivo de Inatividade. A inatividade intermitente por um período inferior a um minuto não será contada como Períodos de inatividade. O período de inatividade como parte da manutenção programada não será contabilizado no período de inatividade.
  • "Taxa de erros" representa o número de Solicitações válidas para abrir uma conexão que não consegue abrir uma conexão, dividido pelo número total de Solicitações válidas durante esse período.
  • "Crédito Financeiro" significa o seguinte para os Serviços cobertos (exceto quando indicado de outra forma):

    Porcentagem de tempo de atividade mensal Porcentagem da fatura mensal do Serviço coberto que não atenda ao SLO que será creditada em faturas mensais futuras do Cliente
    99.0% - < 99.95% 10%
    95,0% - < 99,0% 25%
    Inferior a 95,0% 50%

  • “Porcentagem de tempo de atividade mensal” indica o número total de minutos em um mês, menos o número de minutos de Inatividade de todos os Períodos de inatividade em um mês, dividido pelo número total de minutos em um mês.
  • "Instância de várias zonas" significa uma instância dedicada de núcleo de CPU do Cloud SQL para MySQL Segunda geração e do Cloud SQL para PostgreSQL com uma réplica de failover anexada.
  • A "Manutenção programada" é a inatividade relacionada a manutenção ou upgrades de rede, hardware ou software. Em relação à primeira geração do Google Cloud SQL: faremos a manutenção programada a nosso critério. Com relação ao Google Cloud SQL de Segunda Geração para MySQL e Cloud SQL para PostgreSQL: faremos a manutenção programada apenas durante uma janela de manutenção configurável pelo usuário, a menos que o usuário opte por não configurar uma janela de manutenção.
  • “Solicitações válidas” são solicitações que estão em conformidade com a Documentação e que normalmente resultariam em uma resposta sem erro.

O Cliente precisa solicitar o Crédito financeiro

Para receber os Créditos financeiros descritos acima, é necessário que o Cliente notifique o suporte técnico do Google no prazo de trinta dias a partir do momento em que ele se qualificar para receber um Crédito financeiro. O não cumprimento deste requisito implicará a perda do direito do Cliente de receber um Crédito Financeiro.

Crédito financeiro máximo

O número máximo agregado de Créditos financeiros a ser emitido pelo Google para o Cliente, para qualquer Período de inatividade que ocorrer em um único mês de cobrança, não ultrapassará 50% do valor devido pelo Cliente ao Serviço coberto para o mês em questão. Os Créditos Financeiros serão feitos na forma de crédito monetário no uso futuro do Serviço e serão aplicados em até 60 dias após a solicitação do Crédito.

Exclusões do SLA

O SLA não se aplica a: (a) recursos ou Serviços designados Alfa ou Beta (a menos que de outra forma definidos na Documentação associada), (b) recursos ou Serviços excluídos do SLA (na Documentação associada), (c) recursos ou Serviços que foram suspensos; ou (d) erros: (i) causados por fatores fora do controle razoável do Google; (ii) resultantes de software ou hardware do Cliente ou software ou hardware de terceiros, ou ambos; (iii) resultantes de abusos ou outros comportamentos que violem o Contrato; (iv) resultantes das cotas listadas na Documentação; ou (v) resultantes da reinicialização de uma instância pelo Cliente.