Como escolher e enviar o modelo de preços

Nesta página, apresentamos informações sobre os modelos de preços de soluções de software como serviço (SaaS, na sigla em inglês) e sobre como enviar os modelos de preços para avaliação.

Escolha uma das opções de modelos de preços a seguir para sua solução:

  • Free: os clientes pagam apenas os recursos do Google Cloud que usarem. Caso você esteja oferecendo a solução gratuitamente, pule para Como enviar seu preço para análise.

  • Preços baseados em assinatura: os clientes pagam uma taxa mensal fixa pelo uso do software. Nos meses parciais, o custo é rateado.

  • Preços baseados em uso: os clientes pagam pelo software de acordo com as medições que você escolher, chamadasmétricas, como dados ou armazenamento. Por exemplo, é possível definir seu preço em horas de armazenamento de gibibyte. Se você escolher um modelo de preços com base no uso, seu app precisará medir e enviar as informações de uso ao Google.

  • Preços combinados: os clientes pagam uma taxa de assinatura básica para usar o software, além de cobranças extras conforme o uso.

Em qualquer modelo de preços escolhido, também é possível oferecer um teste gratuito da solução.

Depois de selecionar o modelo de preços, você precisará enviá-lo para análise.

Depois de definir os planos de preços, crie cotações personalizadas para clientes específicos. Por exemplo, se você oferecer um plano Standard com base em assinatura por US$ 100 ao mês, será possível criar uma cotação personalizada que oferece ao cliente o mesmo plano por US$ 50 ao mês. Para saber as etapas de criação de uma cota personalizada, consulte Como criar ofertas privadas para clientes específicos.

Preços baseados em assinatura

Com um modelo de preços baseados em assinatura, você cobra aos clientes uma taxa fixa mensal. Nos meses parciais, o preço é rateado. Use um modelo de preços baseados em assinatura se você definir os preços por medidas não variáveis, como o número de estações do serviço.

É possível oferecer sua solução com diferentes conjuntos de recursos e níveis de serviço. Por exemplo, há planos Standard, Pro e Enterprise disponíveis para sua solução, com recursos progressivamente mais avançados. Você define os níveis do serviço que quer oferecer quando envia os preços para análise.

Por padrão, você configura os planos de assinatura com o faturamento mensal. Se quiser, o plano pode incluir um período de assinatura, como um ano. Com ele, você oferece aos usuários um preço diferenciado por esse período. Quando os clientes fazem uma assinatura por um período específico, ela termina ao final desse período. Depois disso, os clientes precisam assinar seu produto novamente. Se os usuários escolherem um plano mensal, a assinatura será renovada ao final de cada mês.

Em um modelo de preços baseados em assinatura, quando os clientes querem mudar de plano, o efeito e o momento dessa alteração são determinados pelo plano de assinatura atual deles:

  • Para as assinaturas mensais, os clientes podem fazer upgrade ou downgrade entre níveis de serviço ou cancelar a assinatura completamente. Por padrão, assinaturas canceladas pelo cliente são finalizadas no final do mês atual de faturamento.

  • Se os clientes fizerem uma assinatura com período específico, eles poderão mudar de plano para aumentar o nível de serviço ou período. Por exemplo:

    • Aumentar a duração, mas manter o mesmo nível de serviço. Por exemplo, os clientes podem trocar um plano mensal Standard pelo mesmo que tenha 1 ano de duração.

    • Fazer upgrade do nível de serviço com o período de assinatura igual ou maior. Por exemplo, os clientes podem fazer upgrade de um plano Standard de 1 ano para um Pro que tenha a mesma duração.

    • Uma combinação das mudanças acima.

    Nesses casos, a troca de plano dos clientes acontecerá imediatamente.

  • Se os clientes tiverem uma assinatura com um período específico e encurtarem esse período, fizerem downgrade para um nível de serviço menor ou cancelarem a assinatura, a mudança acontecerá ao final do período da assinatura atual. Por exemplo, se o cliente tem atualmente um plano Standard de um ano e quer mudar para um igual que seja mensal, a mudança acontecerá após o término desse período de um ano.

Para configurar os preços com base em assinatura, forneça os planos que serão oferecidos, como Standard ou Enterprise, além dos recursos incluídos neles. Por exemplo, o modelo de preços a seguir oferece três planos de assinatura com acesso a diferentes recursos em cada um deles:

Standard Pro Enterprise
US$ 9,99/mês US$ 39,99/mês US$ 99,99/mês

Recursos:

  • Chamadas ilimitadas
  • Acesso ao Admin Console

Recursos:

  • Chamadas ilimitadas
  • Acesso ao Admin Console
  • Múltiplos logins
  • Segurança

Recursos:

  • Chamadas ilimitadas
  • Acesso ao Admin Console
  • Múltiplos logins
  • Segurança
  • Suporte ilimitado

O modelo de preços a seguir é diferente do exemplo anterior. Ele concederá descontos se os clientes fizerem uma assinatura de um ou três anos.

Standard Pro Enterprise
  • Assinatura mensal: US$ 9,99/mês
  • Assinatura de um ano: US$ 7,49/mês
  • Assinatura de três anos: US$ 5,99/mês
  • Assinatura mensal: US$ 39,99/mês
  • Assinatura de um ano: US$ 29,99/mês
  • Assinatura de três anos: US$ 19,99/mês
  • Assinatura mensal: US$ 99,99/mês
  • Assinatura de um ano: US$ 89,99/mês
  • Assinatura de três anos: US$ 74,99/mês

Recursos:

  • Chamadas ilimitadas
  • Acesso ao Admin Console

Recursos:

  • Chamadas ilimitadas
  • Acesso ao Admin Console
  • Múltiplos logins
  • Segurança

Recursos:

  • Chamadas ilimitadas
  • Acesso ao Admin Console
  • Múltiplos logins
  • Segurança
  • Suporte ilimitado

Preços baseados em uso

Cobre os clientes usando as métricas que sejam aplicáveis à sua solução. Um exemplo comum de métrica é o tempo em que os clientes usam sua solução. Por exemplo, é possível cobrar US$ 0,05 por hora de uso. Igualmente, é possível cobrar os clientes pela quantidade de dados processados pela solução, pelo número de solicitações de API feitas pelo cliente e assim em diante.

Ao escolher suas métricas, você também precisa selecionar uma unidade de relatório para cada uma delas. Essa unidade representa a granularidade com que o uso da solução é medido. Meça a unidade de relatório como um número inteiro, e não como uma fração.

Por exemplo, imagine que você cobre US$ 0,256 por gibibyte (1.024 mebibytes) de dados processados na solução e sua unidade de relatório seja por mebibyte. Se um usuário processa 512 mebibytes de dados, ele recebe uma cobrança de (512 Mib / 1024 MiB) * $0.256 ou US$ 0,128 pelo uso. No entanto, se sua unidade de relatório for por gibibyte, o uso do cliente será relatado como 1 GiB, e o valor total cobrado será de US$ 0,256, mesmo que o usuário use uma fração de um gibibyte.

Veja na tabela a seguir exemplos dos tipos de métricas que podem ser usados e as unidades de relatório recomendadas:

Tipo de métrica Unidades aceitas Unidade de relatório recomendada Exemplos de preços, disponíveis na sua página do Google Cloud Marketplace
Hora Segundo, minuto, hora, dia 1 segundo (a menor possível) US$ 5 por hora
Data de processamento

Byte, Kibibyte (KiB), Mebibyte (MiB), Gibibyte (GiB)

As unidades para dados processados são baseadas em múltiplos binários, onde um Kibibyte é 1024 bytes, um Mebibyte é 1024 Kibibytes e assim por diante.

1 Mebibyte US$ 10 por GiB
Tempo de armazenamento Veja unidades de tempo e dados 1 mebibyte-segundo US$ 10 por GiB-hora
Métrica personalizada N/A. Você define a unidade que quer medir, como a solicitação de API. Depende da métrica. US$ 10 por 1.000 solicitações de API.

Se você quiser cobrar por métrica personalizada, certifique-se de que a medida é uma métrica delta, em que o relatório de uso representa a alteração no valor desde o relatório anterior. Por exemplo, é possível definir um preço por e-mail e cada relatório de uso por hora representa o número de e-mails enviados na hora anterior.

Como definir sua estrutura de preços

Para preços baseados em uso, selecione uma das seguintes opções:

  • Taxa única: os clientes pagam um preço fixo pelo uso, e as cobranças aumentam em proporção direta ao uso. Por exemplo, se você cobrar US$ 0,50 por hora de uso, e um cliente usar sua solução por 20 horas, ele receberá uma cobrança de US$ 10.

    Veja a seguir um exemplo de modelo de preços com três planos de preços, cada um com preços sob demanda e um conjunto diferente de recursos:

    Standard Pro Enterprise
    US$ 0,002 por e-mail enviado US$ 0,004 por e-mail enviado US$ 0,006 por e-mail enviado

    Recursos:

    • Acesso ao Admin Console

    Recursos:

    • Acesso ao Admin Console
    • Múltiplos logins
    • Segurança

    Recursos:

    • Acesso ao Admin Console
    • Múltiplos logins
    • Segurança
    • Suporte ilimitado
  • Preços em níveis: se você quiser oferecer descontos por uso prolongado aos clientes, pode criar níveis de preços. Os níveis se aplicam ao longo de um mês de faturamento. No início de um novo mês de faturamento, o preço é redefinido para o primeiro nível. Defina níveis para cada métrica em que o preço é baseado.

    Veja a seguir um exemplo de modelo com três planos de preços, cada um com preços em níveis:

    Standard Pro Enterprise
    • US$ 0,002 por e-mail enviado, de 0 a 1.000 e-mails
    • US$ 0,001 por e-mail enviado, de 1.001 a 2.000 e-mails
    • US$ 0,0001 por e-mail enviado, mais de 2.001 e-mails
    • US$ 0,005 por e-mail enviado, de 0 a 1.000 e-mails
    • US$ 0,004 por e-mail enviado, de 1.001 a 2.000 e-mails
    • US$ 0,002 por e-mail enviado, mais de 2.001 e-mails
    • US$ 0,008 por e-mail enviado, de 0 a 1.000 e-mails
    • US$ 0,006 por e-mail enviado, de 1.001 a 2.000 e-mails
    • US$ 0,003 por e-mail enviado, mais de 2.001 e-mails

    Recursos:

    • Acesso ao Admin Console

    Recursos:

    • Acesso ao Admin Console
    • Múltiplos logins
    • Segurança

    Recursos:

    • Acesso ao Admin Console
    • Múltiplos logins
    • Segurança
    • Suporte ilimitado

    Quando um novo mês de faturamento começa, o preço é redefinido para o primeiro nível.

    Defina conjuntos separados de níveis para cada métrica em que seus preços são baseados.

Preços combinados

Em um modelo de preços combinados, os clientes pagam uma taxa de assinatura básica para utilizar seu software, além de cobranças extras com base no uso. É possível incluir uma quantidade específica de uso na sua taxa básica. Por exemplo, o modelo de preços a seguir tem planos de assinatura básicos que incluem várias solicitações da API e cobranças adicionais à medida que os clientes aumentam o uso:

Standard Pro Enterprise

Taxa de assinatura de US$ 9,99/mês

US$ 0 por solicitação para 1.000 solicitações de API

US$ 0,002 por solicitação para mais de 1.000 solicitações de API

Taxa de assinatura de US$ 39,99/mês

US$ 0 por solicitação para 2.000 solicitações de API

US$ 0,005 por solicitação para mais de 2.000 solicitações de API

Taxa de assinatura de US$ 99,99/mês

US$ 0 por solicitação para 10.000 solicitações de API

US$ 0,008 por solicitação para mais de 10.000 solicitações de API

Recursos:
  • Suporte por e-mail
  • Acesso ao Admin Console
Recursos:
  • Suporte por e-mail e telefone
  • Acesso ao Admin Console
  • Múltiplos logins
  • Segurança
Recursos:
  • Suporte prioritário ilimitado
  • Acesso ao Admin Console
  • Múltiplos logins
  • Segurança

Como enviar seu preço para análise

Após selecionar o modelo de preços, você precisa enviá-lo para análise. As etapas de envio dos preços para análise dependem do portal que você usa, o Portal do parceiro ou o Portal do Produtor.

Portal do Produtor

Depois de selecionar o modelo de preços, você adiciona as informações correspondentes direto no Portal do Produtor. O processo de aprovação pode levar mais de duas semanas, então recomendamos concluir esta etapa e enviar a análise de preço assim que possível.

O link direto para o Portal do Produtor é:

https://console.cloud.google.com/producer-portal?project=YOUR_PROJECT_ID

Clique no nome da sua solução na lista correspondente.

Na página Visão geral da solução, encontre a seção Preços e clique em EDITAR.

Como definir sua estrutura de preços

Para cada modelo de preços que você quer oferecer, crie um nome para o plano de preços e siga as etapas para definir a estrutura.

Após definir as estruturas de preço para todos os modelos que você quer oferecer, clique em CONFIGURAR para configurá-las e avance para os outros recursos da página Preços. Ao configurar as estruturas de preços, você também desbloqueia as etapas para integrar o back-end do app para poder adicionar os detalhes de preços e começar a implementar e testar a integração em paralelo.

Free

  1. Na lista suspensa Modelo de preços, selecione Free.

Preços baseados em assinatura

  1. Na lista suspensa Modelo de preços, selecione Apenas assinatura.

Preços baseados em uso

  1. Na lista suspensa Modelo de preços, selecione Baseado apenas no uso.

  2. Na lista suspensa Métricas, selecione ADICIONAR OU ATUALIZAR MÉTRICAS para adicionar uma métrica.

  3. Para cada métrica adicionada, você precisa inserir um Nome de exibição, uma Unidade de relatório e uma Unidade de exibição, para depois clicar em CONCLUÍDO ou ADICIONAR OUTRA MÉTRICA. A Unidade de relatório especifica como a métrica rastreia o uso para faturamento, enquanto a Unidade de exibição especifica como o preço da métrica é exibido. Por exemplo, os clientes podem ser cobrados por segundos de uso, mas o preço da solução é exibido para eles por hora.

Preços combinados

  1. Na lista suspensa Modelo de preços, selecione Assinatura + uso.

  2. Na lista suspensa Métricas, selecione ADICIONAR OU ATUALIZAR MÉTRICAS para adicionar uma métrica.

  3. Para cada métrica adicionada, você precisa inserir um Nome de exibição, uma Unidade de relatório e uma Unidade de exibição, para depois clicar em CONCLUÍDO ou ADICIONAR OUTRA MÉTRICA. A Unidade de relatório especifica como a métrica rastreia o uso para faturamento, enquanto a Unidade de exibição especifica como o preço da métrica é exibido. Por exemplo, os clientes podem ser cobrados por segundos de uso, mas o preço da solução é exibido para eles por hora.

Como adicionar detalhes a estruturas de preços

Após definir as estruturas de preços, adicione os detalhes.

Para adicionar os detalhes às estruturas de preços definidas, navegue até a seção Preços do Portal do Produtor.

Preços baseados na assinatura e preços combinados

Para modelos de preços baseados na assinatura e elementos de modelos de preços combinados:

  1. Clique em EDITAR TAXAS DE ASSINATURA.

  2. Insira o preço no campo Preço.

  3. Clique em CONCLUÍDO.

Preços baseados no uso e preços combinados

Para modelos de preços baseados no uso e elementos baseados no uso de modelos de preços combinados:

  1. Clique em EDITAR USO.

  2. Para preços de taxa única, adicione uma Quantidade de exibição e um Preço.

  3. Para preços em níveis, insira uma Quantidade de exibição e clique em ADICIONAR NÍVEL para cada nível extra que você quer adicionar. Quando visualizar o número correto de níveis, adicione um Preço e um limite inferior para o nível no campo De. O limite superior de cada nível é atualizado quando você adiciona o limite inferior do próximo nível.

  4. Clique em CONCLUÍDO.

Como adicionar recursos a planos

Depois de adicionar os detalhes de preços, adicione recursos a planos específicos usando a guia RECURSOS da seção Detalhes de preços. Para cada combinação de recurso e plano, selecione Sim, Não, N/A ou insira um valor personalizado para indicar o nível de suporte desse recurso pelo plano.

Como responder a perguntas sobre categoria fiscal

Após adicionar recursos aos planos de preços, use a guia CATEGORIA FISCAL da seção Detalhes de preços para responder a perguntas sobre a solução. Suas respostas a essas perguntas são usadas pelo Google apenas para classificação interna.

Adicionar um Contrato de licença de usuário final (EULA)

Adicione um Contrato de licença de usuário final (EULA) na guia Termos e políticas. Recomendamos que você use o padrão do Google, se sua solução permitir. Isso pode ajudar os usuários a adotar sua solução com mais rapidez.

Se a solução exigir um EULA especializado, adicione o URL desse EULA ao campo URL do EULA.

Como enviar seu modelo de preços para análise

Quando estiver pronto para enviar o modelo de preços para processamento, clique em Enviar.

Portal do parceiro

Depois de escolher o modelo de preços, adicione seu plano ao modelo de informações de preço e envie-o ao Engenheiro de parceiros.

Opcional: como oferecer o teste do software

Se você quiser oferecer um teste do seu software para os usuários do Google Cloud, preencha este formulário de inscrição do Marketplace. Você precisa especificar estes itens:

  • O período de avaliação, por exemplo, 30 dias.
  • O crédito máximo (em dólares americanos) a que a avaliação está limitada.

Os clientes poderão escolher um dos seus planos de preços, e o crédito da avaliação será aplicado a ele.

A avaliação termina quando o cliente alcança o limite de crédito ou ao final do período de avaliação, o que acontecer primeiro. Por exemplo, se você oferecer uma avaliação de 15 dias com um crédito máximo de US$ 100, ela terminará quando os usuários atingirem esse valor ou ao final do prazo.

No final do período de avaliação, os clientes são cobrados de acordo com o plano de preços escolhido. Se o cliente mudar o plano durante a avaliação, ele será cobrado com base nesse novo plano.

Se os preços da sua solução são baseados no uso, recomendamos definir um limite de crédito para teste que seja o dobro do custo de utilização esperado.

Como atualizar o preço das soluções após o lançamento

Para atualizar o preço da solução após o lançamento, siga estas etapas:

  1. Preencha uma planilha de preços.
  2. Preencha o formulário de solicitação de alteração de preço para enviar o pedido à equipe de operações.
  3. Ela responderá em até dois dias úteis para confirmar o recebimento do formulário ou fazer perguntas complementares.

Leva cerca de uma semana para que uma atualização de preço entre em vigor, exceto se você diminuir o valor. Nesse caso, a mudança é imediata. Se você aumentar o preço, levará 45 dias a partir da confirmação de recebimento da equipe de operações para que a mudança entre em vigor. Esse período inclui 15 dias para você escrever e enviar uma mensagem aos usuários ativos, mais 30 dias para que eles se informem sobre a alteração no preço.