Como implantar o Cloud Functions do Cloud Source Repositories

Neste tópico, descrevemos como implantar o Cloud Functions usando o código controlado por versão no Cloud Source Repositories.

Ao integrar o Cloud Functions com o Cloud Source Repositories, é possível usar o Repositories para ter controle de versão do código que contém sua função. À medida que a função muda ao longo do tempo, é possível continuar acessando as confirmações anteriores para ver como e quando ela foi alterada.

Criar e implantar a função

Com seu código armazenado no Cloud Source Repositories, a próxima etapa é criar uma função e implantá-la. É possível realizar essas tarefas com o Console do Google Cloud ou com o SDK do Cloud.

Console

  1. Acesse a página Cloud Functions.

    Acessar a página "Cloud Functions"

    Verifique se o projeto do Google Cloud em que você ativou o Cloud Functions está selecionado.

  2. Clique em Criar função.

    Captura de tela que mostra como iniciar o processo de criação de função

  3. Na página Criar função, preencha as seguintes opções:

    • No campo Nome, digite um nome para o Cloud Functions.
    • Na lista suspensa Acionador, selecione uma das seguintes opções:
      • HTTP
      • Pub/Sub
      • Cloud Storage
    • Na lista Código-fonte, selecione Repositório do Cloud Source.
    • No campo Repositório, digite o nome do seu repositório.
    • Na lista Ramificação/tag, selecione a ramificação ou tag que contém a versão do código-fonte de sua função. Em seguida, no próximo campo, digite o nome da ramificação ou da tag.
    • No campo Diretório com código-fonte, digite o caminho para o local do código de função no seu repositório.
    • No campo Função a ser executada, digite o nome da função.
  4. Clique em Criar.

Enquanto a função está sendo implantada, um pequeno ícone giratório é exibido. Quando a implantação é concluída, o ícone torna-se uma marca de seleção verde.

SDK do Cloud

Em uma janela de terminal, digite o comando a seguir. É necessário modificar esse comando com o ID do projeto, ID do repositório e caminho de origem do Google Cloud.

gcloud functions deploy [FUNCTION_NAME] \
--source https://source.developers.google.com/projects/[PROJECT_ID]/repos/[REPOSITORY_ID]/moveable-aliases/master/paths/[SOURCE] \
--[TRIGGER];

Em que:

  • [FUNCTION_NAME] é o nome da função que você quer implantar;
  • [PROJECT_ID] é o ID do seu projeto do Google Cloud;
  • [REPOSITORY_ID] é o nome do repositório;
  • [SOURCE] é o caminho para seus arquivos de origem;
  • [TRIGGER] é o tipo de gatilho que o Cloud Functions usa, por exemplo, --trigger-http.

Testar a função

Com a função implantada, use o Console do GCP ou o SDK do Cloud para testá-la.

Console

  1. Acesse a página Visão geral do Cloud Functions.

    Acessar a página "Visão geral"

    Verifique se o projeto em que você ativou o Cloud Functions está selecionado.

  2. Clique no nome da sua função.

    A página Detalhes da função é aberta.

  3. Clique na guia Teste.

  4. Clique em Testar a função.

SDK do Cloud

Em uma janela de terminal, digite o seguinte comando:

gcloud functions call [FUNCTION_NAME]

Em que [FUNCTION_NAME] é o nome da função que você quer testar.

A seguir

Para mais informações sobre como implantar o Cloud Functions no Cloud Source Repositories, consulte a seguinte documentação do Cloud Functions: