Arquitetura: implantação do SAP Hybris

Neste artigo, descrevemos uma arquitetura para implantar o SAP Hybris no Google Cloud Platform (GCP). SAP Hybris é uma plataforma de comércio projetada para escalabilidade, tráfego elevado e grandes volumes de pedidos. A plataforma SAP Hybris é compatível com cargas de trabalho entre empresas (B2B, na sigla em inglês) e de empresa para consumidor (B2C, na sigla em inglês) (ambos em inglês). Neste artigo, descreveremos os componentes arquitetônicos do SAP Hybris para implantações B2B e B2C e explica como implantá-los usando o GCP.

Arquitetura do componente SAP Hybris

A plataforma SAP Hybris contém os seguintes componentes:

  • Um servidor da Web para exibir conteúdo estático e direcionar solicitações dinâmicas, como o Apache ou o nginx.
  • Um servidor de aplicativos Java para executar o aplicativo principal do SAP Hybris Por padrão, o SAP Hybris usa o Apache Tomcat.
  • Um servidor de banco de dados para armazenar dados de cliente, compra e produto, como o Microsoft SQL Server.
  • Um mecanismo de armazenamento em cache opcional para cache de página e sessão, como o Redis.
  • Um mecanismo de pesquisa opcional para pesquisa de produtos, como Apache Solr.

Para implantar o SAP Hybris, siga estas duas etapas:

  1. Implante os componentes arquitetônicos descritos na lista anterior.
  2. Implante e configure o aplicativo SAP Hybris no servidor de aplicativos Java.

No diagrama a seguir, você verá uma amostra de arquitetura de componente detalhada para uma implantação do SAP Hybris, incluindo os componentes opcionais de pesquisa e armazenamento em cache.

Arquitetura do SAP Hybris mostrando um servidor da Web alimentando o App Server, que, por sua vez, tem os componentes Cache, Search e Database Server

Como escolher uma arquitetura de nuvem para o SAP Hybris

O SAP Hybris é compatível com várias configurações de implantação que usam o GCP. Dependendo das necessidades de implantação e gerenciamento, é possível implantar a plataforma principal do SAP Hybris usando o Compute Engine ou o Kubernetes Engine:

  • Se você tiver experiência em configurar e executar o SAP Hybris e operar o Kubernetes, use o Kubernetes Engine.
  • Se você tiver experiência na execução do SAP Hybris em instâncias bare metal ou de máquina virtual (VM, na sigla em inglês), use o Compute Engine.

Neste artigo você encontra ambas as configurações. Para mais informações sobre qual opção de computação escolher, consulte Como escolher uma opção de computação.

A implantação do SAP Hybris descrita neste artigo usa o Servidor SQL no Compute Engine como o servidor de banco de dados.

Como implantar o SAP Hybris usando o Kubernetes Engine

O diagrama a seguir apresenta uma amostra da implantação do SAP Hybris no Kubernetes Engine e no Compute Engine, incluindo os componentes opcionais de pesquisa e armazenamento em cache.

Arquitetura do SAP Hybris baseada no uso do Kubernetes Engine

Nesta arquitetura, o servidor da Web, o servidor de aplicativos e os componentes de armazenamento em cache são implantados no Kubernetes Engine. O servidor de banco de dados e os componentes de pesquisa são implantados no Compute Engine.

O componente do servidor de banco de dados é o servidor SQL. O Cloud Load Balancing direciona as solicitações recebidas para os pods e serviços do servidor da Web do Kubernetes Engine.

Para implantar o SAP Hybris usando o Kubernetes Engine, você empacota o servidor da Web, o aplicativo Java do SAP Hybris básico e o mecanismo de armazenamento em cache em contêineres do Docker individuais. Em seguida, você cria manifestos do Kubernetes a fim de mapear os contêineres do Docker para os pods e os serviços que serão implantados.

Ao usar o Kubernetes Engine, você cria duas sub-redes de nuvem privada virtual (VPC, na sigla em inglês) que abrangem várias zonas em uma única região:

  • A primeira sub-rede contém um cluster do Kubernetes Engine para os servidores da Web.
  • A segunda sub-rede contém um cluster do Kubernetes Engine para os servidores de aplicativos Java e para o mecanismo de armazenamento em cache. Ela também contém as instâncias do Compute Engine para os componentes de pesquisa e de banco de dados para minimizar a latência entre os servidores de aplicativos e os sistemas de pesquisa e de banco de dados. Para impedir o acesso público, as instâncias do Compute Engine nesta sub-rede usam endereços IP somente internos. Usando regras de firewall, configure a sub-rede para permitir o acesso somente a partir da sub-rede do servidor da Web. Essa configuração adiciona mais uma camada de segurança aos componentes nesta sub-rede.

Para configurar a implantação do SAP Hybris de alta disponibilidade, basta seguir estas etapas:

  1. Implante o cluster do Kubernetes Engine em várias zonas dentro de uma única região. Para mais informações, consulte a visão geral dos clusters do Kubernetes Engine em várias zonas.
  2. Outra opção é configurar o cluster para usar o autoescalador de clusters do Kubernetes Engine. Ele redimensiona automaticamente com base em recursos saturados ou subutilizados.
  3. Configure os Grupos de Disponibilidade do SQL Server para ativar implantações de banco de dados altamente disponíveis.
  4. Implante o componente de pesquisa em várias zonas.

Como implantar o SAP Hybris usando o Compute Engine

O diagrama a seguir apresenta uma implantação de amostra do SAP Hybris no Compute Engine, incluindo os componentes opcionais de pesquisa e cache, em vez do Kubernetes Engine.

Arquitetura do SAP Hybris baseada no uso do Compute Engine

Nesta arquitetura, são implantados no Compute Engine o servidor da Web, o de aplicativos, o de banco de dados, o cache e os componentes de pesquisa. O componente do servidor de banco de dados é o SQL Server. O Cloud Load Balancing direciona as solicitações recebidas para as instâncias do servidor da Web do Compute Engine.

Ao usar o Compute Engine, em vez do Kubernetes Engine, serão criadas duas sub-redes VPC que abrangem várias zonas dentro de uma única região:

  • A primeira sub-rede contém as instâncias do Compute Engine para os servidores da Web.
  • A segunda sub-rede contém as instâncias do Compute Engine para os servidores de aplicativos, para os servidores de banco de dados, para o cache e para os componentes de pesquisa. Para evitar o acesso público, as instâncias nessa sub-rede usam endereços IP somente internos. Usando as regras de firewall, configure a sub-rede para permitir o acesso apenas a partir da primeira sub-rede. Essa configuração acrescenta mais uma camada de segurança aos componentes.

Para configurar a implantação do SAP Hybris de alta disponibilidade, basta seguir estas etapas:

  • Implante instâncias do Compute Engine em várias zonas dentro de uma única região.
  • Implante as instâncias de servidor da Web e de servidor de aplicativos dentro de um grupo de instâncias gerenciadas para simplificar o gerenciamento.
  • Implante os componentes de pesquisa e de armazenamento em cache em várias zonas dentro da mesma região que as instâncias do Compute Engine do servidor de aplicativos.
  • Configure os Grupos de Disponibilidade do SQL Server para ativar implantações de banco de dados altamente disponíveis.

A seguir

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…