Melhorar desempenho

Este documento aborda algumas técnicas que você pode usar para melhorar o desempenho do aplicativo. Em alguns casos, exemplos de outras APIs ou de APIs genéricas são usados para ilustrar as ideias apresentadas. No entanto, os mesmos conceitos são aplicáveis à Resource Manager API.

Como usar o gzip

Uma maneira fácil e conveniente de reduzir a largura de banda necessária a cada solicitação é ativar a compactação gzip. Embora isso exija mais tempo de CPU para descompactar os resultados, a redução dos custos de rede normalmente faz com que esse método valha muito a pena.

Para receber uma resposta codificada com gzip, faça duas coisas: defina um cabeçalho Accept-Encoding e modifique seu agente de usuário para conter a string gzip. Veja um exemplo de cabeçalhos HTTP formados devidamente para permitir a compactação gzip:

Accept-Encoding: gzip
User-Agent: my program (gzip)

Como trabalhar com recursos parciais

Outra forma de melhorar o desempenho das chamadas de API é solicitar apenas a parte dos dados do seu interesse. Assim, é possível evitar a transferência, a análise e o armazenamento de campos desnecessários no aplicativo para que os recursos sejam usados de maneira mais eficiente, inclusive rede, CPU e memória.

Resposta parcial

Por padrão, depois de processar as solicitações, o servidor envia de volta a representação completa de um recurso. Para melhorar o desempenho, solicite ao servidor o envio apenas dos campos realmente necessários para receber uma resposta parcial.

Para solicitar uma resposta parcial, use o parâmetro de solicitação fields para especificar os campos a serem retornados. Use esse parâmetro com qualquer solicitação que retorne dados de resposta.

Exemplo

O exemplo a seguir mostra o uso do parâmetro fields com uma API de "demonstração" genérica (fictícia).

Solicitação simples: com a solicitação HTTP GET, o parâmetro fields é omitido e o recurso completo é retornado.

https://www.googleapis.com/demo/v1

Resposta de recursos completos: os dados de recursos completos incluem os campos a seguir, além de muitos outros omitidos para agilizar o processo.

{
  "kind": "demo",
  ...
  "items": [
  {
    "title": "First title",
    "comment": "First comment.",
    "characteristics": {
      "length": "short",
      "accuracy": "high",
      "followers": ["Jo", "Will"],
    },
    "status": "active",
    ...
  },
  {
    "title": "Second title",
    "comment": "Second comment.",
    "characteristics": {
      "length": "long",
      "accuracy": "medium"
      "followers": [ ],
    },
    "status": "pending",
    ...
  },
  ...
  ]
}

Solicitação de uma resposta parcial: na solicitação a seguir, para esse mesmo recurso, o parâmetro fields é usado para reduzir de modo significativo a quantidade de dados retornados.

https://www.googleapis.com/demo/v1?fields=kind,items(title,characteristics/length)

Resposta parcial: em reação à solicitação acima, o servidor envia de volta uma resposta que contém somente as informações de tipo, além de uma matriz de itens pareados com características de tamanho e título HTML em cada item.

200 OK
{
  "kind": "demo",
  "items": [{
    "title": "First title",
    "characteristics": {
      "length": "short"
    }
  }, {
    "title": "Second title",
    "characteristics": {
      "length": "long"
    }
  },
  ...
  ]
}

Observe que a resposta é um objeto JSON que contém apenas os campos selecionados e os respectivos objetos pais.

Os detalhes sobre como formatar o parâmetro fields são abordados a seguir. Depois há mais informações sobre os elementos retornados na resposta.

Resumo da sintaxe do parâmetro "Campos"

O formato do valor do parâmetro da solicitação fields baseia-se vagamente na sintaxe XPath. Veja abaixo um resumo da sintaxe compatível e outros exemplos.

  • Use uma lista separada por vírgulas para selecionar diversos campos.
  • Use a/b para selecionar um campo b aninhado no campo a e a/b/c para um campo c dentro de b.

    Exceção: para respostas de API que usam wrappers "data", em que a resposta é aninhada em um objeto data semelhante a data: { ... }, não inclua "data" na especificação fields. A inclusão do objeto "data" com uma especificação "fields" como data/a/b causa um erro. Em vez disso, basta usar uma especificação fields, como a/b.

  • Use um sub-seletor para solicitar um conjunto de subcampos específicos de matrizes ou objetos. Basta colocar expressões entre parênteses "( )".

    Por exemplo: fields=items(id,author/email) retorna apenas o código do item e o e-mail do autor para cada elemento na matriz de itens. Também é possível especificar um único subcampo, em que fields=items(id) é equivalente a fields=items/id.

  • Se necessário, use caracteres curinga em seleções de campo.

    Por exemplo: fields=items/pagemap/* seleciona todos os objetos em um pagemap.

Mais exemplos do uso do parâmetro fields

Os exemplos abaixo incluem descrições de como o valor do parâmetro fields afeta a resposta.

Observação: assim como com todos os valores de parâmetro de consulta, fields também precisa ter codificação de URL. Para facilitar a leitura, os exemplos neste documento estão sem a codificação.

Identifique os campos a serem retornados ou faça seleções de campos.
O valor do parâmetro de solicitação fields é uma lista de campos separados por vírgula, e cada um é especificado em relação à raiz da resposta. Portanto, se você estiver executando uma operação de lista, a resposta será uma coleção que, geralmente, inclui uma matriz de recursos. Se você estiver executando uma operação que retorne um único recurso, os campos serão especificados em relação a esse recurso. Se o campo selecionado for uma matriz, ou parte dela, o servidor retornará a parte selecionada de todos os elementos na matriz.

Veja alguns exemplos do nível de coleção:
Exemplos Efeito
items Retorna todos os elementos da matriz de itens, incluindo todos os campos em cada elemento, mas nenhum outro campo.
etag,items Retorna o campo etag e todos os elementos da matriz de itens.
items/title Retorna apenas o campo de title para todos os elementos da matriz de itens.

Sempre que um campo aninhado for retornado, a resposta incluirá os respectivos objetos pais. Os campos pai não incluem outro campo filho, a menos que eles também sejam selecionados explicitamente.
context/facets/label Retorna apenas o campo label para todos os membros da matriz facets, que é aninhada sob o objeto context.
items/pagemap/*/title Para cada elemento da matriz de itens, a coleção retorna apenas o campo title, se presente, de todos os objetos filhos de pagemap.

Veja alguns exemplos com base no recurso:
Exemplos Efeito
title Retorna o campo title do recurso solicitado.
author/uri Retorna o subcampo uri do objeto author no recurso solicitado.
links/*/href
Retorna o campo href de todos os objetos filhos de links.
Solicite apenas partes de campos específicos usando subseleções.
Por padrão, se houver campos particulares especificados na solicitação, todos os objetos ou elementos da matriz serão retornados pelo servidor. É possível especificar uma resposta que inclua apenas determinados subcampos. Para isso, use a sintaxe de subseleção "( )", como no exemplo abaixo.
Exemplo Efeito
items(title,author/uri) Retorna apenas os valores do title e o uri do autor para cada elemento na matriz de itens.

Como processar respostas parciais

Após o processamento de uma solicitação válida pelo servidor, que inclui o parâmetro de consulta fields, é retornado um código de status HTTP 200 OK com os dados solicitados. Se o parâmetro de consulta fields tiver um erro ou for inválido, o servidor retornará um código de status HTTP 400 Bad Request com uma mensagem informando ao usuário o que havia de errado com a seleção de campos. Por exemplo, "Invalid field selection a/b".

Veja o exemplo de resposta parcial mostrado na seção introdutória acima. A solicitação usa o parâmetro fields para especificar os campos que precisam ser retornados.

https://www.googleapis.com/demo/v1?fields=kind,items(title,characteristics/length)

A resposta parcial é semelhante a esta:

200 OK
{
  "kind": "demo",
  "items": [{
    "title": "First title",
    "characteristics": {
      "length": "short"
    }
  }, {
    "title": "Second title",
    "characteristics": {
      "length": "long"
    }
  },
  ...
  ]
}

Observação: em APIs compatíveis com parâmetros de consulta para paginação de dados (por exemplo, maxResults e nextPageToken), use esses parâmetros para reduzir os resultados de cada consulta a um tamanho administrável. Caso contrário, os possíveis ganhos de desempenho talvez não se concretizem.

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Documentação do Resource Manager