Como usar métricas personalizadas

Este guia descreve como criar e usar métricas personalizadas. As informações estão divididas nas seguintes seções:

  • Métricas personalizadas com a OpenCensus descreve como usar a OpenCensus, uma biblioteca de monitoramento e tracing de código aberto, para criar métricas personalizadas, adicionar dados de métricas a elas e exportá-las para o Stackdriver Monitoring.

    Quando as métricas da OpenCensus são exportadas para o Stackdriver Monitoring, o Monitoring as trata como quaisquer outras métricas personalizadas.

  • Como criar métricas personalizadas descreve como usar a API Stackdriver Monitoring para criar métricas personalizadas e adicionar dados da série temporal a elas.

    A API Monitoring é ilustrada com exemplos usando as linguagens de programação API Explorer, C#, Go, Java, Node.js, PHP, Python e Ruby.

As seguintes informações se aplicam a métricas personalizadas e às métricas fornecidas pelo Stackdriver Monitoring:

  • Como procurar métricas explica como listar e examinar as métricas personalizadas e as mais de 900 métricas internas.
  • Como ler métricas explica como recuperar dados da série temporal de métricas personalizadas e internas usando a API Monitoring. Também é possível usar dados de métricas em gráficos e alertas.

Todas essas operações em métricas exigem a API Stackdriver Monitoring v3. Consulte Introdução à API Stackdriver Monitoring para documentação de referência.

Para uma discussão de conceitos subjacentes a métricas no Stackdriver Monitoring, consulte Métricas, séries temporais e recursos.

Antes de começar

As métricas personalizadas são um recurso sujeito a cobrança do Stackdriver Monitoring e talvez haja custos para as métricas personalizadas. Para mais informações sobre preços, consulte Preços do Stackdriver.

As métricas personalizadas pertencem a projetos do Google Cloud Platform membros de um espaço de trabalho. Mesmo se quiser apenas procurar métricas internas, você precisará de um projeto para trabalhar:

  1. Crie ou selecione um projeto do Console do Google Cloud Platform cujos dados de monitoramento você quer acessar. Neste guia, o código do seu projeto é indicado como {your-project-id}.
  2. Ative o projeto para o Monitoring.

Se você quiser configurar métricas baseadas em registros do Stackdriver nos projetos de GCP, use métricas baseadas em registros.

Sobre métricas personalizadas

As métricas personalizadas são similares às métricas internas do Monitoring, mas apresentam algumas exceções:

  • É possível criar métricas personalizadas dentro dos projetos do GCP.
  • Os nomes das métricas personalizadas costumam começar com custom.googleapis.com/, diferente das métricas internas.
  • É possível gravar dados da série temporal nas métricas personalizadas.
  • É possível excluir as métricas personalizadas.

Consulte a lista de métricas para detalhes sobre as métricas internas.

A seguinte tabela mostra quais métodos na API Monitoring podem ser usados com métricas personalizadas e integradas:

Método da API Monitoring Usar com
métricas personalizadas
Usar com
métricas internas
monitoredResourceDescriptors.get sim sim
monitoredResourceDescriptors.list sim sim
metricDescriptors.get sim sim
metricDescriptors.list sim sim
timeSeries.list sim sim
timeSeries.create sim
metricDescriptors.create sim
metricDescriptors.delete sim

Limites e latências

Consulte Cotas e limites para limites sobre o número de métricas personalizadas e o número de séries temporais ativas, além do período de armazenamento de dados. Se você quiser estender o período de armazenamento dos dados de métrica, bastará copiá-los manualmente para outro local, como o Cloud Storage ou o BigQuery.

Para informações sobre latências associadas à gravação de dados em métricas personalizadas, consulte Latência dos dados de métricas.

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Stackdriver Monitoring
Precisa de ajuda? Acesse nossa página de suporte.