Glossário

Serviço ativado

  • Para que o usuário possa usar o serviço gerenciado, é necessário primeiro que o serviço seja ativado em um projeto de consumidor de serviço. A ativação de um serviço gerenciado para um projeto de consumidor de serviços permite ao usuário usá-lo, adiciona páginas de monitoramento no Console do Google Cloud e ativa a cobrança pelo serviço se a cobrança estiver ativada no projeto.

Serviço gerenciado

  • O serviço gerenciado é acessado por meio de uma interface bem definida, como uma API. Os usuários não precisam gerenciar os recursos subjacentes como computação e armazenamento, que implementam o serviço.

    Por exemplo, você pode criar um serviço de armazenamento de dados usando o Compute Engine e o Cloud SQL e oferecê-lo aos seus usuários como uma API. Seus usuários interagem apenas com essa API. Eles não sabem ou não se importam como você implementou o serviço gerenciado. Um serviço gerenciado também é chamado de serviço.

Operação

  • O Service Infrastructure usa o conceito genérico de operação para representar as atividades de um serviço gerenciado como chamadas de API e utilização de recursos. Todas as operações são associadas a um serviço gerenciado e a um consumidor de serviço específico. Elas têm um conjunto de propriedades que descrevem a operação, como o nome do método da API e o volume de uso de recursos.

Serviço particular

  • Os serviços privados são ativados somente por usuários e membros de grupos com os quais o serviço tenha sido explicitamente compartilhado, como APIs criadas usando o Cloud Endpoints.

    Um serviço privado não é relacionado à conectividade por meio de endereços IP públicos ou privados (RFC 1918).

Serviço público

  • APIs e serviços públicos são visíveis globalmente para todos os usuários. Exemplos de APIs e serviços públicos do Google Cloud incluem a API do BigQuery, o Cloud Storage e a API Cloud Monitoring. Para obter uma lista completa de APIs públicas, consulte APIs do Cloud.

    Um serviço público não é relacionado à conectividade por meio de endereços IP públicos ou privados (RFC 1918).

Configurações de serviço

  • Cada serviço gerenciado é descrito por uma configuração que inclui vários recursos, como nome, título, definições da API RPC e REST, documentação, autenticação e outros.

    Para alterar a configuração de um serviço gerenciado, você precisa publicar uma configuração de serviço atualizada. Para saber mais, consulte Como gerenciar configurações de serviço.

    A API Service Management também permite publicar uma especificação OpenAPI, anteriormente conhecida como especificação Swagger, que é convertida automaticamente em uma configuração de serviço correspondente.

Consumidor de serviço

  • Um agente (como um usuário ou grupo de usuários) que possui um projeto do Google Cloud ativado e, portanto, pode usar APIs em um serviço gerenciado. Um serviço gerenciado pode ter muitos consumidores de serviço.

API Service Consumer Management

  • A Service Consumer Management fornece utilidades para ajudar você a gerenciar seu relacionamento com os usuários dos serviços gerenciados, incluindo a capacidade de criar e gerenciar unidades de locação e substituir os limites de cota.

API Service Control

API Service Management

  • A API Service Management gerencia a criação e o ciclo de vida de serviços gerenciados e de configurações de serviço. Use a API Service Management para lançar, publicar e atualizar seus serviços gerenciados no Google Cloud para que seus usuários possam encontrá-los, ativá-los e usá-los.

Produtor de serviço

  • Um agente (como um usuário ou grupo de usuários) que possui um projeto do Cloud responsável por publicar e manter um serviço gerenciado. Cada serviço gerenciado pertence a exatamente um produtor de serviço.

Distribuição de serviço

  • Um lançamento de serviço define como a API Service Management implantará configurações de serviço no Google Cloud Platform e como as configurações serão efetivadas. Com ela, é possível especificar várias versões de configurações de serviço que serão implantadas juntas e uma estratégia indicando como elas serão usadas.

    A API Service Management mantém um histórico de distribuições de serviço para que você reverta para versões anteriores de configurações de serviço. Você pode reverter uma configuração de serviço iniciando uma nova distribuição que clona um registro de distribuição enviado anteriormente.

API Service Usage

  • Fornece métodos para você e usuários de seus serviços gerenciados listarem, habilitarem e desabilitarem APIs, além de exibir e gerenciar limites de cotas nos projetos do Google Cloud.

Projeto de locatário

Unidades de locação

  • As unidades de locação oferecem ambientes isolados por serviço e por consumidor de serviço, que são usados para implantar serviços gerenciados. Quando um novo usuário começa a utilizar seu serviço, é possível criar todos os recursos específicos para esse consumidor de serviço em uma única unidade de locação. A criação de uma unidade de locação separada por consumidor de serviço garante que os dados do usuário fiquem isolados. Além disso, se um usuário parar de usar o serviço, a exclusão da unidade de locatário garantirá que os dados do usuário sejam excluídos. Para saber mais sobre unidades de locação, consulte Primeiros passos com as unidades de locação.