Primeiros passos com o Ruby no Compute Engine

Neste tutorial, você aprenderá como começar a usar o Compute Engine. Para segui-lo, implante um app da Web Ruby "Hello World" no Compute Engine. Para receber ajuda com os primeiros passos no App Engine, consulte o ambiente padrão do App Engine.

Objetivos

  • Usar o Cloud Shell para fazer o download e implantar um app de amostra "Hello World".
  • Implantar um app de amostra "Hello World" em uma única instância do Compute Engine.

Custos

Neste tutorial, usamos os seguintes componentes faturáveis do Google Cloud:

Para gerar uma estimativa de custo baseada na projeção de uso deste tutorial, use a calculadora de preços. Novos usuários do Google Cloud podem ser qualificados para uma avaliação gratuita.

Antes de começar

  1. Faça login na sua conta do Google.

    Se você ainda não tiver uma, inscreva-se.

  2. No Console do Google Cloud, na página do seletor de projetos, selecione ou crie um projeto do Google Cloud.

    Acessar a página do seletor de projetos

  3. Verifique se o faturamento está ativado para seu projeto na nuvem. Saiba como confirmar se o faturamento está ativado para o projeto.

  4. Ative a API Compute Engine.

    Ative a API

  5. No Console do Google Cloud, abra o app no Cloud Shell.

    Acesse o Cloud Shell

    O Cloud Shell oferece acesso por linha de comando aos seus recursos de nuvem diretamente no navegador. Abra o Cloud Shell no navegador e clique em Continuar para fazer o download do código de amostra e carregá-lo no diretório de aplicativos.

  6. No Cloud Shell, configure a ferramenta gcloud para usar seu novo projeto do Google Cloud:
    # Configure gcloud for your project
    gcloud config set project YOUR_PROJECT_ID
    

Como executar o app no Cloud Shell

  1. No Cloud Shell, instale as dependências do app usando bundle:

    bundle install
    
  2. Execute o app Sinatra:

    bundle exec ruby app.rb -p 8080
    
  3. No Cloud Shell, clique em Visualização da Web e selecione Visualizar na porta 8080. Uma nova janela será aberta com o aplicativo em execução.

  4. Para interromper o servidor da Web local, pressione Control+C.

Implantar em uma instância única

Veja nesta seção como executar uma única instância do aplicativo no Compute Engine.

Implantação de instância única.

No Cloud Shell, é possível implantar em uma máquina virtual (VM, na sigla em inglês) de instância única do Compute Engine que executa o aplicativo.

Usar um script para inicializar uma instância

É necessário instruir sua instância para que ela faça o download e execute o código. Isso pode ser feito por meio de um script de inicialização que é executado sempre que a instância for iniciada ou reiniciada.

# Install Stackdriver logging agent
curl -sSO https://dl.google.com/cloudagents/install-logging-agent.sh
bash install-logging-agent.sh

# Install dependencies
apt-get update && apt-get -y upgrade && apt-get install -y autoconf bison \
    build-essential git libssl-dev libyaml-dev libreadline6-dev zlib1g-dev \
    libncurses5-dev libffi-dev libgdbm3 libgdbm-dev nginx supervisor

# Account to own server process
useradd -m -d /home/rubyapp rubyapp

# Install Ruby and Bundler
mkdir /home/rubyapp/.ruby
git clone https://github.com/rbenv/ruby-build.git /home/rubyapp/.ruby-build
/home/rubyapp/.ruby-build/bin/ruby-build 2.6.5 /home/rubyapp/.ruby

chown -R rubyapp:rubyapp /home/rubyapp

cat >/home/rubyapp/.profile << EOF
export PATH="/home/rubyapp/.ruby/bin:$PATH"
EOF

su -l rubyapp -c "gem install bundler"

# Fetch source code
git clone https://github.com/GoogleCloudPlatform/getting-started-ruby.git /opt/app

# Set ownership to newly created account
chown -R rubyapp:rubyapp /opt/app

# Install ruby dependencies
su -l rubyapp -c "cd /opt/app/gce && bundle install"

# Disable the default NGINX configuration
rm /etc/nginx/sites-enabled/default

# Enable our NGINX configuration
cp /opt/app/gce/rubyapp.conf /etc/nginx/sites-available/rubyapp.conf
ln -s /etc/nginx/sites-available/rubyapp.conf /etc/nginx/sites-enabled/rubyapp.conf

# Start NGINX
systemctl restart nginx.service

# Configure supervisor to run the ruby app
cat >/etc/supervisor/conf.d/rubyapp.conf << EOF
[program:rubyapp]
directory=/opt/app/gce
command=bash -lc "bundle exec ruby app.rb"
autostart=true
autorestart=true
user=rubyapp
environment=HOME="/home/rubyapp",USER="rubyapp"
stdout_logfile=syslog
stderr_logfile=syslog
EOF

supervisorctl reread
supervisorctl update

# Application should now be running under supervisor

Estas tarefas são executadas no script de inicialização:

  • Instala o agente do Cloud Logging. Ele coleta registros automaticamente do syslog.

  • Instala o Ruby 2.6.5, o Bundler e as dependências do sistema.

  • Clona o código-fonte do aplicativo nos Cloud Source Repositories e instala dependências.

  • Instala e configura o Nginx.

  • Instala o Supervisor para executar o app como um daemon.

  • Configura o Supervisor para executar o app. Com ele, você garante que o app seja reiniciado em caso de saídas inesperadas ou encerramento por um administrador ou outro processo. Ele também envia o stdout e o stderr do app ao syslog para serem coletados pelo agente do Logging.

Criar e configurar uma instância do Compute Engine

  1. Crie uma instância do Compute Engine:

    Linux/macOS

    MY_INSTANCE_NAME="my-app-instance"
    ZONE=us-central1-a
    
    gcloud compute instances create $MY_INSTANCE_NAME \
        --image-family=debian-9 \
        --image-project=debian-cloud \
        --machine-type=g1-small \
        --scopes userinfo-email,cloud-platform \
        --metadata-from-file startup-script=startup-script.sh \
        --zone $ZONE \
        --tags http-server

    Windows

    gcloud compute instances create my-app-instance ^
        --image-family=debian-9 ^
        --image-project=debian-cloud ^
        --machine-type=g1-small ^
        --scopes userinfo-email,cloud-platform ^
        --metadata-from-file startup-script=gce/startup-script.sh ^
        --zone us-central1-a ^
        --tags http-server
    

    Substitua a zona por uma zona de desenvolvimento, por exemplo, us-central1-a. Para mais informações sobre regiões e zonas, consulte Geografia e regiões.

    Isso cria uma nova instância e permite que ela acesse os serviços do Google Cloud e execute o script de inicialização. O nome da instância é my-app-instance.

  2. Verifique o andamento da criação da instância:

    gcloud compute instances get-serial-port-output my-app-instance --zone YOUR_ZONE
    

    Substitua YOUR_ZONE pela zona em que você implantou a instância.

    Quando o script de inicialização estiver concluído, você verá a seguinte mensagem:

    startup-script: INFO Finished running startup scripts.
    
  3. Crie uma regra de firewall para permitir o tráfego para a instância:

    gcloud compute firewall-rules create default-allow-http-80 \
        --allow tcp:80 \
        --source-ranges 0.0.0.0/0 \
        --target-tags http-server \
        --description "Allow port 80 access to http-server"
    

  4. Receba o endereço IP externo da instância:

    gcloud compute instances list
    
  5. Para ver a execução do aplicativo, insira este URL no navegador:

    http://YOUR_INSTANCE_IP
    

    Substitua YOUR_INSTANCE_IP pelo endereço IP externo da instância.

Gerenciar e monitorar uma instância

É possível usar o Console do Cloud para monitorar e gerenciar a instância.

  1. No Console do Cloud, acesse a página Instâncias de VM.

    Acessar instâncias de VM

  2. Na lista de instâncias de máquina virtual, clique em SSH na linha da instância à qual você quer se conectar.
  3. Para visualizar todos os registros gerados pelos recursos do Compute Engine, acesse a página Visualizador de registros. Acessar o visualizador de registros

    O Cloud Logging é configurado automaticamente para reunir registros de vários serviços comuns, incluindo o syslog.

Limpar

Para evitar que os recursos usados neste tutorial sejam cobrados na conta do Google Cloud Platform, faça o seguinte:

Excluir o projeto

  1. No Console do Cloud, acesse a página Gerenciar recursos:

    Acessar "Gerenciar recursos"

  2. Na lista de projetos, selecione o projeto que você quer excluir e clique em Excluir .
  3. Na caixa de diálogo, digite o ID do projeto e clique em Encerrar para excluí-lo.

Excluir recursos individuais

gcloud compute instances delete my-app-instance --zone=YOUR_ZONE --delete-disks=all
gcloud compute firewall-rules delete default-allow-http-80

A seguir