Guia do usuário do agente de monitoramento para SAP HANA V1.0

O Google Cloud fornece um agente de monitoramento personalizado que coleta métricas personalizadas do SAP HANA e as envia para o Cloud Monitoring, uma solução de monitoramento integrada ao Google Cloud. Com o Cloud Monitoring, é possível criar painéis para visualizar suas métricas do SAP HANA e configurar alertas com base em limites de métricas. Saiba mais na documentação do Cloud Monitoring.

Para uma descrição das métricas que a versão 1 do agente de monitoramento coleta do SAP HANA, consulte Métricas e consultas padrão no V1.0.

Pré-requisitos

Neste guia, presume-se que você tenha implantado o SAP HANA no Google Cloud usando o método descrito no Guia de implantação do SAP HANA.

Como definir os papéis necessários do IAM

Por padrão, o agente de monitoramento usa a conta de serviço padrão da instância de máquina virtual (VM) do Compute Engine. Essa conta de serviço permite que binários em execução na instância de VM gravem métricas no Monitoring.

Se você optar por usar uma conta de serviço diferente, será necessário adicionar manualmente o papel do IAM que fornece essas permissões à sua conta de serviço.

Para adicionar o papel de IAM necessário à sua conta de serviço:

  1. Acesse a página IAM e administrador no Console do Cloud.

    Acessar a página "IAM e administrador"

  2. Selecione o projeto e clique em Continuar.

  3. Identifique a conta de serviço em que você quer incluir um papel.

    • Se a conta de serviço ainda não estiver na lista de membros, ela não terá nenhum papel atribuído a ela. Clique em Adicionar membro e insira o endereço de e-mail da conta de serviço.
    • Se já estiver na lista de membros, a conta de serviço tem papéis. Clique na lista suspensa do papel atual da conta de serviço que você quer editar.
  4. Selecione Monitoring > Monitoring Metric Writer na lista de papéis disponíveis.

  5. Clique em Adicionar ou Salvar para aplicar os papéis à conta de serviço.

Como instalar o agente

Como escolher um local de implantação

O agente de monitoramento pode ser executado diretamente em um ou mais nós em sua instalação do SAP HANA ou indiretamente como um serviço em outra instância de VM. Escolha seu local de implantação com base no seu caso de uso.

Como fazer o download e instalar o agente

Para fazer o download e instalar o agente, siga estas etapas:

  1. Estabeleça uma conexão SSH com sua instância de VM do SAP HANA.
  2. Faça o download e execute o script de instalação:

    sudo curl https://storage.googleapis.com/gcm-ext/gcm_install.sh | bash -x
    Quando você executa o comando anterior, o script de instalação realiza as seguintes operações:

  3. Cria os seguintes diretórios:

    • /usr/local/lib/gcm, que conterá o agente binário.
    • /etc/gcm.d, que conterá as consultas que você quer que o agente execute.
    • /var/spool/gcm, que contém as métricas coletadas recentemente pelo agente. Por fim, o agente envia essas métricas ao Cloud Monitoring. Depois que as métricas são enviadas, elas são excluídas de /var/spool/gcm.
  4. Faz o download da versão mais recente do agente e a salva em /usr/local/lib/gcm/.

  5. Cria um link simbólico para o binário em /usr/local/bin/gcm.

  6. Cria um modelo de configuração básico, /etc/default/gcm.

  7. Cria um arquivo de configuração do daemon, /etc/systemd/system/gcm.service.

  8. Recarrega as definições de serviço systemd.

  9. Ativa o agente de monitoramento como um daemon.

Como atualizar o agente

Como verificar se há uma nova versão do agente

  1. Verifique a versão do seu agente:

    gcm --version
  2. Verifique se uma atualização está disponível:

    curl https://storage.googleapis.com/gcm-ext/LATEST

Como fazer o download e atualizar o agente

Para atualizar o agente quando uma nova versão estiver disponível, siga estas etapas:

  1. Interrompa o processo do agente:

    sudo systemctl stop gcm
  2. Atualize o agente com o comando a seguir. As opções -C e -U pulam a criação do arquivo de configuração padrão e da definição de serviço systemd do Linux para o agente:

    sudo curl https://storage.googleapis.com/gcm-ext/gcm_install.sh | bash -s -- -C -U

  3. Inicie o agente:

    sudo systemctl start gcm

Como configurar o agente

Depois de executar o script de instalação, configure as instâncias de VM que o agente monitorará e, opcionalmente, as consultas que o agente executará em seu banco de dados.

Como definir o arquivo de configuração

Quando você executou o script de instalação, ele criou um arquivo de modelo de configuração no seguinte local:

/etc/default/gcm

Usando o arquivo de configuração, é possível configurar o agente para consultar o SAP HANA em uma ou mais instâncias de VM. Para cada instância de VM que você quer monitorar:

  1. Adicione uma definição de instância de VM no arquivo de configuração em instances. Para cada instância, defina o nome, o host, a porta, o usuário e a senha.
  2. Para permitir que o agente colete métricas da instância da VM, adicione o nome da instância da VM em enabled_instances.

Defina os atributos na configuração usando o seguinte formato:

---
config:
  timestamps_in_output: no
  debug_messages: yes
  skip_default_queries: yes
  queries_directory: /etc/gcm.d
  spool_directory: /var/spool/gcm
  enabled_instances:
    - [INSTANCE_NAME]
    - [INSTANCE_NAME_2]
  project_id: [PROJECT_ID]
  instances:
    - name: [INSTANCE_NAME]
      host: [INSTANCE_IP]
      port: [PORT_NUMBER]
      user: [DB_USERNAME]
      password: [YOUR_PASSWORD]
      type: [INSTANCE_TYPE]
    - name: [INSTANCE_NAME_2]
      host: [INSTANCE_IP_2]
      ...

Os atributos a seguir são obrigatórios no arquivo de configuração:

  • [PROJECT_ID]: o ID do projeto do Google Cloud que contém as instâncias de VM que serão monitoradas. Especifique apenas um ID de projeto.
  • [INSTANCE_NAME]: o nome da instância de VM do Compute Engine que você quer monitorar.
  • [INSTANCE_IP]: o IP interno ou externo da instância de VM do Compute Engine que você quer monitorar. Recomendamos o uso de IPs internos, se possível, porque eles exigem menos configuração do que os IPs externos e são, por padrão, particulares e seguros.
  • [DB_USERNAME]: o usuário do banco de dados do SAP HANA que você quer usar.
  • [PORT_NUMBER]: o número da porta do seu banco de dados SAP HANA. Normalmente, o número da porta é 39015 para o SAP HANA Express ou 30015 para o SAP HANA Platform Edition.
  • [YOUR_PASSWORD]: a senha do usuário do banco de dados.
  • [INSTANCE_TYPE]: insira sap_hana para este campo.

Também é possível configurar o agente usando as sinalizações a seguir. Esses parâmetros precisam ser definidos antes do item config:

  • timestamps_in_output (booleano). Se você estiver executando o agente como um daemon em systemd, defina como no, porque systemd fornece carimbos de data e hora. O valor padrão é no.
  • debug_messages (booleano): se estiver definido, mostre as mensagens de depuração. O valor padrão é yes.
  • skip_default_queries (booleano): ignora o conjunto padrão de consultas. Não afeta as consultas definidas pelo usuário. O valor padrão é no.
  • queries_directory (string): o diretório em que é necessário procurar consultas definidas pelo usuário. O valor padrão é /etc/gcm.d.
  • spool_directory (string): o diretório em que é necessário coletar métricas em spool. O valor padrão é /var/spool/gcm.

Como definir consultas personalizadas

Por padrão, o agente reúne um conjunto padrão de métricas do banco de dados do SAP HANA. Para ver as descrições dessas métricas, bem como as consultas que as geram, consulte Métricas e consultas padrão na V1.0.

É possível adicionar outras consultas criando um ou mais arquivos YAML personalizados no seguinte diretório:

/etc/gcm.d

Veja a seguir um arquivo de consulta de exemplo:

- root: by_component
  type: sap_hana
  description: |
      Amount of memory (in MiB) used by service components
  query: |
    SELECT
             HOST AS "host",
             COMPONENT AS "component",
             SUM(USED_MEMORY_SIZE)/1024/1024 AS "mem_used_mb"
        FROM M_SERVICE_COMPONENT_MEMORY
    GROUP BY HOST, COMPONENT;
  columns:
    - type: LABEL
      value_type: STRING
      name: host
    - type: LABEL
      value_type: STRING
      name: component
    - type: GAUGE
      description: Amount of memory (in MiB) used by the service component
      value_type: DOUBLE
      name: mem_used_mb

Cada arquivo YAML compreende um ou mais itens que representam os resultados de uma determinada consulta SQL nas métricas do seu banco de dados SAP HANA. Cada item tem os seguintes atributos:

  • root: um namespace descritivo para um determinado grupo de métricas.
  • query: a consulta SQL.
  • columns: o tipo de dados, o tipo de valor e o nome da coluna de cada campo na consulta.

    • type: descreve como os dados são informados ao Monitoring. Defina type como LABEL, que indica que o tipo é um cabeçalho de coluna, ou como GAUGE,, um dos tipos de métrica definidos no enum MetricKind da API do Monitoring. Atualmente, GAUGE é o único tipo de métrica compatível com o agente.
    • value_type: o tipo de valor da métrica. O valor desse parâmetro pode ser qualquer um dos tipos de valor definidos no enum ValueType da API do Monitoring.
    • name: o nome da coluna.

Veja uma lista completa das visualizações do sistema que o SAP HANA disponibiliza para consulta em SQL SAP HANA e referência de visualizações do sistema.

Os resultados da consulta são limitados a 1.000 registros. Use funções SQL agregadas, como SUM, AVG, COUNT, MIN e MAX, para limitar o número de registros retornados.

Como realizar operações básicas

Nesta seção, descrevemos como realizar operações básicas com o agente de monitoramento SAP HANA. Para ter uma lista completa de opções configuráveis, execute gcm --help.

Como gerenciar o daemon do agente de monitoramento

Quando você executou o script de instalação, o instalador criou um arquivo de unidade systemd para o agente, permitindo que você gerencie o agente usando os comandos padrão systemctl. Os comandos a seguir iniciam, interrompem e pesquisam o status do agente, respectivamente:

sudo systemctl start gcm
sudo systemctl stop gcm
sudo systemctl status gcm

Para ler os registros gerados por systemctl, consulte o conteúdo do diário systemd usando o seguinte comando:

sudo journalctl -u gcm

Para ver as últimas linhas que foram registradas, é possível adicionar a sinalização -f, que funciona como um pipe para tail -f:

sudo journalctl -u gcm -f

Como suprimir consultas padrão

Por padrão, o agente executa suas consultas padrão, além das consultas personalizadas que você definiu. É possível desativar esse conjunto padrão de consultas definindo a sinalização skip_default_queries como yes em seu arquivo de configuração ou definindo a sinalização --no-defaults ao executar a ferramenta manualmente. Saiba mais em Como definir o arquivo de configuração.

Como coletar e enviar métricas manualmente

Para verificar se o agente funciona conforme esperado, é possível executar comandos manualmente para realizar suas consultas, coletar as métricas resultantes e enviá-las ao Cloud Monitoring. Para realizar suas consultas e coletar as métricas resultantes exatamente uma vez, execute o seguinte comando:

sudo gcm gather

Esse comando também envia as métricas coletadas para o Cloud Monitoring.

Como visualizar suas métricas no Cloud Monitoring

Para exibir as métricas coletadas pelo Cloud Monitoring nos seus próprios gráficos e painéis:

  1. No Console do Cloud, acesse a página do Monitoring.

    Acessar Monitoring

  2. Selecione Painéis > Criar painel.

  3. Clique em Add Chart.

  4. No menu Resource Type, selecione Custom Metrics.

  5. No menu Metric, selecione by_component/mem_used_mb. Não altere os valores padrão dos outros campos. Você verá os dados do gráfico na seção "Preview" do painel.

  6. Clique em Save.

Agora você tem um painel simples que exibe métricas em tempo real de instâncias da VM do SAP HANA.

Resolver problemas

Consultas padrão estão falhando

Verifique se o usuário do banco de dados do SAP HANA tem acesso às seguintes visualizações do sistema do SAP HANA:

  • M_CS_ALL_COLUMNS
  • M_CS_TABLES
  • M_EXPENSIVE_STATEMENTS
  • M_HOST_RESOURCE_UTILIZATION
  • M_SERVICE_COMPONENT_MEMORY
  • M_SERVICE_MEMORY

As métricas não estão sendo enviadas ao Cloud Monitoring

Verifique se sua conta de serviço do Google Cloud tem permissão para gravar métricas no Cloud Monitoring. Saiba mais em Como configurar os papéis do IAM obrigatórios.

Suporte

Em caso de problemas com a infraestrutura ou os serviços do Google Cloud, entre em contato com o Customer Care. É possível ver os dados de contato na página Visão geral do suporte no Console do Google Cloud. Se o Customer Care determinar que há um problema nos seus sistemas SAP, você será encaminhado ao Suporte da SAP.

Para problemas relacionados a produtos SAP, registre sua solicitação de suporte no site da SAP. A SAP avalia o tíquete de suporte e, se ele parecer ser um problema de infraestrutura do Google Cloud, transfere o tíquete para o componente do Google Cloud, BC-OP-LNX-GOOGLE ou BC-OP-NT-GOOGLE.

Requisitos de suporte

Antes de receber suporte para sistemas SAP e a infraestrutura e os serviços do Google Cloud que eles usam, você precisa atender aos requisitos mínimos do plano de suporte.

Saiba mais sobre os requisitos mínimos de suporte para SAP no Google Cloud em:

Métricas e consultas padrão na V1.0

Nesta seção, descrevemos as métricas que a versão 1.0 do agente de monitoramento para SAP HANA coleta por padrão e as consultas que o agente usa para coletar as métricas.

Utilização total da memória por serviços

Métrica Descrição
instance/mem_used_mb Quantidade de memória do pool de memória (em MiB) atualmente em uso por todos os serviços
instance/resident_mem_used_mb Quantidade de memória (em MiB) usada no total por todos os serviços

O agente de monitoramento do Google para SAP HANA usa a consulta a seguir para coletar as métricas acima do SAP HANA:

SELECT
     SUM(TOTAL_MEMORY_USED_SIZE)/1024/1024 AS "mem_used_mb",
     SUM(PHYSICAL_MEMORY_SIZE)/1024/1024 AS "resident_mem_used_mb"
FROM M_SERVICE_MEMORY;

Quantidade total de memória usada por todas as tabelas de colunas

Métrica no Cloud Monitoring Descrição
instance/table_mem_used_mb Quantidade de memória (em MiB) usada no total (soma do tamanho da memória nas partes principal, delta e histórico) por todas as tabelas de colunas

O agente de monitoramento do Google para SAP HANA usa a consulta a seguir para coletar a métrica acima do SAP HANA:

SELECT
     SUM(MEMORY_SIZE_IN_TOTAL)/1024/1024 AS "table_mem_used_mb"
FROM M_CS_TABLES;

Utilização de recursos por host

Métrica Descrição
by_server/mem_available_percent Quantidade de memória disponível para processos (em MiB)
by_server/mem_total_mb Quantidade total de memória (em MiB) no servidor
by_server/mem_available_mb Memória física livre (em MiB) no host
by_server/mem_used_mb Memória física usada (em MiB) no host
by_server/swap_avail_mb Memória de swap livre (no MiB) no host
by_server/swap_used_mb Memória de swap usada (no MiB) no host
by_server/instance_mem_used_mb Quantidade do pool de memória (em MiB) usado por processos de instância
by_server/peak_instance_mem_used_mb Valor máximo do pool de memória (em MiB) que foi usado por processos de instância
by_server/instance_mem_pool_size_mb Tamanho do pool de memória (em MiB) para todos os processos da instância
by_server/instance_code_size_mb Tamanho do código (em MiB), incluindo bibliotecas compartilhadas de processos de instância
by_server/instance_shared_size_mb Tamanho da memória compartilhada dos processos da instância
by_server/cpu_user_time_msec Tempo de CPU gasto (em ms) no modo de usuário
by_server/cpu_sys_time_msec Tempo de CPU gasto (em ms) no modo kernel
by_server/cpu_wait_io_time_msec Tempo de CPU gasto (em ms) em espera de E/S
by_server/cpu_idle_time_msec Tempo ocioso da CPU (em ms)

O agente de monitoramento do Google para SAP HANA usa a consulta a seguir para coletar as métricas acima do SAP HANA:

SELECT
     HOST AS "host",
     FREE_PHYSICAL_MEMORY/(FREE_PHYSICAL_MEMORY + USED_PHYSICAL_MEMORY)*100 AS "mem_available_percent",
     (FREE_PHYSICAL_MEMORY + USED_PHYSICAL_MEMORY)/1024/1024 AS "mem_total_mb",
     FREE_PHYSICAL_MEMORY/1024/1024 AS "mem_available_mb",
     USED_PHYSICAL_MEMORY/1024/1024 AS "mem_used_mb",
     FREE_SWAP_SPACE/1024/1024 AS "swap_avail_mb",
     USED_SWAP_SPACE/1024/1024 AS "swap_used_mb",
     INSTANCE_TOTAL_MEMORY_USED_SIZE/1024/1024 AS "instance_mem_used_mb",
     INSTANCE_TOTAL_MEMORY_PEAK_USED_SIZE/1024/1024 AS "peak_instance_mem_used_mb",
     INSTANCE_TOTAL_MEMORY_ALLOCATED_SIZE/1024/1024 AS "instance_mem_pool_size_mb",
     INSTANCE_CODE_SIZE/1024/1024 AS "instance_code_size_mb",
     INSTANCE_SHARED_MEMORY_ALLOCATED_SIZE/1024/1024 AS "instance_shared_size_mb",
     TOTAL_CPU_USER_TIME AS "cpu_user_time_msec",
     TOTAL_CPU_SYSTEM_TIME AS "cpu_sys_time_msec",
     TOTAL_CPU_WIO_TIME AS "cpu_wait_io_time_msec",
     TOTAL_CPU_IDLE_TIME AS "cpu_idle_time_msec"
FROM M_HOST_RESOURCE_UTILIZATION;

Quantidade de memória usada pelos componentes de serviço

Métrica Descrição
by_component/mem_used_mb Quantidade de memória do pool de memória (em MiB) atualmente em uso

O agente de monitoramento do Google para SAP HANA usa a consulta a seguir para coletar as métricas acima do SAP HANA:

SELECT
     HOST AS "host",
     COMPONENT AS "component",
     SUM(USED_MEMORY_SIZE)/1024/1024 AS "mem_used_mb"
FROM M_SERVICE_COMPONENT_MEMORY
GROUP BY HOST, COMPONENT;

Utilização de memória por serviços

Métrica Descrição
by_service/mem_used_mb Tamanho da memória virtual (em MiB)
by_service/virtual_mem_used_mb Tamanho da memória física (em MiB)
by_service/resident_mem_used_mb Tamanho do código (em MiB), incluindo bibliotecas compartilhadas
by_service/code_size_mb Tamanho da pilha (em MiB)
by_service/stack_size_mb Parte do heap do pool de memória (no MiB)
by_service/heap_mem_allocated_mb Quantidade de memória de heap do conjunto em uso (em MiB)
by_service/shared_mem_allocated_mb Parte da memória compartilhada do pool de memória (em MiB)
by_service/shared_mem_used Quantidade de memória compartilhada do conjunto em uso (em MiB)
by_service/compactors_allocated_mb Parte do pool de memória (em MiB) que pode ser potencialmente liberado na falta de memória
by_service/compactors_freeable_mb Memória que pode realmente ser liberada (em MiB) na falta de memória
by_service/max_mem_pool_size_mb Tamanho máximo do pool de memória configurado (em MiB)
by_service/effective_max_mem_pool_size_mb Tamanho máximo efetivo do conjunto de memórias (em MiB)

O agente de monitoramento do Google para SAP HANA usa a consulta a seguir para coletar as métricas acima do SAP HANA:

SELECT
     HOST AS "host",
     PORT AS "port",
     SERVICE_NAME AS "service",
     TOTAL_MEMORY_USED_SIZE/1024/1024 AS "mem_used_mb",
     LOGICAL_MEMORY_SIZE/1024/1024 AS "virtual_mem_used_mb",
     PHYSICAL_MEMORY_SIZE/1024/1024 AS "resident_mem_used_mb",
     CODE_SIZE/1024/1024 AS "code_size_mb",
     STACK_SIZE/1024/1024 AS "stack_size_mb",
     HEAP_MEMORY_ALLOCATED_SIZE/1024/1024 AS "heap_mem_allocated_mb",
     HEAP_MEMORY_USED_SIZE/1024/1024 AS "heap_mem_used_mb",
     SHARED_MEMORY_ALLOCATED_SIZE/1024/1024 AS "shared_mem_allocated_mb",
     SHARED_MEMORY_USED_SIZE/1024/1024 AS "shared_mem_used",
     COMPACTORS_ALLOCATED_SIZE/1024/1024 AS "compactors_allocated_mb",
     COMPACTORS_FREEABLE_SIZE/1024/1024 AS "compactors_freeable_mb",
     ALLOCATION_LIMIT/1024/1024 AS "max_mem_pool_size_mb",
     EFFECTIVE_ALLOCATION_LIMIT/1024/1024 AS "effective_max_mem_pool_size_mb"
FROM M_SERVICE_MEMORY;

Dados do ambiente de execução para tabelas de colunas por esquema

Métrica Descrição
by_schema/mem_total_mb Memória total usada (em MiB) pelas partes principal, delta e histórico
by_schema/mem_main_mb Consumo de memória atual (em MiB) no principal
by_schema/mem_delta_mb Consumo de memória atual (em MiB) no delta
by_schema/mem_hist_main_mb Consumo de memória atual (em MiB) no histórico principal
by_schema/mem_hist_detla_mb Consumo de memória atual (em MiB) no histórico-delta
by_schema/est_max_mem_total_mb Consumo máximo de memória estimado (em MiB)
by_schema/records Contagem de registros
by_schema/records_main Número de registros na parte principal das tabelas no esquema
by_schema/records_delta Número de registros na parte delta das tabelas no esquema
by_schema/records_hist_main Número de registros na parte principal do histórico das tabelas no esquema
by_schema/records_hist_delta Número de registros na parte histórico-delta das tabelas no esquema
by_schema/last_compressed_record_count Número de entradas no principal durante a última execução de compactação otimizada
by_schema/reads Número de acessos de leitura
by_schema/writes Número de acessos de gravação
by_schema/merges Número de fusões delta

O agente de monitoramento do Google para SAP HANA usa a consulta a seguir para coletar as métricas acima do SAP HANA:

SELECT
     HOST AS "host",
     PORT AS "port",
     SCHEMA_NAME AS "schema",
     SUM(MEMORY_SIZE_IN_TOTAL)/1024/1024 AS "mem_total_mb",
     SUM(MEMORY_SIZE_IN_MAIN)/1024/1024 AS "mem_main_mb",
     SUM(MEMORY_SIZE_IN_DELTA)/1024/1024 AS "mem_delta_mb",
     SUM(MEMORY_SIZE_IN_HISTORY_MAIN)/1024/1024 AS "mem_hist_main_mb",
     SUM(MEMORY_SIZE_IN_HISTORY_DELTA)/1024/1024 AS "mem_hist_delta_mb",
     SUM(ESTIMATED_MAX_MEMORY_SIZE_IN_TOTAL)/1024/1024 AS "est_max_mem_total_mb",
     SUM(RECORD_COUNT) AS "records",
     SUM(RAW_RECORD_COUNT_IN_MAIN) AS "records_main",
     SUM(RAW_RECORD_COUNT_IN_DELTA) AS "records_delta",
     SUM(RAW_RECORD_COUNT_IN_HISTORY_MAIN) AS "records_hist_main",
     SUM(RAW_RECORD_COUNT_IN_HISTORY_DELTA) AS "records_hist_delta",
     SUM(LAST_COMPRESSED_RECORD_COUNT) AS "last_compressed_record_count",
     SUM(READ_COUNT) AS "reads",
     SUM(WRITE_COUNT) AS "writes",
     SUM(MERGE_COUNT) AS "merges"
FROM M_CS_TABLES
GROUP BY HOST, PORT, SCHEMA_NAME;

Instruções com uma duração maior que o limite configurado pela instância

Métrica Descrição
expensive_statements/duration_msec Tempo decorrido (em ms) durante a execução da instrução
expensive_statements/records Número de registros
expensive_statements/lock_waits Contagem de espera de bloqueio acumulado
expensive_statements/lock_duration_msec Duração da espera de bloqueio acumulado (em ms)
expensive_statements/cpu_time_msec Tempo de CPU (em ms) consumido para computar a instrução

O agente de monitoramento do Google para SAP HANA usa a consulta a seguir para coletar as métricas acima do SAP HANA:

SELECT
     HOST AS "host",
     PORT AS "port",
     CONNECTION_ID AS "connection_id",
     TRANSACTION_ID AS "transaction_id",
     STATEMENT_HASH AS "statement_hash",
     DB_USER AS "db_user",
     SCHEMA_NAME AS "schema",
     APP_USER AS "app_user",
     ERROR_CODE AS "error_code",
     DURATION_MICROSEC/1000 AS "duration_msec",
     RECORDS AS "records",
     LOCK_WAIT_COUNT AS "lock_waits",
     LOCK_WAIT_DURATION/1000 AS "lock_duration_msec",
     CPU_TIME/1000 AS "cpu_time_msec"
FROM M_EXPENSIVE_STATEMENTS;

A seguir