Como configurar o Cloud Logging para Go

Nós fornecemos um pacote de geração de registros compatível com a biblioteca padrão. A biblioteca do Cloud Logging para Go expõe uma camada de nível superior para trabalhar com o Cloud Logging.

O agente do Cloud Logging não precisa ser instalado para usar a biblioteca do Cloud Logging para Go em uma instância de VM do Compute Engine.

Antes de começar

  1. Faça login na sua conta do Google Cloud. Se você começou a usar o Google Cloud agora, crie uma conta para avaliar o desempenho de nossos produtos em situações reais. Clientes novos também recebem US$ 300 em créditos para executar, testar e implantar cargas de trabalho.
  2. No Console do Google Cloud, na página do seletor de projetos, selecione ou crie um projeto do Google Cloud.

    Acessar o seletor de projetos

  3. Verifique se o faturamento está ativado para seu projeto na nuvem. Saiba como confirmar se o faturamento está ativado para o projeto.

  4. Ative a Cloud Logging API.

    Ative a API

Como instalar o pacote

go get -u cloud.google.com/go/logging

Como usar o logger do Go


// Sample stdlogging writes log.Logger logs to the Cloud Logging.
package main

import (
	"context"
	"log"

	"cloud.google.com/go/logging"
)

func main() {
	ctx := context.Background()

	// Sets your Google Cloud Platform project ID.
	projectID := "YOUR_PROJECT_ID"

	// Creates a client.
	client, err := logging.NewClient(ctx, projectID)
	if err != nil {
		log.Fatalf("Failed to create client: %v", err)
	}
	defer client.Close()

	// Sets the name of the log to write to.
	logName := "my-log"

	logger := client.Logger(logName).StandardLogger(logging.Info)

	// Logs "hello world", log entry is visible at
	// Cloud Logs.
	logger.Println("hello world")
}

Para mais informações sobre a instalação, consulte a documentação da biblioteca do Cloud Logging para Go. Também é possível informar problemas usando o Issue Tracker.

Com a biblioteca de cliente do Cloud diretamente

Para informações sobre como usar diretamente a biblioteca de cliente do Cloud Logging Cloud para Go, consulte Bibliotecas de cliente do Cloud Logging.

Como executar no Google Cloud

Para usar a biblioteca do Cloud Logging para Go, é necessário ter o papel de gravador de registros do IAM no Google Cloud. A maioria dos ambientes do Google Cloud fornece esse papel por padrão.

App Engine

O App Engine concede o papel de gravador de registros por padrão.

A biblioteca do Cloud Logging para Go pode ser usada sem a necessidade de fornecer credenciais explicitamente.

O Cloud Logging é ativado automaticamente para aplicativos do App Engine. Nenhuma outra configuração é necessária.

Google Kubernetes Engine (GKE)

O GKE concede o papel de gravador de registros por padrão.

Se necessário, use também o seguinte comando para adicionar o escopo de acesso logging.write ao criar o cluster:

gcloud container clusters create example-cluster-name \
    --scopes https://www.googleapis.com/auth/logging.write

Compute Engine

Ao usar instâncias de VM do Compute Engine, adicione o escopo de acesso cloud-platform a cada instância. Ao criar uma nova instância por meio do Console do Google Cloud, é possível adicionar o escopo na seção Identidade e acesso à API do painel Criar instância. Use a conta de serviço padrão do Compute Engine ou outra de sua escolha e selecione Permitir acesso completo a todas as APIs do Cloud em Identidade e acesso à API. Independentemente da conta de serviço selecionada, verifique se ela recebeu o papel de gravador de registros na seção IAM e administrador do Console do Cloud.

Execução local e em outro lugar

Para usar a biblioteca do Cloud Logging para Go fora do Google Cloud (incluindo a execução da biblioteca na sua própria estação de trabalho, nos computadores do seu centro de dados ou nas instâncias de VM de outro provedor de nuvem), forneça o ID do projeto do Google Cloud e as credenciais da conta de serviço apropriada diretamente para a biblioteca do Cloud Logging para Go.

É possível criar e receber credenciais da conta de serviço manualmente. Ao especificar o campo Papel, use o papel de gravador de registros. Para mais informações sobre os papéis de gerenciamento de identidade e acesso, consulte o Guia de controle de acesso.

Como visualizar os registros

Após a implantação, é possível ver os registros no Explorador de registros.

Acessar o Explorador de registros

No Explorador de registros, é preciso especificar um ou mais recursos, mas a escolha deles pode não ser óbvia. Veja a seguir algumas dicas para ajudar você a começar:

  • Se você estiver implantando seu aplicativo no App Engine ou usando as bibliotecas específicas dele, defina seu recurso como Aplicativo do GAE.

  • Se você estiver implantando seu aplicativo no Compute Engine, defina o recurso como Instância de VM do GCE.

  • Se você estiver implantando seu aplicativo no Google Kubernetes Engine, a configuração de geração de registros do cluster determinará o tipo de recurso das entradas de registro. Para uma discussão detalhada sobre o pacote de operações do Google Cloud legado e as soluções do Kubernetes Monitoring do pacote de operações do Google Cloud, e sobre como essas opções afetam o tipo de recurso, consulte Como migrar para o Kubernetes Monitoring do pacote de operações do Google Cloud.

  • Se o aplicativo estiver usando a API Cloud Logging diretamente, o recurso dependerá da API e da configuração. Por exemplo, no seu aplicativo, é possível especificar um recurso ou usar um recurso padrão.

  • Se você não vir registros no Explorador de registros, alterne para o modo de consulta avançada e use uma consulta vazia para ver todas as entradas de registro.

    1. Para alternar para o modo de consulta avançada, clique no menu (▾) na parte superior do Explorador de registros e selecione Converter para filtro avançado.
    2. Limpe o conteúdo que aparece na caixa de filtro.
    3. Clique em Enviar filtro.

    É possível examinar as entradas individuais para identificar seus recursos.

Para mais informações, consulte Como visualizar registros e Consultas avançadas de registros.